1
MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012
LÍNGUA PORTUGUESA
Questões 01 a 20
Leia este texto para responder às qu...
2
MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012
Texto II
03. Com base nos textos I e II, pode-se afirmar:
a) O texto I ...
3
MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012
será resolvida quando o Brasil estiver preparado para oferecer esses se...
4
MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012
Texto V
A atenção para a situação do negro tem o duplo intuito de aprof...
5
MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012
Texto VI
15. Analise os comentários a seguir sobre o texto acima:
I. O ...
6
MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012
épocas e em todo o mundo, os grupos humanos alimentaram preconceitos un...
7
MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012
MATEMÁTICA
Questões 21 a 40
21. Em um restaurante de uma empresa fez-se...
8
MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012
25. Uma empresa está organizando uma ação que objetiva diminuir os acid...
9
MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012
c)
20
h(x) x 1.
3
= +
d)
20 x 1
h(x) .
3
+
=
28. O artigo Uma estrada, ...
10
MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012
32. O número de divisores do produto dos fatores é ( ) ( )8 3
20 x 200...
11
MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012
37. O valor da expressão 2 2
x y y x 6
:
x y x y x y
 + −
+ 
− + −...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Prova 2 ano

949 visualizações

Publicada em

PORTUGUES

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
949
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prova 2 ano

  1. 1. 1 MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012 LÍNGUA PORTUGUESA Questões 01 a 20 Leia este texto para responder às questões de 01 a 03. Texto I Brasil Pandeiro Compositor: Assis Valente Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor Eu fui à Penha e pedi à padroeira para me ajudar Salve o Morro do Vintém, pendura a saia que eu quero ver Eu quero, eu quero ver o Tio San tocar pandeiro para o mundo sambar. O Tio San está querendo conhecer a nossa batucada Anda dizendo que o molho da baiana melhorou seu prato Vai entrar no cuzcuz, acarajé e abará Na Casa Branca já dançou a batucada com Ioiô e Iaiá. Brasil, esquentai vossos pandeiros, iluminai os terreiros Que está na hora de sambar! Há quem sambe diferente noutras terras, outra gente Num barulho de matar Batucada, reuni vossos valores, pastorinhas e cantores Expressões que não tem par... Ó meu Brasil, esquentai vossos pandeiros, iluminai os terreiros Que nós queremos sambar! 01. Leia estas afirmações. I- Segundo a música, é possível afirmar que Tio San é um sambista renomado com peculiar talento para tocar pandeiro, sendo, por isso, capaz de fazer o mundo sambar. II- Assis Valente retratou o povo brasileiro por meio de sua musicalidade no samba e na batucada, da sua culinária no cuscuz, acarajé e abará, bem como nas suas manifestações culturais como as pastorinhas. III-A escolha do pandeiro como instrumento adjetivo da nação brasileira eleva a batucada ao patamar de valor cultural relevante. IV- Por diversos momentos a cultura baiana foi ressaltada como em “molho da baiana”, “acarajé e abará” o que denota um reconhecimento dela como a principal fonte da cultura brasileira. Com base nessas afirmações, pode-se concluir que a) I e II estão corretas. b) III e IV estão corretas. c) II e III estão incorretas. d) I e IV estão incorretas. 02. Pode-se afirmar que o trecho: “Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor...” a) Denota o racismo sofrido pelos brasileiros frente aos estrangeiros. b) Relaciona a mestiçagem do povo brasileiro à supremacia do povo americano. c) Conclama o brasileiro, eminentemente mestiço, a reconhecer seus próprios valores. d) Faz alusão à temperatura do Brasil e à incidência dos raios solares, responsáveis pelo bronzeamento intenso da pele da população.
