Profª: Vânia Franco
Quantos e quais países falam               português?A Comunidade dos Países de LínguaPortuguesa (CPLP) é composta por oit...
Por que é preciso padronizar o português?O português, segundo estudos, é a quinta línguamais falada no mundo e tem duas gr...
NOVA      REFORMA ORTOGRÁFICAO alfabeto passa a ter 26 letras. Foramreintroduzidas as letras k, w e y.O alfabeto completo ...
As letras k, w e y, que na verdade nãotinham desaparecido da maioria dosdicionários da nossa língua, são usadas emvárias s...
b) na escrita de palavras e nomesEstrangeiros (e seus derivados): show,playboy, playground, windsurf, kungfu, yin, yang, W...
CLASSIFICAÇÃO DOS FONEMASa) VOGAISNão são simplesmente as letras a, e, i, o, u. Emquilo, a letra u nem é fonema.A vogal é ...
b) CONSOANTESComo o próprio nome sugere(com + soante = soar com), consoantes são osfonemas que, para serem emitidos, neces...
Cabe relembrar que, para haver consoante, énecessário o fonema (ruído) e não a letra(escrita).Assim, em “hipótese”, não há...
c) SEMIVOGAIS    Constituem os fonemas intermediários entreas vogais e as consoantes: não têm a fraquezadestas nem a auton...
Semivogais   Vogaispais         paísmau          baúmágoa        pessoavídeo        LéoMário        Maria
Encontros Vocálicos       (1 vogal + 1 semivogal)a) DITONGOÉ o grupo constituído de uma vogal e umasemivogalou vice-versa....
b) HIATOÉ o encontro de duas vogais: pessoa, guria,saúde,saída, coordenar.Observação:Todas as vogais repetidas constituem ...
c) TRITONGOÉ o grupo formado por uma vogal entre duassemivogais: quais, saguão.Observação:Uma vogal ladeada por semivogais...
ACENTUAÇÃO1) As palavras cuja acentuação tônica recaem naúltima sílaba, chamam-se oxítonas.               Exemplos
2) As palavras que têm acentuação napenúltima sílaba, chamam-se paroxítonas esão as de maior número em língua portuguesa.E...
3) Finalmente, as palavras acentuadas naantepenúltima sílaba chamam-seproparoxítonas.Exemplos:
Monossílabos ou palavras com uma única                     sílabaSão muitas as palavras formadas por uma únicasílaba, e el...
Exemplo:Esse é um problema de cada um denós.
TremaNão se usa mais o trema (¨), sinalcolocado sobre a letra u para indicarque ela deve ser pronunciada nosgrupos:       ...
Como era         Como fica agüentar         aguentar argüir           arguir bilíngüe         bilíngue cinqüenta        ci...
Como era     Como ficafreqüente     frequentelingüeta       linguetalingüiça        linguiçaqüinqüênioquinquêniosagüi     ...
Atenção :o trema permaneceapenas nas palavrasestrangeiras e em suasderivadas.Exemplos: Müller, mülleriano.
Mudanças nas regras       de acentuação1. Não se usa mais o acento dosditongos abertos éi e ói daspalavras paroxítonas (pa...
Como era               Como ficaAlcalóide               alcaloidealcatéia                alcateiaandróide                a...
Como era                  Como ficaplatéia                     plateiaCoréia                      Coreiadebilóide         ...
Como era    Como fica heróico      heroicoIdéia         ideiaJibóia         jiboiaJóia           joiaodisséia      odissei...
Atenção:essa regra é válida somentepara palavras paroxítonas. Assim,continuam a ser acentuadas as palavrasoxítonas termina...
2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongo.Como era     ...
3. Não se usa mais o acento daspalavras terminadas em êem e ôo(s).Como era             Como ficaAbençôo               aben...
Como era                 Como ficaenjôo                     enjoolêem (verbo ler)         leemmagôo (verbo magoar)      ma...
4. Não se usa mais o acento quediferenciava os pares:pára/para, péla(s)/pela(s),pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) epêra/pera.
Como era              Como ficaEle pára o carro.    Ele para o carro.Ele foi ao pólo      Ele foi ao polo NorteNorte.Ele g...
Atenção:• Permanece o acento diferencial empôde/pode. Pôde é a forma do passadodo verbo poder (pretérito perfeito doindica...
Exemplo:Ontem, ele não pôde sairmais cedo, mas hoje ele pode.
• Permanece o acento diferencial empôr/por.Pôr é verbo. Por é preposição.Exemplo:Vou pôr o livro na estanteque foi feita p...
• Permanecem os acentos quediferenciam o singular do plural dosverbos ter e vir, assim como deseus derivados (manter, dete...
Exemplos:Ele tem dois carros. /Eles têm dois carros.Ele vem de Sorocaba. /Eles vêm de Sorocaba.Ele mantém a palavra. /Eles...
