Sucessao Ecologica

17.451 visualizações

Publicada em

Sucessao Ecologica

  1. 1. DESENVOLVIMENTO DO ECOSSISTEMA SUCESSÃO ECOLÓGICA
  2. 2. O desenvolvimento do ecossistema é também conhecido como sucessão ecológica e envolve mudanças na repartição de energia, na estrutura das espécies e nos processos da comunidade É a seqüência de comunidades, desde a colonização até a comunidade clímax para determinado ecossistema. Quando não é interrompida por fatores externos, a sucessão é direcional.
  3. 3. A sucessão é o resultado da modificação do ambiente físico pela comunidade e por interações de competição-coexistência no nível de população, ou seja,a sucessão é controlada pela comunidade, embora o ambiente físico determine o padrão e a taxa de mudança e limite a extensão do desenvolvimento. Clímax : comunidade que expressa o máximo de desenvolvimento possível do ecossistema. Sucessão ecológica nada mais é do que o processo de substituição de espécies ao longo do tempo
  4. 4. A seqüência completa das comunidades que se substituem em uma determinada área é denominada SERE . As comunidades transitórias durante a sucessão são denominadas estágios de desenvolvimento . Estágio Pioneiro: espécies sucessionais iniciais, as quais apresentam altas taxas de crescimento, tamanho pequeno, tempo de vida curto e produção de um grande número de sementes. Estágio Clímax: estágio terminal ou de maturidade, que persiste por muito tempo na comunidade.
  5. 5. intermediárias
  6. 6. <ul><li>Classificação dos processos sucessionais </li></ul><ul><li>Quanto às forças que direcionam o processo: </li></ul><ul><li>Sucessão autogênica (autogerada): mudanças ocasionadas por processos biológicos internos ao sistema – resultante de mudanças pelos próprios organismos. Ex. A transição de um campo de agricultura abandonado até floresta madura - os organismos mudam o ambiente em que vivem e outras espécies da comunidade podem ser beneficiadas ou prejudicadas. </li></ul><ul><li>Sucessão alogênica (gerada externamente): direcionamento das mudanças por forças externas ao sistema (mudanças climáticas, tempestades, furacões, a ação do homem, incêndios, processos geológicos, etc) </li></ul>
  7. 7. Exemplo Sucessão autogênica Rochas Expostas Líquens Musgos Gramí- neas Plantas Herbáceas Arbustos Árvores jovens Árvores adultas Árvores adultas
  8. 8. Sucessão animal : as espécies de animais também são substituídas de acordo com o estágio de sucessão.
  9. 9. Exemplo: Sucessão alogênica Floresta clímax Ocorrência de incêndio Sementes queimadas germinando e raízes brotando Floresta recuperada
  10. 10. <ul><li>Classificação dos processos sucessionais </li></ul><ul><li>Quanto à natureza do substrato na origem do processo: </li></ul><ul><li>Sucessão primária: em substratos não previamente ocupados por organismos. Ex.: afloramentos rochosos, exposição de camadas profundas de solo, depósitos de areia, lava vulcânica recém solidificada) </li></ul><ul><li>Sucessão secundária: em substratos que já foram anteriormente ocupados por uma comunidade e, conseqüentemente, contêm matéria orgânica viva ou morta (detritos, propágulos). Ex: clareiras, áreas desmatadas, fundos expostos de corpos de água. </li></ul>
  11. 11. Exemplo: Sucessão Primária
  12. 12. Exemplo: Sucessão Secundária Sucessão Secundária Fogo Plantas Anuais Gramíneas Árvores jovens e de crescimento rápido Floresta madura – Clímax

×