ABUSO SEXUAL INFANTIL E A VULNERABILIDADE PARA O   DESENVOLVIMENTO DE  TRANSTORNOS MENTAIS Raquel Kênia de Medeiros Dias  ...
Trabalho de Conclusão de Cursoapresentado ao curso de Saúde Mental  para Equipes Multiprofissionais da Universidade Paulis...
AgradecimentosAgradeço a Deus;Aos meus pais, Iranilda de Medeiros Dias e WagnerDias, por acreditar.Ao namorado, Hélcio Mar...
IntroduçãoO que é Abuso Sexual Infantil (ASI)?– Satisfação sexual do adulto.– Com ou sem contato físico.
IntroduçãoASI e suas formas:– Exibicionismo– Voyeurismo– Carícias– Falas obscenas– Material Pornográfico– Relação Sexual
Introdução ASI na humanidade:- Nos tempos da Lei Talmúdica (332 antes de cristo – a.C.), era comum em grande parte do mund...
IntroduçãoASI na humanidade:Meninas e mulheres: mercadorias sexuais;Meninas de até três anos de idadeMeninos de até nove a...
IntroduçãoASI na humanidade:Mudança da Lei Talmúdica para Lei Canônica(Século XII).Autoridades só interviam quando adultos...
Introdução ASI na humanidade:- Índia: crianças e adolescentes entre dez à doze anos   de idade submetidas à casamento.- Eu...
Introdução Conquista dos direitos da Criança:- Assembléia Geral da ONU – 1959.- Declaração dos Direitos da Criança.- Dever...
Introdução- Convenção Internacional dos Direitos da Criança: Decreto nº 99.710 de 21 de novembro de 1990.- Defende a crian...
Introdução Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA (Lei 8069/1990).- Demarcou os serviços das políticas públicas.- Gara...
JustificativaImpactos do ASI na qualidade de vida.Vulnerabilidade para transtornos mentais.Aumento de denúncias de ASI no ...
Objetivos“Identificar e discutir a partir de artigos     científicos atuais os impactos psicológicos do ASI, e relacioná-l...
MetodologiaArtigos científicos completos.Língua portuguesa.Base de dados: Lilacs.Descritor: “Abuso Sexual Infantil”
MetodologiaFiltros–   “Pedofilia”;–   “Transtornos de Estresse Pós-Traumáticos”;–   “Parafilia”;–   “Síndrome da Criança M...
MetodologiaFiltros:–   “Terapia Comportamental”;–   “Transtorno Bipolar”;–   “Psiquiatria Infantil”;–   “Transtornos de Al...
MetodologiaCritérios de Inclusão:– ASI e transtornos mentaisCritérios de Exclusão:– Apenas sintomas;– Outras faixas etária...
Resultados  Encontrados 22 artigos, apenas sete  selecionados:Autores.   Título           Amostra          Metodologia    ...
ResultadosAutores.   Título          Amostra        Metodologia     Resultados     ConclusãoAno.PASSAREL   Revisão        ...
ResultadosAutores.        Título         Amostra        Metodologia Resultados         ConclusãoAno.ZAVASCHI        Transt...
ResultadosAutores.   Título        Amostra        Metodologia    Resultados     ConclusãoAno.HABIGZAN   Caracteriza   Dois...
ResultadosAutores.     Título         Amostra        Metodologia    Resultados    ConclusãoAno.BORGES;      Funções       ...
ResultadosAutores.   Título         Amostra       Metodologia   Resultados    ConclusãoAno.GOSLING;   Abuso          Foram...
ResultadosAutores.      Título        Amostra        Metodologia    Resultados     ConclusãoAno.KERR et al.   Abuso       ...
DiscussãoO presente estudo teve o objetivo deidentificar e discutir os impactospsicológicos do ASI, em relação àvulnerabil...
DiscussãoTranstornos alimentares: (KERR 2000).TEPT (SERAFIM 2011; HABGZANG 2010;BORGES e DELL AGLIO 2009),Transtornos do h...
