Jornal Jovem F5 - 2a. Edição/2013

972 visualizações

Publicada em

O Jornal Jovem F5 é o espaço onde os jovens do Programa Preparação Para o Trabalho (PPT) da Ação Comunitária têm a oportunidade de escrever, dizer o que pensam, em que acreditam, destacar o que acham importante e mostrar suas atuações e interferências na comunidade.

Durante o processo de construção do F5, alguns valores emergem nessa galera que trabalha junto e misturada, tais como a cooperação, solidariedade, o respeito e a tolerância. Confira!

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
972
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Jovem F5 - 2a. Edição/2013

  1. 1. Presidente: Oscar Linhares Ferro Superintendente: Celso Freitas Gerente de Desenvolvimento Social: Deise Sartori Equipe Técnica do Programa Preparação para o Trabalho Coordenadora: Claudia Barone Orientadora Pedagógica: Daniela Nunes Assistente do Projeto Inserção: Jaqueline Bastos Jornalista Responsável: Marcio Sno (MTB: 52.888/SP) Criação e Arte Final: Liga da Kriação Assistente de Programas Sociais: Rubi Novaes Editora: Íris Macias Educadores envolvidos: Aline Cristina da Silva, Ana Célia Rodrigues Martins, Ana Paula Moreira, Anderson Trajano de Souza, André Luis Mustafá, Bárbara Gomes dos Santos Barboza, Elaine Souza de Jesus, Eliane Célia da Silva Colvara, Emilene Gutierrez de Campos, Marcela Cardoso de Carvalho, Marcelo Coelho Lira, Mariana Camargo Simão, Nilza Alcântara da Silva, Regina de Oliveira Souza, Rosana Ribeiro da Silva, Simone Marina da Silva, Valeria Ferreira Araujo, Wagner Gama. Organizações Sociais PPT 2013 » Associação Cidadania Ativa do Jd. Macedônia - ACAM » Comunidade Missionária de Villarégia - Santa Júlia » Movimento Renovador Paulo VI Lar Irmã Inês » Centro Popular de Defesa dos Direitos Humanos Frei Tito de Alencar Lima - Cidade Julia » Associação à Criança, ao Adolescente e Jovem do Icaraí - ACAJI » Centro Social São José » Instituto Anchieta Grajaú – IAG Sede Social: Rua Amacás, 243 - Jd. Leônidas Moreira CEP 05792-030 - São Paulo/SP Tel: 11 5843 2900 www.acomunitaria.org.br N o Jovem F5 primamos pelo direito à comunicação. Ele é o espaço onde todos os jovens do Programa Preparação Para o Trabalho (PPT) da Ação Comunitária têm a oportunidade de escrever, dizer o que pensam, em que acreditam, destacar o que acham importante e mostrar suas atuações e interferências na comunidade. Fazendo isso, os jovens que trabalharam para que esta edição do F5 se tornasse realidade, se comprometeram em desenvolver a proatividade, criticidade, capacidade de argumentação e de relacionamento intra e interpessoal durante a realização das atividades propostas. Durante o processo de construção do F5 neste semestre, alguns valores emergiram nessa galera que trabalha junto e misturada, tais como a cooperação, solidariedade, o respeito e a tolerância. Um exemplo foi a “Passeata Contra a Violência” que refletiu nessa edição por meio de temáticas como a participação na vida pública com manifestações da juventude nos arredores de suas comunidades, além de outras atividades de mapeamento do bairro. Esperamos que você aprecie a formação e o conhecimento que os jovens apresentam! Ano 5 | Edição 8 | Junho 2013 Expediente Agradecimentos A Ação Comunitária gostaria de agradecer aos parceiros que colaboraram das mais diversas formas: • Ambev • Banco Espírito Santo • Bic • Bradesco • Centro de Serviços Frango Assado Sudoeste • Comissária Aérea Brasília Ltda • Dextron Management Consulting • Itaú • Liki Restaurantes Ltda • Machado Meyer • Promon • PWC • Rao Restaurante • Rohr • Ultragaz têm a oportunidade de escrever, dizer o que pensam, em que acreditam, destacar
  2. 2. A elaboração do Jornal Jovem F5 é um processo de descoberta desenvolvido em grupo pelos jovens do PPT e resultado da parceria entre a Ação Comunitária e o FUMCAD (Fundo Municipal da Criança e do Adolescente). A publicação tem como objetivo apoiar o trabalho com os jovens, fomentando a formação de pessoas mais críticas e autônomas ao analisarem a realidade que os cerca. O processo se inicia com os educadores, que apresentam a proposta do F5 aos jovens, explicando o porquê de cada caderno. Então, estes se organizam em grupos e, durante o projeto, identificam assuntos que interessam em explorar, registrando suas opiniões e pontos de vistas por meio de diversas formas (debates, fotografias, entrevistas, textos opinativos etc). Os textos são produzidos durante o semestre a partir das atividades propostas. Desta forma, toda experiência pode virar maté- ria! Nas organizações parceiras da Ação Comunitária, os educadores sugerem temas motivadores de debates como: cidadania, mundo do trabalho, cultura, sexualidade e vida em comunidade. Ao final, os jovens enviam os textos, que são avaliados por uma Comissão Editorial - que inclui a participação de jovens - e selecionados para integrar esta publicação. Este Jornal é distribuído para organizações parceiras da Ação Comunitária, escolas da região e parceiros financiadores da nossa organização. Passeata Contra e Violência Construção do Jovem F5 Índice Mais Destaques D! DESEMBUCHA!...................04 TE O TRAMPO E EU.................07 P PPT......................................12 T! TÔ NA ÁREA!......................16 SC SE CUIDA............................20 JM JUNTOS E MISTURADOS...24 PC PLANTAR E COLHER...........29 TN É TUDO NOSSO..................32 Arte Urbana — Grafite x Pichação Grafite é uma arte que enche os olhos de muitos, mas ainda é considerada como um ato de vandalismo. 27 Queremos compartilhar algo que achamos muito importante e que aconteceu conosco, jovens de Embu-Guaçu, durante as aulas do Programa Preparação para o Trabalho. Drogas, diga não! O consumo de drogas pelos jovens mostra que fazem isso por impulso, por falta de conselhos familiares e muitas vezes por influência de amigos. 18 22 Política – A farra não pode continuar Vocês jovens, que sempre reclamaram dos políticos, já pararam para pensar como surgiu a política? 05
  3. 3. DESEMBUCHA!PARA A GALERA DAR A SUA OPINIÃO SOBRE OS TEMAS QUESTIONADOS D! 04 AÇÃO COMUNITÁRIA Por: Filipe, Reginaldo,Victor, Victória, Nathan e Ellen (Anchieta) O trabalho em equipe é um conjunto de pessoas que, de forma planejada, realizam algo. É necessária a presença de todos. Para que isso aconteça é preciso respeito, união, compreensão, pontualidade, responsabilidade e proatividade. Assim será bem mais fácil realizar qualquer atividade, pois sem esses itens nada flui bem e além disso aparecem empecilhos que só dificultam a organização do grupo. A sociedade hoje em dia é muito individualista, mas o que os jovens realmente querem é se destacar em público para serem exaltados. Essa competição acontece geralmente em escolas, cursos e ambientes de trabalho. A maioria das pessoas faz isso para se sentir superior aos seus companheiros e subestima a capacidade de entender e compreender de cada cidadão, pensando em si próprias e não tendo empatia para com seus colegas e amigos. Para o trabalho ser eficaz e produtivo, os integrantes do grupo devem se respeitar, sabendo de suas responsabilidades e mantendo a união. Assim sairá tudo como planejado e muito além do que todos esperavam. Trabalho em equipe Para o trabalho ser eficaz e produtivo, os integrantes do grupo devem se respeitar, sabendo de suas responsabilidades e mantendo a união. Assim sairá tudo como planejado e muito além do que todos esperavam.
