CAPA     Gestor onisciente,         equipe responsável                                                                    ...
mentos, prazos, duração de esto-      Características do empreendedor        Exige qualidade e eficiênciaques, qualidade, ...
CAPA                                            Em conjunto                              entre as décadas de 1950 e 1960, ...
Shitsuke                                aspecto de sujeira, ligado tanto a        Office (cadernos, cadernetas, mar-   É o...
CAPA                                                          Experiência     Estamparia Literária                        ...
VZ Camisetas                                                                       notícias sobre o mercado promocional sã...
CAPA     nuseio e descarte dos produtos.        investir em maquinário. “Sempre           sente em vários eventos na área ...
Delegação de poderes ou empowerment                          10. Você considera mais agradável executar direta-   A delega...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revista Silk Screen

2.063 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.063
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
114
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista Silk Screen

  1. 1. CAPA Gestor onisciente, equipe responsável Paula Cabral e Victor Okada Gerir, além de fazer a empresa realmente funcionar e gerar lucros, é reconhecer a importância da equipe e de cada indivíduo N ão adianta fingir e Empresa ativa O mínimo esperado pelo em- muito menos fugir. A geração de lucro é pré-re- presário é que todo o investimento A má gestão de uma quisito para uma companhia pro- realizado se transforme e volte empresa pode acar- gredir em um sistema capitalista, para ele em forma de lucro. A ta- retar sérios proble- exigindo do empreendedor uma refa não é das mais simples, pois é mas, muitas vezes, irreversíveis. série de estratégias. De acordo preciso perceber o que o mercado Transparecer uma boa imagem com Reinaldo Messias, consultor consumidor espera das soluções é importante, desde que seja um do Serviço de Apoio às Micro e fornecidas pela empresa, como a reflexo verdadeiro. Caso contrário, Pequenas Empresas de São Paulo concorrência enxerga a atividade a falsa solidez poderá desmoronar (Sebrae-SP), uma pequena fórmula exercida (se atrapalha ou benefi- a qualquer momento. Reconhecer pode ser aplicada: o investimento cia), entre outros detalhes. os problemas internos e, princi- que entra é igual ao lucro, vezes Além do posicionamento de palmente, admiti-los, é o primeiro um determinado tempo. mercado, o profissional deve ob- passo para reverter essa situação. servar se as condições internas Existem livros, cursos e treina- do negócio favorecem a geração mentos que discutem incessan- de lucro. “A estrutura tem de ser temente temas ligados à gestão vantajosa, não pode ser cara, com empresarial como trabalho em gente treinada e com estoque sufi- equipe, planejamento e plano de ciente”, cita Messias. negócios. Esses recursos são im- portantes para que o empresário Organização reúna um grande leque de infor- O consultor do Sebrae lista mações e conheça algumas das quatro grandes processos de ges- soluções mais efetivas. tão de negócio que podem manter Seguindo essa linha, a revista uma empresa ativa. Primeiramen- Silk-Screen preparou uma reporta- te, o processo operacional, que gem sobre os principais entraves propõe agregar valor e transfor- para o processo produtivo e as fer- mar materiais em soluções para ramentas necessárias para uma boa o cliente. Dentro desse processo, Sebrae gestão empresarial. Após a leitura, o empresário necessita organizar vale a reflexão para, aos poucos, Reinaldo Messias, consultor do toda a dinâmica de suprimentos, transformar a teoria em prática. Sebrae São Paulo compras, equipamentos, paga-24 Silk-Screen | Junho 2012