DiscussãoImpactos na vida social e afetiva dascrianças vítimas de ASI.Isolamento e retraimento na presença dafigura mascul...
DiscussãoForam detectados outras formas deviolência em vítimas de ASI mesmo degrupos controles:Violência doméstica e urban...
ConclusãoSão necessários maiores estudossobre meninos vítimas de ASI, e sobreos pais destas crianças que tambémdevem ter d...
ConclusãoProdução de pesquisas cientificas sobreoutras formas de terapia para tratamento àvitimas de ASI não contempladas ...
ConclusãoEstratégias de cuidados para pais de jovensque sofreram ASI.Promoção da resiliência com técnicas demanejo para o ...
“A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta,                                     é sempre uma derrota”.   ...
ReferênciasADED, Naura Liane de Oliveira, DALCIN, Bruno Luiz Galluzzi daSilva, MORAES Talvane Marins el al. Abuso sexual e...
ReferênciasBORGES, Jeane Lessinger; DELL AGLIO, Débora Dalbosco.Funções cognitivas e Transtorno de Estresse Pós-Traumático...
ReferênciasCRAMI (Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos naInfância). Violência Sexual Contra Crianças e adolescentes....
ReferênciasKERR CORREA, F. et al. Abuso sexual, transtornos mentais e doençasfísicas. Rev. psiquiatr. clín. São Paulo, 27(...
ReferênciasPASSARELA, Cristiane de Medeiros; MENDES, Deise Daniela;MARI, Jair de Jesus. Revisão sistemática para estudar a...
ReferênciasSCHESTATSKY, Sidnei Samuel. Fatores ambientais evulnerabilidade ao transtorno de personalidade boderline: umest...
Obrigada!Raquelkenia@hotmail.com      9-7677-9171
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Abuso Sexual Infantil e a Vulnerabilidade para o Desenvolvimento de Transtornos Mentais

3.262 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.262
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
120
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Abuso Sexual Infantil e a Vulnerabilidade para o Desenvolvimento de Transtornos Mentais

  1. 1. ABUSO SEXUAL INFANTIL E A VULNERABILIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DE TRANSTORNOS MENTAIS Raquel Kênia de Medeiros Dias Orientadores Ana Carolina Schmidt de Oliveira Coordenador Dr. Hewdy Lobo Ribeiro. UNIP 2013
  2. 2. Trabalho de Conclusão de Cursoapresentado ao curso de Saúde Mental para Equipes Multiprofissionais da Universidade Paulista, como requisitopara obtenção do título de Especialista.
  3. 3. AgradecimentosAgradeço a Deus;Aos meus pais, Iranilda de Medeiros Dias e WagnerDias, por acreditar.Ao namorado, Hélcio Martinho pela compreensão;Ao Dr. Hewdy Lobo Ribeiro, pela didática;À Ana Carolina Schmidt de oliveira, pela paciência;À Claudia Rosa Queiroz, pela credibilidade;Ao Dr. Mário de Souza Costa pela formação;À Rosineide pelo apoio e seu dinamismo.Aos colegas de classe, pelo companheirismo.
  4. 4. IntroduçãoO que é Abuso Sexual Infantil (ASI)?– Satisfação sexual do adulto.– Com ou sem contato físico.
