Volume 1 Completo
1
Volume 1 Completo
2
Volume 1 Completo
3
Volume 1 Completo
4
Volume 1 Completo
5
Volume 1 Completo
6
Volume 1 Completo
7
Volume 1 Completo
8
Volume 1 Completo
9
Capítulo 1
Encontro casual - recomeço -
—Ele segurou a respiração.
Era uma cena inacreditável.
Era com...
Volume 1 Completo
10
Seu cabelo preto e longo, como uma nuvem de fumaça, tecia ao redor de seus
ombros e cintura.
Sua figu...
Volume 1 Completo
11
Capítulo 1
A garota sem nome
1
"Ahhh..."
A sensação de acordar é a pior.
Afinal, quando você acorda p...
Volume 1 Completo
12
Volume 1 Completo
13
Não era como se tivesse apenas mostrando um vislumbre. Até falta de vergonha
tem limites.
"O que é? M...
Volume 1 Completo
14
Kotori estava surpresa como alguém que encontrou uma mensagem de aliens
escondida.
"Fuja... enquanto ...
Volume 1 Completo
15
Junto com sua visão decadente, sua aparência também estava levemente
degradante. Suspirando, desceu a...
Volume 1 Completo
16
Nessas horas, sempre era responsabilidade de Shidou preparar a comida, então ele
já estava acostumado...
Volume 1 Completo
17
Era um termo genérico dado para explosões, terremotos, desaparecimentos e
coisas do tipo que ocorrem ...
Volume 1 Completo
18
Começando trinta anos atrás nas áreas em que a reconstrução foi terminada,
abrigos subterrâneos se es...
Volume 1 Completo
19
*bonk*
"Guhh!"
Kotori segurou sua cabeça com as mãos e virou com um solavanco. Um barulho
estranho ve...
Volume 1 Completo
20
Shidou deu um suspiro alto e encolheu os ombros.
"Tanto faz, não há nada que eu possa fazer. É uma oc...
Volume 1 Completo
21
2
Eram em torno de 8:15 da manhã quando Shidou chegou no colégio.
Depois de verificar a lista de sala...
Volume 1 Completo
22
"Huh...?"
Ele não reconheceu a voz. Curioso, virou.
Uma menina magra estava lá.
A garota tinha um cab...
Volume 1 Completo
23
"Gefhuu!"
Enquanto Shidou estava imerso em seus pensamentos, um tapa magnífico acertou
suas costas.
"...
Volume 1 Completo
24
"Aí, olhe, ela é sempre desse jeito. De todas as garotas, ela é a mais difícil, sendo
comparada com a...
Volume 1 Completo
25
"Tudo isso!? O final dele está perto do pior ranking não é? O organizador que
decidiu isso também?"
"...
Volume 1 Completo
26
"Que tipo de personagem você está tentando ser?"
Ao Shidou dizer isso, o sinal familiar que ele tem o...
Volume 1 Completo
27
Seu rosto de criança e corpo pequeno, que não podia nem passar em ser da mesma
geração dos seus aluno...
Volume 1 Completo
28
"Ahhh, bem... sim."
"MENTIRA!"
Tonomachi fez um V com os braços enquanto levantava o joelho, fazendo ...
Volume 1 Completo
29
Agarrando as bochechas, Tonomachi fez uma expressão inesperada enquanto
falava.
"Mas cara, você não a...
Volume 1 Completo
30
A janela da sala balançou violentamente enquanto uma sirene soava
desagradavelmente pelas ruas.
"O-O ...
Volume 1 Completo
31
O corredor já estava cheio com os alunos formando uma fila em direção ao abrigo.
"Tobiichi...?"
Exata...
Volume 1 Completo
32
Enquanto ignorava a pergunta, selecionou o nome 'Itsuka Kotori' na lista de
contatos e discou.
Entret...
Volume 1 Completo
33
Desse jeito, Shidou rapidamente trocou os sapatos e quase caindo para frente,
correu para fora.
Passa...
Volume 1 Completo
34
Sua cabeça estava atordoada, a garganta começou a colar e um ruído podia ser
ouvido de dentro da sua ...
Volume 1 Completo
35
Vendo a paisagem que se espalhou pela sua visão, Shidou soltou um ruído de
surpresa.
Depois de tudo, ...
Volume 1 Completo
36
Como Shidou estava intrigado com isso, a garota se movimentou mais.
Com um movimento oscilante, ela p...
Volume 1 Completo
37
Como se puxando um corpo que houvesse sido cortado na cintura, Shidou se
arrastou para trás. Assim qu...
Volume 1 Completo
38
Entretanto.
Sim, Entretanto.
O que roubou os olhos de Shidou não continham impurezas.
"smdash, smdash...
Volume 1 Completo
39
"...O quê?"
"O-O que voce está planejando fazer...!?"
"Claro— matar você rapidamente."
Ouvindo a garo...
Volume 1 Completo
40
A garota deu um suspiro exasperado.
"...Esse tipo de coisa é inútil, por que eles nunca aprendem?"
Di...
Volume 1 Completo
41
Cansada, tristemente, balançou ingenuamente a espada.
Em um instante— o vento uivou.
"...W-Wah...!"
U...
Volume 1 Completo
42
A garota com aparência excessivamente mecânica era sua colega Tobiichi Origami.
Origami lançou um olh...
Volume 1 Completo
43
Volume 1 Completo
44
"Wa-W-Waaaahhhhhhhh!?"
Com um grito lamentável, ele enrolou o corpo e de alguma forma conseguiu
resis...
Volume 1 Completo
45
3
“—Qual a situação?"
Usando uma blusa e um uniforme militar vermelho pendurado nos ombros como
um ma...
Volume 1 Completo
46
"—Nós confirmamos dez pessoas. Nesse momento eles estão seguindo uma, que
está envolvida numa batalha...
Volume 1 Completo
47
O rapaz alcançou ligeiramente o bolso e pegou um pirulito. E rapidamente, mas
cuidadosamente, removeu...
Volume 1 Completo
48
Capítulo 2
Início do treinamento
1
—Já faz um tempo.
Na minha cabeça, uma voz que já tinha ouvido ant...
Volume 1 Completo
49
Parecia que ela estava checando os movimentos da pupila do inconsciente Shidou,
então seu rosto estav...
Volume 1 Completo
50
"...ah, esse é o escritório médico do <Fraxinus>. Você estava inconsciente, então
nós o trouxemos par...
Volume 1 Completo
51
Shidou tinha até preparado uma resposta para em torno de três semanas, mas
aquela foi completamente i...
Volume 1 Completo
52
Shidou rapidamente colocou os sapatos e saiu da sala, seguindo-a.
"O que é isso..."
Do lado de fora d...
Volume 1 Completo
53
"Bom trabalho."
O cara alto parado do lado da cadeira do capitão fez uma reverencia como um
mordomo. ...
Volume 1 Completo
54
3
"—Itsuka, Shidou."
Murmurando numa voz fraca que ninguém mais poderia ouvir, seu rosto apareceu
na ...
Volume 1 Completo
55
No hangar situado em uma das esquinas, seguindo as instruções mecânicas,
Origami pousou em sua doca p...
Volume 1 Completo
56
"..."
Não deveria haver problemas se conseguia praguejar com tanto vigor. Perdendo o
interesse, Origa...
Volume 1 Completo
57
A voz que veio de dentro do hangar quebrou seus pensamentos.
"..."
Silenciosamente, virou-se para enc...
Volume 1 Completo
58
Volume 1 Completo
59
"..."
"Vamos, não faça essa cara. Eu estou te elogiando, afinal de contas. Nessa situação,
onde o lug...
Volume 1 Completo
60
Ryouko soltou um suspiro e tirou as mãos da cabeça de Origami.
"Eu não planejava ouvir o que pessoalm...
Volume 1 Completo
61
"O que é isso, esqueceu-se do rosto da sua irmãzinha, Shidou? Eu sabia que era
ruim em lembrar-se das...
Volume 1 Completo
62
"O que estou dizendo é que esse spacequake, ou melhor, o fenômeno que
chamamos assim, são efeitos cau...
Volume 1 Completo
63
Shidou trocou olhares entre a tela do seu próprio celular e o que Kotori carregava,
que estava bem na...
Volume 1 Completo
64
"Esse é o porquê, eu não disse para ouvir minhas explicações em ordem? Até
mesmo um frango pode lembr...
Volume 1 Completo
65
Kannazuki, que havia caiu no chão, tirou um lenço do bolso e com uma expressão
em êxtase, calmamente ...
Volume 1 Completo
66
Shidou engoliu em seco. O som das batidas do seu coração estava terrivelmente
alto.
Ele entendeu o qu...
Volume 1 Completo
67
"Bem, pode ser. — Entretanto, essa é meramente uma hipótese. Pode ser que, se a
AST não fizer nada, o...
Volume 1 Completo
68
Uma aberração que deixava marcas profundas no mundo só por aparecer—
espíritos.
Uma coisa como essa d...
Volume 1 Completo
69
"Deixe-me responder sua primeira pergunta. A sobre quem somos nós."
Como se para bloquear as pergunta...
Volume 1 Completo
70
"Mm, bem, Shidou é especial."
"Isso não é uma explicação!!!!"
Incapaz de resistir, ele gritou.
Entret...
Volume 1 Completo
71
Ouvindo Kotori falar isso como se estivesse determinado, Shidou enterrou a cabeça
nas mãos.
"Uhm, e p...
Volume 1 Completo
72
Por algum motivo, um sorriso maligno flutuou no rosto de Kotori.
Na verdade, era como ela havia dito....
Volume 1 Completo
73
Atrás dele, a boca de Tonomachi estava escancarada, e por algum motivo, grupos
de garotas estavam faz...
Volume 1 Completo
74
"Entendi. —Você a encontrou?"
Shidou respondeu. E com suas expressões imutáveis, nem mesmo demonstran...
Volume 1 Completo
75
"...E-Esse espírito, é uma má pessoa...?"
Shidou tentou fazer a pergunta.
Enquanto fazia isso, era de...
Volume 1 Completo
76
No final da conversa, Origami moveu seu olhar para longe de Shidou e desceu as
escadas.
"...Fuuu..."
...
Volume 1 Completo
77
Quando Shidou começou a falar, a mulher caída no jaleco branco segurou sua
perna.
"W-Waaaah!?"
"... N...
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1   completo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1 completo

730 visualizações

Publicada em

Date A Live - Volume 01 (lightnovel)
www.animes-yukinotenshi.blogspot.jp

Scantrad :
http://shirogatari.blogspot.com.br/

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
730
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

~Animesyukinotenshi[sms] date a live vol. 1 completo

  1. 1. Volume 1 Completo 1
  2. 2. Volume 1 Completo 2
  3. 3. Volume 1 Completo 3
  4. 4. Volume 1 Completo 4
  5. 5. Volume 1 Completo 5
  6. 6. Volume 1 Completo 6
  7. 7. Volume 1 Completo 7
  8. 8. Volume 1 Completo 8
  9. 9. Volume 1 Completo 9 Capítulo 1 Encontro casual - recomeço - —Ele segurou a respiração. Era uma cena inacreditável. Era como se uma parte da cidade simplesmente tivesse sumido. No seu lugar, havia uma cratera enorme que provavelmente nem um meteoro caído poderia criar. Um grupo de figuras humanas flutuava no céu. Era absurdo até mesmo além de seus sonhos. Entretanto, Shidou não havia nem notado essa anormalidade. —Havia algo muito mais extraordinário na frente dos seus olhos. Uma garota. Uma garota, envolvida numa luz estranha, parada lá. "Ah—" Envolvido pela sua voz fraca, o suspiro lentamente desapareceu. A presença da garota era tão esmagadora, que se sobressaía de qualquer outro objeto. Como metal, porém anda como roupa, o vestido era feito de um material estranho que chamavam a atenção. Preso ao vestido, a saia que radiava luz era bonita o bastante para fazer alguém perder a consciência. De qualquer maneira, a beleza da garota por si própria já ofuscava até isso.
  10. 10. Volume 1 Completo 10 Seu cabelo preto e longo, como uma nuvem de fumaça, tecia ao redor de seus ombros e cintura. Sua figura, que provavelmente faria até um deus sentir inveja, foi distorcida pelo cansaço, quando ela ficou em silêncio com os lábios franzidos. Sua visão Sua atenção Até o seu coração —Nesse momento, foram roubados. Aquilo era tão... Excessivamente; Anormalmente; Intensivamente; Lindo. "Qual o..." Atordoado, Shidou falou pela primeira vez. Mesmo que minha garganta e meus olhos sejam destruídos pela blasfêmia, pensou. A garota lentamente moveu seu olhar para baixo. "...seu nome?" Sua voz, carregando a dúvida vinda do fundo do seu coração, sacudiu o ar. Entretanto. "Eu não tenho tal coisa." Com um olhar triste, a garota respondeu. "..." Nesse momento. Os olhos dos dois se cruzaram— A história de Itsuka Shidou havia começado.
  11. 11. Volume 1 Completo 11 Capítulo 1 A garota sem nome 1 "Ahhh..." A sensação de acordar é a pior. Afinal, quando você acorda para ver sua irmã dançando num ritmo de samba apaixonadamente enquanto pisa por todo seu estomago, peito ou cabeça, diferente de um grupo especial de pessoas, ninguém estaria infeliz. Segunda-feira, 10 de abril. Ontem foi o último dia das Férias de Primavera, então hoje era dia de aula. Enquanto esfregava os olhos turvos, Shidou declarou numa voz baixa: "Ahh, Kotori. Minha irmãzinha fofa." "Ohhhhh!?" Só então ela finalmente notou que Shidou estava acordado. A irmãzinha, com o pé ainda no estômago de Shidou— Kotori, virou a cabeça enquanto ajeitava seu uniforme do ensino fundamental. Seu cabelo comprido, separado em duas chiquinhas, balançou quando ela olhou para Shidou através de seus olhos redondos como bolotas. Incidentalmente, mesmo tendo sido apanhada pisando em alguém no início da manhã, ela não parecia estar xingando secretamente, tipo "Merda!" ou "Fui pega!". Se alguma coisa, parecia que estava honestamente feliz por Shidou ter acordado. Oh, e da posição de Shidou, havia uma visão deslumbrante das suas roupas de baixo.
