MS. VICTOR NASSARDRA. STEPHANIA PADOVANIDRA. LUCIANE FADELA INFLUÊNCIA DOS NÍVEIS DEINTERATIVIDADE NOSSENTIMENTOS DO USUÁR...
OBJETIVOVERIFICAR SE A VARIAÇÃO DE INTERATIVIDADENO WEBSITE INSTITUCIONAL PODE INFLUENCIAROS SENTIMENTOS DO USUÁRIO EM REL...
VISIBILIDADE RESTRITAAs ações do usuário são vistasapenas por ele mesmo. Semconseguir compartilhar na rede.MANIPULAÇÃO DE ...
INTERATIVIDADEVISIBILIDADE RESTRITAAs ações do usuário são vistasapenas por ele mesmo. Semconseguir compartilhar na rede.C...
INTERATIVIDADEVISIBILIDADE TOTALAs ações do usuário sãocompartilhadas e vistas por outrosusuários na rede.MANIPULAÇÃO E CO...
COMUNIDADESO que o usuário pode fazer através de um produto interativo.Em um website, o usuário poderia contribuir com o c...
NÍVEIS DE UXO que o usuário pode fazer através de um produto interativo.Em um website, o usuário poderia contribuir com o ...
MÉTODOSALTA X BAIXAINTERATIVIDADES34 PARTICIPANTES – 17 HOMENS E 17 MULHERESJOVENS COM EXPERIÊNCIA EM INTERFACES DIGITAISF...
ALTAMÉTODOS• Escrever comentário• Opinar na votação
BAIXAMÉTODOS• Trocar as cores• Ver os resultados
MÉTODOSCOMO VOCÊ IMAGINA A EMPRESA?DESANIMADOSATISFEITODISTANTEINTERESSADOSEM PARTICIPAÇÃOESTIMULADO[ESCALA SEMÂNTICA]Part...
RESULTADOS√ Test-T | Há diferença estatística ente os grupos.
DiscussãoAs ferramentas colaborativas criam a sensação de PROXIMIDADE, o quetende a motivar o usuário, ao ponto de se sent...
DiscussãoO website com alta interatividade talvez possuísse questões maisclaras e mais profundas em relação ao “POR QUE”, ...
Considerações Finais• A variação da interatividade no website institucional realmente pode influenciar ossentimentos dos u...
ReferênciasBACON, J. A arte das comunidades virtuais. São Paulo: Novatec, 2010.HASSENZAHL, M. Encyclopedia entry on User E...
OBRIGADO!Referência:NASSAR, Victor; PADOVANI, Stephania; FADEL, Luciane. Ainfluência dos níveis de interatividade nos sent...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A influência dos níveis de interatividade nos sentimentos do usuário em relação à empresa

328 visualizações

Publicada em

Artigo apresentado no 13º Ergodesign e Usihc

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
328
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
61
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A influência dos níveis de interatividade nos sentimentos do usuário em relação à empresa

