UM AVESTRUZ EMUM AVESTRUZ EMCASACASASituação de aprendizagemAvestruzMário Prata8ª SÉRIE/9º ANO
O filho de uma grande amiga pediu, de presente pelos seus dezanos, uma avestruz. Cismou, fazer o quê? Moram em um apartame...
Outra coisa que faltou foram os dedos para os pés. Colocou apenasdois dedos em cada pé. Sacanagem, Senhor!Depois olhou par...
Ele insiste, quer que eu leve uma avestruz para ele de avião, nodomingo. Não sabia mais o que fazer.Foi quando descobri qu...
BIOGRAFIA DOBIOGRAFIA DOAUTORAUTOR“Mario Prata é um escritor, dramaturgo, jornalista ecronista brasileiro. É natural de U...
OBJETIVO GERALOBJETIVO GERALContribuir para a proposta pedagógica da escola,fazendo da leitura o princípio articulador de...
AULAS PREVISTASAULAS PREVISTAS6 a 8 aulas
ESTRATÉGIASESTRATÉGIAS• Levantamento dos conhecimentos prévios.• Leitura dirigida do texto Avestruz – Mario Prata,pelo pro...
RECURSOSRECURSOSUTILIZADOSUTILIZADOSTexto: AVESTRUZ – Mario PrataVídeo: Turma do Pica-Pau – Samuel: O Ovodo Avestruz e E...
AVALIAÇÃOAVALIAÇÃOContínua, baseada na observação e reflexãodas atividades realizadas.ATIVAÇÃO DE CONHECIMENTOS1. Você j...
2. Leitura do texto "Avestruz", de Mario Prata, comlevantamento de palavras desconhecidas.Quais são as características qu...
AutoraAutoraSandra
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Turma 2 avestruz 1

316 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
316
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Turma 2 avestruz 1