  12. 12. Volume 1 Completo 12
  13. 13. Volume 1 Completo 13 Não era como se tivesse apenas mostrando um vislumbre. Até falta de vergonha tem limites. "O que é? Meu irmão fofo!" Kotori respondeu, sem mostrar nenhum sinal de tirar o pé. No caso de que esteja imaginando, Shidou não é fofo. "Bem, saia de cima de mim. Você é pesada." Kotori deu um aceno exagerado com a cabeça e pulou da cama. O estômago de Shidou caiu com o impacto de um golpe. "Gfhu!" "Ahahaha, gfhu! Ahahahaha!" "..." Shidou silenciosamente puxou o cobertor sobre sua cabeça. "Ahh! Hey! Por que está dormindo de novo!?" Kotori aumentou sua voz, balançando Shidou lentamente. "Só mais dez minutos...” "Não mesmo! Acorde agora!" Depois de sentar e fazer careta por causa da tontura resultante de balançar a cabeça ainda atordoada, Shidou abriu a boca com um gemido. "F-fuja..." "Eh?" "...Na verdade, eu fui infectado com o 'se eu não dormir por mais dez minutos, vou fazer cócegas na minha irmã para o vírus mortal', a.k.a1 C-Vírus..." "O-o quê!?" 1 A.K.A – Also Know As – Também conhecido como.
  14. 14. Volume 1 Completo 14 Kotori estava surpresa como alguém que encontrou uma mensagem de aliens escondida. "Fuja... enquanto eu ainda posso me controlar..." "M-Mas, o que você vai fazer!?" "Não se preocupe comigo... enquanto você estiver segura..." "Não mesmo! Irmão!" "Gaaaaahh!" "Kyaaaaaaaaaaaaaa!" Shidou jogou o cobertor, movendo animadamente as duas mãos e rugindo, enquanto Kotori corria com um grito medonho. "...Sigh" ? Expirando, ele se cobriu com a coberta de novo. Olhando o horário, ainda eram antes das 6. Resmungando, subitamente lembrou-se de algo. Com o cérebro meio adormecido acordando lentamente, as memórias da última noite ressurgiram. Ambos os seus pais saíram numa viagem de trabalho ontem. Por causa disso, Shidou foi temporariamente deixado a cargo da cozinha, e então Shidou, que era ruim para acordar, pediu a Kotori para ajudá-lo. "Ah..." Incomodado que poderia ter feito alguma coisa ruim, ele rapidamente saiu da cama. Segurando o cabelo pós-acordar e suprimindo um bocejo, Shidou se arrastou para fora do quarto. Nesse momento, o pequeno espelho pendurado na parede chamou sua atenção. Um garoto cuja franja estava para invadir sua visão, provavelmente por não ter cortado o cabelo faz um bom tempo, estava projetando uma aparência idiota de Shidou. "..."
  15. 15. Volume 1 Completo 15 Junto com sua visão decadente, sua aparência também estava levemente degradante. Suspirando, desceu as escadas e entrou na sala. "...Huh?" Uma visão levemente diferente da normal o recebeu. A mesa de madeira que estava no meio da sala agora estava de lado, como se tivesse virado uma barricada. Atrás disso, uma cabeça com marias-chiquinhas estava tremendo levemente. "..." Silenciando seus passos, Shidou se aproximou do lado da mesa. Certamente Kotori estava sentada abraçando seus joelhos e tremendo. "Graaaaaahh!" "Kyaa! Kyaaaaaa!" Quando Shidou agarrou-a pelos ombros, Kotori soltou um grito desesperado enquanto suas pernas ficaram moles. "Calma, calma! Eu sou meu eu normal." "Gyaaa!Gyaa...ah? I-Irmão?" "Aham, exato." "Você...Você não é mais assustador?" "Está tudo bem agora. Eu sou amigo da Kotoli." "Oh, ohhhhhh." Quando Shidou falou na sua voz de bebê, seu rosto angustiado relaxou lentamente. Era como se ela fosse um esquilo Fox que tinha tido seu coração aberto. "Desculpa, desculpa. Eu vou fazer o café da manhã agora mesmo." Depois de soltar a mão de Kotori e levantar, Shidou botou a mesa de volta ao lugar que pertencia e entrou na cozinha. Trabalhando na grande companhia de eletrônicos que ambos construíram, os pais de Shidou frequentemente estavam longe de casa ao mesmo tempo.
  16. 16. Volume 1 Completo 16 Nessas horas, sempre era responsabilidade de Shidou preparar a comida, então ele já estava acostumado com isso. Na verdade, ele estava confiante de que poderia usar as ferramentas de cozinha melhor que sua mãe. Enquanto Shidou fritava alguns ovos na frigideira, ouvia o som da TV vindo por detrás dele. Parecia que Kotori tinha se acalmado e ligado a TV. Pensando nisso, parece que Kotori tinha uma rotina diária de comer enquanto checava horóscopos ou rodas da fortuna. Bem, a maioria das rodas da fortuna vinha no final dos programas principais, e que são obviamente apenas especulações. Depois de passar por todos os canais, Kotori começou a assistir o que parecia ser um programa chato de notícias. "—Hoje de manhã cedo, no subúrbio da cidade de Tenguu—" "Huh?" Ao ouvir o conteúdo do programa de notícias inútil que normalmente poderia servir apenas como BGM2, Shidou levantou uma sobrancelha. A razão era simples. Vinda da voz clara da anunciante, ele ouviu o nome de uma rua familiar. "Nnn? É bem perto daqui. Alguma coisa aconteceu?" Debruçando-se sobre o balcão, estreitou sua visão e encarou a TV. Na tela, a imagem de uma rua que havia sido absurdamente destruída estava sendo exibida. Prédios e ruas tinham sido reduzidos a montanhas de pedregulhos. A devastação era como o impacto de um meteorito ou talvez a cena de um ataque aéreo. Shidou encolheu os ombros e soltando a respiração, disse: "Ahhh... Então isso foi um spacequake." Como se cansado, balançou a cabeça. Um 'space earthquake' se refere ao fenômeno do tremor de uma grande área. 2 BGM – Background Music. No caso seria meio como música de fundo.
  17. 17. Volume 1 Completo 17 Era um termo genérico dado para explosões, terremotos, desaparecimentos e coisas do tipo que ocorrem por motivos desconhecidos em horários e lugares aleatórios. Isso aconteceu bem no meio da Eurásia— a região que continha países como a União Soviética, China e Mongólia desapareceu apenas numa noite. Para a geração de Shidou, só olhar as fotos do livro texto era desagradável. Era como se tudo sobre o chão tivesse sido raspado, deixando absolutamente nada para trás. O número de vítimas era de cerca de 150 milhões. Foi a maior catástrofe mortal na história humana. Nos seis meses que se seguiram, incidentes similares ocorreram em uma escala menor ao redor do mundo. Shidou não conseguia lembrar o número exato, mas foram cerca de 50. Em terra, nos polos, no oceano, até em pequenas ilhas, esses casos foram confirmados. Claro, Japão não era uma exceção. Seis meses após o “Eurasia Sky Disaster”, a região de Tokyo do Sul até a Prefeitura de Kanagawa virou um círculo de terra queimada, como se uma borracha tivesse apagado tudo. Exatamente— isso inclui a área que Shidou está vivendo hoje em dia. "Mas isso subitamente parou de acontecer por um tempo, certo? Por que isso voltou a ser frequente?" "Eu me pergunto por que...?" Com a pergunta de Shidou, Kotori, ainda encarando a TV, inclinou a cabeça. Depois do acidente em Kanto do Sul, spacequakes não tem sido detectados por um tempo. Entretanto, cinco anos atrás, começando num canto da reconstruída Cidade Tenguu, esses fenômenos misteriosos começaram a aparecer aqui e ali de novo. De qualquer maneira, a maioria deles aconteceu no— Japão. Claro que os humanos não ficaram sentados sem fazer nada durante esses 25 anos entre eles.
  18. 18. Volume 1 Completo 18 Começando trinta anos atrás nas áreas em que a reconstrução foi terminada, abrigos subterrâneos se espalharam numa velocidade explosiva. Junto com o fato de que se tornou possível observar precursores de spacequakes, uma equipe de respostas á desastres certificada pela JSDF3 foi criado. O propósito deles é viajar pelas áreas de desastre e reconstruir as estradas e instalações destruídas, mas seu trabalho pode ser apenas descrito como mágica. Depois de tudo, as estradas completamente destruídas podem, em um período insanamente curto, serem restauradas para como costumavam ser. Seu trabalho foi classificado como super secreto, então nenhuma informação foi disponibilizada ao público, mas quando você vê um prédio desabado ser restaurado numa noite, você não pode evitar em sentir como se tivesse visto um truque de mágica. De qualquer maneira, mesmo se o trabalho de reconstrução pudesse ser feito realmente rápido, isso não significa que houvesse uma pequena ameaça dos spacequakes. "Não parece que a área ao redor daqui tem tido um monte de spacequakes? Principalmente ano passado." "..Hmm, parece que sim, huh. Talvez seja um pouco cedo..." Kotori murmurou, enquanto apoiava a parte superior do corpo nos braços do sofá. "Cedo? O que?" "Nnn..., nada." Dessa vez Shidou quem inclinou a cabeça. Não por causa do que Kotori disse, mas sim porque a última metade da frase parecia um pouco abafada. "..." Silenciosamente, circulou em torno do balcão e andou em direção ao sofá em que Kotori estava apoiada. "Kotori, vire para cá por um instante." "..." 3 JSDF – Japan Self-Defense Force. – Força de Autodefesa do Japão, ou alguma coisa assim. É como se fossem os militares de lá.
  19. 19. Volume 1 Completo 19 *bonk* "Guhh!" Kotori segurou sua cabeça com as mãos e virou com um solavanco. Um barulho estranho veio da sua garganta. Mesmo que fosse um pouco antes do café da manha, Kotori tinha seu lanche favorito, Chupa Chups, na boca. "Hey! Eu já não te disse para não comer lanches antes das refeições?" "NNNnnn! NNNnnnnn!" Levando embora o doce e trazendo um bastão, ele encontrou Kotori tentando resistir fazendo beicinho. Shidou ficou tenso quando olhou para onde estava para bater, desde que ele realmente não queria bater em alguém com essas características tão fofas. “... Jeez. Você deveria comer seu café propriamente!" No final, foi Shidou quem cedeu. Coçou a cabeça de Kotori e voltou para a cozinha. "Ohh! Eu te amo irmão!" Shidou acenou adequadamente as mãos e voltou ao trabalho. "..Agora que eu penso nisso, hoje é a cerimônia de abertura do ensino médio, certo?" "Certo~" "Então você volta na hora do almoço... Kotori, algum pedido?" Depois de Kotori pensar sobre isso com um "Hmmmmm", balançou a cabeça e subitamente levantou. "Prato Infantil Deluxe!" Isso era uma opção oferecida em um restaurante familiar próximo. Shidou endireitou o corpo e assim deu uma reverência de desculpas. "Isso não pode ser preparado nessa loja." "Ehh~" Enquanto chupava um pirulito, Kotori respondeu com uma voz insatisfeita.
  20. 20. Volume 1 Completo 20 Shidou deu um suspiro alto e encolheu os ombros. "Tanto faz, não há nada que eu possa fazer. É uma ocasião especial, então vamos almoçar fora." "OHHH! Sério?!" "Sim. Então vamos nos encontrar no restaurante familiar de sempre depois do colégio." Shidou disse e Kotori esfregou as mãos em excitação. “Não volte com a sua palavra! É uma promessa! Você tem que estar lá nem que um terremoto ou uma erupção vulcânica comece, ou um spacequake aconteça, ou o restaurante esteja ocupado por terroristas! "Não, se tiverem terroristas lá nós não vamos comer." "Você tem que estar lá!" "Certo, certo, entendi." Ouvindo Shidou dizer isso, Kotori vigorosamente levantou as mãos no ar com um "Whooooo~!" A partir de hoje à noite, eles teriam que comer em casa por um tempo, mas era a cerimônia de abertura para os dois. Toda essa luxúria estaria ok. Bem, quem sabe se um almoço de crianças que custa 780 yen realmente conta como luxo. "Nnnn..." Shidou esticou levemente e abriu a janelinha da cozinha. O céu estava claro. Parecia que aquele seria um dia bom.
  21. 21. Volume 1 Completo 21 2 Eram em torno de 8:15 da manhã quando Shidou chegou no colégio. Depois de verificar a lista de salas posta no corredor, entrou na sala onde passaria seu próximo ano. "Segundo ano, Classe 4, huh?" Desde o spacequake há trinta anos, a região de Tóquio do Sul até a Prefeitura de Kanagawa— em outras palavras, a região de terra vazia criada pelo spacequake, foi reconstruída como cidades-teste, usando várias técnicas novas. O colégio público que Shidou frequentava, Raizen High School, era um exemplo. Cheio de facilidades para se orgulhar, esse colégio que ninguém acreditaria que fosse público, foi construído apenas alguns anos atrás, então ainda estava em perfeitas condições. Claro, sendo um colégio construído numa área de desastres antiga, ele veio equipado com o mais novo tipo de abrigo subterrâneo. Por essas razões a taxa de requerimento era alta, então Shidou, que decidiu entrar no colégio apenas por "ser perto de casa", teve que trabalhar duro. "Mmmm..." Com um zumbido leve, ele inspecionou a sala. Ainda havia um pouco de tempo antes da hora da aula, mas boa parte das pessoas já se reuniu. Haviam pessoas exultantes por estarem na mesma classe, pessoas sentadas sozinhas parecendo entediadas, e pessoas com vários outros tipos de reação... mas não parecia haver ninguém que Shidou conhecesse. Enquanto Shidou movia sua cabeça para verificar o mapa de assentos no quadro, "—Itsuka Shidou." Inesperadamente, detrás dele, uma voz calma falou monotonamente.
