Leitura/Leitura de Gêneros
Cleonice Martins e Mara Tiburcio
Filme: Os fantásticos livros voadores do Sr. Morris Lessmore
Como podemos contribuir no
desenvolvimento da competência
leitora?
De que forma o trabalho com gêneros auxilia
no desenvolvimento da competência leitora?
Quando percebi, tudo já havia acontecido. O radio ficou mudo e, apesar de
mais pessoas estarem por perto, lá estava eu, so...
QUESTÕES
Por que o rádio ficou mudo?
Por que a personagem tirou o paletó, desapertou a gravata e
abriu a janela se sentia ...
A COMPREENSÃO DA LEITURA ENVOLVE CONHECIMENTOS
PRÉVIOS, CONTEXTUALIZAÇÕES
POR QUE O CÉU É AZUL?
Antes
Levantamento do conhecimento prévio sobre o assunto;
Antes de iniciar o trabalho, procure levantar hipóteses a respe...
Expectativas em função da formatação do gênero (divisão em colunas, segmentação
do texto...).
A silhueta que o texto impre...
Antecipação do tema ou ideia principal a partir do exame de imagens ou de
saliências gráficas.
A leitura exploratória das ...
Explicitação das expectativas de leitura a partir da analise dos índices anteriores.
Estimular os estudantes a verbalizare...
Durante
• Se os ouvintes dispersarem, utilize alguns recursos para resgatar a atenção, fazendo
algum tipo de suspense e pe...
DEPOIS
Construa a síntese do texto
• Explorar o texto através de pergunta/resposta. Não nos referimos aqui à perguntas
did...
Troca de impressões, resoluções sobre o texto lido.
• Durante a troca de ideias a respeito do texto, ao receber de um estu...
• Ensinando a ler no contexto das práticas sociais da
leitura, ou seja, colocando a criança em contato
com os mais diverso...
SUGESTÃO
VERDADEIRO OU FALSO
Questionário reflexivo sobre as concepções que envolvem a leitura
( ) crianças que não possue...
( ) o amor pelos livros só nasce do contato frequente e sistemático
com bons títulos.
( ) ter livros na sala de aula ou na...
Até o próximo encontro!!!
Leitura de Gêneros
Leitura de Gêneros
Leitura de Gêneros
Leitura de Gêneros
Leitura de Gêneros
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Leitura de Gêneros

640 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
640
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
102
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Leitura de Gêneros

  1. 1. Leitura/Leitura de Gêneros Cleonice Martins e Mara Tiburcio
  2. 2. Filme: Os fantásticos livros voadores do Sr. Morris Lessmore
  3. 3. Como podemos contribuir no desenvolvimento da competência leitora?
  4. 4. De que forma o trabalho com gêneros auxilia no desenvolvimento da competência leitora?
  5. 5. Quando percebi, tudo já havia acontecido. O radio ficou mudo e, apesar de mais pessoas estarem por perto, lá estava eu, sozinho com os meus pensamentos... O frio que eu sentia era diferente. Entrava pela pele e doía nos ossos, fazendo meu corpo todo tremer. Desapertei a gravata e tirei o paletó. Tentei manter a calma e abri lentamente a janela. Com muito esforço saí, mas não conseguia perceber exatamente onde eu estava. Meus movimentos eram lentos e desajeitados... Já não me importava com coisas materiais... meus documentos, dinheiro, meu carro ou qualquer coisa assim. Consegui tirar os sapatos, que me incomodavam muito, e tentei me dirigir para a única direção onde provavelmente encontraria um poste. Foi quando vi a mulher tentando pegar o cachorro: comecei a rir sem parar e apoiei meu corpo cansado em cima de um muro. Passou por mim um garoto assustado puxado por seu pai, um guarda com urna velhinha e um rapaz tranquilo que aparentemente me conhecia, pois disse um "oi, tudo sob controle ai? e foi embora. Nesse momento comecei a entender corno o trágico mora perto do cômico! Aos poucos consegui chegar a uma padaria que recebia quase todo mundo que escapava. Tomei um conhaque e como bom brasileiro fiquei trocando ideias e procurando soluções para os problemas do mundo com meus novos amigos...