  2. 2. mentos, prazos, duração de esto- Características do empreendedor Exige qualidade e eficiênciaques, qualidade, fabricação e os O empreendedor tem como - O empreendedor encontra ma-seus controles. característica básica o espírito neiras de fazer melhor, mais No entanto, não adianta produ- criativo e pesquisador. Ele está rápido ou mais barato;zir bem e não vender. O segundo constantemente buscando novos - Age de maneira a realizar ações,processo que merece destaque é o caminhos e novas soluções, sem- serviços e produtos que satis-de vendas. “Trata-se da organiza- pre tendo em vista as necessidades façam ou excedam padrõesção das ferramentas de marketing, das pessoas. A essência do em- de excelência;sejam elas para prospecção, divul- presário de sucesso é a busca de - Desenvolve ou utiliza procedi-gação ou manutenção dos clientes, novos negócios e oportunidades, mentos para assegurar que obem como a área operacional de além da preocupação com a me- trabalho seja terminado a tempovendas, seja pela equipe interna lhoria do produto. e que atenda a padrões de qua-ou escolhendo adequadamente Seguem algumas característi- lidade previamente combinados.canais externos que possibilitem cas do empreendedor em relaçãoessas vendas”, completa Messias. à realização: É persistente De nada adianta vender bem se - O empreendedor age diante dea empresa controla mal os recur- Busca oportunidades e um obstáculo significativo;sos. Então, o terceiro processo é o toma a iniciativa - Age repetidamente ou muda decontrole, onde o empreendedor ve- - O empreendedor faz o que deve estratégia a fim de enfrentar umrifica as condições, principalmente ser feito antes de ser solicitado desafio ou superar um obstáculo;de dinheiro, que estão sendo rea- ou forçado pelas circunstâncias; - Assume responsabilidade pessoallizadas e mantidas pela empresa. - Age para expandir o negócio a no- pelo desempenho necessárioHá o levantamento para saber se vas áreas, produtos ou serviços; para atingir metas e objetivos.o dinheiro que está sendo injetado - Aproveita oportunidades foraretorna para a empresa na forma do comum para começar um É comprometidode lucro dentro da expectativa negócio, obter financiamentos, - O empreendedor faz um sacri-inicial, quando começou o negócio. equipamentos, terrenos, local de fício pessoal ou despende um e “Como algo pode ser feito ade- trabalho ou assistência. sforço extraordinário para com-quadamente, vendido de uma pletar uma tarefa;forma muito legal, se não tiver o Corre riscos calculados - Colabora com os empregados ouquarto processo, que é o processo - O empreendedor avalia alternativas se coloca no lugar deles, se neces-de liderança?”, indaga Messias. e calcula riscos deliberadamente; sário, para terminar um trabalho;Trata-se da tomada de decisão, - Age para reduzir os riscos ou con- - Se esmera em manter os clientesmas não apenas do dono e sim de trolar os resultados; satisfeitos e coloca em primeirotoda a equipe que operacionaliza o - Coloca-se em situações que im- lugar a boa vontade em longo pra-negócio. Deve-se saber selecionar plicam riscos moderados. zo, acima do lucro no curto prazo.(e manter) bem as pessoas, além Fonte: Sebraede controlar de forma efetiva odesempenho delas. De acordo com o consultor, há gados. A dificuldade enfrentada paga pelo atraso em relação aoainda um quinto peso que, sem pelo marketing, por exemplo, deve prazo. No final, a empresa comodúvida, pode ser adicionado: ter refletir na área de vendas. Conse- um todo paga o preço pela perdapaixão por aquilo que faz. quentemente, o setor financeiro de credibilidade”, enfatiza. também será afetado. Com intuito de evitar esse tipoErros consecutivos Messias afirma que, notoria- de problema, o gestor precisa certi- Em uma empresa, as consequ- mente, os maiores erros são en- ficar-se de que a qualidade espera-ências de falhas individuais podem contrados na etapa de produção. da será atendida. Muitas vezes, portomar grandes proporções. Isso “Quando a produção erra, necessa- conta de falha de comunicação, oporque os departamentos, de uma riamente, a área de finanças paga produto desejado pelo cliente nãoforma ou de outra, estão interli- o preço pelo desperdício e o cliente é obtido a contento. Junho 2012 | Silk-Screen 25
  3. 3. CAPA Em conjunto entre as décadas de 1950 e 1960, “QUANDO A Atualmente, é bastante co- que propõe maior qualidade nos PRODUÇÃO ERRA, mum encontrar em alguns currí- processos para que as empresas se culos candidatos que enfatizam tornem mais competitivas. NECESSARIAMENTE, saber trabalhar em equipe. Essa Os cinco conceitos foram intro- A ÁREA DE FINANÇAS é uma qualidade muito valori- duzidos no Brasil, em 1991, pela zada em praticamente todos os Fundação Cristiano Ottoni. Há PAGA O PREÇO ambientes corporativos, pois, se o alguns anos, a Agência Nacional PELO DESPERDÍCIO funcionário não contar com esse de Vigilância Sanitária (Anvisa) E O CLIENTE PAGA espírito, será um elo quebrado e divulgou um documento sobre o grupo não atingirá o objetivo esse famoso método de controle de PELO ATRASO como esperado. qualidade. Acompanhe alguns dos EM RELAÇÃO AO Para surgir uma equipe, Messias