123

269 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
269
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

123

  1. 1. LEIS DAS REAÇÕES QUÍMICAS
  2. 2. As leis das reações químicas podem ser divididas em dois grupos: LEIS PONDERAIS LEIS VOLUMÉTRICAS São as leis relativas aosSão as leis relativas às massas volumes das substâncias quedas substâncias que participam participam das reações das reações químicas químicas
  3. 3. As principais leis ponderais são:L da conservação das massas ei L das proporções constantes ei ou ou L de L ei avoisier L de Proust ei L das proporções múltiplas ei ou L de Dalton ei
  4. 4. Le i da co nse rvação das massas ou Le i de Lavo isie rme tano + o xig ê nio g ás carbô nico + ág ua 4g 16 g 11 g 9g re ag e nte s pro duto4g + 16 g = 20 g 11 g + 9g = 20 g N AREA O QUÍ I AM SSATO TA DO S REA UM ÇÃ M CA A L GENTES ÉIGUA ÀM SSATO TA DO S PRODUTO S L A L o u ainda N N TUREZA N DASE PERDE, N DASE CRI ; A A , A A A TUDO SE TRA SFORM N A
  5. 5. 0 1 ) A re ação e ntre 23g de álco o l e tílico e 48 g de o xig ê nio pro duziu 27 g de ág ua, ao lado de g ás carbô nico . Amassa de g ás carbô nico o btida fo i de : álcool etílico + oxigênio gás carbônico + água a) 44g . 23g 48g mg 27g b) 22g . 23 + 48 = m + 27 c) 6 1 g . d) 8 8 g . 7 1 – 27 = m m = 44g e) 1 8 g.
  6. 6. 0 2) A rca de uma re ação q uímica, co nside re as ce se g uinte s afirmaçõ e s: I Amassa se co nse rva. . V I . A mo lé culas se co nse rvam. I s F I I O s áto mo s se co nse rvam. I. V São co rre tas as afirmaçõ e s: a) Ie I ape nas. I b) I e I Iape nas. I I c) Ie I Iape nas. I d) Iape nas. e ) I Iape nas. I
  7. 7. Le i das pro po rçõ e s co nstante s ou Le i de Pro ust hidro g ê nio + o xig ê nio ág ua 1 ª e xpe riê ncia: 2g 16 g 18 g 2ª e xpe riê ncia: 4g 32 g 36 g massa de hidro g ê nio 2g 1 g1 ª e xpe riê ncia: = = massa de o xig ê nio 16 g 8 g massa de hidro g ê nio 4g 1 g2ª e xpe riê ncia: = = massa de o xig ê nio 32 g 8 g QUALQUER QUE SEJAO MÉTO DO DE O BTEN O DE UM ÇÃ A SUB N A ELAÉ SEM STÂ CI , PRE FO RM DAPELO S M A ESM S O ELEM TO S QUÍ I S CO M I A S N AM EN M CO B N DO UM ESM PRO PO RÇÃ A O
  8. 8. CONSEQÜÊN A DALEIDE PRO UST CI S CÁLCULO ESTEQUI ÉTRI OM CO É o cálculo pe lo q ual pre ve mo s as q uantidade s das substâncias q ue participarão de uma re ação q uímica
  9. 9. 01) Sabemos que 7g de nitrogênio reagem todo com 1,5g de hidrogênio, produzindo gás amônia. A massa de gás amoníaco que iremos obter nessa reação quando misturamos 2,1g de nitrogênio com uma quantidade suficiente de hidrogênio é: nitrogênio + hidrogênio gás amoníaco a) 8,1g. 7g b) 10,2g. 1,5 g 8,5 g 2,1 g mg c) 2,55g. 7 8,5 d) 4,00g. = 2,1 m e) 3,60g. 7 x m =2,1 x 8,5 7 x m = 17,85 17,85 m = 2,55g m = 7
  10. 10. 02) A combustão completa do metano (CH ) produz 4 dióxido de carbono (CO2) e água. A alternativa que representa o número de mols de CO2 produzido na combustão de 0,3 mol de CH é: 4 a) 1,2 mols. CH + 2 O2  CO2 + 2 H O 4 2 b) 0,6 mol. c) 0,9 mol. 1 mol 1 mol 0,3 mol n mol d) 0,3 mol. e) 1,5 mol. n = 0,3 mol
  11. 11. 03) Quantos gramas de H são liberados na reação 2 completa de 1 mol de cálcio metálico com ácido clorídrico ? Dado: H = 2 g/ 2 mol a) 1g. Ca + 2 H  CaCl2 + H Cl 2 b) 2g. c) 3g. mol massa d) 4g. 1 mol 12mol g e) 5g.