  4. 4. D! ED. 08 | JUNHO 2013 DESEMBUCHA! 05 afarra não pode continuar!!! Por: Neidjane, Rosa Beatriz, Thais e Silvina (ACAJI) Agora, vamos dar uns “puxões de orelha” em vocês! Como podemos falar mal do modo de governo do nosso país, se mal sabemos como ele funciona e como esta dividido. Segundo o dicionário Aurélio, política é um “Conjunto dos fenômenos da prática relativa ao es- tado ou sociedade. A arte e ciência de bem governar, de cuidar dos negócios públicos”. O Brasil é comandado por uma república federativa que surgiu em 15 de novembro de 1889, foi um levan- te militar que derrubou a monarquia constitucional parlamentarista, dando fim à soberania do Imperador Dom Pedro II, no episódio que ficou conhecido como Proclamação da República Brasileira. Acreditamos que a política no Brasil é uma forma que as pessoas acharam de impor direitos e deveres dentro de uma sociedade, mas isso acabou gerando uma grande polêmica, pois esse assunto envolve muito dinheiro público. Política PODER EXECUTIVO O poder executivo está representado pelo presidente da república, seus gabinetes e secretário, é eleito por voto direto e tem direito de uma segunda reeleição na sequência exercendo o cargo por quatro anos. PODER JUDICIÁRIO Este poder esta dividido em quatro áreas jurisdicionais que é a justiça comum, justiça do trabalho e justiça militar, sendo que cada uma dessas áreas jurídicas são organizadas no Brasil de forma que o supremo tribunal conta com onze ministros apontados pelo presidente da republica e aprovados pelos senados. PODER LEGISLATIVO É exercido pela câmara dos deputados e pelo senado, são eleitos através de voto majoritário, sendo que o mandato dos deputados é de quatro anos e o dos senados é de oito anos. Falaremos um pouco também dos três poderes políticos, poderes que atualmente estão divididos em nosso país: D!D! Vocês jovens, que sempre reclamam dos políticos e do modo que eles governam o nosso país, já pararam para pensar em como surgiu a política e por que ela existe no Brasil? Você sabe os recursos que os políticos usam para governar o nosso país? Cultura A cultura é dinâmica. Como mecanismo adaptativo e cumulativo, a cultura sofre mudanças. Traços se perdem, outros se adicionam, em velocidades distintas nas diferentes sociedades. O “ambiente” exerce um papel fundamental sobre as mudanças culturais. Então podemos concluir que a cultura vem de cada país e cada região. Por exemplo, em algumas regiões do Brasil os gêneros de música são: » São Paulo – Samba » Rio de Janeiro – Funk » Bahia – Axé music » Entre outras regiões - é “aquele todo complexo que inclui o conhecimento, as crenças, a arte, a moral, a lei, os costumes e todos os outros hábitos e capacidades adquiridos pelo homem como membro da sociedade”. É um conceito de várias acepções, sendo a mais corrente a definição genérica é um assunto discutido e comentado em várias regiões do mundo todo. A cultura muitas vezes se confunde com noções de: desenvolvimento, educação, bons costumes, etiqueta e comportamentos de elite. Cada País e cada região têm a sua cultura e crença diferente. Cada pessoa tem a sua maneira seus costumes que é diferenciada criando assim uma cultura, que talvez possa repassar para outras pessoas criando assim uma sociedade. A cultura é dinâmica. Como mecanismo adaptativo e cumulativo, Por exemplo, em algumas regiões do Brasil os gêneros de música são: São Paulo – Samba Rio de Janeiro – Funk Bahia – Axé music Entre outras regiões
  5. 5. D! ED. 08 | JUNHO 2013DESEMBUCHA!06 Casamento homoafetivo: você é contra ou a favor? É irmão, na vida temos altos e baixos, nem sabemos se nela sairemos felizes. É ai que entra a história triste: começamos a pensar na maneira de viver, de afogar as mágoas e dos problemas esquecer. E nessas histórias começamos a beber. O consumo consciente. Numa forma de pensar, O álcool não é um crime mas pode te prejudicar. Na hora de beber você pode se controlar. É o instinto animal que não te deixa parar. A bebida é muito boa Mas consequência terá. Sua vida mais para frente não pode se planejar. Procurar se amar e se cuidar. Tua família tá em jogo. O álcool vai te detonar. Pense duas vezes antes de o álcool tomar. Que Projeto de Vida você queria realizar? Nem o verde, nem vermelho. nem diamante, nem tesouro. No mundo de quem bebe O álcool é mais que ouro. É ai que a gente vê Que nem tudo vale à pena, Antes de beber o álcool, pense bem. Você pode ter problema. Bebida ou Vida? Você que escolhe! Por: Thalita Nascimento, Kelly Silva, Kelvin Braz, Vinicius Ferreira, Mariana Moraes, Hildebrando Júnior e Guilherme Arcanjo (ACAM). Uma História Triste Por: Janycelle, Jhenifer e Ana Carolina (Frei Tito) “Em 2011, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que casais do mesmo sexo têm o direito legal à união estável e estabeleceu uma base jurídica para uma futura legislação sobre os direitos matrimoniais das uniões de mesmo sexo. No dia 14 de maio de 2013 o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou uma resolução que obriga todos os cartórios do país a celebrar casamentos entre pessoas do mesmo sexo. O presidente do CNJ afirmou que a resolução remove “obstáculos administrativos à efetivação” da decisão do Supremo, em 2011”. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Casamento_entre_pessoas_do_mesmo_sexo_no_Brasil) As mudanças na legislação brasileira gerou muitas polêmicas e discussões. Algumas pessoas discordam desta aprovação, pois muitos são contra o casamento de pessoas do mesmo sexo. Entre este público estão as pessoas religiosas que acreditam na família criada por Deus, com base em princípios cristãos. Um dos pontos abordados pelas pessoas de opinião contrária à nova lei é o fato dos homossexuais não poderem gerar filhos, sendo uma união “estéril”. Se os cônjuges querem ter filhos, eles devem “contornar” a natureza por meios caros e artificiais como a inseminação artificial ou empregar maternidade de substituição, “barriga de aluguel”. Desta questão, podemos levantar algumas perguntas: Como as crianças convivem com uma união de pessoas do mesmo sexo? Quem assume o papel de pai e quem assume o papel de mãe? As crianças podem sofrer algum tipo de discriminação por pertencer a uma família com este formato? Seria mais saudável para a criança crescer em uma família formada nos moldes tradicionais? O que os psicólogos dizem disso? Questões como estas, mostram que apesar de vivermos em um mundo moderno, avançado do ponto de vista da legislação e da tecnologia, alguns padrões tradicionais ainda são mantidos. Nem todos, por exemplo, concordam com o casamento homoafetivo e precisam ser respeitados em sua opinião, desde que a expressem sem agredir seu semelhante.
  6. 6. O TRAMPO E EUMUNDO DO TRABALHO, OPORTUNIDADES, PRIMEIRO EMPREGO, LEIS TRABALHISTAS, DICAS DE CURSOS, CONCURSOS E VESTIBULARES TE 07AÇÃO COMUNITÁRIA Por: Danilo Júlio Rodrigues dos Santos, Leonardo Sampaio do Santos e Thiago Ferreira Laurentino (São José) Quando falamos de vestibular, logo pensamos em faculdade. É algo que envolve conhecimento, estratégia, habilidade, força, dedicação e infelizmente polêmica. No vestibular, jovens de todo o Brasil se reúnem em busca do mesmo objetivo. Deixam todos seus afazeres para passar horas, dias e até meses se preparando para alcançar um bom resultado no exame. Atualmente muitas pessoas têm adotado métodos como o curso pré-vestibular, que serve para capacitar o jovem e auxiliá-lo no desenvolvimento intelectual e acadêmico. E isto tem demonstrado um resultado muito positivo: muitos jovens têm obtido bol- sas de estudo em faculdades renomadas, como o Mackenzie e a PUC, ou mesmo entrando em faculdades públicas ou federais como a USP e UNIFESP. Hoje os exames mais conhecidos no Brasil são a FUVEST e o ENEM, porém, de alguns anos para cá, tem sido discutido muito sobre os erros cometidos no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). QUAL É A MAIOR DIFICULDADE DE QUEM PARTICIPA DE UM VESTIBULAR? E QUAL É A SENSAÇÃO? “Ter vindo de escola pública foi a minha dificuldade, pelo fato de ter disputado uma bolsa de estudos com alunos mais qualificados do que eu.” “A sensação foi maravilhosa, ainda mais por ter passado no primeiro vestibular.” “Eu acho que no vestibular a insegurança estava muito excessiva. E pelo fato de ter vindo de uma escola pública, pois a escola não possui a estrutura completa para me auxiliar no vestibular.” “Para mim, a sensação foi que ter participado de um vestibular fechou um ciclo na minha vida. E isto me passou mais confiança na minha personalidade. Depois de ter participado de um vestibular, passei a acreditar mais em mim.” estibular Nilza Alcântara, 38 anos Regina Souza, 29 anos No ano de 2009, o vazamento da prova marcou os noticiários. Já no ano seguinte o problema foi a falha na impressão, em 2011, novos vazamentos foram cometidos e em 2012, o erro foi ainda mais grotesco: como pode alguém escrever o hino de um time em um trecho da redação de um exame nacional, e tirar nota 500? Como redações podem ter notas máximas, tendo erros de ortografia como “enchergar” e “trousse”? Voltando para a parte boa de passar no vestibular, principalmente com relação as faculdades públicas, porque é importante lembrar que quando alguém se forma em uma faculdade pública, seu currículo profissional é muito mais conceituado. Pode-se até dizer que o possibilita a maiores oportunidades no mercado do trabalho. Para passar em um vestibular, basta estudar e acreditar no seu potencial!
  7. 7. TE ED. 08 | JUNHO 2013O TRAMPO E EU08 ADM Administração RH Recursos Humanos DE Diretor Executivo ou Diretor Geral. PN - Plano de Negócios Inclui planejar a aplicação de novas ideias na empresa e a discussão dos erros e acertos nela ocorridos. TI Técnico em Informática Por: Alessandro Alves, Clarice Gomes, Jaqueline Figueiredo, Tainá Sales e Valdeir (ACAJI) Siglas Utilizadas no Mercado de Trabalho Vestibular Dicas de Para se dar bem no vestibular é necessário: Estudar e ler bastante Ter uma boa ortografia Ter uma boa escrita Desenvolver um esquema de estudo Começar a prova pelas matérias que você tem domínio Manter-se informado lendo revistas e jornais diários Não deixar dúvidas passarem em branco Procurar fazer o ENEM, pois ele conta pontos para muitos vestibulares SEGUINDO TODOS ESSES PASSOS, PROVAVELMENTE, VOCÊ SE DARÁ BEM NO VESTIBULAR. Por: Jheniffer Léo da Silva, Evaldo Soares da Silva Junior, Loislene Ferreira Costa, Kaliandra Pereira Ramos da Silva e Karoline Santos de Almeida (ACAM) Descubra seu estilo de aprender... Feedback Fazer algum comentário, seja positivo ou negativo, dar um retorno, uma devolutiva sobre algo, um trabalho específico. Cool Friend Significa amigo legal. É usada como avaliação positiva de um colega ou para uma pessoa alegre no trabalho. Colaborador As palavras “empregado” e “funcionário” já não são mais usadas no mercado de trabalho. Líder A pessoa que toma iniciativa em uma atividade em grupo. É a “cabeça” da equipe e influencia positivamente os colegas de trabalho. Chuva de Ideias Significa que haverá uma reunião de negócios em que serão aceitas todas as ideias em relação à empresa.