  2. 2. 2 MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012 Texto II 03. Com base nos textos I e II, pode-se afirmar: a) O texto I é um samba-exaltação marcado pela valorização da Bahia. b) O texto II mostra a condescendência do brasileiro capaz de se expor ao perigo para ajudar as pessoas. c) Os dois textos retratam o povo brasileiro numa tentativa de valorizar a sua musicalidade e os seus princípios morais. d) O texto II retrata a indiferença do povo brasileiro frente aos problemas sociais marcada preponderantemente pelo individualismo. 04. Considerando o Texto II, é CORRETO afirmar que a) a palavra “desprezível” é composta por derivação prefixal em que o “des” significa negação. b) a palavra “ninguém” recebe acento por ser paroxítona. c) a palavra “velhinha” é formada por derivação sufixal. d) as palavras “ônibus” e “desprezível” são acentuadas pela mesma regra. Texto III Preconceito ronda jornada turística da nova classe média O casal de aposentados O. e M.F. conseguiu realizar um sonho de longa data: pela primeira vez os dois viajaram em um avião a caminho de uma semana de descanso sob o sol de Porto Seguro, na Bahia. As dez parcelas que eles ainda têm de pagar vão morder todo mês um bom pedaço da renda do pintor aposentado e dos lucros de Maria – que ainda trabalha em casa como manicure – mas eles têm a certeza que é dinheiro bem gasto. “Comida não é a única coisa que precisamos para viver”, diz Ferreira enquanto relaxa à beira-mar. “Isso é que é viver! Olha que beleza!” À medida que a nova classe média chega a mais lugares e tem acesso a novos serviços, surgem, no entanto, tensões com a classe média tradicional brasileira, que parece sentir seu espaço sendo tomado. Números do Instituto Data Popular – uma empresa de pesquisa de mercado especializada na classe C – mostram que entre 2002 e 2010 a participação desse grupo na indústria do turismo saltou de 18% para 34%. Eles já representam quase a metade (48%) das pessoas que viajam nas companhias aéreas do país. ‘Resistência à igualdade’ Uma rápida travessia de balsa e a uma hora de carro ao sul de Porto Seguro fica a vila de Trancoso, bem mais exclusiva, graças à distância e aos preços mais altos. No entanto, mais gente está chegando e quem frequenta a região há mais tempo teme a invasão do turismo de massa. “As pessoas que estão chegando agora a Trancoso têm que mostrar mais educação e mais respeito por este lugar. É um público muito diferente, que começou a vir aqui ao longo dos últimos anos”, reclama a bombeira reformada Norma Sandes, que há mais de uma década frequenta a região. O antropólogo brasileiro Roberto DaMatta, professor emérito da Universidade de Notre Dame (EUA), diz que o crescimento evidenciou a “resistência à igualdade” dos brasileiros.“Nossa fixação por títulos e hierarquia é parte da nossa herança portuguesa. As pessoas aqui querem ser vistas como diferentes, como superiores aos outros, e não gostam de se misturar”, diz ele. Desconforto Uma pesquisa realizada pelo Data Popular dá alguma noção do desconforto sentido pelas classes mais elevadas, que agora têm que compartilhar alguns espaços. O presidente do órgão de pesquisa, Renato Meirelles, diz que a tensão só
  3. 3. 3 MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012 será resolvida quando o Brasil estiver preparado para oferecer esses serviços com qualidade para todos os seus cidadãos. “Os aeroportos, por exemplo, estão lotados para todo mundo. Se houvesse bastante espaço para todos, as tensões começariam a desaparecer.” Paulo Cabral - BBC Brasil ( adaptado) Disponível em http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2011/11.shtml Acessado em 16/11/2011 05. Sobre o texto acima, é INCORRETO afirmar: a) Trata-se de um texto escrito com a imparcialidade que devem ter os textos jornalísticos. b) Há várias passagens que induzem o leitor a criar uma imagem negativa do turista da nova classe C. c) A expressão “turismo de massa” se opõe, no texto, à “classe média tradicional brasileira”. d) Fica evidente no texto a importância da participação da nova classe C para a economia no turismo. 