Realidade Aumentada no
Ensino da História
Vítor J. Sá
Universidade Católica Portuguesa
Centro Regional de Braga
Congresso ...
2
Conceitos
• Realidade Virtual
• Realidade Aumentada
Computação Gráfica
Dois exemplos simples
Insecto
Bar da faculdade
3
Conceitos
a) elementos virtuais imersos em realidade
b) elementos reais imersos em virtualidade
4
Realidade Mista
• Virtuality continuum (Paul Milgram)
Several classes of existing hybrid display environments can be fou...
5
Conceitos
Realidade Virtual
como
SIMULAÇÃO
“quase” perfeita
da realidade
Evolução
• Software
• Multimédia
• Modelação tridimensional
• Hardware
• Dispositivos de entrada/saída
Exemplos de softwar...
7
• 1956 - Morton Heilig
(cineasta): desenvolveu
um simulador de vídeo
denominado sensorama
• o utilizador que assistia a
...
8
• 1961 - Comeau e Bryan:
apresentaram o primeiro
sistema de circuito fechado de
televisão com o visor
integrado num capa...
9
• 1977 -1982: Dan Sandin,
Richard Soyre e Thomas
Defanti na Universidade de
Illinois e Thomas
Zimmerman: 1ªs luvas
desen...
10
Primeiras Aplicações de RV: Arquitectura e
Desenho de Interior
11
Segunda geração de aplicações de Realidade
Virtual: aumento do realismo; introdução de
elementos dinâmicos
12
Terceira geração de aplicações de Realidade
Virtual: combinação (harmoniosa) do real com o
virtual (simulado)
Utilizado...
13
Terceira geração de aplicações de Realidade
Virtual: combinação (harmoniosa) do real com o
virtual (simulado)
Localizaç...
14
Definições
“A tecnologia de RV baseia-se na geração de
sistemas de simulação visuais por computador,
permitindo aos uti...
15
Conceitos
Imersão Passiva (pontos
fortes)
• Representação fidedigna do
mundo real ou imaginário
• Cor, texturas e lumin...
16
Conceitos
Realidade Virtual (RV)
• Modelos 3D
• Imersão completa
• Abstracção do mundo real
• Interacção apenas com
mun...
17
Aplicações
• Livros aumentados
• Planetas, Geometria, TIC
• Publicidade (Benetton)
• Natural History Museum
• Neanderth...
18
Realidade Virtual e Aumentada
As Três Dimensões fundamentais
• Imersão
• O utilizador está parcial ou completamente ins...
19
Conclusões
• Realidade virtual / computação gráfica acessível
hoje em dia
• Interfaces tangíveis
• Software livre - bai...
Realidade Aumentada no
Ensino da História
Vítor J. Sá
Universidade Católica Portuguesa
Centro Regional de Braga
Congresso ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Realidade aumentada no ensino da história

431 visualizações

Publicada em

Realidade Virtual e Aumentada no ensino

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
431
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Realidade aumentada no ensino da história