  1. 1. MS. VICTOR NASSARDRA. STEPHANIA PADOVANIDRA. LUCIANE FADELA INFLUÊNCIA DOS NÍVEIS DEINTERATIVIDADE NOSSENTIMENTOS DO USUÁRIOEM RELAÇÃO À EMPRESA
  2. 2. OBJETIVOVERIFICAR SE A VARIAÇÃO DE INTERATIVIDADENO WEBSITE INSTITUCIONAL PODE INFLUENCIAROS SENTIMENTOS DO USUÁRIO EM RELAÇÃOÀ EMPRESA.
  3. 3. VISIBILIDADE RESTRITAAs ações do usuário são vistasapenas por ele mesmo. Semconseguir compartilhar na rede.MANIPULAÇÃO DE CONTEÚDOUsuário realiza ações predefinidas nainterface, sem criar conteúdo. Ex: Anavegação simples entre as páginas.BAIXAINTERATIVIDADENASSAR E PADOVANI (2011)
  4. 4. INTERATIVIDADEVISIBILIDADE RESTRITAAs ações do usuário são vistasapenas por ele mesmo. Semconseguir compartilhar na rede.CONSTRUÇÃO DE CONTEÚDOUsuário consegue criar seu próprioconteúdo, como deixar umcomentário ou enviar uma foto.MÉDIANASSAR E PADOVANI (2011)
  5. 5. INTERATIVIDADEVISIBILIDADE TOTALAs ações do usuário sãocompartilhadas e vistas por outrosusuários na rede.MANIPULAÇÃO E CONSTRUÇÃODE CONTEÚDOTanto cria conteúdo, quanto apenasresponde às ações da interface.ALTANASSAR E PADOVANI (2011)
  6. 6. COMUNIDADESO que o usuário pode fazer através de um produto interativo.Em um website, o usuário poderia contribuir com o conteúdo,participar de uma votação ou conhecer produtos e serviços.NÍVELO QUE:O modo como a pessoa pode interagir com o produto. Nowebsite, o usuário poderia contribuir com o conteúdo aoenviar uma imagem através da webcam ou com textos.NÍVELCOMO:Aborda a real motivação das pessoas emutilizarem os produtos. No website, é o fatormotivador que levaria o usuário a querercontribuir com conteúdos, como, por ex: ointeresse em emitir sua opinião sobre o assunto.A experiência de cada indivíduo e em diferentesmomentos. O desafio de proporcionar uma boaUX estará em conceber um produto que sejacapaz de atingir diferentes usuários com sucessoe cada um deles novamente em cada uso.NÍVELQUEM:Os indivíduos procuram por pessoas com conceitos próximos aos seus,para facilitar a interação, conseguindo o respeito e a confiança no grupo.É a comunicação que faz com que a comunidade funcione.AFINIDADESAlém de preencher a necessidade de se relacionar,há o sentimento de pertencer a algo que as própriaspessoas produzem.PERTENCERUm website que possibilita a construção ou ocompartilhamento de conteúdo pode criar uma rede derelacionamento e também a formação de comunidades.WEBSITEAnalisa-se a experiência dos usuários no website, a fim de tentarencontrar/definir em que nível há o aspecto colaborativo.TORRES (2009) BACON (2010)
  7. 7. NÍVEIS DE UXO que o usuário pode fazer através de um produto interativo.Em um website, o usuário poderia contribuir com o conteúdo,participar de uma votação ou conhecer produtos e serviços.NÍVELO QUE:O modo como a pessoa pode interagir com o produto. Nowebsite, o usuário poderia contribuir com o conteúdo aoenviar uma imagem através da webcam ou com textos.NÍVELCOMO:Aborda a real motivação das pessoas emutilizarem os produtos. No website, é o fatormotivador que levaria o usuário a querercontribuir com conteúdos, como, por ex: ointeresse em emitir sua opinião sobre o assunto.NÍVELPOR QUE:A experiência de cada indivíduo e em diferentesmomentos. O desafio de proporcionar uma boaUX estará em conceber um produto que sejacapaz de atingir diferentes usuários com sucessoe cada um deles novamente em cada uso.NÍVELQUEM:HASSENZAL (2011)NORMAN (2011)
  8. 8. MÉTODOSALTA X BAIXAINTERATIVIDADES34 PARTICIPANTES – 17 HOMENS E 17 MULHERESJOVENS COM EXPERIÊNCIA EM INTERFACES DIGITAISFAMILIARIDADE E INTERESSE EM TÊNIS ESPORTIVOSUSABILIDADE, CONTEÚDO E ESTÉTICA SEMELHANTES2 GRUPOS – ALTA X BAIXA INTERATIVIDADE
  9. 9. ALTAMÉTODOS• Escrever comentário• Opinar na votação
  10. 10. BAIXAMÉTODOS• Trocar as cores• Ver os resultados
  11. 11. MÉTODOSCOMO VOCÊ IMAGINA A EMPRESA?DESANIMADOSATISFEITODISTANTEINTERESSADOSEM PARTICIPAÇÃOESTIMULADO[ESCALA SEMÂNTICA]Participante escolhe um local na linha que mais se aproxima de seu sentimento.ENTUSIASMADOFRUSTRADOPRÓXIMODESINTERESSADOPARTICIPATIVOENTEDIADO
