A criança interior

804 visualizações

Publicada em

Palestra sobre criança interior. Aborda o lado criança de todo adulto, com suas marcas, seus bloqueios e comprometimentos na vida adulta. Aborda ainda os cuidados com a criança interior e a influência no trabalho com a educação infantil.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
804
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A criança interior

  1. 1. WAGNER LUIZ GARCIA TEODORO Psicólogo / Psicopedagogo
  2. 2. O QUE É ?  Todos nós carregamos no íntimo a criança que fomos  Carregamos registros de nossa infância, isto é, da criação, das experiências emocionais ...
  3. 3. BASE  Uma criança é naturalmente alegre e espontânea  As experiências afetivas da infância vão ajudando a compor a personalidade e a autoestima, interferindo na vida adulta  Quando as vivências são negativas, provocam a criação de defesas psicológicas contra o sofrimento
  4. 4.  Nossa criança carrega marcas das faltas, dos excessos, das surras, dos rótulos ...  Muitas vezes traz em si feridas não cicatrizadas, comprometendo o prazer, a espontaneidade, a criatividade e a alegria de viver MARCAS
  5. 5. “A criança que fui chora na estrada Deixei-a ali quando vim ser quem sou Mas hoje, vendo que o que sou é nada Quero ir buscar quem fui onde ficou.” (Fernando Pessoa)
  6. 6.  Nossa felicidade e nosso crescimento pessoal são bloqueados pelas feridas e defesas que a nossa criança carrega  A criança que existe em nós precisa se sentir amada, aceita, segura, importante, livre e feliz RESTAURANDO
  7. 7. EDUCANDO  A nossa criança interior é capaz de nos conectar com as crianças que cuidamos, tornando mais fácil perceber seus sentimentos, medos e desejos  Se nossa criança permanece presa a sentimentos negativos, corremos o risco de passar nossos conflitos para as crianças que educamos  Quanto mais feliz está nossa criança, melhor qualidade terá a relação
  8. 8. Cuide bem da sua criança! saudeglobalpsicologia.blogspot.com.br

×