principais trechos: costuma brincar que, em primei- PRAZO. NO FINAL, ro lugar, é preciso terminar com Seiri A EMPRESA COMO a “EUquipe”. “Tentar de toda a É o senso de utilização. “Separar UM TODO PAGA O forma eliminar esse sentimento o útil do inútil, eliminando de individualismo, do único jeito o desnecessário.” Nessa fase, o PREÇO PELA PERDA certo de fazer o meu e não confiar trabalho começa a ser coloca- DE CREDIBILIDADE”, em ninguém para fazer isso. O do em ordem, para que só se primeiro objetivo é transformar utilize o que for realmente neces- REINALDO MESSIAS, pessoas em uma equipe, tirando sário e aplicável. CONSULTOR de lado os aspectos individuais, o egocentrismo”, explica. Seiton DO SEBRAE Vale destacar que, obviamente, É o senso de arrumação. “Iden- ������ uma pessoa é diferente da outra tificar e arrumar tudo, para qual- O pedido de vendas tem de ser e as individualidades são sem- quer pessoa localizar facilmente.” claro e atender exatamente aos pre respeitadas desde que sejam desejos do cliente. Esse pedido tem construtivas e tenham uma forma Seiso de se transformar de uma forma ordenada de transparecer esse É o senso de limpeza. “Manter muito clara para todo o processo processo. “Então, as pessoas são um ambiente sempre limpo, de produção, impedindo que o erro treinadas para aprender a ouvir, a eliminando as causas da sujeira venha a acontecer. colaborar e a enxergar possibilida- e aprendendo a não sujar.” Cada A comunicação precisa ser es- des”, completa o consultor. pessoa deve saber a importância treita e fluir em diferentes con- Portanto, o cuidado não deve de estar em um ambiente limpo junturas. O consultor do Sebrae se ater apenas à parte técnica e e dos benefícios de um ambiente destaca a comunicação entre em- profissional, mas também �������� à������� práti- com a máxima limpeza possível. presa e funcionário, com o papel ca comportamental. Em geral, os de direcionador de metas, objetivos comportamentos é que dificultam Seiketsu e divulgação de resultados. No a formação de uma boa equipe. É o senso de saúde e higiene. caso entre empresa e fornecedor, “Manter um ambiente de traba- orienta a relação ética e cidadã en- Comportamento lho sempre favorável à saúde e tre duas pessoas jurídicas, regidas Além do espírito de trabalho higiene.” Higiene é manutenção por comportamento moral e trans- em equipe, o profissional pode de limpeza, e ordem. Quem exige parência nas relações comerciais. adotar algumas práticas que são qualidade cuida também da apa- Como não poderia deixar de empregadas no ambiente de tra- rência. Em um ambiente limpo, ser, a comunicação entre empresa balho, em escolas ou então na pró- a segurança é maior. Quem não e cliente é fundamental. Esse é o pria casa. Trata-se da filosofia dos cuida bem de si mesmo não pode caminho para que a fidelização 5 “S”(Seiton, Seiri, Seiso, Seiketsu e fazer ou vender produtos ou servi- seja promovida mais rapidamente. Shitsuke), conceito criado no Japão ços de qualidade.26 Silk-Screen | Junho 2012
  4. 4. Shitsuke aspecto de sujeira, ligado tanto a Office (cadernos, cadernetas, mar- É o senso de autodisciplina. desperdício quanto a relaxo”. cadores, blocos) e Home (canecas“Fazer dessas atitudes um hábito, Segundo o consultor, é preciso e bandejas). Em breve, a empresatransformando os 5 S’s num modo que tenha uma mudança cultural, pretende fornecer almofadas es-de vida.” É importante cumprir pois a questão de organização fica tampadas e a primeira produçãoos procedimentos operacionais e geralmente delegada a um segun- editorial, na forma de calendários.os padrões éticos da instituição, do plano tratando-se da cultura O site da companhia indicasempre buscando a melhoria. A do brasileiro. “Basta olhar os seus que a Estamparia Literária é umaautodisciplina requer a consci- hábitos sociais quando trabalha forma original de juntar literatu-ência e um constante aperfeiço- em coletividade. A saída do está- ra, fino humor, talento de artistasamento de todos no ambiente de dio, a feira livre, a festa junina. Ele da ilustração e da fotografia, etrabalho. A consciência da quali- não se preocupa em depositar as objetos que alegram o dia a dia dodade é essencial. coisas que não servem para ele ser urbano. Messias conta que o Sebrae tem em locais que não atrapalhem A ideia de abrir um negócio, deuma visão interessante sobre o mé- ninguém”, exemplifica. juntar literatura e design, surgiutodo japonês. “Quando você pensar por meio do conhecimento dasem 5 ‘S’, lembre-se dessa frase: ‘Só Primeiros passos sócias envolvidas. “Uma já haviasaia sem sobrar sujeira’. Entenda a No início de 2011, a Estamparia trabalhado com marketing de va-sujeira como discórdia, desperdício, Literária começou suas atividades rejo em duas grandes franquiaspoeira, graxa, tinta jogada. Ou seja, oferecendo produtos personaliza- de moda, outra havia tido umaum contexto mais amplo para o dos nas áreas conhecidas como pequena empresa de design, outra Junho 2012 | Silk-Screen 27