  22. 22. Volume 1 Completo 22 "Huh...?" Ele não reconheceu a voz. Curioso, virou. Uma menina magra estava lá. A garota tinha um cabelo que mal chegava ao ombro e um rosto que parecia de boneca. Provavelmente não existe alguém que possa descrever melhor como "tipo-boneca". Embora nobre como uma criatura precisamente artificial, ao mesmo tempo, seu rosto não parecia conter nenhum tipo de emoção. "Eh...?" Shidou rapidamente olhou ao redor da sala, e inclinou a cabeça. "...Eu?" Como não conseguia achar nenhum outro Itsuka Shidou por perto, ele apontou para si mesmo. "Sim." Sem nenhum sentimento especial, a garota imediatamente respondeu, dando um breve aceno em direção a Shidou. "Por que você sabe meu nome...?" Shidou perguntou e a garota, como se confusa, inclinou a cabeça. "Você não lembra?" "...Uhm." "Entendi." Shidou hesitou em responder, e a garota, parecendo particularmente deprimida, deu um breve comentário e andou até uma carteira perto da janela. "O que... está acontecendo, exatamente?" Shidou coçou o rosto e franziu a testa. No caso parecia que ela conhecia Shidou, mas teriam eles se encontrado em algum lugar antes? *pow*
  23. 23. Volume 1 Completo 23 "Gefhuu!" Enquanto Shidou estava imerso em seus pensamentos, um tapa magnífico acertou suas costas. "O QUE ESTÁ FAZENDO, TONOMACHI!?" Ele imediatamente reconheceu quem era o agressor, e gritou enquanto esfregava as costas. "Hey, você parece bastante animado, sua besta sexual Itsuka." O amigo de Shidou, Tonomachi Hiroto, antes mesmo de ficar animado por estar na mesma sala, como se para mostrar seu cabelo encerado e corpo musculoso, cruzou os braços e inclinou o corpo levemente enquanto ria. "...Sex... O que você disse?" "Besta sexual, seu bruto. Eu tirei meus olhos de você só por um momento e você ficou todo atirado. Quando e como você se aproximou da Tobiichi, huh?" Envolvendo seus braços em torno da cabeça de Shidou enquanto sorria, Tonomachi perguntou. "Tobiichi...? Quem é essa?" "Vamos, não aja como um idiota. Agora mesmo vocês estavam conversando animadamente, não estavam?" Tonomachi apontou com o queixo para a carteira perto da janela. E lá estava sentada a garota de antes. Como se notando que estavam a encarando, a garota ergueu os olhos do livro, virando para olha-los. "..." A respiração de Shidou ficou presa em sua garganta enquanto ele desviava os olhos estranhamente. Por outro lado, Tonomachi estava sorrindo e acenando de uma maneira excessivamente familiar. "..." A garota, não demonstrando nenhuma reação particular, voltou o olhar para o livro em suas mãos.
  24. 24. Volume 1 Completo 24 "Aí, olhe, ela é sempre desse jeito. De todas as garotas, ela é a mais difícil, sendo comparada com a Guerra Fria, ou Mahyadedosu4. Como diabos você conseguiu fazê-la falar com você?" "Huh...? D-Do que você está falando?" "Mentira, você realmente não sabe?" "...Hmm, ela realmente estava na nossa sala ano passado?" Ao Shidou dizer isso, Tonomachi segurou as mãos em uma pose "Eu não acredito nisso", fazendo uma expressão surpresa. Ele era alguém que gostava de imitar as reações dos Westerners. "Vamos lá, cara, é Tobiichi, Tobiichi Origami. Ela é a super gênio que o nosso colégio se vangloria. Você nunca ouviu de nada sobre isso?" "Não, essa é a primeira vez que ouço falar sobre isso... ela é mesmo tão incrível assim?" "Nem incrível pode descrevê-la. Suas notas estão sempre nos primeiros lugares do ano, e no simulado há não muito tempo atrás, ela teve uns resultados loucos e foi direto pro topo da nação." "Huuuh? Por que alguém assim está num colégio público?" "Não sei. Provavelmente alguma coisa como circunstâncias familiares?" Dando de ombros, Tonomachi continuou. "De qualquer jeito, isso não é tudo, as notas de EF dela estão também sempre no topo, e ao mesmo tempo ela é bonita. No 'Ranking das Namoradas Mais Desejadas - Treze Melhores' do último ano, ela ficou em terceiro, eu acho. Você não viu?" "Eu nem sabia que existia alguma coisa assim. Ou melhor, as treze melhores? Por que esse número?" "Porque a garota que organizou isso tinha treze anos." "...Aaah." Shidou riu fracamente. "Falando nisso, o 'Ranking dos Namorados Mais Desejados' chegou aos 358 melhores." 4 Mahyadesu é uma técnica avançada dos monstros de Dragon Quest.
  25. 25. Volume 1 Completo 25 "Tudo isso!? O final dele está perto do pior ranking não é? O organizador que decidiu isso também?" "Ahh. Ele realmente não sabia quando desistir." "Em que lugar você está Tonomachi?" "No 358º lugar." "O organizador era você!?" "Os motivos para que eu ficasse nessa colocação incluíam: 'sua paixão parece ser bem forte', 'ele parece ser peludo' e 'suas unhas devem cheirar mal'." "Como eu pensava, esse é o pior ranking!" "Bem, abaixo disso tem apenas as pessoas que ninguém votou. Pelo menos com pontos mínimos eu consegui vencer." "Isso está chegando um pouco longe demais! Com um rank desses, seria melhor desistir." "Não se preocupe Itsuka. Você foi posto como Sr. Anônimo e ganhou um voto e o 52º lugar." "Resposta errada!" "Bem, dentre outras razões, incluem: 'ele não parece se interessar por mulheres' e 'para ser honesto, ele parece ser homo'." "É um martelo de ferro trazendo morte por calúnia irracional!" "Apenas acalme-se. Na "Escolha Fujoshi dos Melhores Casais", eu e você estamos no topo do ranking como um casal." "EU NÃO ESTOU NEM UM POUCO FELIZ COM ISSO!" Shidou gritou. Ele estava levemente preocupado em fazer parte do casal, em primeiro lugar. De qualquer maneira, parecia que Tonomachi não se importava nem um pouco (ou melhor, parecia ter superado isso), quando cruzou os braços e voltou para o assunto. "Bem, de qualquer maneira, não é exagero dizer que ela é a pessoa mais famosa do colégio. Itsuka, sua ignorância consegue surpreender até mesmo esse grande Tonomachi."
  26. 26. Volume 1 Completo 26 "Que tipo de personagem você está tentando ser?" Ao Shidou dizer isso, o sinal familiar que ele tem ouvido desde seu primeiro ano tocou. "Oops." Agora que pensava nisso, ele ainda não tinha confirmado sua carteira. Shidou seguiu o mapa escrito no quadro e colocou a mochila na carteira de dois ao lado da janela. Logo depois, ele notou. "...Ah" Como se por uma ironia do destino, a carteira de Shidou era ao lado do da pessoa no topo do ano. Tobiichi Origami fechou e guardou o livro assim que o sinal parou de tocar. Ela então sentou olhando diretamente para frente, com uma postura tão bonita como se medida com uma régua. "..." Sentindo-se um pouco estranho por algum motivo, Shidou voltou os olhos para o quadro, como Origami também tinha feito. Como se combinado, a porta da sala abriu com um barulho. De lá, saiu uma mulher baixa usando óculos de aros finos, que andou até a mesa da professora. Ao redor, os alunos estavam sussurrando animadamente. "Então é a Tama-chan..." "Ah, é a Tama-chan." "Sério? Yeahh!" —No geral, coisas boas estavam sendo ditas. "Certo, bom dia á todos. Nesse ano, eu vou ser a professora de todos dessa sala, meu nome é Okamine Tamae." A professora de estudos sociais, Okamine Tamae— apelidada por Tama-chan— falou em um ritmo lento e se curvou. Talvez tenha se curvado um pouco demais, pois os óculos escorregaram um pouco, ao que ela colocou no lugar rapidamente.
  27. 27. Volume 1 Completo 27 Seu rosto de criança e corpo pequeno, que não podia nem passar em ser da mesma geração dos seus alunos, combinando com sua postura descontraída, tornaram-na bastante popular entre os alunos. "...?" No meio dos alunos animados, a expressão de Shidou endureceu. Sentada do lado esquerdo de Shidou estava Origami, que estava encarando na sua direção intensamente. "..." Por um momento, seus olhos se encontraram. Shidou rapidamente desviou os olhos. Por que ela estava encarando Shidou— não, ela poderia não estar encarando ele, havia a possibilidade de que fosse alguma coisa atrás dele, mas no momento Shidou não conseguia se acalmar. "...O-o quê exatamente está acontecendo...?" Ele murmurou silenciosamente, enquanto uma gota de suor descia pelo seu rosto. Desde então, aproximadamente três horas se passaram. "Itsuka~, você não tem nada para fazer de qualquer maneira, certo, quer arranjar alguma coisa para comer?" A cerimônia de abertura tinha acabado, e enquanto os alunos terminavam de arrumar as coisas e sair da sala, Tonomachi, com a mochila pendurada no ombro, começou a conversar. Além do período de testes, era raro a escola terminar de manhã. Aqui e ali, grupos de amigos estavam discutindo aonde ir para almoçar. Shidou estava prestes a acenar, mas com um "ah" ele parou. "Desculpe. Eu tenho planos para hoje." "O QUÊ? Uma garota?"
  28. 28. Volume 1 Completo 28 "Ahhh, bem... sim." "MENTIRA!" Tonomachi fez um V com os braços enquanto levantava o joelho, fazendo uma pose parecida com o Glico5 "O que diabos aconteceu nas férias de primavera!? Você não está satisfeito nem depois de ter sido capaz de falar com a Tobiichi, mas agora tem uma promessa de almoçar com uma garota!? Nós não prometemos virar mágicos juntos!?" 6 "Não, eu não me lembro dessa promessa... e de qualquer forma, é apenas a Kotori." Shidou respondeu e Tonomachi deu um suspiro de alívio. "Que merda, não me assuste!" "Você quem tomou conclusões precipitadas." "Meh, se é a Kotori-chan então não tem problema. Posso ir junto?" "Mm? Ahh, acho que tudo bem..." Logo que Shidou terminou, Tonomachi colocou os cotovelos na mesa de Shidou e falou em voz baixa. "Hey hey, Kotori-chan está no segundo ano do ensino fundamental, certo? Estaria tudo bem em ela arranjar um namorado ou alguma coisa por agora?" "Huh?" "Uhum, não tem nenhum significado oculto por trás disso, mas o que Kotori-chan pensaria sobre um garoto três anos mais velho que ela?" "...Na verdade, esquece. Não ouse vir junto." Shidou estreitou os olhos, e empurrou de volta rosto de Tonomachi, que tinha chegado mais perto. "Haha. No caso, eu não sou tão idiota a ponto de perturbar seu feliz encontro entre irmãos. Eu tento jogar seguindo as regras." "Você sempre diz um pouco mais do que deveria." 5 Glico- É uma empresa que tem esse logo aqui -> Logo 6 Existe um ditado originado do 2ch dizendo que se você é um virgem de 30 anos, você vira um mágico.
  29. 29. Volume 1 Completo 29 Agarrando as bochechas, Tonomachi fez uma expressão inesperada enquanto falava. "Mas cara, você não acha a Kotori-chan super fofa? Poder morar sob o mesmo teto que ela deve ser incrível." "Se você realmente tivesse uma irmã mais nova, acho que você iria definitivamente mudar de opinião." "Ah... Você ouve muito isso. Então é verdade que pessoas com irmãs mais novas não tem esses fetiches?" "É, elas não são garotas. São apenas criaturas chamadas irmãzinhas." Shidou afirmou fortemente e Tonomachi sorriu timidamente. "Esse é realmente o caso, huh?" "Esse é realmente o caso. Se você tentar encontrar algo que não é exatamente uma garota, seria provavelmente uma irmã mais nova." "E irmãs mais velhas?" "..Onnashi?" 7 "Wooow, uma mulher da cidade!" Rindo, Tonomachi respondeu. —Nesse momento. UUUUUUUuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu———— "Huh!?" 7 Onnashi – traduzindo literalmente, “mulher da cidade”. Por outro lado, onaji significa “o mesmo”, então não se sabe se ele realmente quis dizer isso...
  30. 30. Volume 1 Completo 30 A janela da sala balançou violentamente enquanto uma sirene soava desagradavelmente pelas ruas. "O-O que está acontecendo?" Tonomachi abriu a janela e olhou lá fora. Surpreso pela sirene, um incontável número de corvos voaram para o céu. Os alunos que permaneceram na sala pararam de conversar e olharam fixamente, os olhos arregalados. Seguindo a sirene, uma voz mecânica que pausava depois de cada palavra, provavelmente para facilitar o entendimento, saiu. "—Isso não é, um teste. Isso não é, um teste. O antechoque, foi observado. A ocorrência, de um spacequake, foi prevista. Pessoas da vizinhança, por favor, movam-se para o abrigo mais próximo, imediatamente. Repito—" Nesse instante, a sala silenciosa encheu de arquejos dos alunos. —Alerta de spacequake. O palpite de todos foi confirmado. "Oi oi... Sério?" Tonomachi pronunciou numa voz seca enquanto suava profusamente. De qualquer maneira, em termos de tensão e aflição, Shidou, Tonomachi e os outros alunos da sala estavam relativamente calmos. Pelo menos nenhum dos alunos parecia ter entrado em pânico. Depois dessa cidade ter sido destruída severamente pelo spacequake trinta anos atrás, crianças como Shidou foram treinadas persistentemente em exercícios de evacuação desde o jardim de infância. Além disso, aquilo era um colégio. Existia um abrigo subterrâneo que caberia todos os alunos. "O abrigo está bem aqui. Se nós nos escondermos calmamente, então vai ficar tudo bem." "C-Certo, está certo." Tonomachi assentiu com as palavras de Shidou. O mais rápido possível sem correr, eles saíram da sala.