  6. 6. QUESTÕES Por que o rádio ficou mudo? Por que a personagem tirou o paletó, desapertou a gravata e abriu a janela se sentia frio? Por que os sapatos o incomodavam? Por que eles se dirigiu a um poste? Por que ele apoiou em cima do muro e não no muro?
  7. 7. A COMPREENSÃO DA LEITURA ENVOLVE CONHECIMENTOS PRÉVIOS, CONTEXTUALIZAÇÕES
  8. 8. POR QUE O CÉU É AZUL?
  9. 9. Antes Levantamento do conhecimento prévio sobre o assunto; Antes de iniciar o trabalho, procure levantar hipóteses a respeito dos conhecimentos que supõe que a turma dispõe a respeito do assunto ou do próprio texto. Essa reflexão possibilita construir um repertório possível de intervenções didáticas. Expectativas em função do suporte. É sempre importante proporcionar aos alunos uma rica convivência com diferentes materiais impressos em seus suportes originais. • Escolher textos de boa qualidade. • Falar sobre a época e o lugar em que o texto foi escrito (portador). Expectativas em função dos textos da capa. Chamar a atenção para a capa ou título e perguntar sobre o que seria o texto. Antes de discutir qualquer texto com a turma, analise-o cuidadosamente para identificar que conceitos podem ser explorados. Análise do título e ilustração(quando houver) . O que sugere?
  10. 10. Expectativas em função da formatação do gênero (divisão em colunas, segmentação do texto...). A silhueta que o texto impresso assume na folha pode também fornecer indícios a respeito de qual seja o gênero e o tipo de assunto que pode estar sendo tratado. É o caso de uma lista seguida de itens numerados que sugere uma receita culinária ou a formatação de um texto jornalístico em colunas desta maneira os leitores interagem com o texto e acabam inferindo em sua recepção: ler uma notícia é diferente do que ler um conto. Expectativa em função do autor. Um leitor experiente conseguir crias muitas expectativas a respeito do conteúdo ou estilo do texto se já tiver lidos outras obras do autor. Quanto mais frequentam o mundo da escrita, mais os leitores vão acumulando referências a respeito dos autores.
  11. 11. Antecipação do tema ou ideia principal a partir do exame de imagens ou de saliências gráficas. A leitura exploratória das imagens – fotografias, ilustrações, mapas, gráficos, tabelas, formulas matemáticas, esquemas, além das saliências gráficas como estilo é essencial para o leitor escolher o que ler em função de seus objetivos. • Observar as imagens e as palavras • Ler os títulos e as legendas que identificam as imagens, tabelas, gráficos e mapas. É possível antecipar o tema do texto a partis desses elementos? • Retome as hipóteses levantadas – Quais se confirmam? Quais não? Explicitação das expectativas de leitura a partir da analise dos índices anteriores. Estimular os estudantes a verbalizarem suas expectativas de leitura: o que você espera ler nesse texto? Qual o assunto? Qual será provavelmente a abordagem do autor?
  12. 12. Explicitação das expectativas de leitura a partir da analise dos índices anteriores. Estimular os estudantes a verbalizarem suas expectativas de leitura: o que você espera ler nesse texto? Qual o assunto? Qual será provavelmente a abordagem do autor? Definição dos objetivos da leitura. Quem lê sabe o que deve ler, porque deve ler e para que deve ler. Lemos para desfrutar uma boa história, para nos atualizar, para buscar uma determinada informação, para seguir instruções para realizar algum tipo de atividade, para estudar etc. Objetivos diferentes determinam modos diferentes de ler, pois mobilizam o uso de diferentes estratégias de leitura. • Explicite claramente os propósitos que orientam a leitura e estimule os estudantes a focalizarem as informações essenciais que o texto traz. • Formule questões relacionadas às grandes temáticas do texto, preferencialmente a partir do levantamento do que os estudantes querem saber.