Ele convém aos estudantes. /Eles convêm aos estudantes.Ele detém o poder. /Eles detêm o poder.Ele intervém em todas as aul...
• É facultativo o uso do acentocircunflexo para diferenciar as palavrasforma/fôrma. Em alguns casos, o uso doacento deixa ...
Uso do hífen1. Com prefixos, usa-se sempre o hífen   diante de palavra iniciada por h.Exemplos:anti-higiênicoanti-históric...
mini-hotel             proto-história            sobre-humano            super-homem             ultra-humanoExceção: subu...
2. Não se usa o hífen quando o prefixotermina em vogal diferente da vogalcom que se inicia o segundo elemento.Exemplos:aer...
antieducativoautoaprendizagemautoescolaautoestradaautoinstruçãocoautorcoedição
extraescolarinfraestruturaPlurianualsemiabertosemianalfabetosemiesféricosemiopaco
Exceção: o prefixo co aglutina-seem geral com o segundo elemento,mesmo quando este se inicia por o:coobrigar, coobrigação,...
3. Não se usa o hífen quando oprefixo termina em vogal e osegundo elemento começa porconsoante diferente de r ou s.Exemplo...
autopeça                 autoproteção                  coprodução                   geopolítica              microcomputad...
4. Não se usa o hífen quando o prefi -xo termina em vogal e o segundoelemento começa por r ou s. Nessecaso, duplicam-se es...
biorritmo  contrarregra contrassenso     cosseno    infrassommicrossistema    minissaia multissecular neorrealismoneossimb...
5. Quando o prefixo termina por vogal,usa-se o hífen se o segundo elementocomeçar pela mesma vogal.Exemplos:anti-ibéricoan...
contra-almirante contra-atacar contra-ataque  micro-ondas  micro-ônibus semi-internato  semi-interno
6. Quando o prefixo termina porconsoante, usa-se o hífen se osegundo elemento começar pelamesma consoante.Exemplos:       ...
super-racistasuper-reacionáriosuper-resistentesuper-românticoAtenção:• Nos demais casos não se usa o hífen.Exemplos: hiper...
Com o prefixo SUB, só haverá hífen se apalavra seguinte começar por “b” ou “r”:subaquático, sub-base, subchefe, subclasse,...
Emprega -se o hífen nas palavras compostas porjustaposição que não contêm formas de ligação ecujos elementos, de natureza ...
Emprega -se o hífen nas palavras compostasque designam espécies botânicas ezoológicas, estejam ou não ligadas porpreposiçã...
11. Não se deve usar o hífen emcertas palavras que perderam anoção de composição.Exemplos:               girassol         ...
• Com os prefixos circum e pan, usa-se o hífen diante de palavra iniciadapor m, n, h e vogal:circum-navegação, pan-america...
7. Quando o prefixo termina porconsoante, não se usa o hífen se osegundo elemento começar por vogal.Exemplos:             ...
interestelar  interestudantil    superamigosuperaquecimento supereconômico  superexigentesuperinteressante  superotimismo
8. Com os prefixos ex, sem, além,aquém, recém, pós, pré, pró,usa-se sempre o hífen.Exemplos:além-maralém-túmuloaquém-marex...
ex-hospedeiroex-prefeitoex-presidentepós-graduaçãopré-históriapré-vestibularpró-europeurecém-casadorecém-nascidosem-terra
9. Deve-se usar o hífen com ossufixos de origem tupi-guarani: açu,guaçu e mirim.Exemplos:amoré-guaçu,anajá-mirim,capim-açu.
10. Deve-se usar o hífen para ligarduas ou mais palavras queocasionalmente se combinam,formando não propriamentevocábulos,...
Regra básicaSempre se usa o hífen diante de h:   anti-higiênico, super-homem.
Outros casos1. Prefixo terminado em vogal:• Sem hífen diante de vogal diferente:            autoescola, antiaéreo.• Sem hí...
2. Prefixo terminado em consoante:• Com hífen diante de mesma consoante:inter-regional, sub-bibliotecário.• Sem hífen dian...
Observações1. Com o prefixo sub, usa-se o hífentambém diante de palavra iniciada por r:   sub-região, sub-raça etc.Palavra...
2. Com os prefixos circum e pan,usa-se o hífen diante de palavrainiciada por m, n e vogal:        circum-navegação,       ...
3. Com o prefixo vice, usa-sesempre o hífen:vice-rei, vice-almirante etc.
4. Não se deve usar o hífen emcertas palavrasque perderam a noção de composição,como:girassol, madressilva, mandachuva,pon...
