Leitura orientada 1

373 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
373
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Leitura orientada 1

  1. 1. LEITURAORIENTADA: i mento nvolv gica , Dese cnoló o ologia ção Te Carvalh Tecn duca E a Gomes dR e e ríli FP Ma UT
  2. 2. (Pág. 02)A partir do final do século XXVIII e início do século XIX,configura-se na história da humanidade um novo modo deprodução – o capitalismo, e junto com ele um novo tipo desociedade – a “sociedade da tecnologia”. Conhecidocomo Revolução Industrial, este processo é marcado peloacelerado desenvolvimento tecnológico (...)O aumento da produtividade passa a ser ponto crucial daprodução. (...) quanto mais se produz mais se conseguevender (...) quanto menos força de trabalho se utiliza, co ouso de mais avançados instrumentos de produção, maiortende a ser a taxa de lucro e, conseqüentemente maior aacumulação. Esta é a lógica do capitalismo (Marx, 1975ª).
  3. 3. Marcante nesta nova sociedade, a tecnologia passa a servista dissociada das necessidades do modo de produçãocapitalista e a ser considerada um fenômeno isolado dasrelações sociais como se tivesse movimento próprio,independente dos motivos e dos agentes que a criam,utilizam e transformam.(...) O desenvolvimento tecnológico é visto pelos que deleparticipam como um fenômeno que por si só é positivo, poissignifica progresso e este é sempre bom. Na sociedadeocidental moderna, progresso quer dizer a utilização detecnologias cada vez mais avançadas que supostamentemelhoram a qualidade de vida de todos. Assim, através dasinovações tecnológicas, a vida do homem sobre a face daterra torna-se cada vez mais fácil, mais confortável e maisagradável.
  4. 4. (...) não se pode falar em tecnologia sem considerar astransformações sociais que estão ao mesmo tempoprovocando e favorecendo seu desenvolvimento,também não se pode analisar a sociedade sem que seleve em consideração as transformações tecnológicasque estão ocorrendo dentro dela. (...) sociedade etecnologia são fenômenos indissociáveis, e astransformações que ocorrem num deles altera,reciprocamente, o outro.(...) sociedade não é um entidade abstrata que determinao comportamento dos indivíduos. É um entidadecomposta por seres humanos (...) têm a capacidade detransformá-las através de comportamentos.(...) A tecnologia depende da sociedade para a suaexistência e o seu desenvolvimento.
  5. 5. (Pág 03)Após a revolução Industrial, há cerca de 200 anos, estemovimento (de especialização do trabalho etransformações das estruturas sociais) se acelera. Porémfoi na segunda metade deste século (XX), há 50 anos, quea humanidade mais acumulou conhecimentos e maisacelerou o processo de transformações sociais.(...)apesar de grande parte da população que vive nestassociedades não ter acesso aos benefícios de seudesenvolvimento, não se pode deixar de considerar que oprogresso tecnológico tem amplas possibilidades paratornar a vida humana mais fácil e mais confortável.Esta é uma das razões do sucesso do capitalismo que vemtransformando definitivamente a vida humana sobre aface da Terra, criando novas relações sociais e culturais(...)
  6. 6. Associado a essas transformações sociais no berço docapitalismo, está o processo de expansão deste tipo desociedade para outras artes do mundo. (...) o capitalismoexpande suas relações econômicas e sociais e , juntocom elas, um modo de vida com as característicasbásicas do modelo das modernas sociedades ocidentais.(...) isto significou a introdução destes povos ao mundocapitalista na condição de dominados e dependentes. Aocidentalização do mundo que, na verdade, nestemomento histórico é a “europeização” do mundo, passa aser uma realidade.Após a Segunda Guerra Mundial este processo seacelera (...) Os estados Unidos, cuja história foiconstruída sob o modelo da Inglaterra, buscahegemonia, passa a ser a nova potência mundial.
  7. 7. Naturalmente o modo de vida americano, com suasmanifestações culturais, passa também a se difundir pelomundo (...)As dimensões Sócio-Culturais do Desenvolvimentotecnológico:Uma nova divisão social se configura: a sociedade passaa ser dividida entre quem detém a informação ou não.
  8. 8. (Pág 04)A interprenetação e a internacionalização das culturastrazem novos elementos à dinâmica cultural nuncavividos anteriormente na história humana. Ao mesmotempo que há uma verdadeira imposição da cultura dospaíses desenvolvidos sobre os outros países, sejaatravés dos meios de comunicação, seja através depressões sociais e econômicas (...)(...)Instrumentalidade e identidade: globalizaçãoA globalização é, na verdade a “ocidentalização” domundo. (...) também a imposição de produtosindustrializados e, junto com eles a imposição de umestilo de vida, maneira de pensar, padrões decomportamento, valores, gosto estético, a imposiçãoenfim, de uma cultura no sentido antropológico do termo(Ortiz, 1994)
  9. 9. (Pág 05)O uso de computador, avião (...) celular, calça jeans, fast-food. Música pop, cd, o uso enfim dos bens quesimbolizam o mundo globalizado significa que aspessoas que os utilizam têm necessariamente a mesmamaneira de pensar, os mesmos valores, a mesma formade organizar a família, de educar os filhos, a mesmacultura? (Geertz, 1978)(...) Um brasileiro que utiliza um telefone celular porexemplo, não o faz com o mesmo significado que o fazum inglês, ou japonês.(...) Heterogeneidade cultural num mundo globalizado.
  10. 10. (Pág 09)O conflito entre a lógica da instrumentalidade e a lógica daidentidade persistirá na medida em que há sempre umamargem de resistência. Em que pesem as transformaçõessociais e culturais, as nações dependentes lutam paramanter sua identidade e afirmação perante o domínio daeconomia global.Ciência, tecnologia e informação são portanto dadosfundamentais da vida humana na sociedade global elevam a uma reorganização do espaço habitado. Sabe-seque este é um pouco irreversível, “é a realizada com a qualnos defrontamos, por isso é preciso estudá-la com todosos recursos do conhecimento e tentar dominá-la ehumanizá-la” (Friedman apud Santos, 1996:25)

×