  8. 8. TE ED. 08 | JUNHO 2013 09O TRAMPO E EU Por: Alessandro Alves, Clarice Gomes, Jaqueline Figueiredo, Tainá Sales e Valdeir (ACAJI) Mantenha a calma e confie em si, estudando seu currículo em casa, responda as perguntas de forma curta e clara, com objetividade, mas com cuidado para não passar antipatia ou arrogância. Pense que o entrevistador é um professor que estará perguntando algo, que você terá que responder com calma. Pesquise sobre o perfil da vaga na internet, em jornais, revistas, etc., tudo sobre o histórico da empresa, em que região se localiza, qual é o ramo de atividade, ou seja, a empresa trabalha com o que, quando, como começou? Realizando essas pesquisas e seguindo essas dicas, com certeza você conseguirá ter mais segurança ao responder as perguntas e assim, por mais que esteja ansioso, o nervosismo não irá te atrapalhar. em uma entrevista de emprego?em uma entrevista de emprego? Como lidar com o nervosismo Por: Daniel da Silva Barbosa (Anchieta) O trabalho nos dias de hoje é muito importante para a sociedade. Não tendo um trabalho, fica muito difícil ganhar o dinheiro para adquirir sua casa, seu sustento, e garantir o bem estar da família. É essencial trabalhar. Com isso, sua vida muda e melhora muito. Para tudo correr bem e você se destacar no local de trabalho, é preciso ser: Essas aptidões vão ajudar muito para que tenha sucesso nos empregos que conseguir, ganhando mais experiência, com objetivo de sempre evoluir na empresa, fazendo-a crescer. As aptidões para um bom trabalho! q PONTUAL Qualidade do que é pontual. Exatidão, regularidade. q LÍDER Pessoa que se encontra na frente de um grupo. q MADURO Não brincar nos momentos em que não é adequado. q DECIDIDO Convicto em seus objetivos ou propósitos; determinado. q LÓGICO Pessoa que tem a capacidatde de resolver problemas. qEXTROVERTIDO Comunicar-se com facilidade, ser expansivo, divertido, sociável. Primeiro Emprego Dificuldades para conseguir o seu Por: Richard Ruan, Paloma Rodrigues, Tainá Maires, Zilnai Oliveira e Victor Hermon (ACAM) Quando um jovem quer trabalhar, ele enfrenta muitas dificuldades, como a falta de experiência, pois a maioria das empresas prefere jovens qualificados, daí a falta de oportunidade. Muitos jovens não têm qualificações suficientes para conseguir ingressar no mercado de trabalho. Para que o jovem consiga driblar essas e outras dificuldades, ele deve fazer cursos preparatórios. Os cursos preparatórios têm como objetivo ajudar os jovens a se prepararem e desenvolverem habilidades para ingressar no mercado de trabalho. Esse é o trabalho do PPT com os jovens.
  9. 9. TE ED. 08 | JUNHO 2013O TRAMPO E EU10 O trabalho é algo muito bom para o nosso futuro e nossos desejos. Para algumas pessoas, ele é um sacrifício, desgastante e chato. Mas tem gente que encontra o amor no que faz. Com isso realiza seu trabalho bem melhor, gosta de trabalhar e assim ajuda a melhorar sua vida pessoal e profissional. O trabalho por obrigação é desgastante, pois faz você perder a paciência e o amor pelo próximo. Trabalhar só para ganhar dinheiro é ruim, pois você fica dependendo do dinheiro e isso torna seu rendimento no trabalho muito ruim. Acabando com a carreira que escolheu só porque ganhava mais. O trabalho é algo para acrescentar conhecimento, coisas novas para sua vida em geral e não para você agir de maneira errada com as pessoas ao seu redor. É claro que trabalhamos também por precisar de dinheiro, mas podemos unir as duas coisas: ganhar o dinheiro e trabalhar em algo que gostamos, ou seja, que tal unir prazer e felicidade com dinheiro? por necessidade ou por amor? Trabalho: Por: Alessandro Alves, Clarice Gomes, Jaqueline Figueiredo, Tainá Sales e Valdeir (ACAJI) DICAS para conseguir um emprego Se estiver desempregado, procure se preparar para um processo seletivo. Estude muito e aprenda bastante sobre fazer redação, informática, fale corretamente, evite gírias; Esteja informado sobre o que acontece no Brasil e no mundo. Conhecimentos gerais e atualidades costumam ser exigidos em processos seletivos; Um bom curriculo é importante. Busque valorizar suas qualidades e capacidades. Ao ser chamado para uma entrevista, procure, antes de tudo, conhecer a empresa. Acesse o site dela na internet, informe-se sobre suas características. Nunca chegue atrasado à uma entrevista, pois demonstra falta de responsabilidade e pontualidade. #... #... #:: #:: # *#*#*#*#*#*#
  10. 10. TE ED. 08 | JUNHO 2013 11O TRAMPO E EU Acorda moçada, tá na hora de ir trabalhar, trabalhar com muito esforço e se dedicar a,a,a, esse trabalho vai te dar muito dinheiro pra quem gosta de planejar e aquele trabalho vai compensar Acorda moçada, tá na hora de ir trabalhar — Vamos lá! Trabalhar com muito esforço e se dedicar.. Ah,ah,ah Esse trabalho vai te dar muito dinheiro, pra quem gosta de se planejar. . . Você sabe a melhor parte de trabalhar? Não sei Aquela parte que vamos gastar. . . Com Roupa cara? NÃO! Bebida? NÃO! Drogas? NÃO! Faculdade SIM! Poupar? TAMBÉM! Trabalhar com segurança, como é bom. Como é bom ser feliz no seu trabalho, como é bom, como é bom. E também aumentar o salário como é bom, como é bom. Bom é ser feliz com dinheirão! Trabalho, fonte de alegria e paz Então, mais paciência para manter seu trabalho. Não precisa ser obrigação Basta ter concepção Quero mais dinheiro! Então tenho que ir em busca do conhecimento Trabalhar é bom Quando se faz com amor! cPoema cParódia Amor ou Má-fé música Brincadeira de Criança do Grupo Molejo O que seria de nós sem dinheiro Ficaríamos sem conhecimento. Coragem para agir e pensar Antes de ir trabalhar O melhor do trabalho é o suor Feito pelo amor Trabalhe com fé E não com má-fé. Tema: Trabalho Por: Henrique Almeida, Joel Perez, Aline Susanne, Gustavo Silva e Jéssica Arcanjo (ACAM) Por: Alessandro Alves, Clarice Gomes, Jaqueline Figueiredo, Tainá Sales e Valdeir (ACAJI)
  11. 11. Loraine (ACAM) “No PPT aprendi a me relacionar melhor com as pessoas, a me controlar e trabalhar em equipe.” Kaliandra (ACAM) “O PPT me ajudou a me organizar melhor, a trabalhar em equipe, enfim, realmente me preparou para o trabalho.” Jhenifer (ACAM) “O PPT é um curso muito bom. Nele, desenvolvi várias habilidades, aprendi a importância do trabalho em equipe, desenvolvi meu Projeto de Vida onde pude organizar melhor meus planos para o futuro. Também tive apoio e ajuda das educadoras Eliane, Valéria e Aline, que são super competentes e dedicadas. O PPT não nos prepara apenas para o trabalho, também nos prepara para a vida.” Daniel (ACAM) “No PPT desenvolvi habilidades, conheci novas pessoas e aprimorei os meus conhecimentos. Foi muito bom!” Karoline (ACAM) “O PPT ajudou a me preparar para o trabalho e a desenvolver habilidades para o mercado de trabalho.” Loraine (ACAM) “No PPT aprendi a me relacionar melhor com as pessoas, a me controlar e trabalhar em equipe.” Kaliandra (ACAM) “O PPT me ajudou a me organizar melhor, a trabalhar em equipe, enfim, realmente me preparou para o trabalho.” Jhenifer (ACAM) “O PPT é um curso muito bom. Nele, desenvolvi várias habilidades, aprendi a importância do trabalho em equipe, desenvolvi meu Projeto de Vida onde pude organizar melhor meus planos para o futuro. Também tive apoio e ajuda das educadoras Eliane, Valéria e Aline, que são super competentes e dedicadas. O PPT não nos prepara apenas para o trabalho, também nos prepara para a vida.” Daniel (ACAM) “No PPT desenvolvi habilidades, conheci novas pessoas e aprimorei os meus conhecimentos. Foi muito bom!” Karoline (ACAM) “O PPT ajudou a me preparar para o trabalho e a desenvolver habilidades para o mercado de trabalho.” PPTRELATOS E EXPERIÊNCIAS DO PROGRAMA PREPARAÇÃO PARA O TRABALHO P 12 AÇÃO COMUNITÁRIA Por: Jheniffer Léo da Silva, Evaldo Soares da Silva Junior, Loislene Ferreira Costa, Kaliandra Pereira Ramos da Silva e Karoline Santos de Almeida (ACAM) O PPT é um programa que prepara os jovens para o mercado de trabalho e para a vida. Ensina como devemos nos comportar em uma entrevista de emprego e em várias outras situações. O que é o PPT?