  12. 12. RESULTADOS√ Test-T | Há diferença estatística ente os grupos.
  13. 13. DiscussãoAs ferramentas colaborativas criam a sensação de PROXIMIDADE, o quetende a motivar o usuário, ao ponto de se sentir mais PARTICIPATIVO e,consequentemente, mais ESTIMULADO [TORRES, 2009].As interações propiciadas pela ferramenta de “dicas” no websiteestimulavam a comunicação e o relacionamento entre os indivíduos,experimentando a sensação de comunidade [BACON, 2010].Como os participantes eram jovens, estavam acostumados à trocaintensa de conteúdo, favorecendo o website com Alta Interatividade.Da mesma forma, isso refletiu nos sentimentos do website com BaixaInteratividade, com os usuários se sentindo DESINTERESSADOS,ENTEDIADOS E SEM PARTICIPAÇÃO.Por isso, há a importância de se conhecer ao máximo “QUEM” iráutilizar o produto [NORMAN, 2011, e HESS, 2011]ALTA INTERATIVIDADEBAIXA INTERATIVIDADE
  14. 14. DiscussãoO website com alta interatividade talvez possuísse questões maisclaras e mais profundas em relação ao “POR QUE”, “O QUE” e“COMO” utilizar o website.Procurava despertar a motivação dos usuários de contribuir comdicas de práticas esportivas e de se fazer presente nacomunidade, através de comentários e votando.Já o website com baixa interatividade procurava despertar apenasa motivação dos usuários de conhecerem um produto novo e seinformarem sobre práticas esportivas e a própria empresa, o queo website com alta interatividade também oferecia.ALTA INTERATIVIDADEBAIXA INTERATIVIDADE
  15. 15. Considerações Finais• A variação da interatividade no website institucional realmente pode influenciar ossentimentos dos usuários em relação à empresa.• As classificações da interatividade ajudaram a auxiliar no entendimento de até que ponto ousuário é ativo no conteúdo da interface e com os outros usuários. Não visam tentar classificarum website como melhor ou pior que outro de acordo com o nível em que estão.• Embora o processo criativo dos protótipos seja um elemento que mereça uma atenção maiorpara a replicação do estudo, tem-se que os métodos utilizados atingiram seus objetivos.• Pode-se afirmar que o fato do usuário construir ou compartilhar conteúdo em um websiteinstitucional, em condições similares a deste estudo, pode alterar a percepção inicial que esteusuário terá sobre como se sente em relação à empresa.•Participantes jovens, quando expostos a alta interatividade, podem se sentir maisentusiasmados, satisfeitos, próximos, interessados, participativos e estimulados que os quenavegarem em website de baixa interatividade.
  16. 16. ReferênciasBACON, J. A arte das comunidades virtuais. São Paulo: Novatec, 2010.HASSENZAHL, M. Encyclopedia entry on User Experience e Design Experience. In: The Interaction-Design.org Foundation. 2011. Disponível em: <http://www.interaction-design.org/printerfriendly/encyclopedia/user_exper ience_and_experience_design.html>. Acesso em: 01mar. 2012.HESS, W. Comentary on ‘User Experience and Experience Design’ by Marc Hassenzahl. In: TheInteraction-Design.org Foundation. 2011. Disponível em: <http://www.interaction-design.org/encyclopedia/user_experience_and_exp erience_design.html#whitney+hess>NASSAR, V.; PADOVANI, S. Proposta de classificação para níveis de interatividade com foco naconstrução e no compartilhamento de conteúdo. In: Interaction South America 2011. Anais do IIICongresso Internacional de Design de Interação. Belo Horizonte: IxDA, 2011.NORMAN, D. A. Comentary on ‘User Experience and Experience Design’ by Marc Hassenzahl. In: TheInteraction-Design.org Foundation. 2011. Disponível em: <http://www.interaction-design.org/encyclopedia/user_experience_and_exp erience_design.html#donald+a.+norman>. Acessoem: 01 mar. 2012.TORRES, Cláudio. A bíblia do marketing digital. São Paulo: Novatec, 2009.
  17. 17. OBRIGADO!Referência:NASSAR, Victor; PADOVANI, Stephania; FADEL, Luciane. Ainfluência dos níveis de interatividade nos sentimentos dousuário em relação à empresa. In: Ergodesign e Usihc 2013.Anais do XIII Congresso Internacional de Design de Ergonomia eUsabilidade em Interfaces Humano-Computador. Juiz de Fora-MG. 2013.

×