Concepção e racionalismo

1.730 visualizações

Publicada em

Seminário sobre Concepção e racionalismo

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.730
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Concepção e racionalismo

  1. 1. CONCEPÇÃO RACIONALISTA: Gestalt e Percepção da Forma Bruna Aparecida Cristiane Gonzaga Paulo Rodrigo Vanessa Pinheiro Wagner Silva
  2. 2. O que é Gestalt? <ul><li>Palavra alemã, sem tradução significa: “integração das partes em oposição à </li></ul><ul><li>soma do todo” </li></ul><ul><li>A Gestalt estuda o motivo pelo qual algumas formas agradam mais que outras. </li></ul>
  3. 3. Gestalt <ul><li>Para a psicologia da Gestalt o todo é sempre maior que a soma de suas partes, e a tentativa de estudar o todo pelas partes sempre acabará num resultado frustrado que não representaria a verdade. Seria o equivalente a uma melodia, que no todo tem um significado próprio, mas que se decomposta em pequenos grupos de notas ou instrumentos, perderia a estrutura final por onde a música poderia ser identificada. </li></ul><ul><li>O cérebro percebe as partes de um todo, mas as organiza de </li></ul><ul><li>maneira original que pode mudar o sentido;. </li></ul>
  4. 4. Leis da Gestalt <ul><li>Segundo a Gestalt , existem princípios a ter em conta para a percepção de objetos e formas: </li></ul><ul><li>1. Unidade </li></ul><ul><li>2. Segregação </li></ul><ul><li>3. Unificação </li></ul><ul><li>4. Fechamento </li></ul><ul><li>5. Continuidade </li></ul><ul><li>6. Proximidade </li></ul><ul><li>7. Semelhança </li></ul><ul><li>8. Pregnância da forma </li></ul>
  5. 5. Unidade <ul><li>Um único elemento encerra-se em si mesmo ou como parte de um todo. </li></ul>
  6. 6. Segregação <ul><li>Capacidade perceptiva de separar, identi-ficar, evidenciar ou destacar unidades formais em um todo compositivo ou partes desse todo. </li></ul>
  7. 7. Unificação <ul><li>Igualdade ou semelhança de estímulos. A unificação ocorre quando há harmonia, equilíbrio, ordenação visual e coerência. </li></ul>
  8. 8. Fechamento <ul><li>A sensação de fechamento visual é obtida pela continuidade de uma ordem estrutural definida. Não confundir com fechamento físico. </li></ul>
  9. 9. Continuidade <ul><li>Impressão visual de como as partes se sucedem de modo coerente, sem quebras ou interrupções na sua fluidez visual. </li></ul>
  10. 10. Proximidade <ul><li>Elementos óticos próximos uns aos outros tendem a serem vistos juntos e constituírem uma unidade. </li></ul>
  11. 11. Semelhança <ul><li>Igualdade de forma ou cor desperta também a tendência de se construir unidades e estabelecer agrupamentos. </li></ul>
  12. 12. Pregnância da forma <ul><li>Pregnância é equilíbrio, clareza e unificação visual, rapidez de leitura e interpretação. Mínimo de complicação na organização dos elementos. </li></ul>
  13. 13. O uso da tecnologia nessa concepção <ul><li>Segundo a concepção racionalista, o processo de aprendizagem é regulado pelo amadurecimento orgânico das estruturas racionais, pré-formadas no aluno. </li></ul><ul><li>Segundo esta visão, o uso de ferramentas tecnológicas é absolutamente acessório, sendo apenas consideradas para a mensuração dos estágios de desenvolvimento cognitivo </li></ul>
  14. 14. <ul><li>As atividades de conhecimento são centradas no aluno, que depende exclusivamente do seu potencial cognitivo para alcançar a aprendizagem (MOREIRA; COSTA; OLIVEIRA,2001). </li></ul><ul><li>Exemplo de atividade tecnológica Gestalt : </li></ul><ul><li>Teste de Inteligência </li></ul><ul><li>http://www.decifra-me/ </li></ul>
  15. 15. Aspectos Positivos e Críticos <ul><li>Um todo é aprendido de forma súbita imediata por reestruturação do campo perceptual, por “insight”; </li></ul><ul><li>Estrutura é um todo indivisível, organizado e tal organização é inerente à razão humana; </li></ul><ul><li>O desenvolvimento cognitivo e a percepção empírica; </li></ul><ul><li>Para a epistemologia racional, os fatos não são dados, mas construídos, pois entendemos que já existam estruturas teóricas que orientam a observação ; </li></ul>
  16. 16. Proposta na Educação Matemática <ul><li>O professor de matemática, num ambiente informatizado, tem o computador como aliado para o desenvolvimento cognitivo dos alunos, viabilizando a realização de novos tipos de atividades e de novas formas de pensar e agir. </li></ul><ul><li>A proposta Gestalt vem desafiar o aluno a desenvolver a atividade, pois se o aluno não conseguir acertar a resposta ele não avança para a próxima tela. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Poderíamos propor uma atividade, de acordo com os PCN’s, de forma que se o aluno não acertasse a questão ele não chegaria ao fim da atividade; </li></ul><ul><li>Mesmo que ele peça ajuda aos colegas de classe, nesse momento ele estaria trabalhando valores pessoais, além do conteúdo matemático. </li></ul>
  18. 18. Desafio
  19. 19. Referência <ul><li>http://www.ligiafascioni.com.br/ligia/upload/arquivo/Gestalt_aula2. pdf; </li></ul><ul><li>http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/viewFile/203/118; </li></ul><ul><li>http://mpcomp.pgcomp.uece.br/admin/arquivos/FranciscoFilho2004.pdf; </li></ul><ul><li>http://www.decifra-me/; </li></ul><ul><li>http://rachacuca.com.br/teste-de-einstein/; </li></ul>

×