  31. 31. Volume 1 Completo 31 O corredor já estava cheio com os alunos formando uma fila em direção ao abrigo. "Tobiichi...?" Exatamente, correndo pelo corredor com a saia esvoaçando, estava Tobiichi Origami. "Hey! O que você está fazendo!? O abrigo é na outra direção—" "Eu estou bem." Origami parou por um instante dizendo apenas isso e, mais uma vez, voltou a correr. "Bem... o quê...?" Intrigado, Shidou virou a cabeça e se juntou a fila de alunos com Tonomachi. Ele estava levemente preocupado com Origami, mas talvez ela simplesmente houvesse esquecido alguma coisa e voltou para pegar. Na verdade, mesmo que o sinal tenha sido emitido, não significava que um spacequake aconteceria imediatamente. Se ela voltasse rápido, então ficaria bem. "A-Acalmem-se por favooor! É, assim mesmo, beeem devagaar! Lembrem-se 'okashi'8, O-Ka-Shi! Não empurrem, não corram.” Da frente, ecoou a voz de Tamae direcionada aos alunos. Ao mesmo tempo, risadinhas saíam dos estudantes. "...Vendo alguém que está mais afobado que eu me acalmou por algum motivo." "Ahh, eu meio que entendo o que você quer dizer." Shidou deu uma risada leve, e Tonomachi respondeu com uma expressão similar. Diante de uma professora que parecia completamente insegura como Tama-chan, mais do que inseguros, na verdade a tensão dos alunos parecia ter sumido. E assim Shidou, lembrando-se de certa coisa, procurou o bolso e tirou o celular. "Hm? O que foi Itsuka?" "Nada. Licença por um instante." 8 Okashi é meio que um aviso para evacuação, “osanai, kakenai, shaberanai” (não empurre, não corra, não converse)
  32. 32. Volume 1 Completo 32 Enquanto ignorava a pergunta, selecionou o nome 'Itsuka Kotori' na lista de contatos e discou. Entretanto— não atendia. Todas as vezes que tentou, o resultado foi o mesmo. "...Merda. Será que ela conseguiu evacuar?" Se ela ainda não tiver deixado o colégio então estaria tudo bem. O problema era que havia a possibilidade que ela tivesse deixado o colégio e estivesse indo para o restaurante familiar. Na verdade, deveria haver abrigos públicos por perto, então normalmente não teria problema... mas por alguma razão Shidou simplesmente não conseguia se livrar daquele sentimento sinistro. Ignorando o fato de que o alerta já havia sido emitido, por algum motivo a imagem de Kotori esperando Shidou como um cachorrinho obediente surgiu em sua mente. Na sua cabeça, as palavras de Kotori "É uma promessa!" giravam e ecoavam. "B-Bem, nós fizemos uma promessa absoluta de nos encontrarmos mesmo se um spacequake acontecesse, mas... nem ela é tão estúpida assim... Oh, certo, ainda tem isso." O celular de Kotori deve ter um serviço de GPS instalado. Manipulando seu celular, o GPS mostrou um mapa da cidade na tela, que tinha um ícone vermelho marcado. "..." Vendo isso, a garganta de Shidou travou. O ícone que mostrava a localização de Kotori estava exatamente na frente do restaurante familiar prometido. "Aquela idiota..." Amaldiçoando, ele guardou o celular sem desligar a tela e deslizou para fora da fila de alunos. "H-Hey, onde você está indo, Itsuka!?" "Desculpe! Eu me esqueci de algo! Vá na frente!" Respondendo Tonomachi enquanto ia na outra direção, ele correu em direção á entrada contra o fluxo da fila.
  33. 33. Volume 1 Completo 33 Desse jeito, Shidou rapidamente trocou os sapatos e quase caindo para frente, correu para fora. Passado o portão, desceu a colina em frente ao colégio. "...Desde que a situação ficou desse jeito, nós vamos apenas avaliar normalmente...!" Correndo o mais rápido que podia, Shidou gritou. Espalhando-se na vista de Shidou havia uma cena muito estranha. Estradas sem carros em movimento, uma cidade desprovida de todos os sinais de pessoas. Nas ruas, nos parques, até mesmo nas lojas de conveniência, não restou nem uma pessoa. A presença das pessoas que estavam aqui alguns minutos atrás foi deixada para trás, as figuras dessas pessoas simplesmente desapareceram. Era como um filme de terror. Desde o desastre há trinta anos, aquela era a Cidade Tenguu que havia sido cuidadosamente reconstruída enquanto lidava nervosamente com os spacequakes. Ignorando as facilidades públicas, até mesmo a porcentagem de famílias normais ganhando um abrigo são as maiores do país. Por causa da frequência dos spacequakes recentemente, as pessoas evacuaram rápido. Mas mesmo assim... "Porque essa idiota teimosa está esperando lá...!" Ele soltou um grito e abriu o celular enquanto continuava correndo. O ícone que mostrava a posição de Kotori permaneceu na frente do restaurante familiar. Enquanto decidia qual seria a punição de Kotori, continuou mexendo os pés em alta velocidade em direção ao restaurante familiar. Ele não estava fazendo nada como regular o passo ou alguma coisa assim. Apenas correu implacavelmente para o restaurante familiar o mais rápido que podia. Seus pés doíam e as pontas dos seus dedos ficaram dormentes.
  34. 34. Volume 1 Completo 34 Sua cabeça estava atordoada, a garganta começou a colar e um ruído podia ser ouvido de dentro da sua boca. Entretanto, Shidou não parou. Coisas como perigo ou cansaço não entravam na sua mente, desde que estava cheia com o único pensamento: o de chegar onde Kotori estava. Mas— "...?" Enquanto corria, Shidou olhou para cima. Ele pensou que tinha visto alguma coisa se mover na borda da sua visão. "O que são... esses..." Shidou franziu as sobrancelhas. Haviam três... talvez quatro. No céu, coisas que parecia com humanos estavam flutuando. Mas Shidou imediatamente parou de ligar para isso. O motivo— "Uwaahhh...!?" Shidou instintivamente cobriu os olhos. A rua á sua frente foi subitamente engolfada com uma luz ofuscante. Ele foi seguido por uma explosão ensurdecedora e uma onde de choque violenta atingiu Shidou. "O qu-" Shidou reflexivamente cobriu o rosto com os braços e colocou a força nas pernas, mas foi inútil. A pressão do vento, que era como a de um tufão, soprou e tirou-lhe o equilíbrio, fazendo-o cair para trás. "Que... O que diabos aconteceu...?" Enquanto esfregava os olhos que continuavam piscando, empurrou seu corpo para cima. "-Huh—"
  35. 35. Volume 1 Completo 35 Vendo a paisagem que se espalhou pela sua visão, Shidou soltou um ruído de surpresa. Depois de tudo, a rua que estava logo na sua frente alguns momentos atrás, no breve período em que Shidou fechou os olhos— Sem deixar nada para trás, ela simplesmente 'desapareceu'. "O-O que é isso, o que diabos aconteceu, isso é..." Ele murmurou, em transe. Não importa que metáfora você use, não era uma piada. Era como se um meteorito tivesse caído na terra. Não, se alguma coisa, era como se tudo no chão houvesse desaparecido completamente. A rua na sua frente foi raspada em forma de uma tigela rasa. E, na esquina da rua que havia se tornado uma cratera— Havia alguma coisa como um amontoado de metal, que subiu. "O que...?" Por causa da distância, não conseguia discernir os mínimos detalhes mas— ele viu que a forma era alguma coisa parecia com o trono que um rei de RPG sentaria. Entretanto, isso não era o importante. Havia uma garota usando um vestido estranho, que parecia estar de pé sobre o trono com o pé no braço. "Essa garota— porque ela está em um lugar como esse?" Ele podia apenas ver vagamente, mas conseguia identificar o cabelo preto longo e a saia que estava radiante com um brilho misterioso. Provavelmente não estava errado sobre ela ser uma garota, entretanto. A garota casualmente examinou a área, subitamente virando o rosto em direção á Shidou. "Un...?" Ela notou Shidou... Provavelmente. Estava muito longe, então não podia dizer exatamente.
  36. 36. Volume 1 Completo 36 Como Shidou estava intrigado com isso, a garota se movimentou mais. Com um movimento oscilante, ela parecia ter agarrado algo que foi crescendo detrás do trono e lentamente foi puxando-o. Aquilo era— com uma lâmina larga, uma espada enorme. Emitindo um brilho ilusório como o de um arco-íris ou de uma estrela, era uma lâmina curiosa. A garota sacudiu a lâmina e a trilha que deixou traçou um caminho tênue de luz. E depois— "Eh...!?" A garota encarou Shidou e com um braço, balançou a espada horizontalmente. Ele instantaneamente abaixou a cabeça. Não, colocando com mais precisão, os braços de Shidou, que estavam sustentando seu corpo, perderam a força e como resultado, a parte superior do seu corpo caiu. "O qu-" O rastro da lâmina passou pelo lugar onde estava a cabeça de Shidou. Claro, não era uma distância que uma espada podia alcançar fisicamente. Entretanto ela certamente— "...Haah—" Com os olhos bem abertos, Shidou virou a cabeça para trás. As casas, as lojas, as árvores á beira da estrada, os sinais e assim por diante, que estavam atrás de Shidou foram cortados na mesma altura. Um segundo depois, o som de destruição ecoou como um trovão distante. "Eeek...!?" Aquilo tinha ido além da compreensão de Shidou. Tremendo, seu coração apertou. —Qual o significado disso? A única coisa que ele entendeu era que se não tivesse abaixado a cabeça naquele momento, agora ele estaria que nem a cena atrás dele, relativamente reduzida. "P-Pare de brincar comigo...!"
  37. 37. Volume 1 Completo 37 Como se puxando um corpo que houvesse sido cortado na cintura, Shidou se arrastou para trás. Assim que possível e na medida do possível, eu tenho que sair desse lugar...! Entretanto. "—Você também... huh" "...!?" Uma voz extremamente cansada saiu de cima da sua cabeça. Sua visão, que estava um passo atrás, agarrou-se com seus pensamentos. Na frente dos seus olhos, estava a garota que a um momento atrás não estava ali. Exatamente, era a mesma garota que estava no meio da cratera agora a pouco. "Ah—" Intencionalmente, sua voz saiu. Ela devia ter mais ou menos a mesma idade de Shidou, ou talvez um pouco mais nova. Dentro do seu cabelo que ia até o joelho, estava um rosto que possuía tanto beleza quanto dignidade. No centro, um par de olhos que emitiam um brilho misterioso, quase como cristais que refletiam uma variedade de cores de luz em todas as direções. Sua roupa era bem estranha. Com a forma de um vestido de princesa, era feito com uma matéria que não podia dizer se era roupa ou metal. Além disso, suas costuras, peças internas, saia e tal foram compostas de um filme ou luz misterioso que não pareciam nem mesmo ser de um material físico. E nas mãos, ela estava segurando a espada enorme que devia ter em torno do seu próprio peso. A anormalidade da situação. A estranheza da sua aparência. A singularidade de sua existência. Todos eles seriam muito mais do que o suficiente para capturar a atenção de Shidou.
  38. 38. Volume 1 Completo 38 Entretanto. Sim, Entretanto. O que roubou os olhos de Shidou não continham impurezas. "smdash, smdash" Nesse momento. O medo da morte, até mesmo a necessidade de respirar, foram esquecidos, quando seus olhos foram pregados na garota. Aquilo era tudo isso. A garota era tão intensamente... linda. "—Qual o..." Atordoado, Shidou falou pela primeira vez. Mesmo que minha garganta e meus olhos sejam destruídos por blasfêmia, pensou. A garota lentamente moveu seu olhar para baixo. "...seu nome?" Sua voz, carregando a dúvida vinda do fundo do seu coração, sacudiu o ar. Entretanto. "—Eu não tenho tal coisa." Com um olhar triste, a garota respondeu. "---" Foi então que os olhos de Shidou e da garota se encontraram pela primeira vez. Ao mesmo tempo, a garota sem nome, com uma melancolia extrema, enquanto fazia uma expressão de que estava prestes a chorar, chamou a espada novamente com um 'kachiri’9. "Espere, espere, espere!" Com um pequeno som, seu tremor retornou. Shidou gritou desesperado. Mas a garota simplesmente lançou um olhar confuso á Shidou. 9 Meio como um “clique”.
  39. 39. Volume 1 Completo 39 "...O quê?" "O-O que voce está planejando fazer...!?" "Claro— matar você rapidamente." Ouvindo a garota responder tão naturalmente, seu rosto ficou azul. "P-Por que...!?" "Por que..? Não é óbvio?" Com um rosto cansado, a garota continuou. "—Além do mais, você não veio também para me matar?" "Huh...?" Diante de uma resposta inesperada, a boca de Shidou caiu aberta. "...Eu não faria isso." A garota olhou para Shidou com uma mistura de surpresa, suspeita e confusão. Entretanto a garota imediatamente estreitou os olhos e desviou o olhar para longe de Shidou, virando o rosto para o céu. Como se tivesse sido levado junto, Shidou também olhou para cima— "O quu...!?" Seus olhos abriram ainda mais que antes, a respiração ficou presa na garganta. Afinal, havia alguns humanos usando roupas estranhas voando no céu— e pra piorar, das armas nas mãos, milhares de coisas parecidas com mísseis foram atiradas em direção á garota e Shidou. "O-O Queeeeeeeeeee!?" Instintivamente, ele soltou um grito. Entretanto— mesmo depois de alguns segundos, Shidou permaneceu consciente. "Eh...?" Atônito, sua voz saiu. Os mísseis que foram lançados do céu flutuavam imóveis no ar metros acima da garota, como se estivessem sendo segurados por mãos invisíveis.