  5. 5. IntroduçãoASI e suas formas:– Exibicionismo– Voyeurismo– Carícias– Falas obscenas– Material Pornográfico– Relação Sexual
  6. 6. Introdução ASI na humanidade:- Nos tempos da Lei Talmúdica (332 antes de cristo – a.C.), era comum em grande parte do mundo, a tradição de usar crianças de três anos de idade para atos sexual, desde que seu pai consentisse e, em troca, lhes pagassem considerável dinheiro. Bass e Thornton (1985)
  7. 7. IntroduçãoASI na humanidade:Meninas e mulheres: mercadorias sexuais;Meninas de até três anos de idadeMeninos de até nove anos, não eramconsiderados mercadorias.Sem valor monetário: seriam novos paraserem considerados virgens. Bass e Thornton (1985)
  8. 8. IntroduçãoASI na humanidade:Mudança da Lei Talmúdica para Lei Canônica(Século XII).Autoridades só interviam quando adultostinham relações sexuais com crianças de atésete anos de idade. Bass e Thornton (1985)
  9. 9. Introdução ASI na humanidade:- Índia: crianças e adolescentes entre dez à doze anos de idade submetidas à casamento.- Europa no século XVIII e XIX. Inquisição: nove milhões de mulheres morreram.- Crianças de cinco anos estupradas até a morte. Bass e Thornton (1985)
  10. 10. Introdução Conquista dos direitos da Criança:- Assembléia Geral da ONU – 1959.- Declaração dos Direitos da Criança.- Dever da sociedade e do poder público provir atendimento à crianças em situação de risco.
  11. 11. Introdução- Convenção Internacional dos Direitos da Criança: Decreto nº 99.710 de 21 de novembro de 1990.- Defende a criança sobre qualquer forma de exploração.- Documento de Lei que expõe os direitos da criança.
  12. 12. Introdução Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA (Lei 8069/1990).- Demarcou os serviços das políticas públicas.- Garantir os direitos.- Conforme preconiza artigo 4º: Dever da sociedade, comunidade e poder público.
  13. 13. JustificativaImpactos do ASI na qualidade de vida.Vulnerabilidade para transtornos mentais.Aumento de denúncias de ASI no Brasil.Pesquisas para contribuir no âmbitocientifico.Bases para prevenção e intervenção.
  14. 14. Objetivos“Identificar e discutir a partir de artigos científicos atuais os impactos psicológicos do ASI, e relacioná-los à vulnerabilidade de crianças e adolescentes para desenvolver os transtornos mentais.”
  15. 15. MetodologiaArtigos científicos completos.Língua portuguesa.Base de dados: Lilacs.Descritor: “Abuso Sexual Infantil”
  16. 16. MetodologiaFiltros– “Pedofilia”;– “Transtornos de Estresse Pós-Traumáticos”;– “Parafilia”;– “Síndrome da Criança Maltratada”;– “Transtornos Mentais”;– “Testes Psicológicos”;– “Psicopatologia”;– “Psicoterapia”;– “Psicoterapia de Grupo”;
  17. 17. MetodologiaFiltros:– “Terapia Comportamental”;– “Transtorno Bipolar”;– “Psiquiatria Infantil”;– “Transtornos de Alimentação na Infância”;– “Transtornos do Humor”;– “Transtornos de Estresse Pós Traumático”;– “Transtorno Depressivo”;– “Serviços de Saúde Mental”.
  18. 18. MetodologiaCritérios de Inclusão:– ASI e transtornos mentaisCritérios de Exclusão:– Apenas sintomas;– Outras faixas etárias;– Validação de instrumentos;– Transtornos mentais no abusador ou em familiares da vítima.
  19. 19. Resultados Encontrados 22 artigos, apenas sete selecionados:Autores. Título Amostra Metodologia Resultados ConclusãoAno.SERAFIM et Dados 205 crianças e Avaliação Considerável Aspectosal. 2011 . demográficos, adolescentes clínica com porcentagem psicológicos, psicológicos e vítimas de AS psiquiatra, de crianças e psiquiátricos comportamen (130 meninas entrevista adolescentes e tais de e 75 diagnóstica apresentaram comportamen crianças e meninos). com transtornos tais adolescentes psicólogo e mentais influenciam o vítimas de bateria de (depressão, desenvolvime abuso sexual. testes TEPT e nto psicológicos fobias); e emocional de (Pirâmides expressaram crianças e Coloridas alterações de adolescentes. 2000, TAT, comportament CAT-A, HTP). o.