  12. 12. Tainá (ACAM) “Eu vejo o PPT como um jogo, nele você aprende várias coisas desenvolve habilidades, no começo desse jogo você já sabe quem são os jogadores fracos e os fortes, os fracos sempre pensam negativo, não acreditam em sua capacidade de vencer. Não é tão difícil vencer esse jogo basta você pensar positivo e colocar em mente: Eu tenho a capacidade de vencer eu quero e posso!” Ana Carolina (Frei Tito) “Aqui no PPT eu pude conhecer pessoas bem legais e inteligentes. No começo foi difícil, pois ninguém se conhecia e a timidez foi tomando conta de todos. Está sendo muito bom fazer parte do PPT, somos uma equipe, todos trabalham juntos e a cada dia que passa evoluo como pessoa e como cidadã. Aprendo com os educadores e com os meus colegas. Me dou bem com os meus colegas, nunca tive nenhum problema com eles, nem com os educadores. As aulas aqui são bastante interativas, temos liberdade de expressão. O importante é aprender e devo muito isso ao PPT. Estou aprendendo a me comportar em uma entrevista de emprego, desde o jeito de falar até como me vestir. Aqui aprendemos que não devemos ‘puxar o tapete’ de ninguém. Se for para conquistar algo, que seja por nosso mérito. A cada dia que passa, o PPT está mudando a minha vida!” Joyce Moraes (Paulo VI) “A cada atividade proposta, eu aprendo coisas novas. Estou aprendendo muito, tanto a me comunicar melhor como a trabalhar em grupo e a lidar com várias situações diferentes. Vou sentir muita falta dos amigos e também dos educadores, pois são eles que nos ajudam mostrando onde estamos errando e nos fazendo pessoas melhores.” Jéssica de Carvalho (Frei Tito) “Com o PPT conhecemos um pouco mais a nós mesmos e nos tornamos pessoas mais responsáveis. Aos meus olhos, o PPT é uma forma de aprimorar nossos conhecimentos, fazendo com que tenhamos curiosidade para nos aprofundarmos em um determinado assunto, o que desenvolve em nós pensamentos críticos.” Vinícius Conceição (Frei Tito) “O curso do PPT está me aprimorando para conseguir um emprego. Mesmo já tendo trabalhado, reconheço que ainda falta muito para eu conseguir disputar vagas mais importantes. Tenho metas para alcançar e por isso busco o conhecimento. Através do PPT, eu me divirto e aprendo ao mesmo tempo! Sem contar as várias amizades que eu consegui fazer! Quero ser autossustentável, mas para isso eu tenho que me preparar mais.” Loislene (ACAM) “O programa PPT me ajudou muito, não só a mim mas a vários jovens, a ter autoconfiança e desenvolver habilidades, entre outros.” Evaldo (ACAM) “PPT para mim não é apenas um curso que nos ensina coisas sobre trabalho, mais também é uma lição de vida. Por que lição de vida? Porque aqui tudo que é falado, tudo é elaborado, serve para nos ajudar e ampliar nossos pensamentos e conhecimentos. Nunca vi um curso tão completo como o PPT. Quem faz o PPT sai daqui com outro significado desta sigla, sai daqui Preparado Para Tudo.” a Tainá (ACAM) “Eu vejo o PPT como um jogo, nele você aprende várias coisas desenvolve habilidades, no começo desse jogo você já sabe quem são os jogadores fracos e os fortes, os fracos sempre pensam negativo, não acreditam em sua capacidade de vencer. Não é tão difícil vencer esse jogo basta você pensar positivo e colocar em mente: Eu tenho a capacidade de vencer eu quero e posso!” Ana Carolina (Frei Tito) “Aqui no PPT eu pude conhecer pessoas bem legais e inteligentes. No começo foi difícil, pois ninguém se conhecia e a timidez foi tomando conta de todos. Está sendo muito bom fazer parte do PPT, somos uma equipe, todos trabalham juntos e a cada dia que passa evoluo como pessoa e como cidadã. Aprendo com os educadores e com os meus colegas. Me dou bem com os meus colegas, nunca tive nenhum problema com eles, nem com os educadores. As aulas aqui são bastante interativas, temos liberdade de expressão. O importante é aprender e devo muito isso ao PPT. Estou aprendendo a me comportar em uma entrevista de emprego, desde o jeito de falar até como me vestir. Aqui aprendemos que não devemos ‘puxar o tapete’ de ninguém. Se for para conquistar algo, que seja por nosso mérito. A cada dia que passa, o PPT está mudando a minha vida!” Joyce Moraes (Paulo VI) “A cada atividade proposta, eu aprendo coisas novas. Estou aprendendo muito, tanto a me comunicar melhor como a trabalhar em grupo e a lidar com várias situações diferentes. Vou sentir muita falta dos amigos e também dos educadores, pois são eles que nos ajudam mostrando onde estamos errando e nos fazendo pessoas melhores.” Jéssica de Carvalho (Frei Tito) “Com o PPT conhecemos um pouco mais a nós mesmos e nos tornamos pessoas mais responsáveis. Aos meus olhos, o PPT é uma forma de aprimorar nossos conhecimentos, fazendo com que tenhamos curiosidade para nos aprofundarmos em um determinado assunto, o que desenvolve em nós pensamentos críticos.” Vinícius Conceição (Frei Tito) “O curso do PPT está me aprimorando para conseguir um emprego. Mesmo já tendo trabalhado, reconheço que ainda falta muito para eu conseguir disputar vagas mais importantes. Tenho metas para alcançar e por isso busco o conhecimento. Através do PPT, eu me divirto e aprendo ao mesmo tempo! Sem contar as várias amizades que eu consegui fazer! Quero ser autossustentável, mas para isso eu tenho que me preparar mais.” Loislene (ACAM) “O programa PPT me ajudou muito, não só a mim mas a vários jovens, a ter autoconfiança e desenvolver habilidades, entre outros.” Evaldo (ACAM) “PPT para mim não é apenas um curso que nos ensina coisas sobre trabalho, mais também é uma lição de vida. Por que lição de vida? Porque aqui tudo que é falado, tudo é elaborado, serve para nos ajudar e ampliar nossos pensamentos e conhecimentos. Nunca vi um curso tão completo como o PPT. Quem faz o PPT sai daqui com outro significado desta sigla, sai daqui Preparado Para Tudo.” a P ED. 08 | JUNHO 2013 13PPT
  13. 13. P ED. 08 | JUNHO 2013PPT14 O curso de Preparação Para o Trabalho, na organização Villaregia, trabalha com os jovens a orientação sobre o consumo do álcool. Sabemos que os jovens são bastante exagerados em tudo o que fazem, alguns não tem limites e acabam ultrapassando o permitido. Por causa disso, nas aulas de autogestão, tivemos a oportunidade de discutir o tema consumo de álcool pelos jovens. Fizemos debates sobre várias questões, apresentações, depoimentos, criamos músicas, cartazes e até encenamos: a educadora Ana Paula nos sugeriu que apresentássemos tudo isso para os pais em um encontro de famílias. E a apresentação aconteceu, com a participação de todos, em uma noite muito produtiva. Trabalhando o consumo do álcool com os jovens Por: Sheila, Adriele, Jessica e Vanessa (Villaregia) As características do alcoolismo, a dependência compulsiva do consumo de bebidas alcoólicas, são expressas pelo vício e a consequente perda do controle por parte do dependente de bebidas. Esse tipo de distúrbio é causado pela ingestão demasiada e descontrolada de bebidas em períodos curtos o suficiente para caracterizar uma espécie de rotina. Quando o indivíduo chega nessas condições é considerado alcoólatra. q Saiba Mais Por: Jhenifer Silva Santana (Frei Tito) Mudança de Vida! “O PPT está sendo muito importante na minha vida, porque estou aprendendo a ser mais paciente. Também estou aprendendo como me portar numa entrevista e como fazer uma boa redação, escrever bem. O PPT está ajudando a me preparar para a vida social, a conseguir um bom emprego. O PPT está sendo fundamental na minha vida.” Por: Fabiana Nascimento (Frei Tito) Meu Dia! “Meu dia era um tédio, agora que entrei no PPT tudo mudou, pois tenho algo para fazer. Não é só um passatempo, estou aprendendo muitas coisas importantes para ter um futuro melhor. Quem está cursando e quem já foi aluno do PPT tem a capacidade de saber o que se espera dele no mercado de trabalho, como se comportar , etc. Agradeço muito a Deus por fazer parte do programa e espero que no futuro eu tenha muito sucesso!”