  40. 40. Volume 1 Completo 40 A garota deu um suspiro exasperado. "...Esse tipo de coisa é inútil, por que eles nunca aprendem?" Dizendo isso, a garota levantou a mão que não estava segurando a espada e a fechou. Ao fazer isso, os incontáveis mísseis amassaram como se tivessem sido comprimidos e explodiram onde estavam. Até mesmo a magnitude das explosões foi assustadoramente pequena. Era como se toda a energia tivesse sido sugada para dentro. Ele podia entender mais ou menos a confusão das pessoas flutuando no céu. Entretanto, eles não pararam os ataques. Um após o outro, os mísseis eram atirados. "—Hmpf" A garota deu outro breve suspiro, fazendo uma cara de que parecia que as lágrimas iriam cair a qualquer momento. Era o mesmo rosto de quando ela estava apontando a espada para Shidou antes. "---" Vendo essa expressão, Shidou sentiu o coração bater ainda mais dificilmente do que quando estava prestes a perder a vida. Que cena estranha aquela. Quem a garota era, ele não tinha a menor ideia. Quem as pessoas voando eram, ele também não tinha a menor ideia. Entretanto, o fato de que a garota era mais forte do que aquelas pessoas voando, ele entendeu muito bem. E é por isso que ele pensou vagamente na pergunta: Ela era a mais forte. —Então porque estava fazendo aquela expressão? "...Desapareçam, desapareçam. Tudo e todos... Simplesmente desapareçam...!" Enquanto dizia isso, apontou a espada, que deu um brilho tão misterioso quanto dos seus olhos, em direção ao céu.
  41. 41. Volume 1 Completo 41 Cansada, tristemente, balançou ingenuamente a espada. Em um instante— o vento uivou. "...W-Wah...!" Uma onda de choque atingiu a área, ao que o golpe voou em direção ao céu ao longo do caminho da lâmina. As pessoas voando no ar correram para evitá-lo e saíram da posição. Mas no outro momento, de uma direção diferente, um feixe de luz com uma potência tremenda foi disparado da garota. "...!" Ele involuntariamente cobriu os olhos. Como o esperado, o feixe de luz parecia que havia batido em uma parede invisível no ar acima da garota e parou. Como fogos de artifício explodindo no céu da noite, espalhou-se em todas as direções, brilhando lindamente. Entretanto, como se o feixe de luz houvesse continuado, alguma coisa pousou atrás de Shidou. "O-O que diabos está acontecendo..." Desde um momento atrás, Shidou não tinha sido capaz de entender nada do que estava acontecendo. Ele sentia como se estivesse assistindo á um pesadelo. No entanto— ao ver a figura do que tinha acabado de pousar, o corpo de Shidou enrijeceu. Estava vestindo uma máquina, ou alguma coisa assim. Coberta de cima á baixo com uma roupa estranha, estava uma garota. Ela carregava propulsores gigantes nas costas, e uma arma em forma de um saco de golfe nas mãos. A razão para o corpo de Shidou congelar era simples. Ele reconheceu a garota. "Tobiichi...Origami...?" Ele murmurou o nome que Tonomachi falou para ele naquela manhã.
  42. 42. Volume 1 Completo 42 A garota com aparência excessivamente mecânica era sua colega Tobiichi Origami. Origami lançou um olhar para Shidou. "Itsuka Shidou...?" Como resposta, ela chamou o nome de Shidou. Mesmo que estivesse surpresa, sua expressão não mudou. Entretanto, era apenas um pouco, mas sua voz carregava um tom perplexo. "...Huh? O-O que há com essa roupa—? Ele nem percebeu que era uma pergunta estúpida, mas naquela hora já havia dito. Oprimido por tudo que tinha acontecido, ele não sabia nem com o que deveria se preocupar mais. Entretanto, Tobiichi rapidamente desviou o olhar de Shidou, encarando a garota de vestido. Depois de tudo, "—Fmph" A garota balançou a espada do mesmo jeito que antes em direção á Origami. Origami imediatamente pulou, esquivando da direção em que a espada foi balançada, e se aproximou da garota em uma velocidade incrível. Da frente da arma na mão de Origami, uma lâmina feita de luz apareceu. Focando na garota, Origami balançou a arma para baixo com toda a força. "—ugh" A garota uniu as sobrancelhas ligeiramente, interrompendo o golpe com a espada na mão. —Nesse momento. Do ponto que a garota e Tobiichi cruzaram as espadas, um choque violento se formou.
  43. 43. Volume 1 Completo 43
  44. 44. Volume 1 Completo 44 "Wa-W-Waaaahhhhhhhh!?" Com um grito lamentável, ele enrolou o corpo e de alguma forma conseguiu resistir. Origami foi repelida e momentaneamente as duas foram separadas, encarando uma a outra com as armas equilibradas. "..." "..." Imprensando Shidou, os olhares cortantes da garota misteriosa e de Origami se misturaram. Aquela realmente podia ser chamada de uma situação crítica. Elas estavam num estado em que parecia que qualquer gatilho faria a luta retomar imediatamente. "..." Shidou, por outro lado, estava se sentindo desconfortável. Com o suor se formando na sua testa e com o pensamento de que precisava sair daquele lugar, ele lentamente arrastou o corpo horizontalmente pelo chão. Contudo, nesse momento, o celular dentro do seu bolso subitamente começou a tocar com uma melodia brilhante. "——!" "——!" Isso se tornou um sinal. A garota e Origami pularam do chão exatamente ao mesmo tempo, colidindo na frente de Shidou. "Gyaaaaah!" Diante da pressão do vento esmagadora, Shidou foi impiedosamente jogado e desmaiou após bater na parede.
  45. 45. Volume 1 Completo 45 3 “—Qual a situação?" Usando uma blusa e um uniforme militar vermelho pendurado nos ombros como um manto, uma jovem entrou na ponte e fez a pergunta. "Comandante." O sujeito esperando ao lado do assento do capitão deu uma saudação tão perfeita, como se aquilo fosse um livro militar. A garota que havia sido chamada de comandante apenas deu um aceno, e então chutou os pés do cara. "Oww" "Pule as saudações e explique a situação." Enquanto dizia para o sujeito que estava angustiado, ou melhor, com uma expressão extasiada, ela sentou no assento do capitão. O sujeito se endireitou imediatamente. "Sim. O ataque começou assim que o 'espírito' apareceu." "AST?" "Parece que sim.” AST, Anti Spirit Team. 10 Usando armaduras mecânicas para caçar espíritos, capturar espíritos, matar espíritos; acima dos humanos, mas não exatamente ao nível de monstros; são tipo magos modernos. Em outras palavras— a realidade é que mesmo estando em um nível sobre- humano, não era o suficiente para competir seriamente com os espíritos. O poder dos espíritos era de uma magnitude diferente. 10 /Equipe anti-espíritos, ou alguma coisa assim, mas EAE ou GAE ficaria meio estranho.
  46. 46. Volume 1 Completo 46 "—Nós confirmamos dez pessoas. Nesse momento eles estão seguindo uma, que está envolvida numa batalha." "Mostre-me as imagens." Com a ordem da comandante, imagens em tempo real apareceram no grande monitor da ponte. Em uma estrada larga em torno de duas quadras do centro, duas garotas lutando enquanto moviam armas enormes ao redor apareceram. Com o choque das armas, explosões de luz escaparam, o chão rachou, e prédios desabaram. Era difícil imaginar que essa cena era parte da realidade. "Ela é realmente boa. Mas, bem, com um espírito como oponente, provavelmente não poderá fazer nada." "É o que você diz, mas também é verdade que nós também não podemos fazer nada." "..." A comandante levantou o pé, e com a ponta da bota pisou no pé do sujeito. "Guhgii!" Ignorando o sujeito, que estava fazendo uma cara extremamente feliz, a comandante suspirou silenciosamente. "Eu entendo isso mesmo sem você precisar me dizer. Eu também estou cansada de só poder assistir." "Então, o que você está tentando dizer é..." "Sim. Finalmente a Mesa Redonda deu seu consentimento. O plano está começando agora." Com essas palavras, o som dos membros da tripulação na ponte engolindo a respiração pode ser ouvido. "Kannazuki." A comandante inclinou-se levemente para trás no assento, e levantou a mão direita com o segundo e o terceiro dedo mantidos em linha reta. Era como se ela estivesse pedindo por um cigarro. "Sim, senhora."
  47. 47. Volume 1 Completo 47 O rapaz alcançou ligeiramente o bolso e pegou um pirulito. E rapidamente, mas cuidadosamente, removeu a embalagem. Então, ajoelhou-se ao lado da comandante e disse "por favor, aproveite" enquanto colocava o pirulito entre os dedos da comandante. A comandante pôs o pirulito na boca e ele começou a mover-se para cima e para baixo. "...Ahh, agora que eu lembrei, cadê a nossa importante 'arma secreta'? Ele não atende o telefone. Imagino se foi adequadamente para um abrigo?" "Deixe-me investigar— e, huh?" O rapaz virou a cabeça, perplexo. "O que foi?" "Bem, isso." O rapaz apontou para a foto. A comandante moveu seu olhar para lá—"ah", fez um breve som. Do outro lado da batalha entre o espírito e o membro da AST, o uniforme escolar vestindo um garoto estava espalhado. "... Na hora certa. Vá verificar isso." "Entendido." O sujeito deu outra reverencia de cortesia.
  48. 48. Volume 1 Completo 48 Capítulo 2 Início do treinamento 1 —Já faz um tempo. Na minha cabeça, uma voz que já tinha ouvido antes ecoou em algum lugar. —Finalmente, finalmente nos encontramos de novo, xxx. Uma voz cheia de nostalgia, animada. Quem é você, perguntei, mas não recebi resposta. —Não vou abandoná-lo de novo. Eu definitivamente não vou errar de novo. E é por isso, Aqui, a voz misteriosa foi cortada. 2 "...Haa!" Shidou veio, "uwahh!" e soltou um grito. Bem, é claro. Afinal de contas, uma mulher que ele não conhecia estava segurando suas pálpebras abertas com os dedos, enquanto jogava uma luz nos seus olhos com o que parecia ser uma pequena lanterna. "...nn? Ele acordou." A mulher estranha com uma cara sonolenta disse com uma voz indiferente e espaçada.
  49. 49. Volume 1 Completo 49 Parecia que ela estava checando os movimentos da pupila do inconsciente Shidou, então seu rosto estava extraordinariamente perto. Ele podia sentir uma fragrância leve, provavelmente o cheiro do seu xampu. "Q-Q-Q-Q-QUEM É VOCÊ?" “...nn, aah." A mulher, ainda distraída, levantou o corpo jogando tristemente a franja para o lado. Assim que certa distância foi posta entre eles, tornou-se possível ver toda a aparência da mulher. Ela estava vestindo algo parecido com um uniforme militar, e tinha cerca de 20 anos. Seu cabelo bagunçado, olhos decorados com grossas olheiras escuras e um urso de pelúcia coberto de cicatrizes, que o rosto por acaso estava espreitado no seu bolso do uniforme militar, eram suas características especiais. "... Eu sou o Oficial de Análise daqui, Murasame Reine. Infelizmente o Oficial Médico saiu. — Mas não se preocupe. Mesmo que eu não tenha uma licença, posso pelo menos cuidar de alguns machucados. "..." Ele não podia evitar ficar preocupado. Porque essa mulher chamada Reine parecia obviamente menos saudável que Shidou. Na verdade, desde cedo, como se estivesse desenhando um pequeno círculo com a cabeça, seu corpo tem balançado instavelmente. Shidou, agora com a parte de cima do corpo esticada, lembrou-se do que Reine acabou de dizer. "—Aqui?" Ele perguntou, olhando ao seu redor. Shidou estava dormindo numa maca simples. Circundando, havia uma cortina branca que era usada como um divisor. Era parecido com uma enfermaria escolar. Entretanto, o teto estava um pouco fora do lugar. Alguns tubos lisos e fiações estavam visíveis. "Q-que lugar é esse..."
  50. 50. Volume 1 Completo 50 "...ah, esse é o escritório médico do <Fraxinus>. Você estava inconsciente, então nós o trouxemos para cá." "<Fraxinus>...? E eu estava inconsciente..., ah—" Certo, Shidou tinha sido arrastado para uma batalha entre a garota misteriosa e Origami e tinha sido nocauteado. "... um, uhm, posso fazer algumas perguntas? Várias coisas que eu não entendo aconteceram..." Shidou disse enquanto coçava a cabeça. Porém Reine não respondeu, virando silenciosamente para longe de Shidou. "Ah— por favor, espere...” "... Siga-me. Tem alguém que eu gostaria que você conhecesse.... Eu sei que tem várias perguntas, mas sou horrível para explicar. Se você quer algo específico, deveria perguntar á essa pessoa." Dizendo isso, ela abriu as cortinas. Atrás delas, tinha um espaço ligeiramente grande. Havia em torno de seis camas alinhadas, e no fundo da sala algumas ferramentas médicas desconhecidas. Reine virou-se para o que parecia ser à entrada da sala, e cambaleou na sua direção. Ela tropeçou imediatamente, e com um bang bateu a cabeça na parede. "! V-Você está bem?" "... uuuu." Ela não tinha caído. Gemendo, Reine estava encostada na parede. "... aah, desculpe. Não tenho dormido o bastante recentemente." "F-Faz quanto tempo desde a última vez que dormiu?" Shidou perguntou, e Reine, depois de pensar um pouco, levantou três dedos. "Três dias. Então é claro que você estaria com sono." “... Talvez em torno de trinta anos?" "As unidades são muito diferentes!"