06. Sobre o Texto III, assinale a alternativa CORRETA: a) As palavras do antropólogo sugerem uma justificativa para a “Resistência à igualdade”. b) As palavras da bombeira reformada dão respaldo à fala do antropólogo. c) A participação da nova classe média na indústria do turismo é irrisória. d) O texto é um exemplo do gênero textual entrevista. 07. Assinale a alternativa em que o uso das aspas se justifica por uma razão diferente das demais. a) “Comida não é a única coisa que precisamos para viver”. b) “Nossa fixação por títulos e hierarquia é parte da nossa herança portuguesa. As pessoas aqui querem ser vistas como diferentes, como superiores aos outros, e não gostam de se misturar”. c) ‘Resistência à igualdade’. d) “Isso é que é viver! Olha que beleza!” 08. Assinale a alternativa em que as duas palavras apresentam dígrafo. a) crescimento / portuguesa b) bombeira / educação c) lugares / serviços d) igualdade / fixação Texto IV Instrução: Leia a tira a seguir, para responder às questões 09 e 10. Quino. Toda Mafalda: da primeira à última tira. São Paulo: Martins Fontes, 2003, p.30 09. A tira é um gênero textual que – como um todo - se compõe a partir de uma sequência a) descritivo-argumentativa b) argumentativa c) descritiva d) narrativa 10. É CORRETO afirmar, de acordo com o texto, que a) o terceiro e o quarto quadrinhos explicitam um discurso e uma ação que se contradizem, revelando o preconceito racial da personagem Susanita. b) a personagem Susanita é apresentada como uma pessoa absolutamente contra o preconceito racial. c) a personagem Susanita diz explicitamente, no segundo quadrinho, que é contra o preconceito racial, fato suficiente para o leitor perceber seu posicionamento. d) os discursos de Susanita, no terceiro e quarto quadrinhos, são absolutamente coerentes, servindo para o leitor perceber o posicionamento dela em relação ao preconceito racial.
  4. 4. 4 MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012 Texto V A atenção para a situação do negro tem o duplo intuito de aprofundar o conhecimento e contribuir para proscrever o preconceito. Preconceito que, se é odioso nos países cuja população é predominantemente branca, torna-se além disso grotesco no nosso caso, isto é, num país onde grande parte dos brancos têm nas veias parcelas maiores ou menores de sangue africano, que todavia esquecem, rejeitam ou ignoram, sendo que em todos esses casos acabam por comportar-se como opressores dos que são considerados “de cor”. A falta de oportunidade econômica e social do negro é acompanhada por toda sorte de conseqüências morais da maior gravidade, como o sentimento de insegurança que corrói a personalidade e é agravado pelas situações de humilhação. Ora, é impossível conceber uma sociedade democrática na qual grande parte da população é privada nos meios de viver com dignidade por causa da cor da pele, e na qual é submetida a formas degradantes de discriminação. A nossa Independência foi uma substituição de estatuto político sem alteração do estatuto econômico, e portanto nada significou como justiça social. A abolição foi uma mudança legal na situação do escravo, quase sem alteração da sua possibilidade social e econômica. Por isso, todo esforço intelectual de desmascarar essa situação, mostrando a verdadeira natureza das relações raciais no Brasil, é uma forma de radicalidade sociológica, que prepara eventualmente o caminho para as medidas corretoras de natureza política. (CANDIDO, Antonio. Vários Escritos. São Paulo: Duas Cidades, 1995. p. 318.) O Texto V é referência para as questões de 11 a 14. 