  13. 13. Durante • Se os ouvintes dispersarem, utilize alguns recursos para resgatar a atenção, fazendo algum tipo de suspense e perguntando, por exemplo: o que será que vai acontecer agora? Será que os heróis da história vão conseguir resolver o problema? • Se notar que a compreensão está difícil, faça algumas interrupções, dando algumas pistas para ajudar, formulando perguntas que auxiliem os alunos a identificar o elo perdido, mas sem se alongar em explicações, evitando fragmentar a narrativa e propiciando a expressão individual ou do grupo. • Se os participantes interromperem com perguntas, responda o estritamente necessário e retome o texto rapidamente, para não perder o encanto. • Em atividades de leitura compartilhada, procure chamar atenção para os diferentes marcadores textuais. É importante não apenas discutir o conteúdo do texto, mas ir mostrando em quais elementos linguísticos nos apoiamos para construir tal sentido.
  14. 14. DEPOIS Construa a síntese do texto • Explorar o texto através de pergunta/resposta. Não nos referimos aqui à perguntas didáticas em que quem pergunta procura verificar o que o outro entendeu do que leu, mas à pergunta que problematiza o que o leitor diz e o ajuda a pensar sobre o lido. • Caso identifique passagens de difícil compreensão para a turma, estimule alguns estudantes a explicarem esses trechos mais obscuros. Explicar é uma forma muito eficiente de aprender. Troca de impressões, resoluções sobre o texto lido. Indicação de estratégias de resolução indicando as justificativas.
  15. 15. Troca de impressões, resoluções sobre o texto lido. • Durante a troca de ideias a respeito do texto, ao receber de um estudante uma resposta aparentemente equivocada, evite passar a palavra imediatamente para outro. Procure dirigir-lhe perguntas para tentar compreender o que quis dizer ou ajudá-lo a identificar pistas para reformular algo que não tenha compreendido. • Muito da compreensão do que se lê se constrói através das conversas a respeito do texto. • Como há diferentes pontos de vista sobre os temas, é importante exercitar a escuta democrática. Procure estar atento ao que os estudantes dizem. • Planejar momentos para que os estudantes possam trocar ideias sobre noticias ou livros em sala de aula. Textos e livros comuns previamente lidos podem fornecer combustível para ricos debates. Indicação de estratégias de resolução dos problemas indicando as justificativas. É importante levar o aluno a percorrer as estratégias realizadas para resolução justificando como e porque chegou a solução, que poderá ser validade e/ou encaminhada para a resolução recomendável ao assunto.
  16. 16. • Ensinando a ler no contexto das práticas sociais da leitura, ou seja, colocando a criança em contato com os mais diversos tipos de textos que existem na sociedade; • Ofertando livros de qualidade; • Promover empréstimos de livros • Organizar acervos com diferentes tipos de textos, livros etc • Desenvolver espaços de circulação da leitura; • Ao escolher uma leitura (textos, livros etc) devemos pensar no porquê, para quê e para quem PARA CONCLUIR
  17. 17. SUGESTÃO VERDADEIRO OU FALSO Questionário reflexivo sobre as concepções que envolvem a leitura ( ) crianças que não possuem pais leitores e/ou não tem livros em casa seu percurso leitor é prejudicado ( ) formar leitores é tarefa da escola e não das famílias ( ) as histórias que ensinam bons hábitos (como escovar os dentes ou pedir desculpas), apresentam finais moralizantes (como não roubar ou dizer a verdade), trabalham temas considerados “tabus” (como sexualidade, a morte ou a separação dos pais) ou ensinamentos socialmente relevantes (como preservar o meio ambiente) devem ganhar destaque nas salas de aula de Educação Infantil e do Ensino Fundamental. ( ) uma leitura obrigatória por semestre, de um livro bem escolhido e adequado à faixa etária da criança é um bom caminho para a formação de leitores.
  18. 18. ( ) o amor pelos livros só nasce do contato frequente e sistemático com bons títulos. ( ) ter livros na sala de aula ou na biblioteca da escola é o suficiente para que as crianças se interessem por eles. ( ) um adulto que lê para uma criança, seja em casa ou na escola, empresta a ela seus olhos: traz até ela a linguagem escrita que se ainda não leitora, não pudesse sozinha tão profundamente compreender. ( ) um aluno leitor é um aluno com maiores chances de ter sucesso em todas as disciplinas escolares. ( ) na escola, está nas mãos dos professores despertar a paixão pelos livros. Se o professor não é leitor, não pode ter sucesso na tarefa de formar leitores. ( ) as crianças, hoje em dia, não gostam de ler.
  19. 19. Até o próximo encontro!!!

×