Aula 05

318 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
318
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 05

  1. 1. Custos por Departamentos Contabilidade de Custos
  2. 2. Descrição Camisa simples Camisa Top Custos Indiretos Total Materiais 100 300 0 400 Mão de Obra 50 50 50 150 Depreciação 100 100 Soma 150 350 150 650 Problemas do Rateio de CIFs Tomemos como exemplo uma fábrica de roupas esportivas: Foram produzidas 90 camisas simples e 30 camisas top
  3. 3. Descrição Camisa simples Camisa Top Total Materiais 100 300 400 Mão de Obra 50 50 100 Problemas do Rateio de CIFs Rateio dos CIFs pelas unidades produzidas: Produção 90 30 120 Rateio 75% 25% 100% CIF 112,50 37,5 150 Total 262,50 387,5 650 Custo unitário 2,92 12,91
  4. 4. Rateio por Departamentos ∗ Observou-se que a Camisa Top não passava pelo Departamento de Costura, pois a costura era feita por calor no Departamento de Modelagem. ∗ Os custos indiretos foram rateados pelos controles de cada Departamento, a MOI pelo tempo do supervisor em cada Departamento e a Depreciação pela área ocupada.
  5. 5. Descrição Departamento de Costura Departamento de Modelagem Departamento de Corte Total Mão de Obra Indireta 30 10 10 50 Depreciação 75 15 10 100 Soma 105 25 20 150 Rateio por Departamentos Os custos indiretos estão distribuídos por Departamentos conforme abaixo: Unidades processadas 90* 120 120 Custo indireto unitário 1,17 0,21 0,17 * Apenas Camisas Simples
  6. 6. Descrição Camisa simples Camisa Top Materiais 1,11 10,00 Mão de Obra 0,56 1,67 CIFs 1,54 0,38 TOTAL 3,21 12,05 Rateio por Departamentos Transferindo os custos diretos unitários e os custos indiretos por departamentos teríamos a seguinte composição dos custos Costura 1,17 0 Modelagem 0,21 0,21 Corte 0,17 0,17
  7. 7. Rateio por Departamentos ∗ No nosso exemplo, com o rateio por Departamentos, se consegue reduzir o preço do produto mais caro e consequentemente aumenta o lucro do produto. Critério de Rateio Camisa simples Camisa Top Produção 2,92 12,91 Departamentos 3,21 12,05
  8. 8. Departamentos ∗ Corresponde a uma unidade operacional representada por um conjunto de homens e/ou máquinas de características semelhantes desenvolvendo atividades homogêneas dentro de uma mesma área.
  9. 9. Departamentos ∗ Dividem-se em dois grupos: − Departamento de Serviços; − Departamento de Produção Não se restringe à área industrial, pode ser aplicado na administração, comércio e na área financeira.
  10. 10. Centro de Custo −Unidades de registro de informações de receitas e gastos. −Posteriormente são alocados aos produtos ou serviços.
  11. 11. Vantagens −Melhor controle: existência de um responsável.
  12. 12. Vantagens −Redução dos problemas de rateio dos CIFs:
  13. 13. Apropriando Custos de um Departamento de Apoio −Método do taxa única: −Apropria custos em cada grupos de custos para objetos de custos usando a mesma taxa por unidade da base única de apropriação.
  14. 14. Apropriando Custos de um Departamento de Apoio −Exercício da última aula
  15. 15. Apropriando Custos de um Departamento de Apoio −Método do taxa dupla: −Classifica em cada grupos de custos em dois grupos – variáveis e fixos – cada um usando uma base diferente de apropriação.
  16. 16. Método da Taxa Única Custo fixo: Aluguel: R$ 3.000 Capacidade de produção: 220h Consumo orçado em horas: 150h −Camisa simples: 100h Considere um departamento de manutenção da fábrica:
  17. 17. Método da Taxa Única Consumo Orçado Custo total orçado: R$ 3.000 + (150h x R$ 40) = R$ 9.000 Taxa única total orçada: R$ 9.000 / 150h = R$ 60 por hora usada Taxa de apropriação para camisas simples: R$ 60/h
  18. 18. Método da Taxa Única A taxa orçada de R$ 60/h é maior que a taxa dos custos variáveis de R$ 40/h. A taxa de R$ 60/h inclui uma quantia de R$ 20/h, que é justamente a alocação dos custos fixos/h, ou seja: R$ 3.000/150h = R$ 20/h
  19. 19. Método da Taxa Dupla Quando o método da taxa dupla é utilizado, as bases de apropriação precisam ser escolhidas para os grupos de custos variáveis e fixos. Suponha que as taxas orçadas sejam utilizadas. As quantidades de apropriação escolhidas são consumo orçado para custos fixos e consumo real para custos variáveis.
  20. 20. Método da Taxa Dupla A taxa de custos fixos orçado é de R$ 20/h, ou seja, R$ 3.000/150h. Camisas simples: Custos fixos: R$ 20 x 100h = R$ 2.000 Custos variáveis: R$ 40/h Camisas top:
  21. 21. Diferenças entre métodos Sob o método da taxa única: Camisas simples: 80h x R$ 60 = R$ 4.800 Camisas top: 70h x R$ 60 = R$ 4.200 Sob o método da taxa dupla: Camisas simples: R$ 2.000 + (80h x R$40) = R$ 5.200 Camisas top: R$ 1.000+ (70h x R$40) = R$ 3.800 Supondo que em Março o departamento de Manutenção consumiu 80h com os equipamentos na produção das camisas simples e 70h com os equipamentos na produção das camisas top teríamos:
  22. 22. Diferenças entre métodos Observem que a diferença entre os métodos ocorre porque a primeira apropria os custos fixos com base no consumo real de recursos de manutenção pelos produtos, enquanto o segundo apropria os custos fixos com base no consumo orçado.

×