  5. 5. CAPA Experiência Estamparia Literária Sobre o processo de produção Conhecer a visão de um em- da empresa, os erros são minimi- presário que possui anos de ex- zados por conta da informatização periência no mercado é bastante do sistema, desde o cálculo do or- válido. Sem dúvida, alguns obstá- çamento até a entrega dos pedidos. culos podem ser mais facilmente “Além de proporcionar mais agili- superados ou evitados a partir da dade ao trabalho, é uma forma de avaliação de alguns cases como o manter todas as informações dis- da VZ Camisetas. poníveis para os envolvidos naque- A VZ Camisetas atua há mais le processo”, destaca Nascimento. de dez anos no mercado de confec- A comunicação é algo levado ção promocional e uniformização a sério na VZ. Com o objetivo de escolar e corporativa. Percebendo facilitar o entrosamento com os a importância em capacitar os clientes e fornecedores, a empresa funcionários, a empresa investe em possui site e também um blog. treinamento, cursos e workshop. “O Além disso, conta com uma fan objetivo dessa prática é fortalecer o page na rede social Facebook, em A Estamparia Literária oferece entrosamento da equipe e qualifi- que fotos, vídeos, depoimentos en- marcadores de páginas com os bigodes car ainda mais o serviço prestado”, viados pelos clientes, promoções e de grandes escritores impressos com serigrafia e envernizados explica Leandro Nascimento, dire- tor Comercial da empresa. A metodologia de utilização das ainda trabalhou no ramo editorial. matérias-primas é primordial para Tudo isso, evidentemente, deu otimizar o consumo, pois minimiza uma base de conhecimento”, conta a perda. Nascimento concorda que Amanda Orlando, coordenadora de uma equipe de produção bem trei- Marketing da Estamparia Literária. nada e eficiente certamente terá Amanda diz que “adaptar o co- pouco desperdício. nhecimento de cada uma às ne- cessidades específicas do novo em- preendimento trouxe dificuldades”. Além disso, ainda que tivessem certa experiência, as empreende- Caneca com ilustração do artista plástico Victor Stephan impressa com serigrafia e doras precisaram realizar pesquisa comercializada pela Estamparia Literária de concorrentes, criar e registrar a marca, criar o primeiro portfólio de produtos, entre outros detalhes. Estamparia Literária Para estipular o valor dos pro- dutos oferecidos, a Estamparia Literária aplicou estudos sobre custos, custos indiretos e analisou o preço dos concorrentes. De acor- do com a coordenadora, os resul- tados são positivos, mas ainda há bastante a ser feito. “Não temos nem um ano de existência, então você pode imaginar quanto ainda pode ser melhorado em nossa gestão; coisas, inclusive, que só a experiência traz.”28 Silk-Screen | Junho 2012
  6. 6. VZ Camisetas notícias sobre o mercado promocional são divulgados, e também está presente no Twitter, rede social para postagens curtas (máximo 140 caracteres). Nascimento explica que não se trata apenas de comunicação externa. “Todas nossas postagens nas redes sociais são enviadas para a equipe, pois qual- quer divulgação sobre a VZ nós repassamos inter- namente. Com o objetivo de manter os funcionários sempre antenados, produzimos, mensalmente, o jornal mural”, enfatiza. Além disso, a empresa mostra preocupação em manter o local de trabalho limpo. Segundo o diretor, esse é um dos fatores mais importantes para o bem- -estar pessoal. Reduzir desperdícios e economizar tempo gera motivação na equipe. Esse é o benefício de ter um layout bem planejado. A sustentabilidade também é pauta na VZ. A em- presa procura trabalhar com insumos que possuam um potencial tóxico baixo, que sejam menos noci- Leandro Nascimento, diretor Comercial da VZ Camisetas vos, e seguir as informações dos fabricantes no ma- Junho 2012 | Silk-Screen 29