  20. 20. ResultadosAutores. Título Amostra Metodologia Resultados ConclusãoAno.PASSAREL Revisão Apenas 03 Revisão A TCC no Os estudosA; sistemática estudos sistemática tratamento apresentaraMENDES; para estudar foram de ensaios de crianças m eficáciaMARI. a eficácia de analisados clínicos e da TCC2010. terapia por randomizad adolescente nestes cognitivo- preenchere os que s vítimas de casos. Não comportame m os avaliaram o ASI com encontraram ntal para critérios de TEPT em TEPT estudos de crianças e inclusão. crianças e diminui os TCC adolescentes adolescente sintomas do combinada abusadas s entre 1980 TEPT, com com sexualmente e fevereiro ou sem tratamento com de 2006. participação farmacológi transtorno de da família. co. estresse pós- traumático.
  21. 21. ResultadosAutores. Título Amostra Metodologia Resultados ConclusãoAno.ZAVASCHI Transtornos GT: 59 Estudo de Histórico Dadoset al . 2006. do humor participante caso de AF: significativo no adulto e s com controle. 60,2% no s de trauma diagnóstico Instrumento GT e 38,3% associação psicológico de TH. GC: s: Mini, no GC. entre TH e na infância. 47 pessoas versão Histórico traumas na sem brasileira; de ASI: infância, diagnóstico blocos e 32,3% no principalme de TH. vocabulário GT e 12,8% nte entre Amostras do WAIS R. no GC. pacientes entre 18 à Trauma na Sem dados maníacos. 65 anos. infância: AF, de perda AS, na infância. exposição à Exposição violência e à violência: perda dos 12,6% no pais. GT e 8,06% no GC.
  22. 22. ResultadosAutores. Título Amostra Metodologia Resultados ConclusãoAno.HABIGZAN Caracteriza Dois grupos Compararam Presença ConfirmouG et al. ção dos de instrumento de TEPT 70 a literatura2010. sintomas participante s de % nos dois que refere o do s. Estudo I: avaliação do estudos. TEPT como Transtorno 40 meninas TEPT nos Diferença maior de Estresse de 9 à 16 dois grupos: dos patologia Pós- anos. o SCID no I, sintomas encontrada Traumático Estudo II: e o K- encontrado em crianças (TEPT) em 15 meninas SADS/TEPT s: maior e meninas de 7 à 13 no II. índice de adolescente vítimas de anos esquiva e s vítimas de abuso entorpecim ASI. Ambos sexual. ento no os estudo I; instrumento maior s são excitabilida adequados de para este aumentada tipo de no estudo avaliação II.
  23. 23. ResultadosAutores. Título Amostra Metodologia Resultados ConclusãoAno.BORGES; Funções Grupo Estudo Grupo ExposiçãoDELLAGLIO cognitivas e Caso: 12 clínico de Caso : ao ASI é Transtorno meninas caso TEPT em fator de. 2009 . de Estresse vítimas de controle. 66,6%. risco para Pós- ASI. Instrumento Maior desenvolvi Traumático GC: 16 s: K-SADS- número de mento de (TEPT) em meninas PL Brasil; erros e TEPT. O ASI meninas sem Inventário maior pode vítimas de histórico de de amplitude produzir abuso AS com Depressão de alterações idade de 8 à Infantil; oscilação na sexual. Teste d2); cognição, 13 anos. da atenção dígitos WISC visual especialme III; Rey concentrad nte quando Auditory a, nas coexiste o Verbal meninas TEPT e Learning deste sintomas de Test; Trail grupo. depressão. Making Test.
  24. 24. ResultadosAutores. Título Amostra Metodologia Resultados ConclusãoAno.GOSLING; Abuso Foram Revisão Alterações HáABDO. sexual na selecionado narrativa neuroanatô correlação2011. infância e s 5 estudos com busca micas e entre desenvolvi das bases de artigos funcionais pessoas mento da de dados nas bases em vítimas de pedofilia: Pubmed e se dados: pessoas ASI e revisão Embase. Lilacs, com Pedófilos.Al narrativa da PubMed, vivências terações literatura Scielo e recorrentes neurológica Embase. de ASI e s são que evidentes a apresenta ponto de m ser possível parafilias. identificar pessoas com parafilia.