  12. 12. 04) O brometo de cálcio encerra 20% de cálcio em massa. Juntando-se 4g de cálcio e 4g de bromo teremos, no máximo: a) 8g de brometo de cálcio. b) 7g de brometo de cálcio. c) 6g de brometo de cálcio. d) 5g de brometo de cálcio. e) 4g de brometo de cálcio. cálcio + bromo brometo de cálcio 20 g 80 g 100 g ou 1g 4g 5g 1g 4g 4g xg 1g + 4g = x x = 5g
  13. 13. 05) E relação ao quesito anterior, haverá uma m sobra de: a) 3g de bromo. b) 2g de bromo. 4g – 1g = 3 g de cálcio c) 1g de bromo. d) 3g de cálcio. e) 2g de cálcio.
  14. 14. CO M SI O CEN PO ÇÃ TESI A ML São as po rce ntag e ns, e m massa, do se le me nto s fo rmado re s de uma substância
  15. 15. carbono + hidrogênio metano1ª experiência: 12 g 4g 16 g2ª experiência: xg yg 100 g 12 4 = 16 x = y 100 12 16 = 16 x x = 12 x 100 x 100 x = 1200 120016 x x = x = 75 % de C 16 4 16 16 y = 4 100 = x x y 100 40016 x y = 400 y = y = 25 % de H 16
  16. 16. 01) O carbonato de cálcio é formado por 40% de cálcio, 12% de carbono e x% de oxigênio, em massa. E 50g do referido sal à quantidade de m oxigênio é igual a: cálcio + carbono + oxigênio carbonato de cálcio 40% 12% 48 % x g 100 g mg 50 g a) 8g. 48 100 b) 16g. = 100 x m = 48 x 50 m 50 c) 24g. 2400 100 x m = 2400 m = d) 32g. 100 e) 48g. m = 24 g 40 + 12 + x = 100 g x = 48 g
  17. 17. 02) A porcentagem em massa do carbono no CH 3 Cl (clorofórmio) é: Dados: H = 1 u; C = 12 u; Cl = 35,5 u a) 1%. 12 119,5 119,5 x = 12 100 b) 10%. = x x x 100 c) 12%. 119,5 x x = 1200 d) 24%. 1200 x = = 10 % e) 50%. 119,5 carbono + hidrogênio + cloro clorofórmio 12 g 1g 106,5 g 119,5 g xg 100 g
  18. 18. L I DAS P OP E R ORÇÕE M T L S ÚL IP AS ou L I DE DAL ON E T Quando dois elementos reagem formando substânciasdiferentes, se a massa de um dos dois permanecer constante, a massa do outro irá variar segundo valores múltiplos ou submúltiplos1ª experiência: hidrogênio + oxigênio água 4g 32 g 36 g2ª experiência: hidrogênio + oxigênio água oxigenada 4g 64 g 68 g 32 g 32 g : 32 = 1 = A proporção é de 1 : 2 64 g 64 g : 32 2
  19. 19. L IS VOL É R E UM T ICASSão as leis relativas aos volumes das substâncias que participam de uma reaçãoAs relações entre os volumes dos gasesque reagem foram determinada foram determinadas por GAY-LUSSAC
  20. 20. Estas leis podem ser resumidas em um único enunciado “ Quando medidos nas mesmas condições detemperatura e pressão, os volumes reagentes e dos produtos gasosos formam uma proporção constante, de números inteiros e pequenos “
  21. 21. Na reação entre os gases hidrogênio e cloro, foram medidos os seguintes volumes:hidrogênio + cloro gás clorídrico 15 L 15 L 30 L Simplificando-se esses valores teremos a seguintes relação 1 : 1 : 2 que é uma relação de números inteiros e pequenos
  22. 22. Na reação entre os gases hidrogênio e oxigênio foi medidos os seguintes volumes: hidrogênio + oxigênio água 6L 3L 6L Simplificando-se esses valores teremos a seguintes relação 2 : 1 : 2 que é uma relação de números inteiros e pequenos
  23. 23. H ÓT SE DE AVOGADRO IP EVolumes iguais de gases quaisquer, medidos nas mesmas condições de temperatura e pressão encerram o mesmo número de moléculas
  24. 24. 01) Um balão A contém 8,8g de CO2 e um balão B contém N2. Sabendo que os dois balões têm igual capacidade e apresentam a mesma pressão e temperatura, calcule a massa de N2 no balão B. Dados: C = 12 g/ mol; O = 16 g/ mol; N = 14 g/ mol. a) 56g. mCO2 m N2 8,8 m n CO2 = n N2 = b) 5,6g. MCO2 MN2 44 28 c) 0,56g. d) 4,4g. 44 x m = 8,8 x 28 44 x m = 246,4 e) 2,8g. CO2 N2 N C 1 XX12 = 12 2 14 = 28 246,4 m= = 5,6 g O 2 X 16 = 32 44 44