11. Indique as afirmações que correspondem ao ponto de vista de Antonio Candido no texto. I. O preconceito racial é tolerável em países com população majoritariamente branca, mas torna-se uma hipocrisia no Brasil, onde grande parte dos brancos tem ascendentes africanos. II. A melhor forma de resolver a questão racial no Brasil é evitando formas de radicalidade sociológica. III. O primeiro passo para a adoção de medidas políticas retificadoras é desmascarar a existência de discriminação racial no Brasil. IV. O principal problema decorrente da abolição com relação aos negros foi que, embora tenha mantido seu estatuto econômico, alterou-lhes o estatuto político. Assinale a alternativa CORRETA. a) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. b) Somente a afirmativa III é verdadeira. c) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. d) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras. 12. “A atenção para a situação do negro tem o duplo intuito de aprofundar o conhecimento e contribuir para proscrever o preconceito.” O significado da frase acima não é alterado se as expressões destacadas forem substituídas respectivamente por: a) a dupla intuição; limitar b) o duplo resultado; prescrever c) a dupla objeção; distender d) o duplo propósito; banir 13. Assinale a alternativa em que os parônimos se apresentem com os sentidos trocados. a) proscrever (expulsar, afastar); prescrever (dar ordem ou determinação para que se faça) b) seção (reunião); sessão (compartimento) c) retificar (corrigir); ratificar (confirmar) d) eminente (ilustre); iminente (que ameaça acontecer brevemente) 14. Releia o trecho do Texto V: “... como o sentimento de insegurança que corrói a personalidade...” A palavra destacada apresenta ditongo aberto e mantém o acento gráfico, de acordo com a última reforma ortográfica. Qual a palavra, nas alternativas abaixo, perdeu o acento com o Acordo Ortográfico, não devendo ser acentuada? a) paises b) heroi c) heroico d) possiveis
  5. 5. 5 MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012 Texto VI 15. Analise os comentários a seguir sobre o texto acima: I. O problema abordado no texto é o preconceito contra a permanência do idoso no mercado de trabalho. II. Esse preconceito também é apresentado na forma como o idoso foi transportado, num carrinho. III. Pode-se afirmar, segundo o texto, que seu Agenor está velho demais para o exercício do trabalho. IV. O texto VI tem a intenção de refletir sobre o tratamento destinado ao idoso no dia a dia. Estão CORRETAS: a) I, III apenas. b) I, II e III. c) II, III e IV. d) I, II, III e IV. 16. Sobre a palavra “trabalhando” pode-se afirmar que apresenta a) dois encontros consonantais e um dígrafo. b) onze letras e nove fonemas. c) dois dígrafos e um ditongo. d) quatro sílabas e um hiato. Texto VII Estabelecendo diferenças Maria Aparecida da Silva O preconceito é basicamente um sentimento negativo (é necessário que haja alguma possibilidade de comparação), um estado de espírito negativamente determinado com relação a um grupo ou pessoa. Ele é fruto da ignorância, de opiniões inexatas e de estereótipos. Os preconceitos são muito genéricos e disseminados. Em todas as
