Problemassociais• Álcool• Drogas • Tabaco
Entre as drogas que podem ser muito prejudiciais, apenas duas sãopermitidas por lei: o tabaco e o álcool.Algumas drogas sã...
Crack: um sério problema de saúde e também social.O crack é preparado a partir da extração de uma substância alcaloide da ...
Álcool
1. O principal ingrediente das bebidas alcoólicas é a molécula de etanol.Assim que a pessoa toma um gole, uma pequena part...
No cérebro1. Quando o etanol carregado pelo sangue chega ao cérebro, ele estimulaos neurônios a liberar uma quantidade ext...
Os fumadores correm grandesriscos de vir a ter:Doenças respiratórias, comasma e bronquite crónica.Doenças cardíacas, como ...
11
Ctsa (instrumentação)
Ctsa (instrumentação)
Ctsa (instrumentação)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ctsa (instrumentação)

350 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
350
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ctsa (instrumentação)

  1. 1. Problemassociais• Álcool• Drogas • Tabaco
  2. 2. Entre as drogas que podem ser muito prejudiciais, apenas duas sãopermitidas por lei: o tabaco e o álcool.Algumas drogas são obtidas a partir da Natureza,principalmente a partir de plantas. Outras são fabricadas emlaboratório.
  3. 3. Crack: um sério problema de saúde e também social.O crack é preparado a partir da extração de uma substância alcaloide da planta Erythroxylon coca, encontrada naAmérica Central e América do Sul. Chamada benzoilmetilecgonina, esse alcaloide é retirado das folhas da planta,dando origem a uma pasta: o sulfato de cocaína. Chamada, popularmente, de crack, tal droga é fumada emcachimbos.Cerca de cinco vezes mais potente que a cocaína, sendo também relativamente mais barata e acessível que outrasdrogas, o crack tem sido cada vez mais utilizado, e não somente por pessoas de baixo poder aquisitivo, ecarcerários, como há alguns anos. Ele está, hoje, presente em todas as classes sociais e em diversas cidades dopaís. Assustadoramente, cerca de 600.000 pessoas são dependentes, somente no Brasil.Tal substância faz com que a dopamina, responsável por provocar sensações de prazer, euforia e excitação,permaneça por mais tempo no organismo. Outra faceta da dopamina é a capacidade de provocar sintomasparanoicos, quando se encontra em altas concentrações.Perseguindo esse prazer, o indivíduo tende a utilizar a droga com maior frequência. Com o passar do tempo, oorganismo vai ficando tolerante à substância, fazendo com que seja necessário o uso de quantidades maiores dadroga para se obter os mesmos efeitos. Apesar dos efeitos paranoicos, que podem durar de horas a poucos dias epode causar problemas irreparáveis, e dos riscos a que está sujeito; o viciado acredita que o prazer provocado peladroga compensa tudo isso. Em pouco tempo, ele virará seu escravo e fará de tudo para tê-la sempre em mãos. Arelação dessas pessoas com o crime, por tal motivo, é muito maior do que em relação às outras drogas; e ocomportamento violento é um traço típico.Neurônios vão sendo destruídos, e a memória, concentração e autocontrole são nitidamente prejudicados. Cerca de30% dos usuários perdem a vida em um prazo de cinco anos – ou pela droga em si ou em consequência de seuuso (suicídio, envolvimento em brigas, “prestação de contas” com traficantes, comportamento de risco em busca dadroga – como prostituição, etc.). Quanto a este último exemplo, tal comportamento aumenta os riscos de se contrairAIDS e outras DSTs e, como o sistema imunológico dos dependentes se encontra cada vez mais debilitado, asconsequências são preocupantes.Superar o vício não é fácil e requer, além de ajuda profissional, muita força de vontade por parte da pessoa, e apoioda família. Há pacientes que ficam internados por muitos meses, mas conseguem se livrar dessa situação.
  4. 4. Álcool
  5. 5. 1. O principal ingrediente das bebidas alcoólicas é a molécula de etanol.Assim que a pessoa toma um gole, uma pequena parte dessasmoléculas já começa a entrar na corrente sanguínea pela mucosa daboca2. Pelo esôfago, a bebida chega ao estômago. Até deixar esse órgão só25% do etanol entrou no sangue. O resto só cai na corrente sanguíneaquando a bebida chega ao intestino delgado - órgão cheio de vasos emembranas permeáveis.3. São necessários de 15 a 60 minutos para todas as moléculas de etanolentrarem na circulação e se espalharem pelo corpo. Esse tempo dependede fatores como a presença de comida no estômago e a velocidade comque a pessoa bebeu.4. Quando cai no sangue, as moléculas de etanol são transportadas paratodos os tecidos que têm células com alta concentração de água - órgãoscomo cérebro, fígado, coração e rins.5. No fígado 90% das moléculas de etanol são metabolizadas - quebradasem partes menores para facilitar sua eliminação. Ele processa por hora o
  6. 6. No cérebro1. Quando o etanol carregado pelo sangue chega ao cérebro, ele estimulaos neurônios a liberar uma quantidade extra de serotonina. Esseneurotransmissor - substância que leva mensagens entre as células -serve para regular o prazer, o humor e a ansiedade. Por isso, um dosprimeiros efeitos do álcool é deixar a pessoa desinibida e eufórica.2. Se a pessoa segue bebendo, outros dois neurotransmissores sãoafetados. O etanol inibe a liberação do glutamato, que por sua vez regula oGABA. Sem o controle do glutamato, mais GABA é liberado no cérebro.Como esse neurotransmissor faz os neurônios trabalhar menos, a pessoaperde desde a coordenação até o autocontrole
  7. 7. Os fumadores correm grandesriscos de vir a ter:Doenças respiratórias, comasma e bronquite crónica.Doenças cardíacas, como tensãoarterial elevada e enfarte cardíaco.Acidentes vasculares cerebrais,que podem causar paralisias.Cancros em órgãos diversos(pulmões, laringe, garganta, bocaetc.).
  8. 8. 11

×