  7. 7. CAPA nuseio e descarte dos produtos. investir em maquinário. “Sempre sente em vários eventos na área “Se comparado ao cenário pas- planeje investimentos para atender de serigrafia. A partir da pesquisa, sado, os produtos atuais agridem às demandas que já existam na identificou as tendências e ex- inúmeras vezes menos o ambien- empresa e não ao contrário, com- pectativas, selecionou mercados te, e a tendência é só melhorar”, prar máquinas para depois buscar para a venda do produto e avaliou analisa Nascimento. a demanda, pois certamente não oportunidades e ameaças. Com a Antes de comprar novos equipa- vai dar certo”, aconselha. participação em eventos do ramo, mentos e insumos, o diretor busca Para conhecer melhor o mer- Nascimento conheceu novos for- investimentos de longo prazo e cado, o diretor realizou pesquisa necedores, tecnologias inovadoras nunca utiliza capital de giro para de mercado e também esteve pre- e também os concorrentes. Linha exclusiva de bolsas em tecido córdoba preto com estampa aplicada em microfibra desenvolvida a partir de bigodes de autores consagrados VZ Camisetas A VZ Camisetas aposta na comunicação para facilitar o entrosamento com os Além de camisetas, a VZ também oferece clientes e fornecedores diversos brindes personalizados30 Silk-Screen | Junho 2012
  8. 8. Delegação de poderes ou empowerment 10. Você considera mais agradável executar direta- A delegação de tarefas e responsabilidades, além mente as tarefas, em oposição a conseguir resulta-de ser um poderoso instrumento gerencial, permite dos mediante terceiros?otimização de tempo e aumento da produtividade dosetor, entre outros bons resultados para a equipe. Mas 11. Quando delega, você tende a conceder maisquanto você anda delegando aos seus subordinados? responsabilidade (atribuições) do que autoridadeSerá que você está delegando de forma correta? (mais coisas para fazer do que o poder de decisão Este questionário visa identificar o quanto e de que sobre elas)?forma você está delegando aos seus subordinados.Para respondê-lo, siga as seguintes instruções: 12. Logo depois que você delega uma tarefa, é co- mum se impacientar quando procurado para escla-a) Procure refletir sobre seu dia a dia ao responder recer eventuais dúvidas?as questões;b) Identifique em cada questão o seu comportamento 13. Você costuma decidir a forma de controle damais frequente no trabalho e não o que gostaria ou delegação no momento em que ela é efetuada?acha certo fazer;c) Se a questão está de acordo com sua atuação, as- 14. Além de delegar “o que fazer”, você costuma de-sinale “S” de sim. Caso contrário, assinale “N” de não. finir com seus subordinados exatamente qual deve ser o caminho a ser seguido por eles, “o como fazer”? 1. Na sua ausência, você tem um substituto formal- mente designado? 15. Quando delega, você usualmente define prazos e limites da delegação, procurando fazê-lo de comum 2. Quando você tira férias ou se ausenta do traba- acordo com o grau de comprometimento e desen- lho, a produtividade de sua equipe ou do seu setor volvimento de seu subordinado? cai significativamente? 16. No início do processo de delegação, você sempre 3. Você possui tendência para “assumir” tarefas ou quase sempre procura deixar claro para seu que não lhe competem, especialmente aquelas subordinado sua disponibilidade para dirimir even- que você executava enquanto técnico, antes de tuais dúvidas? ser promovido? 4. Seu critério usual para delegação é o de transferir Interpretação para os subordinados as suas tarefas que você não Para cada resposta “sim” às perguntas 2, 3, 4, 5, 6, gosta de executar? 7, 8, 9, 10, 11, 12 e 14, atribua 1 ponto. Para cada resposta “não” às perguntas 1, 13, 15 e 5. Ao delegar, é comum você usar a frase: “isto agora 16, atribua 1 ponto. é com você, e resolva como achar melhor”? Entre 16 e 12 pontos = Você tem problemas sérios com seu esquema de delegação. Reveja suas prio- 6. Você tem sempre a convicção de que executa as ta- ridades. Discuta com seus subordinados sugestões refas melhor e mais depressa que seus subordinados? para delegação. Registre as tarefas do seu dia a dia de trabalho e analise as oportunidades de delegação de 7. Seus subordinados, mesmo depois de receberem algumas destas tarefas para seus subordinados. qualquer delegação, tendem sempre a voltar a você Entre 11 e 8 pontos = O problema existe, não é tão para “dividir” a decisão? sério, mas a situação pode piorar. Entre 7 e 4 pontos = Você utiliza bem o instrumento 8. Você sempre ou quase sempre aceita dividir com delegação, mas sempre é possível melhorar. seus subordinados o “ônus” das decisões? Entre 3 e 0 pontos = Você é um executivo perfeito no que tange à delegação. Parabéns! 9. Você tem mania de perfeição? Fonte: Biblioteca Sebrae Junho 2012 | Silk-Screen 31

×