  14. 14. P ED. 08 | JUNHO 2013 15PPT O PPT... A sigla PPT significa Preparação para o Trabalho. O PPT é um curso que direciona os jovens nos seguintes aspectos: como agir em uma entrevista ou em qualquer outro lugar, também serve para se apresentar bem, ter postura, roupas adequadas, entre outros. A maioria dos jovens de hoje em dia não sabe o que é importante para o mercado de trabalho, mas o PPT ajuda e ensina coisas novas para que possam arrumar um bom emprego. O PPT já ajudou e está ajudando muitos jovens. As pessoas que fizeram o PPT garantem que servem de exemplo para que você siga com o pé direito no mercado de trabalho. Poema! Por: Rafael Lucena (ACAJI) Aqui no PPT Nós iremos aprender Para que possamos aprender e crescer Muitos acham que o jovem não é nada Mas com muita garra Vamos mostrar que essa opinião está errada No PPT, com nossa determinação e responsabilidade, Vamos agarrar as oportunidades Para mostrar à sociedade A nossa competência Esse é o PPT fazendo a diferença. Eu e o PPT! Por: Talita Sales (ACAJI) Por: Bárbara Sabino, Núbia Santos, Rafael Lucena, Talita Sales, Tanhanan Lopes e Gabriela Pereira (ACAJI) Por: Jheniffer Léo da Silva, Evaldo Soares da Silva Junior, Loislene Ferreira Costa, Kaliandra Pereira Ramos da Silva e Karoline Santos de Almeida (ACAM) Por que falar que a vida é chata ? Pra que dizer que ela é cansativa, se o PPT nos ajuda a entender que sempre há uma forma para vencer ? E dessa forma ele quer nos mostrar, basta você somente se esforçar... Venha cá, vamos lá que o ele vai te mostrar a melhor forma para um emprego encontrar.... Não importa como entrou, que bom que continuou e para vida um bom caminho enxergou... O PPT quer ajudar você, que tem um sonho, a realizar e conseguir o que deseja. Tenha fé em DEUS e batalhe sempre para conseguir. Venha para o PPT DEP O IMENTO “O PPT me ajudou muito. Eu já tinha trabalhado antes, já tive o meu primeiro emprego. O curso me ensinou como me comportar em uma entrevista de emprego.” (Marcos Henrique, 17) Música: “É algo que me ajuda a viver. Não tenho profissão, mas um dia vou ter. E as horas vão passando e as experiências vão crescendo. E a cada dia mais estou me desenvolvendo. Atividades e competências com direito e respeito. É o PPT e seus alunos lutando com respeito. Venha para o PPT porque todos têm esse direito.” para o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPTpara o PPT
  15. 15. TÔ NA ÁREA!PARTICIPAÇÃO SOCIAL, VOLUNTARIADO, AÇÕES MUNDIAIS, ATUAÇÃO NA COMUNIDADE, CIDADANIA E AÇÕES COLETIVAS T! 16 AÇÃO COMUNITÁRIA C omo atividade do curso de Preparação Para o Trabalho, nós jovens do PPT Villarégia, 1º semestre de 2013, saímos juntos com os educadores André, Ana Paula e Rosana para fazer o mapeamento do bairro, uma atividade fantástica que nos ajudou a ter consciência do que falta no nosso bairro. No decorrer do mapeamento, encontramos um prédio público abandonado que poderia se tornar um espaço cultural, já que na região não tem nenhum. Também nos deparamos com praças mal cuidadas que necessitariam ser revitalizadas e até mesmo com lixo em terrenos inadequados. Observando tudo isso, percebemos que essa atividade fez crescer a vontade de construir uma cultura local que estava adormecida e fortaleceu os nossos laços com o lugar onde vivemos, aumentando o entusiasmo em transformar essa região, que é muito carente de emprego, cultura e lazer. Por: Amanda, Caio, Willian e Romildo (Villaregia) Redescobrindo a comunidade
  16. 16. T! ED. 08 | JUNHO 2013 17TÔ NA ÁREA! Por: Sara Ketlyn Amaral, Thayla Danielle Acarrone, Augusto Sbardelini, Carolina Camargo, Nathalia Trindade e Valeria Bezerra (São José) O orfanato é uma Organização Social que abriga menores de idade maltratados, em condição de abandono. Esses menores são recolhidos pela Assistência Social, da qual recebem cuidados como higiene pessoal, atendimento médico e orientação educacional. A instituição é sem fins lucrativos, não paga impostos, pois sobrevive com ajuda de pessoas físicas e algumas parcerias. Assim, esses menores ficam à espera da adoção por alguma família ou aguardam sua maioridade. O grupo ‘’Tô na área’’ escolheu o orfanato como ajuda comunitária porque é interessante conhecer como vivem as crianças sem família e carentes, que sobrevivem por meios de doações. Como você conheceu esse orfanato em Parelheiros? Qual seu intuito em querer ajudar o orfanato Jovem do Futuro? Através da minha tia que me levou no local. É que me sinto bem, pois é uma tentativa de suprir as necessidades das crianças e vê-las felizes, dando brinque- dos, vestuários e alimentos. R: R: Há alguém fora você, em sua família que ajude o orfanato? A partir de quantos anos o orfanato abriga crianças? Há quanto tempo você ajuda este orfanato? Sim, duas tias e uma prima. Desde recém-nascidos até 18 anos. Há um ano. R: R: R: Algumas Perguntas... Assim, com base nesse tema, fizemos algumas perguntas para Carolina, doadora no orfanato Jovem do Futuro em Parelheiros: Trabalho dos Mediadores O PML (Projeto de Mediação de Leitura) é um grupo de jovens voluntários, os mediadores, que gostam de mostrar que os livros são importantes ferramentas para o aprendizado das crianças. Os mediadores utilizam dinâmicas e com um jeito extrovertido fazem com que as crianças se interessem pelos livros e os compartilhem com outras para que também vejam como é importante a leitura. Segundo o FOGE (Fórum Gratuito de Ensino), a leitura tem um grande papel na construção do saber das crianças e dos jovens, pois, com ela existe uma junção entre a aprendizagem e o conhecimento dos envolvidos. Logo, a leitura terá uma extrema importância não só na sua vida acadêmica mas também na vida profissional. Por isso o PML faz com que as crianças se interessem, perguntem, imaginem, porque só assim iremos perceber que elas estão interessadas e focadas. Ao invés de dar vários brinquedos, presenteie as crianças com livros, isso estabelece um futuro promissor e garante a nova geração! Por: Michelly Maia, Moysés Soares e Samantha Barboza (Anchieta) O rfanat o
  17. 17. MATÉRIA DE CAPA CAPAMATÉRIA DE CAPA 18 AÇÃO COMUNITÁRIA C Por: Bruna Cardoso Barbosa (PAULO VI) Queremos compartilhar algo que achamos muito importante e que aconteceu conosco, jovens de Embu-Guaçu, durante as aulas do Programa Preparação para o Trabalho.
  18. 18. C ED. 08 | JUNHO 2013 19MATÉRIA DE CAPA N a aula de “Participação na Vida Pública” com a educadora Ana, ela comentou que já havia passado do limite a questão da violência nas cidades. Contou sobre um rapaz que chegava do trabalho a noite quando foi surpreendido por assaltantes e, mesmo entregando seu celular, acabou sendo assassinado. Sentimos que a nossa indignação com tanta violência era igual a de nossa educadora. Concluímos que poderíamos fazer algo de efetivo para protestar contra a situação da violência. Nós refletimos sobre outros casos de violência e continuamos falando sobre essa situação durante alguns dias. Enquanto isso, nossas apreensões só aumentavam e então nasceu a ideia de sair pelas ruas da comunidade, fazendo uma passeata contra a violência, com cartazes, grito de guerra, pesquisa de opinião e abraços grátis. Todos nós, vestidos de camiseta branca e marchando por pontos importantes de Embu-Guaçu em protesto contra a violência. Sabíamos também que era uma ótima oportunidade de fazermos uma pesquisa com os moradores, para apontarmos o que a população achava sobre os acontecimentos de violência. Passamos pela avenida principal, paramos no coreto da praça e finalizamos nossa passeata na Prefeitura do município, onde fomos atendidos pela Sra. Claudia, assessora do Prefeito, que também respondeu a pesquisa sobre o tema. Ela sugeriu que depois da tabulação da pesquisa, marcássemos um horário com o prefeito para entregar o resultado, demonstrando o quanto a comunidade se sente acuada com a violência.
  19. 19. SE CUIDAQUALIDADE DE VIDA, BEM ESTAR, ESPORTES, NUTRIÇÃO E SAÚDE SC 20 AÇÃO COMUNITÁRIA ••• a era “A ALIMENTAÇÃO INADEQUADA E A OPINIÃO DOS JOVENS DO SÉCULO XXI” Por: Jessica Souza de Carvalho (Frei Tito) Nesta era das comidas rápidas e numa sociedade com mania de praticidade, muita gente não se dá conta de que comidas práticas de se fazer ou “prontas” nem sempre são a melhor opção. Estudos comprovam que esses tipos de alimentos não oferecem nenhum nutriente exigido pelo nosso corpo. A maioria dos jovens, algumas vezes por falta de tempo ou por costume, não consegue ter uma boa alimentação e acaba tendo prejuízos no futuro. Cada dia mais, aumentam os índices de brasileiros com excesso de peso, alguns até com obesidade mórbida. Alguns jovens da comunidade expuseram suas opiniões sobre o que acham do assunto “FAST FOOD” “Não modificou muito minha vida, pois não saio muito de casa para comer besteiras, só algumas vezes.” Vinícius Mascarenhas “Pra quem está voltando do seu curso, escola, faculdade entre outros, o fast food é uma ótima opção, pra quem procura comida rápida. Mas ela não contém totalmente o que meu corpo precisa.” Gabriel Correia “Eu acho que comidas como lanche são ótimas, mas, não abro mão da comida tradicional de minha casa...” Jéssica Souza de Carvalho O fast food modifica nossas vidas, mas a única diferença é que alguns sentem totalmente o efeito que faz a falta de proteínas ou nutrientes... Várias vezes não notamos como nosso corpo reage e acabamos nos destruindo por dentro!
  20. 20. SC ED. 08 | JUNHO 2013 21SE CUIDA Alimentação Por: Joyce Moraes de Sousa (Paulo VI) A partir de dados obtidos por meio do jornal Folha de São Paulo do dia 5 de abril de 2013, conduzimos nossa pesquisa sobre alimentação. Hoje a principal doença que causa morte e incapacidade no Brasil é o derrame. Um incremento no consumo de frutas e legumes frescos e a redução da ingestão de produtos industrializados aumentam o potássio na dieta e levam a uma redução de 24% no risco de derrames cerebrais na população. O potássio é essencial para o funcionamento celular, servindo como contraponto à ação do sódio. Devemos nos conscientizar um pouco mais sobre os alimentos que consumimos diariamente, pois muitos deles são nossos inimigos e um dos maiores motivos de morte no Brasil. Então tenhamos uma boa alimentação no presente para que nosso corpo não nos prejudique no futuro! Por: Ariele, Erica, Aline e Paloma (Villaregia) A obesidade é caracterizada pelo excesso de gordura corporal. Infelizmente, a cada dia que passa, aumenta o número de jovens obesos no Brasil. Isso é muito triste, porque além de ficar com a autoestima baixa e sofrer bullyng, o jovem obeso pode ter sérios riscos e complicações na sua saúde, como asma, diabetes tipo II, hipertensão, complicações ortopédicas, entre outros. O adolescente é muito ansioso e acaba descontando isso na alimentação e, pior, em má alimentação. Com o crescimento das tecnologias, os jovens e adolescentes se esquecem de praticar exercícios físicos, ficando focados em redes sociais. Obesidade na adolescência Com isso... 30,4% dos adolescentes (dos 12 aos 19 anos) têm excesso de peso e 15,5% são obesos
  21. 21. SC ED. 08 | JUNHO 2013SE CUIDA22 Por: Caroline Mendes de Araújo, Pedro Michael Silva dos Santos, Diogo da Silva Noronha, Alexandre Raul Lima Pereira e Deise Bispo dos Santos (Frei Tito) Os jovens que consomem drogas na sociedade, geralmente fazem isso por impulso, por falta de conselhos familiares e muitas vezes por influência de amigos. Na fase da adolescência, os adolescentes ainda não têm certeza do que querem ser, ou até mesmo de quem são. Nessa fase, eles passam por mudanças físicas e mentais e, por conta disso, querem descobrir um novo mundo, conhecer e experimentar coisas novas para se identificarem melhor. Drogas, diga não! O dependente químico sob o efeito das drogas, não faz as coisas conscientemente, ou seja, age sem pensar nas consequências. O dependente vive num mundo só dele, que somente ele entende. Por que os jovens se envolvem com as drogas? Na maioria das vezes, porque se sentem sozinhos. Mas também por não se adaptarem à sociedade, por problemas familiares ou apenas por curiosidade e diversão. O usuário de drogas as vê como solução para os seus problemas. O ensinamento do que é certo ou errado vem de casa. Os pais devem ensinar para os filhos, desde pequenos, que não devem se envolver com drogas. Como é o tratamento para um dependente químico? Para receber tratamento, o dependente químico deve querer ser tratado. E, claro, receber o apoio familiar. A recuperação não é fácil. Os primeiros dias de tratamento são dolorosos. Mas com força de vontade o paciente chega ao objetivo desejado e terá ótimos resultados. O que o adolescente gosta de fazer? Nesse caso, é preciso descobrir o que o adolescente tem prática e gosta de fazer. Dar a ele atividades que sejam interessantes e que ocupem o seu tempo e pensamento, para que ele não tenha vontade de usar drogas.
