Indisciplina escolar

35.021 visualizações

Publicada em

Minicurso apresentado na semana pedagógica da Prefeitura Municipal de Caxias

Publicada em: Educação
18 comentários
63 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
35.021
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
177
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
350
Comentários
18
Gostaram
63
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Indisciplina escolar

  1. 1. Indisciplina escolarConceitos, mitos e possíveis soluçõesSEMANA PEDAGÓGICACurrículo e Avaliação: Perspectiva Metodológicas para odesenvolvimento de CompetênciasAvaliação:UmOlharSobreasDificuldadesdeAprendizagemeEnsinagemProf. Francisco Vasconcelos Silva Júnior
  2. 2. O CASO ROBSONTodos dizem que o rio é violentoMas ninguém culpa as margensQue o comprimem.(Brecht)
  3. 3. Algumas considerações sobre oconceito de Disciplina X IndisciplinaDISCIPLINAINDISCIPLINA• Obediência• Respeito• Ordem• Desobediência• Falta derespeito• Desordem
  4. 4. • A noção de disciplina se atrela apunição, sofrimento, restrição, privação, controle e limite.(GARCIA, 2000).[...] a palavra disciplina pode ter significadosdiferentes, e se, para um professor, indisciplina énão ter o caderno organizado; para o outro, umaturma será caracterizada como indisciplinada senão fizer silêncio absoluto e, já para um terceiro, aindisciplina até poderá ser vista de maneirapositiva, considerada sinal de criatividade e deconstrução de conhecimento. (PARRAT-DAYAN2008, p.19).• O conceito de indisciplina não é estático e nem universal, é umconceito cultural, onde o que prevalece são os valores morais eprincipalmente como a disciplina é vista pelo professor dentro dasala aula.
  5. 5. No geral, a indisciplina envolve:atitudes, comportamentos e condutas que sãoconsideradosinadequados, inapropriados, inaceitáveis ouincompatíveis em relação aomomento, contexto, atividade ou a umaexpectativa. (GARCIA, 2008)
  6. 6. Calvin & Haroldo
  7. 7. Indisciplina seria o modo de agir dos alunos em diversasatividades pedagógicas, na escola ou fora dela. Caracteriza - sepor relações interpessoais “conflituosas” existentes dentro docomplexo escolar. (GARCIA,1999)Calvin & Haroldo
  8. 8. • A noção de indisciplina nessa forma arcaica onde somente oaluno é responsável pela mesma, deve ser esquecida.Devemos entender que o aluno de hoje é diferente, poisdetém de muito mais informações, o ato de indisciplina podeaté ser considerado como uma forma de manifestar suainsatisfação com o andamento da aula.Calvin & Haroldo
  9. 9. CAUSAS DA INDISCIPLINA
  10. 10. INDISCIPLINAFAMÍLIAESCOLASOCIEDADE
  11. 11. Quando a indisciplina vem decasa• Há muitos e muitos anos, em um passado não muitodistante, os pais tinham um hábito muito importante em seucotidiano... Eles acompanhavam o desenvolvimentoeducacional dos seus filhos.• “Há pais que por pagar a escola, acham que ela é responsávelpela educação dos filhos”. (TIBA, 2006 p. 189)• A família constitui o berço do processo de ensino eaprendizagem de todo o ser humano. O comportamento doaluno é reflexo educação familiar que ele recebe.
  12. 12. • “A família e a escola, são duas instituições diretamente ligadasao ser humano em desenvolvimento, por isso carece interferirde maneira positiva, buscando pontos fundamentais que seefetive este ser de maneira saudável”.(SILVA apud BENETTE &COSTA)• “A cada uma, família e escola cabe cumprir a parte que lhecompete, mesmo que possa haver algumas áreas deconfluência e superposições, pois para a escola, seus alunossão transeuntes curriculares; para os pais, seus filhos são parasempre” (TIBA, 2006 p. 188).