  1. 1. Realidade Aumentada no Ensino da História Vítor J. Sá Universidade Católica Portuguesa Centro Regional de Braga Congresso Internacional «Inovação docente e novas tecnologias aplicadas à história»
  2. 2. 2 Conceitos • Realidade Virtual • Realidade Aumentada Computação Gráfica Dois exemplos simples Insecto Bar da faculdade
  3. 3. 3 Conceitos a) elementos virtuais imersos em realidade b) elementos reais imersos em virtualidade
  4. 4. 4 Realidade Mista • Virtuality continuum (Paul Milgram) Several classes of existing hybrid display environments can be found, which could reasonably be considered to constitute MR interfaces according to the ‘virtuality continuum’
  5. 5. 5 Conceitos Realidade Virtual como SIMULAÇÃO “quase” perfeita da realidade
  6. 6. Evolução • Software • Multimédia • Modelação tridimensional • Hardware • Dispositivos de entrada/saída Exemplos de software Software didáctico sobre Bracara Augusta (Braga, Lugo, Astorga) Modelação tridimensional de Ponte de Lima
  7. 7. 7 • 1956 - Morton Heilig (cineasta): desenvolveu um simulador de vídeo denominado sensorama • o utilizador que assistia a uma simulação de um passeio de motocicleta por Nova York, conseguia ter uma visão tridimensional, sentir sensações de vento e de aromas e ouvir um som em stereo. Historial
  8. 8. 8 • 1961 - Comeau e Bryan: apresentaram o primeiro sistema de circuito fechado de televisão com o visor integrado num capacete, produzido pela Philco. • 1968 - Ivan Sutherland: construiu, na Universidade de Harvard, o 1º capacete de visualização de imagens geradas por computador, com um sistema de detecção da posição incorporado. • Esse trabalho é considerado como o início da imersão em ambiente virtual e advento da realidade virtual - Imersão através de Dispositivos Próprios. Historial
  9. 9. 9 • 1977 -1982: Dan Sandin, Richard Soyre e Thomas Defanti na Universidade de Illinois e Thomas Zimmerman: 1ªs luvas desenvolvidas para serem associadas a computadores. • 1987 - A empresa VPL Research Inc (de Thomas Zimmerman) inicia a comercialização de dispositivos VR (ex. denominadas “data glove”). Historial
  10. 10. 10 Primeiras Aplicações de RV: Arquitectura e Desenho de Interior
  11. 11. 11 Segunda geração de aplicações de Realidade Virtual: aumento do realismo; introdução de elementos dinâmicos
  12. 12. 12 Terceira geração de aplicações de Realidade Virtual: combinação (harmoniosa) do real com o virtual (simulado) Utilizador transporta computador + dispositivos de localização + dispositivos de visualização = permite visualizar no tempo e escalas reais, objectos 3D sobre-impostos à realidade Exemplo: linhas volumétricas sobre os edifícios
  13. 13. 13 Terceira geração de aplicações de Realidade Virtual: combinação (harmoniosa) do real com o virtual (simulado) Localização do automóvel é calculada e através de óculos especiais, sobre os quais informação adicional, tal como sinalização de transito, pode ser reproduzida Volume 3D do utilizador é capturado e inserido no próprio ambiente virtual
  14. 14. 14 Definições “A tecnologia de RV baseia-se na geração de sistemas de simulação visuais por computador, permitindo aos utilizadores interagir com os sistema simulados. Para tal são necessários gráficos 3D de elevada resolução e imagens multimédia, assim como métodos de interacção avançados.” “A realidade virtual também conhecida por “ambiente virtual” pode ser definida como um sistema gerado e suportado por computador que permite a um utilizador interagir com os objectos virtuais de uma forma natural.”
  15. 15. 15 Conceitos Imersão Passiva (pontos fortes) • Representação fidedigna do mundo real ou imaginário • Cor, texturas e luminosidade realistas • Som 3D • Imersão através de dispositivos próprios • Óculos e Capacete • Luvas e Fato Completo • Holowalls • Caves • Outros Imersão Activa (pontos fortes) • Representação 3D das mãos e do corpo do utilizador • Luva (mão) + capacete/fato para corpo • Sincronização dessa representação 3D com o mundo virtual • Requer calibrações • Detecção de colisões • Corpo utilizador - mundo virtual • Efeito de força de colisão (force feedback) + Atrito
  16. 16. 16 Conceitos Realidade Virtual (RV) • Modelos 3D • Imersão completa • Abstracção do mundo real • Interacção apenas com mundo virtual • Visualização em detrimento da interacção • Modelo puramente virtual Realidade Aumentada (RA) • Modelos 3D • Imersão parcial • Abstracção conjugada com objectos do mundo real • Interacção também com mundo real • Interacção em detrimento da visualização • Modelo virtual em conjugação com o mundo real
  17. 17. 17 Aplicações • Livros aumentados • Planetas, Geometria, TIC • Publicidade (Benetton) • Natural History Museum • Neanderthal • Coelophysis • Monumentos • Archeoguide • Objectos arqueológicos • Virtual Showcase • Aplicações móveis • Casa • Bola
  18. 18. 18 Realidade Virtual e Aumentada As Três Dimensões fundamentais • Imersão • O utilizador está parcial ou completamente inserido no mundo virtual • Permite abstracção (parcial ou completa) do mundo real • Interacção • Capacidade de interagir no mundo virtual • Computador deve detectar colisões e reagir em tempo real, a fim de permitir nível de realismo aceitáveis • Envolvimento • Mede o grau de motivação e interacção do utilizador com o mundo virtual • Pode ser passivo ou mais activo
  19. 19. 19 Conclusões • Realidade virtual / computação gráfica acessível hoje em dia • Interfaces tangíveis • Software livre - baixo custo • Ferramentas autor - não programadores • Dispositivos de uso comum com capacidades de processamento incríveis • Necessidade de trabalho multidisciplinar para aplicação das TIC à história • Iniciativas da Comissão Europeia (http://ec.europa.eu/digital-agenda/en/news/augmented-reality-bringing- history-and-future-life)
  20. 20. Realidade Aumentada no Ensino da História Vítor J. Sá Universidade Católica Portuguesa Centro Regional de Braga Congresso Internacional «Inovação docente e novas tecnologias aplicadas à história» vitor.sa@braga.ucp.pt Questões?

×