  22. 22. SC ED. 08 | JUNHO 2013 23SE CUIDA Vodka ou água de coco pra mim tanto faz. Bebo só pra ficar louco e cada vez eu bebo mais... Cada vez eu bebo mais (bis) Bebo 1, 2, 3, 4. Pra ficar bem louco, eu bebo logo cinco frascos! Autoestima, autoestima, autoestima, autoestima Lá em cima, lá em cima, lá em cima, lá em cima Autoestima, autoestima, autoestima, autoestima Lá em cima, lá em cima, lá em cima, lá em cima Meu amigo, deixa disso. Eu vou falar pra você Dá pra ter autoestima e sem precisar beber. Porque quando a gente bebe, a gente fica inconsciente. Faz besteira, quebra a cara e depois se arrepende. A sensação pode ser boa, na hora fica legal. Mas depois que tudo passa, a gente chora e fica mal, A gente chora e fica mal... Não precisa beber pra se sentir demais Quando se está consciente a gente se diverte mais... A gente se diverte mais... Não precisa beber pra se sentir demais Quando se está consciente a gente se diverte mais... A gente se diverte mais... É, isso é fato. Toma um Refri e esquece a bebida com álcool! Sem bebida, sem bebida, autoestima, autoestima. Lá em cima, lá em cima, lá em cima, lá em cima... Jovens e o álcool Por: Yago, Beatriz e Euller (Anchieta) Nos dias de hoje, a cada três jovens, pelo menos um deles já fez uso do álcool com menos de 18 anos de idade. Onde está o erro? No comércio que fornece as bebidas ou nos pais que permitem os menores beberem? Segundo a revista Veja, jovens na faixa de 14 a 17 anos já tentaram comprar bebidas alcoólicas e conseguiram facilmente. Por mais que o comércio saiba que isso é ilegal, continua fornecendo as bebidas aos adolescentes. Outro fato que contribui para que o jovem beba antes de completar 18 anos é a falta de conscientização e diálogo entre os pais e os jovens. Os pais também influenciam, por exemplo, oferecendo ao filho uma pequena dose da bebida, imaginando que a pequena quantidade não é capaz de causar embriaguez. A melhor coisa é que os pais contribuam com a preocupação dos filhos em relação ao álcool, fazendo com que o jovem tome mais conhecimento sobre os riscos que as drogas lícitas podem oferecer à sua vida. O ideal é o jovem procurar se manter afastado do álcool, mas casotenha problemas de alcoolismo, o importante é que o jovem procure auxílio e busque conhecimento em relação à bebida pois podem surgir complicações no decorrer de sua vida Paródia da música »»»»»»»» Por: Deise Bispo (Frei Tito) MC Naldo Amor de
  23. 23. JUNTOS & MISTURADOSDIVERSIDADE, COMPORTAMENTO, OPINIÃO E CULTURA JM 24 AÇÃO COMUNITÁRIA Relacionamentos Pessoais Namoro pela Internet Quando falamos em “Relacionamentos Pessoais”, nos lembramos de namoros, família e amigos, mas são poucas as pessoas que, quando escutam esta expressão, lembram-se de namoros pela internet. A internet revolucionou a vida dos jovens e adolescentes tanto no Brasil como no mundo. Assim como todo avanço tecnológico, a internet possui o seu lado “bom” e seu lado “ruim”. Bem, o lado “bom” da internet é que através dela os jovens e a população em geral se comunicam, se informam e se socializam melhor, por meio de sites, fóruns e redes sociais. E são elas, as redes sociais, que na maioria das vezes constituem o lado ruim (e muitas vezes mortal) da internet. Nas redes sociais, é possível se conectar com amigos que moram longe, compartilhar experiências, opiniões, fotos e tantas outras coisas. É possível marcar encontros com a galera e conhecer gente nova... Mas nem sempre conhecer gente que não conhecemos é bom. É necessário muito cuidado quando queremos conhecer gente nova, principalmente na internet, onde podemos ser quem quisermos, desde um usuário fake* em uma rede social, até mesmo um assassino estuprador passando-se por um jovem bonito de 17 anos. Todos os dias, vemos em telejornais notícias sobre jovens que morrem após encontros com supostos “jovens” que conheceram nas redes sociais, mas que eram apenas assassinos disfarçados. Ou até mesmo homens que iludem meninos e meninas com a promessa de “apenas amizade” e tiram a vida ou violentam milhares de jovens e adolescentes, que todos os dias veem este tipo de notícia e continuam caindo nesse tipo de farsa. Por isso é necessário ficar bastante esperto. Existem pessoas boas para um namoro pela internet, mas é necessário muito, muito cuidado para não cair em “armadilhas fatais”. *Fake: Termo usado para usuários falsos nas redes sociais. Por: YvanaVaér e Karoline Melo (São José)
  24. 24. JM ED. 08 | JUNHO 2013 25JUNTOS & MISTURADOS Entrevista »»»»»»»»»»»»»»»»»»» Qual é a sua opinião sobre o namoro pela internet? “Não dá certo! Pela falta de confiança, ciúmes, e a distância.” “Eu acredito que pode dar certo, se houver contato após se conhecer, se for à distância, não!” “Nunca namorei, porém já tive amigas que até casaram através de um romance virtual.” “Na minha opinião, não dá certo, é dar um tiro no escuro, pois a pessoa pode não ser o que demonstra, ou fisicamente diferente (fake). Nunca conheci ninguém do meu convívio que namorou pela internet.” NATHÁLIA DOS SANTOS, 15 anos AUGUSTO SOUZA, 15 anos VANESSA LEITE, 15 anos PAULA NUNES, 32 anos
  25. 25. JM ED. 08 | JUNHO 2013JUNTOS & MISTURADOS26 Excesso de tempo em games pode causar obesidade, agressividade excessiva e timidez? Crianças e adolescentes que são de certo modo “viciados” em games têm mais amigos virtuais do que reais? É possível utilizar os games como diversão sem estimular a violência? Existem pessoas que defendem a ideia de que alguns assassinatos são cometidos devido à influência de jogos (games) violentos como GTA e Country Strike. Como o caso de um garoto com cerca de 12 anos em uma cidade dos Estados Unidos, que pegou a espingarda do pai e saiu cometendo vários crimes. Como também um rapaz que entrou em um cinema e assassinou muitas pessoas que estavam no local. Será que as pessoas que cometeram tais crimes foram influenciadas por games que “estimulam” a violência por meio de sequências animadas que demonstram agressão? Até que ponto esse tipo de jogo pode influenciar o comportamento das pessoas? Games também tem seu lado positivo, por ensinarem a reciclar, economizar energia e salvar vidas? Com base em perguntas como estas, podemos concluir que avaliar o tipo do jogo é importante? Dosar o tempo dedicado à prática do jogo também? Que tal fazer um cronograma, colocando um horário certo para games, para que não se torne um vício? Prestar atenção se realmente o jogo é educativo pode ser importante, principalmente no caso das crianças. Também podemos avaliar nossas vontades depois de algumas horas de game. Sentimos vontade de fazer o que? Essa resposta pode nos ajudar a responder as outras perguntas! Nós, alunos do PPT do Movimento Renovador Paulo VI, fomos ao teatro SESI-SP, no dia 13 de junho de 2013 e assistimos a peça “Crônicas de Cavaleiros e Dragões – O Tesouro dos Nibelungos”, de Tatiane Belinky, uma peça recheada de emoções e criatividade, que atraíram muitos dos espectadores. Foi um momento para nós aprendermos um pouco mais como é uma peça de teatro, observando muitos detalhes que o nosso professor André já tinha falado, fazendo uma grande diferença poder ver na prática como tudo funciona, pois vamos ao final do nosso curso realizar uma peça de teatro, e serviu para aprendermos e termos mais entusiasmo, sobre todos os aspectos. Ficamos imensamente agradecidos à Ação Comunitária e ao Instituto Paulo VI pela oportunidade e pela preocupação de nos fazer cidadãos mais compromissados com a cultura. Um país sem cultura é um país sem perspectiva e sem visão de mudança, pois acreditamos que a cultura nos leva a movimentos mais envolventes e nos dá um sentido mais amplo à vida. Os Games Novo Estilo Passeio Cultural Teatro Sesi SP Por: Fabiana Nascimento, Deise Bispo, Maiky Rodrigues, Maria de Fátima Soares, Mirelle Bastos Sampaio e Celyjane Pereira (Frei Tito) Por: Fabio Henrique dos Santos (Paulo VI) O Hip Hop é uma dança que a maioria dos jovens gosta. É uma forma de se expressar e se soltar. Esse estilo é mais encontrado em ONGs e escolas, pois é uma forma de tirar crianças e adolescentes das ruas, trazendo curiosidades e técnicas de passos, além do modo de se expressar. Por esse motivo, começam a se entrosar e a praticar essa dança. Quando falamos de Hip Hop as pessoas associam a bandidos, marginais, mas não é nada disso! Simplesmente por que essa cultura vem da comunidade, vira um desrespeito? Acontece que o Hip Hop chegou aqui na comunidade mais rapidamente do que em outros lugares e todos se interessaram com a nova modalidade. É preciso ter muita sincronia. Essa modalidade une o Rap (representa a essência e poesia, a música), o Break (representa o corpo através da dança) e o Grafite (representa as artes plásticas), uma mistura das manifestações culturais urbanas. O Hip Hop mostra a igualdade, todos dançam sejam negros, brancos, altos, baixos, gordos ou magros, não importa! Por: Michelly Maia, Moysés Soares e Samanthan Barboza (Anchieta)
