Produção editorial tipologia

1.521 visualizações

Publicada em

aula de jornalismo impresso

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.521
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
345
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Produção editorial tipologia

  1. 1. TIPOLOGIAPRODUÇÃO EDITORIALDisciplina: JornalismoImpressoProf. Dr. Emanoel Barretoe.barreto@ufrnet.br@VelhoBarretoMonitora: Silvia Correia
  2. 2. ELEMENTOSBÁSICOS PARA APRODUÇÃO EDITORIALDE UM JORNAL IMPRESSO
  3. 3. TIPO O QUÊ?Tipografia x TipologiaTipografia: o termo é utilizado para o estudo das formas deimpressão das famílias e fontes, técnicas e por quem trabalha comisso em uma gráfica, por exemplo.Tipologia: estudo da melhor aplicação dos tipos (famílias efontes) no material gráfico.Obs.: Com a inserção de equipamentos e métodos de impressãocada vez mais avançados, juntamente da internet, o estudo datipografia se faz desnecessário. Por isso, o termo mais adequadohoje em dia é tipologia.
  4. 4. TIPO COM SERIFAS TIPO SEM SERIFASTIPOLOGIA
  5. 5.  Uma família tipográfica é umgrupo de signos escrituraisque compartilham traços dedesenho comuns,conformando todas elas umaunidade tipográfica. Os membros de uma família(os tipos) se parecem entre si,como também têm traçospróprios. Existe uma infinidade defamílias tipográficas.FAMÍLIAS DE LETRAS
  6. 6. TIPO O QUÊ?Fonte x FamíliaFonte tipográfica:  é um padrão, variedade ou coleçãode caracteres tipográficos com o mesmo desenho ou atributose, por vezes, com o mesmo tamanho (corpo).Família tipográfica: conjunto de variações dedeterminada fonte (itálico, versalete, etc.)
  7. 7. As letras classificam-se de acordo com elementos gráficos marcantes queas distinguem. Assim:FAMÍLIAS DE LETRAS
  8. 8. FAMÍLIAS DE LETRAS
  9. 9. FAMÍLIAS DE LETRAS
  10. 10. FAMÍLIAS DE LETRAS
  11. 11.  Dentro de cada família, as variáveis tipográficas permitem obter diferentes soluções de cor eritmo. As variáveis constituem alfabetos alternativos dentro da mesma família, mantendo umcritério de desenho que as "aparentam" entre si.  As variações de uma fonte são obtidas modificando propriedades como:O corpo ou tamanho:maiúsculas, minúsculas e capitais. A grossura do traço: ultrafina, fina, book, redonda, media, semi-negro, negro e ultra-negro. A inclinação dos eixos: redonda, cursiva e inclinada. A proporção dos eixos: condensada, comprimida, estreita, redonda, larga, alargada eexpandida. A forma do traçado: perfilada, sombreada, etc. Outras variantes de uma fonte incluem versaletes, números, números antigos, símbolos depontuação, monetários, matemáticos e misturados, etc. Algumas famílias possuem muitas variações, outras somente poucas ou nenhuma, e cadavariação tem um uso e uma tradição, que devemos reconhecer e respeitar.VARIANTES DE UMA FAMÍLIA
  12. 12. ANATOMIA DAS LETRAS
  13. 13. ANATOMIA DAS LETRAS
  14. 14. ANATOMIA DAS LETRAS
  15. 15. ANATOMIA DAS LETRAS
  16. 16. As letras são de três tipos consoante o seu desenho e tamanho relativo:ANATOMIA DAS LETRAS
  17. 17. LEGIBILIDADE – IDENTIDADE | ESCOLHA INADEQUADA DO TIPO
  18. 18.  O espaçamento, ou ‘Tracking’, é de dois tipos: entre letras e entre palavras. No casode letras pode ser normal, solto ou apertado (kerning).ESPAÇAMENTO
  19. 19.  O espaçamento entre palavras deve ser o menor possível e sobretudo consistente. Espaçoinconsistente cria ‘rios’ no texto, dificultando a leitura. Estes espaços são tambémconhecidos como ‘dentes de cavalo’.ESPAÇAMENTO
  20. 20. REFERÊNCIASA composição assimétrica, também conhecida como composição livre, informal,traduz uma quebra de monotonia existente na composição simétrica.ELEMENTOS BÁSICOS PARA A PRODUÇÃO EDITORIAL DE UMJORNAL IMPRESSO - Ulisses Rodrigues de Paula (USP)

×