  13. 13. 1969 Dias atuais
  14. 14. Dinâmica• Cada um vai encher o balão e segurar com apenas umadas mãos.• Na outra mão cada participante vai ter um palito dedente;• A regra é: cada participante deve proteger o seu balãoaté que o tempo acabe.
  15. 15. 2:00
  16. 16. 1:50
  17. 17. 1:40
  18. 18. 1:30
  19. 19. 1:20
  20. 20. 1:10
  21. 21. 1:00
  22. 22. 0:50
  23. 23. 0:40
  24. 24. 0:30
  25. 25. 0:20
  26. 26. 0:10
  27. 27. 0:05
  28. 28. 0:04
  29. 29. 0:03
  30. 30. 0:02
  31. 31. 0:01
  32. 32. TEMPO ESGOTADO0:00
  33. 33. Indisciplina da escola• A escola também pode gerar indisciplina, partimos dopressuposto das regras escolares, que muitas vezes sãoimpostas e não são claras, e o não entendimento ou acontestação das mesmas pode reverter-se em atitudes quepodem ser consideradas indisciplinadas.Calvin & Haroldo
  34. 34. • A falta de diálogo entre os membros da comunidadeescolar, resulta em falta de organização das regras. A escolacausa indisciplina quando não oferece a perspectiva deconstruir em conjunto as regras de convívio, de interação, poisa escola precisa de regras e normas que orientem seufuncionamento e de convivência entre os diferenteselementos que nela atuam.
  35. 35. Quando a “causa” daindisciplina é o professor• Para os professores, a indisciplina que é apontada como umdos principais obstáculos enfrentados no exercício daprofissão, denota da falta de noções de regras e limites porparte da criança.• A disciplina escolar é um conjunto de regras que devem serobedecidas tanto pelos professores quanto pelos alunos paraque o aprendizado escolar tenha êxito. (TIBA, 2006 pág. 115)
  36. 36. • Se o professor tem uma atitude descomprometida em relaçãoa sua sala de aula, o máximo que ele vai conseguir dos seusalunos é a desmotivação.• Ensinar pode ser bastante prazeroso, porque é dividir o seusaber com quem não sabe. Não só o saber formal dasescolas, mas também o informal, que às vezes é muito maisconstrutivo: é bem mais agradável ao paladar, bem maisapetitoso.
  37. 37. Precisamos tornar o nosso ofício como um campo privilegiadode aprendizagem, de investigação de novas possibilidades deatuação profissional. Sala de aula é laboratório, sempre! Não éo aluno que não se encaixa no que nós oferecemos; somos nósque, de certa forma, não nos adequamos às suas possibilidades.(AQUINO, 1998, p.204).Calvin & Haroldo
  38. 38. A sociedade atual e apropagação da violência
  39. 39. MITOS EM RELAÇÃO A INDISCIPLINA
  40. 40. Antes de continuarmos...• O que é um mito?De acordo com o dicionário:1.Relato sobre seres e acontecimentos imaginários, acercados primeiros tempos ou de épocas heroicas2.Narrativa de significação simbólica, transmitida de geraçãoem geração dentro de determinado grupo, e consideradaverdadeira por ele.3.Ideia falsa, que distorce a realidade ou não corresponde aela.4.Pessoa, fato ou coisa real valorizados pela imaginaçãopopular, pela tradição, etc.5.Fig. Coisa ou pessoa fictícia, irreal; fábula.
  41. 41. O aluno indisciplinado nãoaprende?!• Não se pode afirmar que o aluno indisciplinado nãoaprende, só porque não entende certa parte do conteúdo nãoquer dizer que ele não compreendido nada, muitas das vezeso que falta é a motivação, o interesse pela disciplina.