  26. 26. JM ED. 08 | JUNHO 2013 27JUNTOS & MISTURADOS Arte Urbana O que é grafite? O grafite tem como principal finalidade a expressão artística. De origem italiana, “grafito”, que significa “Escritas feitas com carvão’, teve as primeiras manifestações nos muros de Paris durante a Revolução Contra Cultural de 1968. Depois disso, apareceu em Nova York, no final dos anos 70, como movimento cultural. Chegou aqui, no Brasil, em São Paulo, também no final dos anos 70 e hoje o grafite brasileiro é reconhecido como um dos melhores do mundo. Grafite versus Pichação Infelizmente muitos ainda confundem o Grafite com Pichação, mesmo tendo uma diferença imensa entre eles. O grafite, considerado como uma arte de rua, tem também como função tirar as pessoas do ato de pichar e trazê-las para a verdadeira arte. No entanto, a pichação é uma atitude de vandalismo, sendo apenas o ato de rabiscar ou sujar um patrimônio, independente de ser público ou privado. E nesta prática de pichar existe uma terrível disputa para saber que grupos de pichadores picha mais alto, que faz diversos estabelecimentos ficarem sujos. Porém, existe uma solução criativa para evitar esse vandalismo, que é transformar os muros de edifícios em telas de arte ou incentivar os pichadores a grafitar. Arte Urbana Grafite Pichação Por: Augusto, Carolina Camargo , Thayla, Sara, Nathália, Felipe, Valéria e Bruno (São José) Grafite é uma arte que enche os olhos de muitos, mas ainda é considerada por outros como um ato de vandalismo. Para muitos, ela é considerada como “A arte urbana” e outros a descrevem como “uma pichação evoluída’. Mas o que vale dizer é que em muitos lugares que passamos damos de cara com ele. Mas afinal... »»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
  27. 27. JM ED. 08 | JUNHO 2013JUNTOS & MISTURADOS28 A música está presente no nosso dia a dia e não há sociedade que não a tenha cultivado. Até hoje, não se conhece uma pessoa que não goste de música. Você até pode não gostar daquela música, mas sempre haverá uma que você goste. A música carrega em si o poder de expressar sentimentos, conceitos, opiniões, ideias, ritmos, crenças, poder de interferir na vida das pessoas, de influenciar pensamentos. Essas influências são o nosso assunto. Realizamos uma pequena enquete, com a seguinte pergunta: Você acha que a música influência a sua personalidade? Nove entre dez pessoas entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade, tanto na vida pessoal, como na profissional, no caráter, na vestimenta, no meio familiar, no modo de agir e falar, no como é visto pela sociedade. Você já deve ter escutado: “Olha aquela é uma funkeira!” ou “Aquele deve ser rockeiro.” E tudo isso baseado no tipo de roupa que a pessoa usa, no modo de falar, de pensar, de agir. Assim nasce um pré-conceito, a ideia de que você possa escutar determinado ritmo musical. A música expressa ideias, que podem ser positivas ou negativas, como bons sentimentos, cultura, preconceitos, fanatismo, discórdias, união, crenças, medos, alegrias, corações partidos, novas amizades, amor. Ela é usada até como forma de terapia (chamada de Musicoterapia) e pode mudar o estado de humor e até criar rótulos (a forma como você é visto). Que loucura não é? Olha como a música pode dizer tanto sobre quem nós somos. Você já parou para pensar sobre o tipo de música que você ouve? Já parou para pensar o quanto ela pode falar sobre você? Se não, este é o momento! Por: Anielle Cristina Botelho Cruz, Bruna Lorena de Souza, Celyjane Pereira da Silva e Maria de Fátima Soares de Souza (Frei Tito) O ônibus é um programa que há no bairro Cidade Júlia e em outros lugares. É um projeto cultural que leva aos moradores da comunidade a oportunidade de ler e descobrir novos mundos em um livro. Aqueles que não têm condição de comprar o livro, podem pegar emprestado no ônibus. O Ônibus-biblioteca está disponível todas às sextas-feiras das 10:00 às 16:00h, na Rua José Maria Homem de Montes, no final do microônibus Conceição/Cid. Júlia 5757-10. É possível fazer o empréstimo de 5 livros no total, contando com revistas e gibis, o período de empréstimo é de uma semana, para que depois outras pessoas possam apreciá-los. Programa Ônibus-Biblioteca A influência da Música Por: Alef do Carmo Souza, Steffani da Silva Luca, Thiago Morais do Nascimento, Ricardo Vitor Nunes e Wiliam Ribeiro da Silva (São José) entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,entrevistadas, acreditam que sim. Sim, a música afeta sua personalidade,
  28. 28. PLANTAR E COLHERPROBLEMAS AMBIENTAIS, PESQUISAS E SOLUÇÕES PC 29AÇÃO COMUNITÁRIA Por: Carolina Rosa, Caroline Frazão, Chayane Brito, Kaique Santos e Rogério da Silva (ACAJI) Você sabe como são produzidos os alimentos orgânicos? Sabe qual a importância deles para a nossa saúde e para o meio ambiente? Não? Ah, então a gente explica. Alimentos orgânicos são produzidos com técnicas que não agridem o produto a ser plantado, nem o meio ambiente. Dessa forma, esses alimentos ficam mais saudáveis, e não há a contaminação do solo, da água ou da vegetação. Na produção inorgânica de ovos e leite, são introduzidos antibióticos, hormônios e anabolizantes nos animais, para a produção ocorrer de forma mais rápida. Pesquisas demonstram que estes produtos podem provocar doenças nos seres humanos, quando consumidos por muito tempo. Já os alimentos orgânicos têm muitas vantagens: são mais saborosos, mais saudáveis, pois são livres de agrotóxicos, hormônios e outros produtos químicos. Além disso, sua produção respeita o meio ambiente. O único problema é que esses alimentos são produzidos em pequena escala e são mais caros. Alimentos Orgânicos Fazem bem para a saúde e o Meio Ambiente agradece!
  29. 29. PC ED. 08 | JUNHO 2013PLANTAR E COLHER30 O Brasil tem diversas campanhas sobre o meio ambiente. Nosso país é consumista, mas também possui uma grande parte dos recursos naturais do mundo. Brasil, rico em fauna e flora, tem a maior reserva do mundo, a Amazônia. Uma reserva florestal é uma área de proteção ambiental. Ela existe para proteger a natureza dos homens que só pensam em destruí-la, esquecendo-se que tudo que destroem prejudica a eles mesmos. Seria a lei da física “para cada ação, tem uma reação” e as consequências que nós sofreremos serão: ar poluído, aquecimento global e enchentes. O meio ambiente cada vez mais está sendo destruído por nós. Todos os dias, só na cidade de São Paulo, são jogadas mais de 3 toneladas de lixo em ruas, rios e até mesmo terrenos abandonados. Temos que nos conscientizar, tentar evoluir, mas sem agredir o meio ambiente. Você me pergunta: isso é possível? É claro que sim, temos apenas que reciclar e, é claro, não jogar lixo no chão. Dessa forma, contribuiremos para uma cidade ou até mesmo um mundo melhor. O que plantamos hoje colheremos amanhã! Vamos cuidar do meio ambiente hoje, para amanhã colhermos bons frutos, caso contrário, nossos filhos não desfrutarão dos recursos que temos hoje. Por: Carolina Rosa, Caroline Frazão, Chayane Brito, Kaique Santos e Rogério da Silva (ACAJI) Aqui no bairro Jardim Icaraí, onde se localiza a Organização ACAJI, e também em bairros vizinhos, é muito visível o acúmulo de lixo em locais inapropriados. Vemos nas calçadas um verdadeiro lixão, ou seja, os espaços por onde deveríamos caminhar estão virando depósitos de lixo. O lixo espalhado por esses locais se deve à falta da coleta pelos caminhões da prefeitura. Mas, muitas vezes, são os próprios moradores que não se importam e jogam o lixo em qualquer lugar, inclusive móveis inutilizáveis. Estes, ao invés de serem jogados em caçambas, são colocados em qualquer lugar ou até mesmo queimados, causando assim a poluição do ar. Como podemos evitar isso? Até porque pode causar enchentes! Se não ocorrer a coleta seletiva de lixo em seu bairro, a primeira coisa a fazer é ligar para a prefeitura pedindo a resolução do problema. Além disso, você também pode contribuir para que sua região esteja sempre limpa. Basta não jogar lixo na rua, mesmo que seja um papelzinho de bala, pois é com cada papelzinho deste que começa o acúmulo. Outra forma é conscientizar seus vizinhos ou as pessoas que têm esse tipo de comportamento. Plantar para colher um mundo melhor PCPC Por: Helena Figueiredo (Paulo VI) Lixo fora do Lugar Como evitar?