  6. 6. 6 MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012 épocas e em todo o mundo, os grupos humanos alimentaram preconceitos uns em relação aos outros. Diariamente, enfrentamos inúmeros preconceitos. O racial é um deles .A discriminação é a materialização dos preconceitos. São as atitudes práticas que dão corpo e ação à disposição psicológica dos preconceitos. No caso específico da discriminação racial são as atitudes de vetar, impedir, dificultar, preterir pessoas (predominantemente negras, no caso brasileiro) em seu processo de desenvolvimento pleno como seres humanos. O racismo. Ah, o racismo... tão presente em nossas vidas, nas instituições, na cultura e nas relações pessoais e tão ausente do rol de preocupações da intelectualidade brasileira e dos veículos formadores de opinião. A dificuldade de defini-lo – e assumir sua existência entre nós – vem do fato de o racismo constituir-se numa prática social negativa, cruel, humanamente repreensível, com a qual, ninguém, em sã consciência (afora os racistas declarados), deseja se identificar. Revista Raça Brasil. São Paulo: Símbolo, ano 4, n.39, nov. 1999, p. 51. 17. A autora do texto se coloca ao lado: a) da intelectualidade brasileira. b) dos racistas declarados. c) dos veículos formadores de opinião. d) dos que sofrem preconceitos. 18. “O racismo. Ah, o racismo...”; a inclusão da interjeição “ah” mostra: a) tristeza. b) espanto. c) alegria. d) arrependimento. Texto VIII MOISÉS. Festa da globalização. Disponível em: <http://marxismo.files.wordpress.com/2007/06/globalizacao.jpg>. Acesso em:5 dez. 2010. 19. A charge em destaque a) ironiza o discurso preconceituoso dos que representam o poder. b) evidencia as relações de poder entre patrões e empregados. c) apresenta a atitude crítica de alguns indivíduos diante do processo de globalização. d) denuncia as contradições entre discurso e prática presentes na ideologia da globalização. 20. “Bem-vindo ao mundo globalizado”. Assinale a alternativa em que a palavra está CORRETAMENTE separada por hífen. a) auto-ajuda b) anti-inflamatório c) mega-bolsão d) semi-selvagem
  7. 7. 7 MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012 MATEMÁTICA Questões 21 a 40 21. Em um restaurante de uma empresa fez-se uma pesquisa para saber qual a sobremesa preferida dos funcionários: pudim ou gelatina. Cada funcionário poderia indicar que gosta das duas sobremesas, de apenas uma, ou de nenhuma das duas. Do total de pesquisados, 21 declararam que gostam de pudim, 29 gostam de gelatina, 10 gostam dessas duas sobremesas e 12 não gostam de nenhuma dessas duas sobremesas. Pode-se então afirmar que o número de pesquisados foi a) 52. b) 62. c) 72. d) 82. 22. Sobre os conjuntos abaixo, analise as afirmações a seguir. A = {x ∈IN | x < 200} I. O conjunto ∪B C possui 90 elementos. II. O conjunto C possui 65 elementos. III. O conjunto dos múltiplos naturais de 3 e 8 menores que 200 possui 8 elementos. lV. A soma dos elementos contidos em ∪A B é igual a 8.169. Assinale a alternativa correta. a) Todas as afirmações são verdadeiras. b) Apenas II e III são verdadeiras. c) Apenas a afirmação III é verdadeira. d) Apenas III e IV são verdadeiras. 23. Em uma tabela com quatro colunas e um número ilimitado de linhas, estão arrumados os múltiplos de 3. Coluna 0 Coluna 1 Coluna 2 Coluna 3 Linha 0 0 3 6 9 Linha 1 12 15 18 21 Linha 2 24 27 30 33 Linha 3 36 ... ... ... ... ... ... ... ... Linha n ... ... ... ... ... ... ... ... ... Qual é o número que se encontra na linha 32 e na coluna 2? a) 192 b) 390 c) 393 d) 402 24. Para angariar fundos de formatura, os cadetes do 1º ano da AFA vendem camisas de malha com o emblema da turma. Se o preço de venda de cada camisa é de 20 reais, eles vendem por mês 30 camisas. Fizeram uma pesquisa e verificaram que, para cada 2 reais de desconto no preço de cada camisa, são vendidas 6 camisas a mais por mês. Dessa forma, é CORRETO afirmar que a) é possível fazer mais de 10 descontos de 2 reais. b) tanto faz vender as camisas por 12 reais cada uma ou 18 reais cada uma que o faturamento é o mesmo. c) o máximo faturamento ocorre se são vendidas menos de 40 camisas por mês. d) se o preço de venda de cada camisa é de 14 reais, então o faturamento é maior que 680 reais.
