Textos Alunos 2

967 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
967
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
34
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Textos Alunos 2

  1. 1. ELE É ADULTO, MAS É LEGAL! Hoje bem cedinho acordei e vi a pessoa mais legal do mundo ao meu lado ainda dormindo. Assim, que ela acordou tomamos café da manhã, e ela foi trabalhar. Que saudade, que bateu de brincar com aquela moça, de escorregar com o travesseiro no corrimão da escada, de jogar vôlei no quarto do meu irmão, de dançar na sala e muito mais. Às vezes, me perguntam por que eu gosto tanto dela, e sabe o que eu respondo? Ela cresceu em tamanho, mas por dentro é criança como eu. À noite, ela chega: minha maravilhosa Tia Fernanda! Giovanna Martins – 5º E
  2. 2. Que viagem! Um dia eu cheguei da aula e meu pai disse: - Vamos fazer uma viagem! Todos em casa ficamos felizes, pois íamos para Natal. No dia da viagem....Fomos para o aeroporto. Minha irmã era a mais feliz, porque era a sua primeira viagem aérea. A felicidade era geral! Partimos um dia antes. O vôo foi ótimo! Chegamos... No primeiro dia, passeamos e dormimos. Dia seguinte, fomos para um hotel, onde tinha uma porta, que dava direto na praia. Havia três piscinas de 100 metros. Passamos o dia ali. No terceiro dia, a mesma coisa. No quarto, andamos de Bug nas dunas. Depois foi só passeio e piscina. No último dia, fomos embora. Que pena! Luca Marson – 5º E
  3. 3. Meu esconderijo Eu tenho vários esconderijos e vou neles, quando estou triste ou quando estou brincando de esconde-esconde. Vou revelar a vocês onde eles estão. Um deles está debaixo da cama do meu irmão, outro fica dentro do armário. Um bom esconderijo é na mala do meu pai, porque ela é muito grande! O último, fica na sala , atrás da mesa. Este é um bom esconderijo, talvez porque seja muito óbvio e ninguém faz idéia! Enrico Foianesi – 5º E
  4. 4. sonhando O meu maior sonho é criar uma máquina, que faz lição de casa, porque assim todas as crianças do mundo teriam mais tempo para brincar. Essa máquina seria como um computador pequeno e funcionaria assim: a pessoa colocaria a folha dentro de um espaço no computador e esperaria trinta segundos. Quando desse o tempo, a pessoa retiraria a folha e a tarefa escolar estaria feita. Essa invenção seria a melhor de todas! Pelo menos para nós, os estudantes. Lucas Arena – 5º E
  5. 5. Isso me dá medo! Eu não tenho medo de monstros, fantasmas ou vampiros. Tenho medo de coisas que são reais. Tenho medo do que pode estar andando nas ruas e que também pode atacar a qualquer hora. Descobriu? Não?!... O ladrão! Toda vez ao deitar fico pensando: “Será, que no meio da noite alguém vai entrar de surpresa e assaltar minha casa?..” Às vezes, pensando nisso, nem consigo dormir e fico acordado até tarde pensando num jeito de acabar com isso. No final, sempre é a mesma coisa: eu acordo e minha casa está em paz. Ufa! Como é bom acordar assim!... Thiago Tomé – 5º E
  6. 6. Meu esconderijo Sempre quis ter um esconderijo, mas nunca encontrei um que fosse o meu estilo. Então, vou contar como ele seria, se existisse. Seria uma passagem secreta dentro do meu armário. Apareceria um elevador, que me levaria a um lugar subterrâneo, como se fosse um campo, com uma vista maravilhosa! Shoppings Centers estariam espalhados pelo lugar. Neles, poderia pegar o que quisesse sem pagar, porque não seria necessário dinheiro, o pagamento seria realizado com abraços! (...)Nesse mundo não haveria mais nada, além de PAZ, AMOR e HARMONIA entre todos. (...)Um mundo maravilhoso esse! Os habitantes seriam tão felizes quanto eu!... Maria Fernanda – 5º E
  7. 7. É o Bicho! <ul><li>Vou sair, mãe! </li></ul><ul><li>Dei um berro do meu quarto. </li></ul><ul><li>Aonde você vai? – retrucou mamãe da cozinha. </li></ul><ul><li>Vou à padaria! </li></ul><ul><li>Voltando da padaria, fui procurar minha gatinha e não a encontrei em nenhum lugar. De repente, ouvi um miado e desencostei o sofá da parede. Lá estava ela com as duas patas traseiras presas e desesperada. Depois, que a tirei de lá, percebi que estava mancando. Dois dias após o ocorrido, ela entra novamente embaixo do sofá. </li></ul><ul><li>Já sei, o que estão pensando: sufoco novamente! Nada disso! Entrou em outro sofá. Mas, agora eu não me desesperei, porque foi o primeiro lugar que revirei. </li></ul><ul><li>Carla – 5º ano E </li></ul>
  8. 8. Minha família Em 2003, aconteceu uma coisa muito triste: meu avô paterno morreu. Fiquei muito abalada e com vontade de chorar o dia todo. Era uma terça-feira, quando soube do acontecimento. Depois do enterro, eu e meus pais fomos para casa. Já estávamos no carro para irmos embora, quando decidi beber um copo d´água. Quando voltei, meus pais já tinham ido embora e eu fique no cemitério sem saber o que fazer! A minha sorte foi que meu primo estava lá e ligou para meu pai vir me buscar. Então eu vi, o quanto uma perda nos deixa desnorteados! Gabriella Sorrilha – 5º ano E

×