  51. 51. Volume 1 Completo 51 Shidou tinha até preparado uma resposta para em torno de três semanas, mas aquela foi completamente inesperada. E ela obviamente ultrapassava a idade que parecia ter. "... Bem, é verdade que não consigo lembrar a última vez que dormi. Eu tenho alguma coisa tipo insônia extrema." "E-Então é isso..." "... Oh. Ahh, licença, está na hora do meu remédio." Reine procurou nos bolsos, e tirou uma caixa de comprimidos. Ela então abriu a caixa e derramou os comprimidos na boca, como se tivesse bebendo. "Hey!" Sem nenhuma hesitação, o monte de comprimidos na boca de Reine se foi com um crunch crunch crunch gulp e involuntariamente lançaram-se em uma rotina de comédia. "... O que é, você é barulhento." "Quantos você comeu?! E de qualquer maneira, que remédio era aquele!?" "... Eram todas pílulas de sono." "Você vai morrer! Essa não é uma boa piada!" "... Mas eles não são realmente efetivos de qualquer maneira." "Que tipo de corpo você tem!" "... Bem, é doce e delicioso, então tudo bem." "Isso não seria Ramune!?"11 Depois do ataque de gritos, Shidou exalou um suspiro profundo. "... De qualquer maneira, por aqui. Siga-me." Reine devolveu a caixa vazia para o bolso, e mais uma vez começou a andar com passos cambaleantes, abrindo a porta do escritório médico. "..." 11 http://pt.wikipedia.org/wiki/Ramune
  52. 52. Volume 1 Completo 52 Shidou rapidamente colocou os sapatos e saiu da sala, seguindo-a. "O que é isso..." Do lado de fora da sala, havia o que parecia ser um corredor estreito. A cor pálida das paredes e do chão estilo mecânica por alguma razão fez Shidou recordar das entranhas da nave de guerra espacial que apareceu em alguma ópera espacial, ou dos corredores do submarino de algum filme. "... O que eu estou fazendo?" Shidou, já sem saber o que era o que, lentamente começou a mover os pés. Confiando apenas nas costas de Reine que estava cambaleando com passos vacilantes, os passos ecoavam no corredor que parecia ter saído de um filme. Depois de andar por um tempo. "... É aqui." No final do caminho, Reine parou na frente de uma porta com um pequeno painel eletrônico do lado e disse algo. No momento seguinte, o painel eletrônico deu clique leve e a porta abriu suavemente. "... Aqui, por favor, entre." Reine entrou. Shidou seguiu-a depois. "... Isso é..." Ele viu a cena do outro lado da porta. Para explicar em uma única frase, era como a proa de um navio. Na frente da porta que Shidou havia passado, o chão se espalhava numa forma metade oval, e posicionado no centro estava uma cadeira que parecia ser o assento do capitão. Além disso, seguindo as escadas suavemente inclinadas dos dois lados levavam para um nível inferior, onde podia-se ver os membros da tripulação operando consoles de observação complexos. Era escuro como um todo, e os monitores espalhados aqui e ali emitiam uma luz que desagradavelmente afirmava sua presença. "... Eu o trouxe." Reine balançava a cabeça vertiginosamente enquanto falava.
  53. 53. Volume 1 Completo 53 "Bom trabalho." O cara alto parado do lado da cadeira do capitão fez uma reverencia como um mordomo. Ele tinha cabelos ondulados e um nariz que não parecia japonês. Era um rapaz que parecia que poderia aparecer em uma novel BL12. "Olá. Eu sou o Vice Comandante daqui, Kannazuki Kyouhei. Prazer em conhecê-lo." "O-Ok..." Enquanto coçava o rosto, fez uma pequena reverência com a cabeça. Por um momento, Shidou havia pensando que Reine estava falando com aquele cara. Entretanto— ele estava enganado. "Comandante, o Diretor de Análise retornou." Kannazuki chamou e da cadeira do capitão que estava com as costas para eles, um gemido baixo foi ouvido, enquanto ela lentamente girou. E então. "—Eu te dou as boas vindas. Bem-vindo ao <Ratatoskr>." A voz da pessoa que era chamada de 'comandante' soava um pouco amável demais, conforme a figura de uma garota usando uma camisa militar escarlate nos ombros ficou clara na sua visão. Seu cabelo estava preso em duas marias-chiquinhas. Ela tinha uma forma pequena, olhos redondos como bolotas e na boca um Chupa Chups. Shidou franziu a testa. Afinal de contas, não importava como você encarasse aquilo— "... Kotori?" Exatamente, não importa se você vá pela aparência, pela voz, ou pela aura que a circulava, embora houvesse algumas diferenças, aquela garota era sem duvida a irmãzinha fofa de Shidou, Itsuka Kotori. 12 Boy’s Love, é a mesma coisa que yaoi.
  54. 54. Volume 1 Completo 54 3 "—Itsuka, Shidou." Murmurando numa voz fraca que ninguém mais poderia ouvir, seu rosto apareceu na mente de Origami. Sem dúvida, ele era o garoto daquela vez. Não tinha como as memórias de Origami estarem erradas. Era vergonhoso, mas eles só se encontraram daquela vez, então não tinha como ele lembrar-se de Origami. Desde que entrou no colégio, ela tentou aproximar-se dele de várias maneiras, mas todas acabaram falhando. E agora, havia um problema ainda mais urgente. "Por que ele estava em um lugar como esse?" Ela não conseguia entender porque ele tinha aparecido nas ruas depois do alerta de spacequake ter soado. Também— ele definitivamente havia visto. Origami, no equipamento especial— e o espírito. "Sargento Tobiichi, as preparações estão completas!" "..." Com a voz mecânica súbita, Origami balançou a cabeça abatida verticalmente. Ela então se focou imediatamente no comando em sua cabeça. O comando viajou para baixo pela fiação da roupa presa em torno do corpo de Origami, passando pelas partes propulsoras das costas e ativando o Realizer13 incorporado. Envolvido no equipamento cuja forma não parecia adequada para voar, o corpo de Origami estava flutuando ligeiramente no ar. JGSDF - Base Tenguu 13 No sentido literal, realizador.
  55. 55. Volume 1 Completo 55 No hangar situado em uma das esquinas, seguindo as instruções mecânicas, Origami pousou em sua doca pessoal como se estivesse sentando, colocando suas armas de volta nos lugares designados e finalmente, exalando um suspiro profundo, desligando todos os Realizers. Ao mesmo tempo, o peso do equipamento e o stress acumulado que não tinha sentido nem um pouco há momentos atrás se abateram sobre seu corpo, tudo de vez. O som de uma máquina começou detrás dela e os propulsores que carregava estavam desligados. No entanto, tiveram de passar mais três minutos até que Origami pudesse mover- se daquele lugar. Isso sempre acontecia após utilizar um CR-Unit14. Voltando de um sobre-humano para uma pessoa normal, o corpo sentia-se anormalmente pesado. Unidade Realizer de Combate. Geralmente chamado de CR-Unit. Aquele era o nome dado para o equipamento tático que usava a tecnologia miraculosa, o Realizer, na qual os humanos obtiveram depois de um longo spacequake trinta anos atrás. Ele recebia os resultados calculados pelos computadores e, distorcendo as leis da física, os manifestavam no mundo real. Resumindo, embora tenham algumas restrições, é uma tecnologia que transforma imaginação em realidade. Tem sido chamado de sistema que pode produzir a chamada 'magia' através de modos científicos. Ao mesmo tempo, era o único jeito dos humanos lutarem com os espíritos. "Saia do caminho! Maca passando!" Uma voz gritando veio da direita. Movendo apenas os olhos, Origami notou um membro da equipe com o mesmo uniforme mecânico na maca. "...Merda, droga, aquela vadia...! Eu juro que eu a mato...!" O membro da equipe na maca estava segurando uma atadura encharcada de sangue na testa e murmurando amargamente insultos enquanto era levado. 14 Combat Realizer Unit. – Unidade de Combate Realizadora no sentido literal.
  56. 56. Volume 1 Completo 56 "..." Não deveria haver problemas se conseguia praguejar com tanto vigor. Perdendo o interesse, Origami moveu o olhar de volta. Na verdade, se o tratamento for efetuado usando um Realizer para usos médicos, enquanto não for um ferimento extremamente sério, pode ser curado num instante. Quando Origami quebrou sua perna antes, no dia seguinte ela já podia andar de novo. "——" Enquanto exalava um longo suspiro, Origami olhou de relance para cima. Ela se lembrou da batalha de hoje. —A calamidade que destruirá o mundo, espíritos. Era uma anormalidade que sobre-humanos como Origami não podiam nem ter esperanças de eliminar. Aparecendo do nada, espalhando destruição por capricho, eram monstros ao nível de desastres naturais. "..." No final, até mesmo a batalha de hoje acabou com o espírito se perdendo, porém era mais como se o espírito houvesse decidido descer as cortinas. Perdido não significa que o espírito morreu. Tudo o que significa, é que o espírito escapou para outra dimensão. Embora houvesse registros em livros onde parecia que as ações dos AST expulsassem espíritos, Origami, assim como todos os outros membros envolvidos em batalhas diretas, sabia. Os espíritos não sentem absolutamente nenhuma ameaça vinda deles, e quando os espíritos somem, era simplesmente por capricho. "..." Sua expressão não mudou nem um pouco. Entretanto, Origami cerrou os dentes de trás com força. "Origami"
  57. 57. Volume 1 Completo 57 A voz que veio de dentro do hangar quebrou seus pensamentos. "..." Silenciosamente, virou-se para encarar a voz. Seu corpo provavelmente não tinha se acostumado ainda, já que sentia que sua cabeça estava extremamente pesada. O realizer básico equipado no uniforme de fiação, quando iniciado, pode expandir o território pessoal em alguns metros ao redor da pessoa. Esse território é a essência do CR-Unit. Como o nome diz, é um lugar onde os pensamentos do usuário podem tornar-se realidade. Ele tinha a habilidade de suavizar qualquer ataque externo, bem como ainda permitia a falta de gravidade por dentro, para se sentir livre. Enquanto o território estiver expandido, os membros da AST podem tornar-se super-humanos. Por isso que na volta, por um tempo após usar o CR-Unit, era difícil mover o corpo livremente. "Bom trabalho." Usando o mesmo uniforme que Origami, estava uma mulher em torno dos seus 20 anos, com a mão no quadril. Capitão Kusakabe Ryouko. O Oficial Comandante da AST a qual Origami fazia parte. "Você fez bem expulsando aquele espírito sozinha. ...Eu dei o relatório escrito para Tomonara e Kagaya. O que estávamos pensando, recuando e deixando o espírito só para Origami." "Eu não o expulsei." Origami respondeu e Ryouko encolheu os ombros. "Bem, tenho que reportar desse jeito para os superiores. Se não mostrarmos algum resultado, os orçamentos irão cair."
  58. 58. Volume 1 Completo 58
  59. 59. Volume 1 Completo 59 "..." "Vamos, não faça essa cara. Eu estou te elogiando, afinal de contas. Nessa situação, onde o lugar do campeão ainda está vazio, você está se esforçando bastante. Ainda, se você não estivesse aqui, o número de pessoas que morreram a mais não seria só um ou dois." Fuuuu, exalou a respiração. "Mas hey," Ryouko afiou o olhar, agarrou a cabeça de Origami e virou-a em sua direção. "Você estava um pouco fora dos limites. —Quer morrer tanto assim?" "..." Com seu olhar cortante ainda fixado em Origami, Ryouko continuou. "Você realmente entende com que tipo de oponente você estava lutando aqui? Aquilo é um monstro, pelo amor de Deus. Um furacão com inteligência. —Você entende? Dentro das suas habilidades, suprimir os danos ao mínimo, dentro das suas habilidades, faça-o se perder o mais rápido possível. Esse é o nosso trabalho. Não exponha-se ao perigo inutilmente." "—Isso está errado." Origami respondeu enquanto olhava Ryouko diretamente nos olhos e, mais uma vez, abriu os lábios levemente. "Derrotar os espíritos, esse é o dever do AST." "..." Ryouko franziu a testa. Como capitã da AST, era suposto que entendesse o nome da Equipe Anti-Espíritos melhor do que Origami. Por ter entendido, afirmou. —Não podemos fazer nada além do que suprimir os danos. Entretanto, enquanto reconhecia isso, Origami repetiu mais uma vez. "—Eu vou, derrotar, os espíritos." "..."
  60. 60. Volume 1 Completo 60 Ryouko soltou um suspiro e tirou as mãos da cabeça de Origami. "Eu não planejava ouvir o que pessoalmente acha. Pense o que quiser. — Entretanto, se parecer que você irá desobedecer algum comando no campo de batalha, será expulsa do time." "Entendido." Origami deu uma resposta curta, ergueu o corpo que tinha finalmente ajustado e foi embora. 4 "—Então, esse é o monstro que chamamos de espírito e aqui é a AST. Eles são a JGSDF da Equipe Anti-Espíritos. Você se meteu em uma situação bem preocupante. Se não o tivéssemos reconhecido, você teria provavelmente morrido duas ou três vezes a essa hora. Então, para a próxima—" "E-Espere um pouco!" Shidou aumentou a voz, tentando segurar Kotori, que tinha começado sua rápida explicação. "O que é isto? Depois de todo o trabalho que essa comandante está tendo para dar- lhe uma explicação direta. Se for chorar, então o faça com mais dignidade. Já que é assim, eu posso ao menos dar-lhe o privilégio especial de lamber o meu pé." Estufando o peito levemente, com um olhar que parecia estar olhando-o de cima, uma corrente de abusos que não eram estilo-Kotori saiu da sua boca. "Se-Sério!?" A voz cheia de alegria veio do que estava parado ao lado de Kotori, Kannazuki. Kotori instantaneamente respondeu "você não" e lhe deu uma cotovelada no plexo solar. "Gah...!" Vendo essa mudança, Shidou abriu a boca em surpresa. "... Ko-Kotori... É você? Você estava segura?"