  8. 8. 8 MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012 25. Uma empresa está organizando uma ação que objetiva diminuir os acidentes. Para comunicar seus funcionários, apresentou o gráfico a seguir. Ele descreve a tendência de redução de acidentes de trabalho. Assim sendo, mantida constante a redução nos acidentes por mês, então o número de acidentes será zero em a) maio. b) junho. c) julho. d) agosto. 26. Na figura abaixo estão representadas no plano cartesiano duas funções, y f(x)= e y g(x),= ambas definidas no intervalo ] [0, 7 . Seja E o conjunto de números reais definido por E = {X ∈ IR | f (x) .... g (X) > 0} Então, é correto afirmar que E é: a) {x ∈ IR | 0 < x < 1} ∪ {x ∈ IR | 5 < x < 7} b) {x ∈ IR | 0 < x < 2} ∪ {x ∈ IR | 4 < x < 6} c) {x ∈ IR | 0 < x < 2} ∪ {x ∈ IR | 5 < x < 7} d) {x ∈ IR | 1 < x < 5} 27. Os praticantes de exercícios físicos se preocupam com o conforto dos calçados utilizados em cada modalidade. O mais comum é o tênis, que é utilizado em corridas, caminhadas, etc. A numeração para esses calçados é diferente em vários países, porém existe uma forma para converter essa numeração de acordo com os tamanhos. Assim, a função x g(x) 6 = converte a numeração dos tênis fabricados no Brasil para a dos tênis fabricados nos Estados Unidos, e a função f(x) = 40x + 1 converte a numeração dos tênis fabricados nos Estados Unidos para a dos tênis fabricados na Coréia. A função h que converte a numeração dos tênis brasileiros para a dos tênis coreanos é a) 20 1 h(x) x . 3 6 = + b) 2 h(x) x 1. 3 = +
  9. 9. 9 MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012 c) 20 h(x) x 1. 3 = + d) 20 x 1 h(x) . 3 + = 28. O artigo Uma estrada, muitas florestas relata parte do trabalho de reflorestamento necessário após a construção do trecho sul do Rodoanel da cidade de São Paulo. O engenheiro agrônomo Maycon de Oliveira mostra uma das árvores, um fumo-bravo, que ele e sua equipe plantaram em novembro de 2009. Nesse tempo, a árvore cresceu – está com quase 2,5 metros –, floresceu, frutificou e lançou sementes que germinaram e formaram descendentes [...] perto da árvore principal. O fumo-bravo [...] é uma espécie de árvore pioneira, que cresce rapidamente, fazendo sombra para as espécies de árvores de crescimento mais lento, mas de vida mais longa. (Pesquisa FAPESP, janeiro de 2012. Adaptado.) Considerando que a referida árvore foi plantada em 1º de novembro de 2009 com uma altura de 1 dm e que em 31 de outubro de 2011 sua altura era de 2,5 m e admitindo ainda que suas alturas, ao final de cada ano de plantio, nesta fase de crescimento, formem uma progressão geométrica, a razão deste crescimento, no período de dois anos, foi de a) 0,5. b) 5 × 10–1/2 . c) 5. d) 5 × 101/2 . 29. Sérgio está fazendo um regime alimentar. Numa conversa com seu amigo Olavo, este lhe perguntou: “Com quantos quilogramas você está agora?”. Como os dois são professores de matemática, Sérgio lhe respondeu com o desafio: “A minha massa atual é um número que, diminuído de sete vezes a sua raiz quadrada dá como resultado o número 44”. Assinale a alternativa que apresenta a massa atual do Prof. Sérgio, em quilogramas. a) 100 b) 110 c) 115 d) 121 30. Uma confeitaria vende salgados a R$0,80 a unidade e doces a R$1,10 a unidade. Para uma festa, foram encomenda dos 200 salgados e 100 doces. Na hora do pagamento da compra, o caixa se enganou e inverteu as quantidades, registrando 100 salgados e 200 doces. Esse engano fez com que o valor cobrado fosse a) R$30,00 a mais do que o valor correto. b) R$30,00 a menos do que o valor correto. c) R$20,00 a mais do que o valor correto. d) R$20,00 a menos do que o valor correto. 31. Estudando os quadrados dos números naturais, um aluno conseguiu determinar corretamente o número de soluções inteiras e positivas da equação 5x2 + 11y2 = 876543. Qual foi o número de soluções que este aluno obteve? a) 0 b) 1 c) 2 d) 3