  30. 30. PC ED. 08 | JUNHO 2013 31PLANTAR E COLHER Poluição visual é o excesso de elementos ligados à comunicação visual, como anúncios, propagandas, cartazes, placas e outros, geralmente localizados em ambientes urbanos. Como qualquer tipo de poluição, essa também causa desconforto para a sociedade. Nesse caso, o excesso de informações em vias públicas, por exemplo, pode distrair os motoristas, causando assim acidentes no trânsito. Podemos citar como outro exemplo a pichação, que de acordo com algumas pesquisas é considerada dano ao patrimônio público ou privado, quando não é feita para transmitir informação ou fazer protesto e sim apenas para pichar. A pichação não pode ser considerada liberdade de expressão, pois o pichador acaba “escrevendo” em locais inadequados, como monumentos ou qualquer outro local privado ou público da cidade. Já o grafite é considerado arte visual, por transmitir mensagens ou desenhos de forma que as pessoas reflitam sobre questões da sociedade. O pichador não tem autorização para escrever nos muros, já o grafiteiro faz um trabalho bonito e sempre com autorização. Enfim, esclarecendo as dúvidas: Grafite é arte. Pichação poluição visual. Por: Carolina Rosa, Caroline Frazão, Chayane Brito, Kaique Santos e Rogério da Silva (ACAJI) Por: Regiane e Cassia da Silva (Paulo VI) » O quê? Hã??! Não entendi! Fala mais alto? O quê?? É isso mesmo, podemos ter problemas auditivos, por exemplo, por conta do volume alto do fone de ouvido ou por ficar muito tempo expostos a sons em volume muito alto. O que a maioria dos jovens acha é que a surdez é consequência da velhice, mas podemos sim antecipar esse problema para a juventude. Por isso, é recomendado ouvir músicas em um volume adequado (de baixo pra médio), tentar se expor menos a certos ruídos (como o que sai das caixas de som) e utilizar abafadores de ruídos. Sons muito altos causam não só surdez, mas vários problemas de saúde, como alterações mentais e emocionais. Os efeitos negativos da poluição sonora sobre a nossa saúde, são muitos: estresse, instabilidade emocional, ansiedade, nervosismo, insônia, entre outros. Poluição Sonora Poluição Poluição Visual O meio ambiente está sendo muito maltratado pelo homem, pois tudo que ele constrói ele mesmo destrói. A poluição gerada nas cidades de hoje é resultado principalmente da queima de combustíveis fósseis, como carvão mineral, e derivados de petróleo (gasolina e diesel). A poluição também tem prejudicado os ecossistemas e o patrimônio histórico e cultural em geral. Fruto dessa poluição, a chuva ácida mata plantas e animais e com o tempo vai corroendo tudo. O clima também é afetado pela poluição do ar. O fenômeno do efeito estufa está aumentando a temperatura do nosso planeta. Soluções: podemos diminuir o uso de automóveis, colocando mais em prática o uso de bicicletas, investindo em ciclovias! Por: Carolina Rosa, Caroline Frazão, Chayane Brito, Kaique Santos e Rogério da Silva (ACAJI) Poluição SonoraPoluição Sonora
  31. 31. É TUDO NOSSOEXPERIÊNCIAS, RELATOS E ACONTECIMENTOS DA COMUNIDADE TN 32 AÇÃO COMUNITÁRIA Por: Sabrina Soares, Lorraine Santos, Daniel de Souza, Jonatas Mendes e Mayara Stefanie (ACAM) ACAM você por aqui, tudo bom? Que saudade! Com você passei os melhores meses da minha vida. Como vão os seus projetos? Você que tem tantos cursos, como Primeiras Letras, Crê-Ser e PPT, que ajudam os jovens a se tornar grandes profissionais e a desenvolver habilidades para o mercado de trabalho e para a vida. Ajuda crianças e adolescentes de 6 a 15 anos a desenvolver o raciocínio e também a comunicação oral e escrita. Espero que você continue ajudando-os, para que no futuro eles possam olhar para trás e perceber o quanto valeu a pena a dedicação, o esforço e o carinho! Obrigada por tudo e PARABÉNS! Represa Guarapiranga e sua poluição Represa Guarapiranga e sua poluição Inaugurada em 1908, sua finalidade era, originalmente, atender as necessidades de produção de energia elétrica na Usina Hidrelétrica de Parnaíba. Mas com o desinteresse dos governadores ela começou a ser esquecida. E já que os governadores não tinham tanto interesse, a população da época começou a construir um loteamento em volta dela. E como essas pessoas não tinham tratamento de esgoto, começaram a jogá-lo na represa e logo começou a matar toda a vida que nela havia. Na verdade começaram a surgir algas, que só surgem em águas poluídas. Mas só depois de muito tempo, mais especificamente em 2008, a SABESP começou a tratá-la. Mesmo poluída, a represa Guarapiranga tem seu espaço de diversão na orla, um parque para crianças, lugares para exercícios e 82 km de ciclovia. Além disso, tem um curso de iatismo para todos jovens de 12 à 17 anos. Então vamos conservar a represa Guarapiranga, e não jogar lixo nela, para que as futuras gerações aproveitem esse bem. Por: Hellide, Viviane, Bruno, Ana Caroline, Leonardo Cardoso, Thais, Mariana, Danrlei e Daiane (São José) ACAM e eu!
  32. 32. TN ED. 08 | JUNHO 2013 33É TUDO NOSSO O Ônibus-biblioteca existe há mais de 70 anos, em pelo menos 30 deles só na Vila São José. Seu projeto teve início com o escritor Mário Andrade que na época era diretor da atual Secretaria da Cultura da prefeitura de São Paulo. A Ford construiu e doou e uma caminhonete que passou a visitar a praça da Vila São José às quintas-feiras. Mas em 1979 o serviço foi interrompido por conta da degradação e da falta dos livros, mas no mesmo ano o projeto foi retomado e com muito mais livros novos e bons para leitura. Nesta volta, a Ford novamente doou uma Kombi - que na época era chamada de “kombiteca” e que foi adaptada com o objetivo de alcançar mais leitores. Apesar de ficar dias, meses e até anos parado, o serviço foi tomando um novo rumo, até que em 2007 ganhou uma outra cara: foi doado pela SPTRANS um ônibus novo e a partir daí houve mudança do dia da semana, que passou de quarta-feira para quinta-feira, com atendimento para novos tipos de público. A moradora Rosângela, de 20 anos, diz: “É muito importante este projeto aqui na vila pois eu participo juntamente com meus filhos e adoro ler gibis e ter o conhecimento de diversos mundos, como teatro, que eles realizam aqui.”. Agora, todas as quartas-feiras o Ônibus-Biblioteca atende um grande público de leitores e, em alguns desses dias, oferece também apresentações de teatro voltadas para o incentivo à leitura. Histórico do Ônibus-Biblioteca na Vila São José Por: Hellide, Viviane, Bruno , Ana Carolina, Thais, Mariana , Leandro Cardoso, Danrlei, Daiane, Pablo e Alexandre (São José) Uma frase de uma leitora :“Em vez de esperar em casa pelo seu público, vai em busca dele aonde estiver!” Por: Sabrina Soares, Lorraine Santos, Daniel de Souza, Jonatas Mendes e Mayara Stefanie (ACAM)A Praça... Era uma praça muito engraçada, não tinha banco, não tinha nada. Ninguém podia passar nela não, porque o mato era grandão. Ninguém podia se divertir, porque brinquedo não tinha ali. Depois que veio a prefeitura, para arrumar a estrutura. As crianças podiam brincar, porque os brinquedos chegaram lá. Aquela quadra que era velha, foi arrumada, pintada, e hoje em dia podemos brincar na nova quadra reformada.
  33. 33. ED. 08 | JUNHO 2013AÇÃO COMUNITÁRIA34 Todos os nossos serviços são gratuitos e nossos recursos são provenientes de aportes de empresas parceiras, da Lei Rouanet e também do FUMCAD (Fundo Municipal da Criança e do Adolescente). Visite nosso site www.acomunitaria.org.br Curta nossa página no Facebook www.facebook.com/acaocomunitaria A Ação Comunitária é uma ONG sem fins lucrativos, fundada em 1967, que trabalha pela inclusão e proteção social de crianças, adolescentes e jovens por meio da educação. Localizada na região do Campo Limpo, zona sul da cidade de São Paulo, conta com a parceria de mais de 30 organizações de bairro na implantação de seus diversos programas socioeducacionais: Acreditamos que educação transforma vidas e que juntos poderemos fazer muito mais. É um programa para crianças de até 5 anos. Focado no estímulo oportuno para desenvolvimento de competências e habilidades para a vida. Primeiras LetrasPrimeiras Letras Programa de educação complementar no contraturno escolar, recebe crianças e adolescentes de até 15 anos, com muito foco no protagonismo juvenil. Crê-SerCrê-Ser Para adolescentes e jovens de 15 anos e meio até 21, o programa foca na capacitação para o primeiro emprego com técnicas dinâmicas e atraentes aos jovens. Preparação Para o Trabalho Preparação Para o Trabalho Para jovens a partir dos18 anos, os cursos oferecidos formam garçons e garçonetes e também vendedores de loja por meio de técnicas de vendas. Cursos Profissionalizantes Cursos Profissionalizantes Você Conheçe a AÇÃO COMUNITÁRIA? Você Conheçe a AÇÃO COMUNITÁRIA?
  34. 34. É um programa semestral da Ação Comunitária, que tem como objetivo desenvolver aspectos pessoais e profissionais em jovens de 15 e meio a 21 anos, auxiliando a inserí-lo no mercado de trabalho. Em outras palavras, o programa trabalha ética, moral, planejamento, comportamento, vocabulário, iniciativa, desenvoltura, entre outros, que vão te ajudar no momento de conquistar aquele tão sonhado primeiro emprego. Além disso, o PPT te ajuda a montar o seu Projeto de Vida, em que você analisa sua realidade, vê como pode mudar aquilo que não gosta e vai caminhando rumo a tudo aquilo que deseja para seu futuro... legal, né? ; ) Esta pode ser sua chance de começar a realizar muitos de seus sonhos! Entre no nosso site e preencha seu cadastro, que entraremos em contato! www.acomunitaria.org.br
  35. 35. D urante a construção do F5 os jovens que tem interesse em investir na criatividade podem elaborar desenhos relacionados com o projeto desenvolvido ao longo do semestre. Ao final desse processo eles participam de um concurso que escolherá o desenho vencedor por meio de uma votação via rede social NING. SE LIGA NESSA!!!

×