  61. 61. Volume 1 Completo 61 "O que é isso, esqueceu-se do rosto da sua irmãzinha, Shidou? Eu sabia que era ruim em lembrar-se das coisas, mas não esperava que fosse tanto. Talvez seja uma boa ideia reservar um lugar para você numa casa de reposo agora mesmo." Uma linha de suor desceu pelo rosto de Shidou. Ele beliscou a bochecha. Doeu. A irmãzinha amável de Shidou nem conseguia parar de chamá-lo de "onii-chan'. Coçando a parte de trás da cabeça, Shidou soltou uma voz perturbada. "... De alguma maneira, eu estou tão confuso que é como se o interior da minha cabeça tivesse virado o Crocodile Panic15. Que merda está acontecendo? Ou melhor, onde estou? Quem são essas pessoas? Também—”. Kotori, acenando com a cabeça um "ok, ok", estendeu a mão e parou Shidou. "Acalme-se. Se eu não entender o que está perguntando, então não tem como respondê-lo." Dizendo isso, Kotori apontou para a tela na ponte. Ali, a garota de cabelo preto que Shidou encontrou mais cedo, assim como os seres humanos em armaduras mecânicas, estava sendo exibida. "Uhmmm... você disse... espírito?" Shidou perguntou enquanto coçava a bochecha. Lembrou-se da palavra que Kotori usou em sua explicação mais cedo. Aparecendo aleatoriamente no mundo, um monstro de origens desconhecidas. "Sim. Ela é um ser que não existia nesse mundo originalmente. Apenas por aparecer nesse mundo, não por sua própria vontade ou qualquer coisa assim, a área ao seu redor seria levada pelo vento." Com um bang, Kotori bateu as duas mãos e depois abriu, simulando uma explosão. Shidou fez uma careta com a mão ainda na bochecha. "...Desculpe, a escala é um pouco grande demais, então é difícil entender." Ouvindo isso, Kotori encolheu os ombros, "você ainda não entende depois de tudo isso?" e suspirou. 15 É um jogo, daqueles que você tem que bater na cabeça quando sair. ~exemplo~
  62. 62. Volume 1 Completo 62 "O que estou dizendo é que esse spacequake, ou melhor, o fenômeno que chamamos assim, são efeitos causados depois que espíritos como essa garota aparecem no nosso mundo." "O q..." Shidou inconscientemente uniu as sobrancelhas. Um terremoto numa área aberta. Spacequake. Um fenômeno extremamente irracional que destrói na humanidade, no mundo. E a razão por trás de tudo isso é aquela garota—? "Bem... a escala de destruição varia. Poderia ser limitado, tão pequeno como alguns metros, ou tão grande como— em torno da extensão de um buraco gigante aberto no meio do continente." Kotori fez um grande círculo com os braços. Ela provavelmente estava falando sobre o primeiro spacequake trinta anos atrás— aquele que era conhecido como Eurasia Sky Disaster. "A sorte estava ao seu favor, Shidou. Se a escala da explosão naquela hora fosse um pouco maior, você provavelmente teria sido desintegrado instantaneamente." "..." Foi exatamente como ela disse. Mesmo agora, o corpo de Shidou curvou-se de medo. Vendo Shidou daquele jeito, Kotori fechou os olhos pela metade. "E de qualquer forma, por que você saiu enquanto o alerta soava? Você é idiota? Queria morrer?" "Não, não é... porque você foi, olhe pra isso." Shidou tirou o celular do bolso e mostrou os dados da posição de Kotori. Como esperado, o ícone de Kotori estava parado em frente ao restaurante familiar. "Hm? Ahh, isso." Entretanto, Kotori tirou seu próprio celular do bolso. "Ahh...? Por que você tem, isso.”
  63. 63. Volume 1 Completo 63 Shidou trocou olhares entre a tela do seu próprio celular e o que Kotori carregava, que estava bem na frente dos seus olhos. Por Kotori estar naquele lugar, ele achava que ela teria derrubado o celular na frente do restaurante. Kotori encolheu os ombros e soltou um suspiro profundo "Eu estava imaginando o porquê de você ter saído enquanto o alerta soava. Então essa é a razão. Quão estúpida você acha que eu seria, irmão idiota." "M-Mas... Ehh, por que esse—”. "Simples. O motivo é que estamos na frente do restaurante agora mesmo." "Huh...?" "Ok, então. Acho que seria mais rápido se eu mostrasse. —Corte o filtro." Seguindo as palavras de Kotori, a proa escura imediatamente iluminou-se. No entanto, não era porque as luzes ligaram. Se alguma coisa, era como se uma cortina preta que escondesse o teto tivesse sido subitamente removida. Na verdade, o céu azul espalhava-se ao redor deles. "O-O que é isso..." "Por favor, não faça algazarra. A área lá fora é exatamente como você vê." "A área lá fora é... isso." "Mhmm. Onde estamos é exatamente 15000 metros acima da Cidade de Tenguu. Em termos de lugar, acabou coincidentemente sendo bem em torno do restaurante familiar onde planejávamos nos encontrar." "Onde nós estamos..." "Exato. Esse <Fraxinus> é um dirigível." Cruzando os braços, Kotori soltou um sorrisinho *fufun*. Era exatamente como uma criança se gabando sobre seu brinquedo favorito. Não— se alguma coisa, era provavelmente mais próximo de uma mãe apresentando seu filho criado carinhosamente. "D-Dirigível... ? O que diabos é isso. Por que você está em um lugar como esse?"
  64. 64. Volume 1 Completo 64 "Esse é o porquê, eu não disse para ouvir minhas explicações em ordem? Até mesmo um frango pode lembrar-se de andar três passos.16" "Uuuu..." "... Entretanto, pensar que esse lugar seria encontrado através de um dispositivo de rastreamento de celular... nós deixamos isso passar completamente. Deixamos nossa guarda baixa depois de aplicar o Invisível e Evitável com o Realizer. Devemos levantar algumas contramedidas depois." Enquanto murmurava palavras que Shidou não entendia, Kotori colocou a mão no queixo. "D-Do que você está falando?" "Ahh, não se preocupe. Eu não esperava que você acompanhasse isso de qualquer maneira, Shidou. Afinal de contas, você tem um cérebro que perderia para o de um caranguejo peludo17 em termos de preço por grama." "..." "Comandante. Miso de caranguejo não é feito com cérebros e sim com entranhas." Uma gota de suor escorreu pelo rosto de Shidou quando Kannazuki disse aquilo com uma voz firme. "..." Kotori moveu os dedos, acenando para ele vir, e Kannazuki deu uma leve reverência. E então *pa*, o palito do pirulito que ela havia acabado foi jogado na direção dos seus olhos. "Nuaaaaaghh!" Apertando o olho, Kannazuki caiu para trás. "V-você está bem?!" Não parecia que ele estava se mexendo. Shidou levantou a voz em preocupação. Porém, logo quando estava para correr até ele, parou. 16 Há um ditado que diz que frangos se esquecem das coisas após dar três passos. Então é como se ela quisesse dizer que Shidou tem uma memória tão fraca, que chega a ser pior que a de um frango. 17 Conhecido por kegani ( ケガニ), é uma espécie de caranguejo frequentemente utilizado na culinária japonesa.
  65. 65. Volume 1 Completo 65 Kannazuki, que havia caiu no chão, tirou um lenço do bolso e com uma expressão em êxtase, calmamente o enrolou ao redor do palito de pirulito que Kotori havia jogado nele. "Desculpe, eu te fiz ficar preocupado? Eu estou bem, essa é uma recompensa em nosso tipo de trabalho!" Dizendo isso, Kannazuki instantaneamente levantou, parando perfeitamente ereto. Que tipo de trabalho era aquele, Shidou particularmente não queria saber os detalhes. "Kannazuki." "Sim." Kotori levantou dois dedos e Kannazuki tirou outros dois doces para repor e deu á ela. "Então, voltando ao assunto. AST. Essa é uma unidade especializada em espíritos." Enquanto falava, Kotori apontou para um grupo de pessoas que estavam sendo mostradas na tela. "...Uma unidade especializada em espíritos... o que exatamente eles fazem?" Ouvindo a pergunta de Shidou, Kotori levantou as sobrancelhas como se a resposta fosse óbvia. "Simples. Se o espírito aparece, então eles voam até lá e cuidam disso." “Cuidam disso...?” "Essencialmente, os exterminam." "...!" Não era como se o que Kotori havia dito fosse uma surpresa. Entretanto— Shidou foi assaltado por um sentimento como se seu coração estivesse sendo torcido. "E-Exterminam...?" "Isso." Despreocupadamente, Kotori assentiu.
  66. 66. Volume 1 Completo 66 Shidou engoliu em seco. O som das batidas do seu coração estava terrivelmente alto. Ele entendeu o que eles disseram. Espíritos. Eles certamente eram uma existência perigosa. Mas— não importa o que, para ir tão longe a ponto de matá-los. Subitamente, Shidou viu o rosto da garota em sua mente. (—Afinal de contas, você não veio para me matar também?) O significado por trás dessas palavras que a garota disse, ele finalmente entendeu. Tanto quanto o sentido daquela expressão que parecia que as lágrimas cairiam a qualquer momento. "Bem, se você considerar isso normalmente, tê-los mortos seria provavelmente o melhor para nós." Aparentemente sem nenhuma emoção particular, Kotori falou. "P-Por... quê?" "Por que, você pergunta?" Com uma expressão distorcida, Shidou perguntou como se estivesse gemendo e Kotori sofisticamente botou sua mão no queixo. "Não há nada de estranho nisso, certo? Eles são monstros. Apenas por aparecerem nesse mundo, eles causam spacequakes. Eles são o veneno mais maligno e mortífero que existe!" "Mas você não disse antes? Que os spacequakes não têm nada a ver com os desejos dos espíritos." "Exatamente. Pelo menos, acredita-se que a explosão ao chegarem nesse mundo não é relacionada ás intenções do espírito. —Mas, há marcas de destruição e vítimas de spacequake resultadas pelas lutas com a AST depois." "... Mas não é porque essas pessoas da AST os atacaram?"
  67. 67. Volume 1 Completo 67 "Bem, pode ser. — Entretanto, essa é meramente uma hipótese. Pode ser que, se a AST não fizer nada, os espíritos encantadoramente comecem suas atividades destrutivas." "Isso... provavelmente não irá acontecer." Kotori inclinou a cabeça em espanto com a afirmação de Shidou. "Qual é a sua prova?" "Alguém que destrói ruas por diversão... não faria uma expressão como aquela." Alguma coisa como aquela era muito vaga e fraca para ser chamada de prova, mas... por alguma razão, Shidou acreditava naquilo do fundo do seu coração. "Então, provavelmente não é de acordo com a intenção deles, certo? Mas ainda assim—" "Estando ou não causando isso voluntariamente, esse não é o problema. Em ambos os casos, é um fato que os espíritos estão causando os spacequakes. Não é como se eu não visse aonde quer chegar, mas você não pode deixar uma existência perigosa ao nível de uma bomba nuclear sozinha, só porque sente pena dela. Hoje aquele caso terminou com apenas uma pequena explosão, mas não podemos ter certeza que da próxima vez não será um desastre ao nível do Eurasia." "Mesmo assim... chegar a ponto de matá-los..." Shidou argumentou teimosamente e murmurando "Meu Deus", Kotori encolheu os ombros. "Vocês só se encontraram por alguns minutos e, acima de tudo, era alguém que quase te matou, mas você ainda está do lado deles... Poderia ser que você tenha se apaixonado por ela?" "N-Não mesmo. Eu estava apenas imaginando se havia algum outro jeito." "Algum outro jeito, huh." Ouvindo as palavras de Shidou, Kotori soltou um longo suspiro. "Então vamos ouvi-lo, que outros jeitos você acha que existe?" "Isso é—" As palavras pararam. Na sua mente, ele havia entendido completamente o que Kotori havia dito.