  42. 42. A indisciplina é algo inerenteao aluno• O que é mais comum de ouvir dentro da comunidade escolaré que apenas o aluno é o único responsável pelo maucomportamento dentro da sala de aula. É importante lembrarque em uma sala de aula ocorrem interações tanto de alunoscom alunos como de professor com aluno, e que quando háuma falha nessa interação as consequências podem sergraves.
  43. 43. A indisciplina é o resultado da interaçãodo aluno com o meio social em que eleestá inserido• Não se pode atrelar a indisciplina do aluno a questões sociaisou até mesmo afirmar que a falta de apoio da família resultana indisciplina do aluno, muito menos deixar que a “culpa”recaia somente sobre a escola. A indisciplina escolar éresultado da interação de todos esses fatores onde cada umdesses tem uma parcela de responsabilidade em relação aocomportamento do aluno.
  44. 44. POSSÍVEIS SOLUÇÕES
  45. 45. Você tem o perfil correto paracuidar de casos específicos deindisciplina?• Responda SIM ou NÃO as seguintes questões1. Você é do tipo que aceita bem e com a humor a diferençaentre as pessoas?2. Você é bom, ou melhor ainda você é ótimo ouvinte?3. Sabe colocar-se no lugar do outro?4. Você está preparado para compreender que é impossívelque os outros concordem sempre com você?5. Você permite que seus alunos tenham ampla oportunidadede falar o que pensam?6. Você consegue encarar os problemas disciplinares semraiva?
  46. 46. Antes de continuarmos...
  47. 47. Certos passos para se “conter”a indisciplina escolar1. Procurar associar os novos saberes aos conhecimentos queos alunos já possuem;2. Preparar de maneira cuidadosa a aula;3. Traçar um projeto de atividades anuais, dividindo suasetapas;4. Ao entrar em sala, sem demora começar a aula;5. Não fazer exposições que utilizem mais que um minuto emeio para cada idade do aluno6. Cobrar com firmeza e claro com bom humor a participação ecolaboração de todos7. Falar com expressividade e clareza utilizando-se sempre demovimentação no ambiente em sala de aula
  48. 48. 8. Analisar com calma s razoes que podem levar os alunos aodesinteresse e a indisciplina procurando discutir com osmesmos particularmente essa postura;9. Fazer das perguntas uma ferramenta eficiente deaprendizagem10. Fazer revisões periódicas do aprendido11. Cuidar da sua apresentação, dignificando a importância e osentido do ato pedagógico;12. Mostrar atenção aos problemas dos alunos;13. Concluir a aula de maneira amistosa, bem humorada. Deixarduvidas para aguçar a curiosidade para aula seguinte.
  49. 49. O melhor remédio contraindisciplina é a prevenção...Obrigado!
  50. 50. ReferênciasANTUNES, Celso. Professor Bonzinho=aluno difícil: A questão daIndisciplina em sala de aula. 7ªed. Petrópolis: Vozes Ltda. 2002.AQUINO, Júlio Groppa. et al. Indisciplina na escola: alternativasteóricas e práticas. 13ª. ed. São Paulo: Summus, 1996.BENETTE, Tereza Sanchez; COSTA, Leila Pessoa Da. INDISCIPLINANA SALA DE AULA: ALGUMAS REFLEXÕES. Disponível em:<http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/2186-8.pdf>. Acesso em: 28 jan. 2013.
  51. 51. GARCIA, José. (1999). Indisciplina na Escola: uma reflexão sobrea dimensão preventiva. Rev. Paraná Desenv. , 101-108.LA TAILLE, Yves de. SILVA, Nelson Pedro. & JUSTO, José Ssterza.(2010). Indisciplina/Disciplina: ética, moral e a ação do professor(3ª Edição ed.). Porto Alegre: Mediação.PARRAT-DAYAN, Silvia. Como enfrentar a indisciplina na escola.Ed. Contexto. 2008.TIBA, Içami. Disciplina: limite na medida certa. NovosParadigmas. Ed. rev. Atual. São Paulo: Integrante Editora, 2006.

×