  1. 1. UM AVESTRUZ EMUM AVESTRUZ EMCASACASASituação de aprendizagemAvestruzMário Prata8ª SÉRIE/9º ANO
  2. 2. O filho de uma grande amiga pediu, de presente pelos seus dezanos, uma avestruz. Cismou, fazer o quê? Moram em um apartamento emHigienópolis, São Paulo. E ela me mandou um e-mail dizendo que a culpa eraminha. Sim, porque foi aqui ao lado de casa, em Floripa, que o meninoconheceu as avestruzes. Tem uma plantação, digo, criação deles. Aquiloimpressionou o garoto.Culpado, fui até o local saber se eles vendiam filhotes de avestruzes.E se entregavam em domicílio.E fiquei a observar a ave. Se é que podemos chamar aquilo de ave.A avestruz foi um erro da natureza, minha amiga. Na hora de criar a avestruz,Deus devia estar muito cansado e cometeu alguns erros. Deve ter criadoprimeiro o corpo, que se assemelha, em tamanho, a um boi. Sabe quantopesa uma avestruz? Entre 100 e 160 quilos, fui logo avisando minha amiga. Ea altura pode chegar a quase três metros. 2,7 para ser mais exato.Mas eu estava falando da sua criação por Deus. Colocou umpescoço que não tem absolutamente nada a ver com o corpo. Não devia maister estoque de asas no paraíso, então colocou asas atrofiadas. Talvez atésabiamente para evitar que saíssem voando em bandos por aí assustando asdemais aves normais.
  3. 3. Outra coisa que faltou foram os dedos para os pés. Colocou apenasdois dedos em cada pé. Sacanagem, Senhor!Depois olhou para sua obra e não sabia se era uma ave ou umcamelo. Tanto é que logo depois, Adão, dando os nomes a tudo que via pelafrente, olhou para aquele ser meio abominável e disse: Struthio camelusaustralis. Que é o nome oficial da coisa. Acho que o struthio deve ser aquelepescoço fino em forma de salsicha.Pois um animal daquele tamanho deveria botar ovos proporcionaisao seu corpo. Outro erro. É grande, mas nem tanto. E me explicava o criadorque elas vivem até os setenta anos e se reproduzem plenamente até osquarenta, entrando depois na menopausa, não têm, portanto TPM. Umaavestruz com TPM é périgosíssima!Podem gerar de dez a trinta crias por ano, expliquei ao garoto, filhoda minha amiga. Pois ele ficou mais animado ainda, imaginando aquelebando de avestruzes correndo pela sala do apartamento.
  4. 4. Ele insiste, quer que eu leve uma avestruz para ele de avião, nodomingo. Não sabia mais o que fazer.Foi quando descobri que elas comem o que encontram pela frente,inclusive pedaços de ferro e madeiras. Joguinhos eletrônicos, por exemplo.Máquina digital de fotografia, times inteiros de futebol de botão e,principalmente, chuteiras. E, se descuidar, um mouse de vez em quando caibem.Parece que convenci o garoto. Me telefonou e disse que troca oavestruz por cinco gaivotas e um urubu.Pedi para a minha amiga levar o garoto num psicólogo. Afinal, tenhomais o que faze do que ser gigolô de avestruz.
  5. 5. BIOGRAFIA DOBIOGRAFIA DOAUTORAUTOR“Mario Prata é um escritor, dramaturgo, jornalista ecronista brasileiro. É natural de Uberaba, MinasGerais, mas viveu boa parte da infância e adolescênciaem Lins, interior de São Paulo. Em mais de 50 anos deescrita, tem no currículo 3 mil crônicas e cerca de 80títulos, entre romances, livros de contos, roteiros epeças teatrais. Na carreira, recebeu 18 prêmiosnacionais e estrangeiros, com obras reconhecidas nocinema, literatura, teatro e televisão”.
  6. 6. OBJETIVO GERALOBJETIVO GERALContribuir para a proposta pedagógica da escola,fazendo da leitura o princípio articulador dessetrabalho, através de uma linguagem multidisciplinar.• Inferir e localizar informações explícitas e implícitasem um texto, de modo a desenvolver a interpretação,integrando o texto e o material gráfico.• Identificar o conflito gerador do enredo e oselementos que constroem a narrativa.• Perceber efeitos de ironia ou humor em textosvariados.• Estabelecer relações entre a tese e os argumentosoferecidos para sustentá-la.
  7. 7. AULAS PREVISTASAULAS PREVISTAS6 a 8 aulas
  8. 8. ESTRATÉGIASESTRATÉGIAS• Levantamento dos conhecimentos prévios.• Leitura dirigida do texto Avestruz – Mario Prata,pelo professor.• Inferências locais e globais.• Intertextualidade – apresentação do vídeo Samuel: OOvo do Avestruz e Eu.• Percepção de outras linguagens – pesquisa, na SAI,sobre curiosidades e sexualidade dos animais.• Exposição, em grupos, do resultado das pesquisasrealizadas.• Autoavaliação, feita pelo aluno, sobre as atividadesrealizadas.• Produção de textos – Artigo de Opinião.
  9. 9. RECURSOSRECURSOSUTILIZADOSUTILIZADOSTexto: AVESTRUZ – Mario PrataVídeo: Turma do Pica-Pau – Samuel: O Ovodo Avestruz e Eu – Youtubehttp://www.youtube.com/watch?v=MHw5nnrsYAwBiografia do autor:http://marioprata.net/sabe-o-mario/Acessa Escola
  10. 10. AVALIAÇÃOAVALIAÇÃOContínua, baseada na observação e reflexãodas atividades realizadas.ATIVAÇÃO DE CONHECIMENTOS1. Você já viu um avestruz? Onde? Você sabealgo mais sobre o avestruz? A partir do títulodá para saber do que se trata o texto?Alguém tem animal de estimação que sejaexótico? Qual?(Esta atividade é para depois da leitura)
  11. 11. 2. Leitura do texto "Avestruz", de Mario Prata, comlevantamento de palavras desconhecidas.Quais são as características que o narrador destaca paradescrever o avestruz?Qual foi o argumento utilizado pelo narrador para que omenino desistisse de querer um avestruz?Qual a diferença de ter uma plantação e uma criação deavestruz, como diz no texto?Por que o narrador descreve a ave?Qual foi a intenção do narrador ao escolher o que oavestruz come?(Na questão da produção de textos, o tema para o artigode opinião é: "Vantagens e desvantagens de se ter umanimal exótico em casa”.)
  12. 12. AutoraAutoraSandra

×