  25. 25. 02) (Covest-90) Como produto da eletrólise da água, recolhe-se gás oxigênio no eletrodo positivo (ânodo) e gás hidrogênio no eletrodo negativo (cátodo). Assinale que afirmativa representa a razão entre os volumes dos gases recolhidos, nas mesmas condições de temperatura e pressão. 2 HO 2 1 O2 + 2 H2 a) 1 volume de oxigênio para 1 volume de hidrogênio. b) 2 volumes de oxigênio para 1 volume de hidrogênio. c) 1 volume de oxigênio para 3/ volumes de hidrogênio. 2 d) 1 volume de oxigênio para 2 volumes de hidrogênio. e) 3/ volumes de oxigênio para 1 volume de hidrogênio. 2
  26. 26. 03) Para a reação 2 SO2(g) + O2(g)  2 SO3(g), quantos litros de trióxido de enxofre (SO3) serão produzidos a partir de 10 L de O2, considerando que todos os volumes foram medidos nas mesmas condições de temperatura e pressão? a) 5 L. 2 SO2 + 1 O2 2 SO3 b) 10 L. c) 20 L. 1L 2L d) 30 L. 10 L V e) 40 L. V = 20 L
  27. 27. DE E INAÇÃO DE F T RM ÓRM AS UL As substâncias podem ser representadas pelas fórmulas CE E AL M NT SIM , ÍNIM e M E AR A OL CUL FÓRM A CE E AL UL NT SIM É a fórmula que indica os elementos químicos e as porcentagens, em massa, de cada átomo que forma a substância MT E ANO C75% H 25% Indica que:O metano é constituído por carbono e hidrogênio E 100g de metano existem 75g de carbono e 25g de hidrogênio m
  28. 28. FÓRM A M E AR UL OL CUL É a fórmula que indica os elementos químicos que constituem a substância e o número de átomos de cada elemento na molécula GLICOSE C6H O6 12Indica que: A glicose é constituída por carbono, hidrogênio e oxigênio E uma molécula de glicose existem 6 átomos de carbono, m 12 átomos de hidrogênio e 6 átomos de oxigênio
  29. 29. FÓRM A M UL ÍNIMA É a fórmula que indica os elementos químicos que constituem a substância e a proporção em número de átomos desses elementos, expressa em números inteiros e os menores possíveis GLICOSE fórmula molecular C6H O6 12 GLICOSE fórmula mínima CH O 2Indica que: A glicose é constituída por carbono, hidrogênio e oxigênio E uma molécula de glicose existe uma proporção de m 1 átomo de carbono, 2 átomos de hidrogênio e 1 átomo de oxigênio
  30. 30. Podemos calcular a fórmula mínima partindo da fórmula molecular,fórmula centesimal ou das massas que participam da reação01) (Covest – 2005) Uma substância pura foi analisada em laboratório e foram obtidos os seguintes resultados: Teor de H = 0,4 g, teor de C = 2,4 g e teor de O = 3,2 g. Sendo a fórmula mínima desta substância H CmOn, ℓ calcule a soma ℓ + m + n. Dados H (A = 1 u.), C (A = 12 u.), O (A = 16 u.). 0,4 H: = 0,4 mol : 0,2 = 2 mol 1 2,4 C: = 0,2 mol : 0,2 = 1 mol 12 3,2 O: = 0,2 mol : 0,2 = 1 mol 16 fórmula mínima H C1O1 2 soma: 2 + 1 + 1 = 04
  31. 31. Podemos calcular a fórmula molecular partindo da fórmula molecular,fórmula centesimal ou das massas que participam da reação02) (M odificado) Uma substância pura foi analisada em laboratório e foram obtidos os seguintes resultados: T eor de H = 0,4 g, teor de C = 2,4 g, teor de O = 3,2 g e massa molar 90 g/ mol. ℓ A fórmula mínima desta substância é H CmOn, escreva a fórmula molecular da substância. Dados H (A = 1 u.), C (A = 12 u.), O (A = 16 u.). 0,4 H: = 0,4 mol : 0,2 = 2 mol fórmula mínima 1 2,4 H C1O1 2 C: = 0,2 mol : 0,2 = 1 mol 12 fórmula molecular 3,2 O: = 0,2 mol : 0,2 = 1 mol (H C1O1) n 2 16 massa molar 90 n = = = 3 massa da fórmula mínima 30 fórmula molecular: H C3O3 6

×