  68. 68. Volume 1 Completo 68 Uma aberração que deixava marcas profundas no mundo só por aparecer— espíritos. Uma coisa como essa deve ser eliminada o mais rápido possível. Entretanto, foi apenas por um momento. Shidou testemunhou aquilo. O rosto da garota, que parecia que as lágrimas estavam para cair. Shidou havia ouvido aquilo. A voz da garota, cheia de sofrimento. —Ahh, isso é errado, foi o que ele havia pensado. "...De qualquer maneira." Da boca de Shidou, palavras começaram a fluir naturalmente. "Se...nós não falarmos com eles propriamente nem uma vez... não saberemos." O medo de encarar a morte diretamente naquela hora ainda estava cravado nas profundezas do seu corpo. Era, honestamente, um medo que faria qualquer um querer escapar. Entretanto, Shidou não podia simplesmente deixar aquela garota daquele jeito. Porque ela é— o mesmo que Shidou. Ouvindo as palavras de Shidou, os lábios de Kotori se curvaram em um sorriso malicioso. Era como se ela estivesse dizendo "Eu estava esperando por essas palavras". "Entendo. —Então, deixe-me ajudá-lo." "Huh...?" Enquanto a boca de Shidou pendia aberta, Kotori abriu os braços. Reine, Kannazuki, a tripulação espalhada abaixo e ainda o dirigível— <Faxinus>, era como se ela estivesse indicando todos eles. "Eu disse que nós vamos ajudá-lo com isso. Todo o poder do <Ratatoskr> será utilizado para apoiar Shidou." Com um movimento elegante, Kotori botou os dedos nos joelhos. "O qu-que você está falando? Eu não—"
  69. 69. Volume 1 Completo 69 "Deixe-me responder sua primeira pergunta. A sobre quem somos nós." Como se para bloquear as perguntas de Shidou, Kotori aumentou a voz. "Ok? Os modos de lidar com um espírito se encaixam basicamente em dois métodos principais." "Dois...?" Shidou perguntou. Kotori deu um aceno exagerado com a cabeça e então levantou o dedo indicador. "O primeiro é a aproximação que a AST está utilizando. O método de exterminá-los através de um confronto de poder." Seguindo aquilo, seu dedo do meio também levantou. "O outro é... o método de falar com os espíritos. —Nós somos os <Ratatoskr>. Uma organização criada com o propósito de resolver os spacequakes sem matar os espíritos, através da conversa." "..." Shidou estreitou as sobrancelhas, pensando. Sobre o que exatamente a organização é e por que Kotori era parte de uma organização como aquela... havia várias perguntas em sua mente, mas— por agora, ele perguntou a que estava lhe incomodando mais. "...Então, por que tal organização vai me ajudar?" "Você entendeu tudo errado. Em primeiro lugar, a organização chamada <Ratatoskr> foi criada por causa de Shidou." "Ha, haaaa...!?" Shidou teve uma quebra magnífica de expressão e soltou uma voz histérica. "Espere um pouco. Agora eu estou mais confuso que antes. Por minha causa?" "Sim. —Bem, talvez seja mais correto dizer que é uma organização para estabelecer as bases do papel de Shidou em negociar com os espíritos, com o objetivo de resolver o problema. De qualquer jeito, é uma organização que não existiria se Shidou não existisse." "E-Espere. O que você quer dizer? Todas essas pessoas se reuniram por essa razão? Ou mais importante, por que eu!?" Shidou perguntou. E enquanto rolava o doce dentro da boca, Kotori murmurou.
  70. 70. Volume 1 Completo 70 "Mm, bem, Shidou é especial." "Isso não é uma explicação!!!!" Incapaz de resistir, ele gritou. Entretanto, Kotori sorriu destemidamente e deu de ombros. "Oh, bem, você entenderá o motivo eventualmente. Não é o bastante? Eu estou dizendo que nós, todos os membros e todas as nossas tecnologias, vamos nos voltar ás suas ações. Ou— você está pensando em parar sozinho entre os espíritos e a AST sem nenhuma preparação? Você morrerá, com certeza." Kotori revirou os olhos e falou com uma voz fria. Sem perceber, Shidou segurou a respiração. Era como Kotori havia falado. Shidou estava apenas dizendo suas ideias e esperanças, mas não possuía nenhuma intenção de torná-las realidade. Eram tantas as coisas que ele queria dizer que parecia que iriam transbordar de dentro da sua garganta, mas ele de alguma maneira resistiu e perguntou apenas o que avançaria com o assunto. "... Então, para isso, o método de conversa, o que precisa ser feito particularmente?" Um pequeno sorriso flutuou no rosto de Kotori. "Sobre isso." Ela então botou a mão no queixo, "Faça o espírito— se apaixonar." Sorrindo, ela disse aquilo orgulhosamente. ..... Depois de um tempo. "...O que?" Uma gota de suor desceu pelo rosto de Shidou enquanto franzia o rosto. "...Desculpe, eu realmente não entendo." "Como eu disse, vire amigo dela, fale com ela, flerte com ela, namore com ela, e faça-a ficar perdidamente apaixonada."
  71. 71. Volume 1 Completo 71 Ouvindo Kotori falar isso como se estivesse determinado, Shidou enterrou a cabeça nas mãos. "Uhm, e por que isso resolveria o problema dos spacequakes?" Kotori colocou um único dedo no queixo e com um "mmmm" fez um gesto de que estava pensando. "Se nós queremos a solução dos spacequakes sem usar a força, então nós precisamos persuadir o espírito, certo?" "Parece certo." "Para isso, não seria mais rápido fazer o espírito gostar deste mundo? Oh, esse mundo é maravilhoso~, se eles ficarem assim, então até mesmo um espírito não iria tumultuar aleatoriamente." "Entendo." "Assim, bem, não é dito com frequência? Que se você se apaixonar, então o mundo todo parece lindo. —Então, namore com ela e faça o espírito se apaixonar por você!" "Não, tem algo errado nessa lógica." Era óbvio que a lógica tinha ido embora pela janela. Com uma gota de suor caindo pelo rosto de Shidou, ele comentou. "E-Eu não posso passar por uma coisa dessas..." "Fique quieto seu frangote." Shidou tentava expressar sua queixa, mas Kotori cobria com uma voz alta que não o deixava escolha. "Eu não deixarei a AST matar os espíritos~, tem que haver outro jeito~, mas eu não gosto do jeito da <Ratatoskr>~ ...? Se você vai ser ingênuo então ao menos faça com moderação seu besouro18. O que você pode fazer sozinho? Saiba seus próprios limites." "Ugghh..." "—Eu não preciso da aprovação do fundo do seu estômago. Mas se você não quer matar os espíritos... então você não tem autoridade para escolher o método." 18 Não entendi porque ela o chamou de besouro. Só sei que é esse aqui -> http://pt.wikipedia.org/wiki/Besouro-bombardeiro
  72. 72. Volume 1 Completo 72 Por algum motivo, um sorriso maligno flutuou no rosto de Kotori. Na verdade, era como ela havia dito. Sem nenhum poder ou suporte, mesmo que Shidou queira falar com aquele espírito de garota mais uma vez, não se tornaria realidade. Os métodos da AST estavam fora de questão— provavelmente, até mesmo o grupo de Kotori queria iludir os espíritos por benefício próprio, já que era o único motivo que podia pensar. Porém— era um fato que não havia outro jeito. "..., eu entendi." Shidou assentiu amargamente e o sorriso de Kotori preencheu seu rosto. "—Yoroshiku. Olhando a data em que estamos, a próxima vez que um espírito aparecerá será pelo menos daqui a uma semana. Nós iremos começar a treinar amanhã." “Huh...? Treinar...?” Shidou pronunciou atordoado. 5 O dia seguinte chegou. "Venha." "Eh?" Subitamente. A mão de Shidou foi agarrada por Origami enquanto ele soltava uma voz confusa. "Ah, es-espere..." Sua cadeira caiu com um estrondo e ele foi carregado para fora da sala por Origami.
  73. 73. Volume 1 Completo 73 Atrás dele, a boca de Tonomachi estava escancarada, e por algum motivo, grupos de garotas estavam fazendo tumulto com um *kyaa, kyaa*. Enquanto pensava que outro boato ia começar por aí, Shidou seguiu Origami. Bem, pelo menos é melhor do que ser tratado como o 'melhor casal' com Tonomachi, confortou a si mesmo. 11 de Abril, Terça-Feira. Aquele era o dia após Shidou ter passado por uma estranha e irreal experiência. No final, depois daquilo, Shidou foi levado para outra sala, onde lhe foi dada uma explicação detalhada da situação por um homem que ele não conhecia, que se arrastou até tarde da noite (honestamente, ele não lembrava realmente das ultimas partes) e depois de assinar vários formulários, ele foi finalmente autorizado a voltar para casa. Sem mesmo tomar banho, ele mergulhou na cama. E antes que percebesse, já era de manhã. Carregou seu corpo mole para o colégio e suportou as aulas, enquanto esfregava seus olhos sonolentos, e finalmente a última aula acabou— foi o que ele estava pensando quando, naquele momento, o incidente aconteceu. Sem dizer nem uma palavra, Origami subiu as escadas até alcançar a porta trancada do telhado e finalmente soltou sua mão. O barulho dos alunos saindo do colégio parecia horrivelmente longe. Apesar de existirem pessoas a menos de dez metros de distancia, parecia que aquele era um lugar solitário e isolado. "Eh, uhmm..." Mesmo que ele não sentisse nada por Origami, por algum motivo ser carregado para um lugar como esse por uma garota o fez sentir-se estranho. O olhar de Shidou nadou. Porém, sem nenhum aviso, "Ontem, por que você estava em um lugar como aquele?" Ela falou enquanto olhava para Shidou diretamente nos olhos. "Bem, parecia que minha irmã ainda estava nas ruas depois do alarme soar, então eu estava procurando..."
  74. 74. Volume 1 Completo 74 "Entendi. —Você a encontrou?" Shidou respondeu. E com suas expressões imutáveis, nem mesmo demonstrando surpresa, Origami respondeu. "—A-Ah... sim." "Oh. Que bom." Ao dizer isso, os lábios de Origami continuaram a se mover. "—Ontem, você me viu." "A-Ahh..." "Não conte a ninguém." Quando Shidou estava para afirmar, Origami disse em uma voz de comando. Eu imagino como ela reagiria se eu respondesse "Se você não quer que todos saibam, então é melhor fazer o que eu mandar, hehehe", tal curiosidade perigosa apareceu no mente de Shidou. Mas como esperado, Shidou não tinha tanta coragem assim. Lentamente inclinou a cabeça para frente. "Além disso, não é só eu— mas tudo que você viu e ouviu ontem. Seria melhor se você esquecesse tudo isso." Ela estava definitivamente... falando sobre o espírito. "Você quer dizer aquela garota?" "..." Origami meramente olhou para Shidou silenciosamente. "H-Hey... Tobiichi. Aquela garota—" Ele já tinha ouvido sobre os espíritos pelo <Ratatoskr>, mas Shidou perguntou ainda assim. Afinal, era apenas o ponto de vista de Kotori e sua organização. Se são pessoas como Origami que cruzam espadas com eles, pensou que teriam um modo diferente de pensar. "Era um espírito." Origami deu uma resposta curta.
  75. 75. Volume 1 Completo 75 "...E-Esse espírito, é uma má pessoa...?" Shidou tentou fazer a pergunta. Enquanto fazia isso, era de leve, mas pensou ter visto Origami morder os lábios. "—Meus pais, há cinco anos, faleceram por causa dos espíritos." "...O q—" A resposta inesperada parou as palavras de Shidou. "Eu não quero que tenham mais pessoas como eu." "...Então é isso—" Shidou botou a mão no peito. Tentou de alguma forma acalmar os batimentos cardíacos intensos e profusos. Entretanto, subitamente um pensamento preocupante veio a sua cabeça. Enquanto coçava a bochecha, perguntou á Origami, que estava até agora olhando diretamente para ele: "Agora que penso nisso, Tobiichi... sobre o espírito e coisas do tipo, está tudo bem pra você falar sobre eles? Bem, mesmo que eu tenha perguntado..." "..." Origami ficou em silencio por um momento. "Sem problemas." "S-Sério?" "Se você mantiver em segredo." “... E se eu não mantiver?" "..." De novo, suas palavras pararam por um momento. "Isso seria um problema." "Entendo... isso seria ruim. ...Eu prometo a você, não contarei a ninguém." Com um aceno, Origami aprovou.
  76. 76. Volume 1 Completo 76 No final da conversa, Origami moveu seu olhar para longe de Shidou e desceu as escadas. "...Fuuu..." Quando não podia mais ver as costas de Origami, Shidou encostou-se na parede e soltou um suspiro. Mesmo que eles tenham simplesmente só conversado, ele se sentiu extremamente nervoso. "Seus pais morreram por causa dos espíritos —huh." *Dong*, bateu a cabeça na parede e murmurou. Os espíritos eram chamados de “a calamidade que destruirá o mundo”. Algo assim— provavelmente acontece. "... Fui apenas ingênuo afinal de contas..." Origami e Kotori, embora tendo direções diferentes, estavam se movendo firmemente com suas crenças. Mas e Shidou? As palavras grosseiras que disse á Kotori ontem, conseguiria falar as mesmas para Origami? "..." *Haaa*, soltou um suspiro. Ele não achava que suas ações eram um erro, mas tinha um sentimento complicado. "Kyaaaaaaaaaaaaaaaa—!!" Da direção do corredor, ouviu os gritos de uma estudante. "...!? O-O que há de errado??" Saltando apressadamente as escadas e dando uma olhada, viu que alguns alunos haviam se aglomerado no corredor. "O-O que aconteceu?" "P-Parece que ela é uma nova professora e... ela caiu de repente..." Perguntei e a aluna que estava por perto respondeu apressadamente. "Eu não entendi realmente, mas por agora vamos chamar a enfermeira—"
  77. 77. Volume 1 Completo 77 Quando Shidou começou a falar, a mulher caída no jaleco branco segurou sua perna. "W-Waaaah!?" "... Não se preocupe comigo. Eu só tropecei." Enquanto falava, a mulher levantou lentamente o rosto que tinha sido achatado no chão. "V-Você é...!" Franja longa e olheiras grossas. Estava usando óculos, mas não tinha como esquecer essas características faciais. "...Hn? Ahh, você é—" A mulher— Oficial de Análise do <Faxinus>, Murasame Reine, lentamente se levantou do chão. "O-O que você está fazendo em um lugar como esse...?" "... Não consegue dizer pelo que está vendo? Virei uma professora. Particularmente, estarei ensinando física, como também tomarei a posição de professora assistente de classe da sala 2-4." Enquanto mostrava o crachá no peito, Reine respondeu. A propósito, o urso de pelúcia coberto de cicatrizes estava pendurado no bolso do jaleco, logo abaixo do crachá. "Não, não tinha como eu saber disso!" Um grito— nesse ponto, Shidou notou que os olhares dos que os arredondavam estranhamente focaram-se neles. "Ah... P-Parece que ela está bem." Esticou a mão e ajudou Reine a se levantar. "...Nn, obrigada." "De nada. Vamos conversar enquanto andamos." Dando atenção aos que estavam ao seu redor, Shidou sugeriu. Marchando ao passo de Reine, eles se arrastaram para longe. "Uhm— Oficial de Análise Reine?"

×