  25. 25. ResultadosAutores. Título Amostra Metodologia Resultados ConclusãoAno.KERR et al. Abuso Foram Revisão de Repercussõe O AS deve2000. sexual, selecionado literatura s psíquicas, ser visto transtornos s 71 artigos sobre ASI e estudos como fator apontaram mentais e e 14 livros. repercussõe depressão e predispone doenças s orgânicas transtornos nte para físicas. e psíquicas, alimentares desenvolver entre o ano em vítimas mau de 1987 e de ASI; alto prognóstico 1997, nas índice entre em algumas bases de pessoas que doenças apresentara dados: m físicas e MedLine e transtornos psicológica Lilacs. psicóticos. s.
  26. 26. DiscussãoO presente estudo teve o objetivo deidentificar e discutir os impactospsicológicos do ASI, em relação àvulnerabilidade para odesenvolvimento de transtornosmentais.Encontrou pesquisas que demonstrama correlação de ASI com transtornosmentais.
  27. 27. DiscussãoTranstornos alimentares: (KERR 2000).TEPT (SERAFIM 2011; HABGZANG 2010;BORGES e DELL AGLIO 2009),Transtornos do humor (ZAVASCHI 2006).Depressão (SERAFIM 2011; KERR 2000).Esquizofrenia (KERR 2000).Fobias (SERAFIM 2011).Parafilias (GOSLING et al, 2011)
  28. 28. DiscussãoImpactos na vida social e afetiva dascrianças vítimas de ASI.Isolamento e retraimento na presença dafigura masculina.Comportamento desfavoráveis para umavida social: comportamento erotizado eagressividade (SERAFIM 2011).
  29. 29. DiscussãoForam detectados outras formas deviolência em vítimas de ASI mesmo degrupos controles:Violência doméstica e urbana(BORGES; DELL’AGLIO, 2008), eexposição à traumas (ZAVASCHI 2006).Foi encontrado tratamento em TCC,principalmente na diminuição dossintomas do TEPT (PASSARELA et all2010).
  30. 30. ConclusãoSão necessários maiores estudossobre meninos vítimas de ASI, e sobreos pais destas crianças que tambémdevem ter direito à tratamento.Urgência em pesquisas cientificas deprevenção e tratamento de danos deASI e outras formas de violência.
  31. 31. ConclusãoProdução de pesquisas cientificas sobreoutras formas de terapia para tratamento àvitimas de ASI não contempladas pela TCC.Prevenção do desenvolvimento detranstornos mentais em crianças eadolescentes que sofreram ASI.Prevenção do ASI.
  32. 32. ConclusãoEstratégias de cuidados para pais de jovensque sofreram ASI.Promoção da resiliência com técnicas demanejo para o cuidado de crianças eadolescentes que apresentam transtornosmentais decorrentes do ASI
  33. 33. “A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma derrota”. (Jean-Paul Sartre)
  34. 34. ReferênciasADED, Naura Liane de Oliveira, DALCIN, Bruno Luiz Galluzzi daSilva, MORAES Talvane Marins el al. Abuso sexual emcrianças e adolescentes: revisão de 100 anos de literatura. Rev.psiquiatr. clín. Vol. 33, n.4, 2006.BASS, Ellen; THORNTON, Louise (org.). Nunca contei aninguém. São Paulo: Harper & Row do Brasil, 1985.BELOFF, M. (Org). Infância, lei e democracia na América Latina:análise crítica do panorama legislativo no marco da ConvençãoInternacional dos Direitos da criança (1990-1998). Blumenau:Edfurb, 2001.BORGES, Jeane Lessinger; DELL AGLIO, Débora Dallbosco. Abusosexual infantil: indicadores de risco e conseqüências nodesenvolvimento de crianças. Revista Interamericana de Psicologia.Vol. 42, n. 3, 2008.