  10. 10. 10 MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012 32. O número de divisores do produto dos fatores é ( ) ( )8 3 20 x 200 é a) 112. b) 160. c) 350. d) 390. 33. Considere, na figura a seguir, a região sombreada limitada por uma reta e pelo gráfico de uma função quadrática. As coordenadas dos pontos (x,y) dessa região verificam as desigualdades a) x2 – 4x + 1 ≤ y ≤ 1 – x. b) x2 – x + 4 ≥ y ≥ 1 – x. c) x2 – 2x + 1 ≤ y ≤ 1 – x. d) x2 – 4x - 1 ≥ y ≥ 1 – x. 34. Os números x, y e z são inteiros positivos e consecutivos e quando divididos respectivamente por 2, 5 e 8 deixam resto zero e geram quocientes cuja soma é igual a 12. A média aritmética entre esses números é a) 13. b) 19. c) 17. d) 15. 35. Nosso calendário atual é embasado no antigo calendário romano, que, por sua vez, tinha como base as fases da lua. Os meses de janeiro, março, maio, julho, agosto, outubro e dezembro possuem 31 dias, e os demais, com exceção de fevereiro, possuem 30 dias. O dia 31 de março de certo ano ocorreu em uma terça-feira. Nesse mesmo ano, qual dia da semana será o dia 12 de outubro? a) Domingo. b) Segunda-feira. c) Terça-feira. d) Quinta-feira. 36. A quantidade k de números naturais positivos, menores do que 1000, que não são divisíveis por 6 ou 8, satisfaz a condição: a) k 720< b) 720 k 750≤ < c) 750 k 780≤ < d) 780 k 810≤ <
  11. 11. 11 MEGABOLSÃO para o ano 2013 – 2º ano – 21/10/2012 37. O valor da expressão 2 2 x y y x 6 : x y x y x y  + − +  − + −  para x = 24 e y = 0,125 é: a) 0 b) 1 c) 2 d) 3 38. O que os brasileiros andam lendo? O brasileiro lê, em média, 4,7 livros por ano. Este é um dos principais resultados da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, encomendada pelo Instituto Pró-Livro ao Ibope Inteligência, que também pesquisou o comportamento do leitor brasileiro, as preferências e as motivações dos leitores, bem como os canais e a forma de acesso aos livros. (Fonte: Associação Brasileira de encadernação e Restaure, adapt.) Supõe-se que em uma pesquisa envolvendo 660 pessoas, cujo objetivo era verificar o que elas estão lendo, obtiveram-se os seguintes resultados: 100 pessoas leem somente revistas, 300 pessoas leem somente livros e 150 pessoas leem somente jornais. Supõe-se ainda que, dessas 660 pessoas, 80 leem livros e revistas, 50 leem jornais e revistas, 60 leem livros e jornais e 40 leem revistas, jornais e livros. Em relação ao resultado dessa pesquisa, são feitas as seguintes afirmações: I. Apenas 40 pessoas leem pelo menos um dos três meios de comunicação citados. II. Quarenta pessoas leem somente revistas e livros, e não leem jornais. III. Apenas 440 pessoas leem revistas ou livros. Assinale a alternativa CORRETA. a) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. b) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. d) Somente a afirmativa II é verdadeira. 39. Em uma sala retangular de piso plano nas dimensões 8,80 m por 7,60 m deseja-se colocar ladrilhos quadrados iguais, sem necessidade de recortar nenhuma peça. A medida máxima do lado de cada ladrilho é: a) 10 cm b) 20 cm c) 30 cm d) 40 cm 40. Considere as sentenças abaixo: I. A metade de 10 5 2 2= . II. 5 16 3+ = . III. ax ay x ay a + = + . IV. 1 1 10º 2 2 2 ÷ + = . V. 2 x 8x 16 x 4 x 4 + + = + + É correto afirmar que o número de sentença(s) verdadeira(s) corresponde a: a) 5 b) 1 c) 2 d) 3

×