  35. 35. ReferênciasBORGES, Jeane Lessinger; DELL AGLIO, Débora Dalbosco.Funções cognitivas e Transtorno de Estresse Pós-Traumático(TEPT) em meninas vítimas de abuso sexual. Aletheia. Canoas,n. 29, jun. 2009.BRASIL. Conselho Nacional dos Direitos da criança e doAdolescente. Estatuto da Criança e do Adolescente. Ministérioda Justiça/ Secretaria do estado dos Direitos Humanos/Departamento da Criança e do Adolescente. Brasília, 2012.BRASIL. Decreto nº 00.710 de 21 de novembro de 1990:Convenção Internacional dos Direitos da criança. Disponívelem: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1990-1994/D99710.htm. Acesso em 2 de out. de 2012 às 20h.
  36. 36. ReferênciasCRAMI (Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos naInfância). Violência Sexual Contra Crianças e adolescentes.Compreender para previnir. 2. ed. 2009.GOSLING, F. J. ; ABDO, C. H. N. Abuso sexual na infância edesenvolvimento da pedofilia: revisão narrativa da literatura.Diagn Tratamento.16(3):128-31, 2011.HABIGZANG, L. F. et al . Caracterização dos sintomas doTranstorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) em meninasvítimas de abuso sexual. Psicol. clin., Rio de Janeiro, v. 22, n.2, 2010 .
  37. 37. ReferênciasKERR CORREA, F. et al. Abuso sexual, transtornos mentais e doençasfísicas. Rev. psiquiatr. clín. São Paulo, 27(5): 257-71, set.-out. 2000.LIMA, Joana Azevedo e ALBERTO, Pereira Fátima. Abuso sexual intrafamiliar: as mães diante da vitimização das filhas. Estudos dePsicologia. 15(2), maio-agosto 2010.Ministério da Saúde e do Sistema de Vigilância de Violência eAcidentes VIVA. Disponível em: http://www.childhood.org.br/abuso-sexual-e-o-segundo-tipo-de-violencia-mais-comum-contra-criancas.Acesso em 22 de set. de 2012, às 20h.PARAVENT, Felipe et al. Estudo de caso controle para avaliar oimpacto de abuso sexual infantil nos transtornos alimentares.Rev. psiquiatr. clín. São Paulo, v. 38, n. 6, 2011.
  38. 38. ReferênciasPASSARELA, Cristiane de Medeiros; MENDES, Deise Daniela;MARI, Jair de Jesus. Revisão sistemática para estudar aeficácia de terapia cognitivo-comportamental para crianças eadolescentes abusadas sexualmente com transtorno deestresse pós-traumático. Rev. psiquiatr. clín., São Paulo, v. 37,n. 2, 2010 .SERAFIM, Antônio de Pádua et al. Dados demográficos,psicológicos e comportamentais de crianças e adolescentesvítimas de abuso sexual. Rev. psiquiatr. clín., São Paulo, v. 38,n. 4, 2011 .
  39. 39. ReferênciasSCHESTATSKY, Sidnei Samuel. Fatores ambientais evulnerabilidade ao transtorno de personalidade boderline: umestudo caso controle de traumas psicológicos precoces evínculos parentais percebidos em uma amostra brasileira depacientes mulheres. 2005. Disponível em:http://hdl.handle.net/10183/8461. Acesso em 16 de Fev. de 2013.ZAVASCHI, Maria Lucrécia Scherer et al . Transtornos dohumor no adulto e trauma psicológico na infância. Rev. Bras.Psiquiatria. São Paulo, v. 28, n. 3, Sept. 2006.
  40. 40. Obrigada!Raquelkenia@hotmail.com 9-7677-9171

×