5. Com os prefixos ex, sem, além,aquém, recém, pós, pré, pró, usa-se sempre o hífen:ex-aluno, sem-terra, além-mar,aquém-ma...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nova ortografia

1.029 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.029
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nova ortografia

  1. 1. Profª: Vânia Franco
  2. 2. Quantos e quais países falam português?A Comunidade dos Países de LínguaPortuguesa (CPLP) é composta por oitopaíses: Brasil, Portugal, Angola,Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e TimorLeste.
  3. 3. Por que é preciso padronizar o português?O português, segundo estudos, é a quinta línguamais falada no mundo e tem duas grafias oficiais, oque dificulta o estabelecimento da língua como umdos idiomas oficiais da Organização das NaçõesUnidas (ONU) . A ortografia-padrão facilitará ointercâmbio cultural entre os países que falamportuguês. Livros, inclusive os científicos, emateriais didáticos poderão circular livrementeentre os países, sem necessidade de revisão, comojá acontece em países que falam espanhol. Alémdisso, haverá padronização do ensino de portuguêsao redor do mundo
  4. 4. NOVA REFORMA ORTOGRÁFICAO alfabeto passa a ter 26 letras. Foramreintroduzidas as letras k, w e y.O alfabeto completo passa a ser: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V WX Y Z
  5. 5. As letras k, w e y, que na verdade nãotinham desaparecido da maioria dosdicionários da nossa língua, são usadas emvárias situações. Por exemplo:a) na escrita de símbolos de unidadesde medida: km (quilômetro), kg(quilograma),W (watt);
  6. 6. b) na escrita de palavras e nomesEstrangeiros (e seus derivados): show,playboy, playground, windsurf, kungfu, yin, yang, William, kaiser, Kafka,kafkiano.
  7. 7. CLASSIFICAÇÃO DOS FONEMASa) VOGAISNão são simplesmente as letras a, e, i, o, u. Emquilo, a letra u nem é fonema.A vogal é fonema básico de toda sílaba. Não hásílaba sem vogal e não pode haver mais de umavogal numa sílaba. Por outra, o número de vogaisde um vocábulo é igual ao número de sílabas;inversamente, o número de sílabas é igual ao númerode vogais.
  8. 8. b) CONSOANTESComo o próprio nome sugere(com + soante = soar com), consoantes são osfonemas que, para serem emitidos, necessitamdo amparo de outros fonemas, ou seja, dasvogais.
  9. 9. Cabe relembrar que, para haver consoante, énecessário o fonema (ruído) e não a letra(escrita).Assim, em “hipótese”, não há a consoante“h”, mas apenas essa letra; em “ilha”, aconsoante única é o fonema representadopelas letras “lh”; em “manga”, o “n” não éconsoante, porque não constitui fonema, masapenas indica a nasalização do “a”.
  10. 10. c) SEMIVOGAIS Constituem os fonemas intermediários entreas vogais e as consoantes: não têm a fraquezadestas nem a autonomia daquelas. São, naprática, o “i” e o “u”, quando, ao lado de umavogal autêntica, soam levemente, sem a força devogal. O “e” e o “o”, sempre que, na mesmacircunstância,forem pronunciados, respectivamente,como “i” e “u”, também serão semivogais.
  11. 11. Semivogais Vogaispais paísmau baúmágoa pessoavídeo LéoMário Maria
  12. 12. Encontros Vocálicos (1 vogal + 1 semivogal)a) DITONGOÉ o grupo constituído de uma vogal e umasemivogalou vice-versa.O ditongo pode ser:crescente - quando a semivogal vem antes:série,água, vítreo, nódoa, quando, freqüente;decrescente - quando a semivogal vemdepois: leite, baixo, céu, herói, mão mãe, põe,muito.
  13. 13. b) HIATOÉ o encontro de duas vogais: pessoa, guria,saúde,saída, coordenar.Observação:Todas as vogais repetidas constituem hiatose,por isso, devem ser pronunciadasseparadamente:crêem, caatinga, vôo, niilismo.
  14. 14. c) TRITONGOÉ o grupo formado por uma vogal entre duassemivogais: quais, saguão.Observação:Uma vogal ladeada por semivogais é o únicojeito possível de haver tritongo. Acautele-se,pois, o leitor contra a falsa impressão detritongo quepodem dar palavras como “raio”, “tamoio”,“veraneio”, “bóia”, “idéia”.
  15. 15. ACENTUAÇÃO1) As palavras cuja acentuação tônica recaem naúltima sílaba, chamam-se oxítonas. Exemplos
  16. 16. 2) As palavras que têm acentuação napenúltima sílaba, chamam-se paroxítonas esão as de maior número em língua portuguesa.Exemplos:
  17. 17. 3) Finalmente, as palavras acentuadas naantepenúltima sílaba chamam-seproparoxítonas.Exemplos:
  18. 18. Monossílabos ou palavras com uma única sílabaSão muitas as palavras formadas por uma únicasílaba, e elas também podem ser tônicas ouátonas, de acordo com a intensidade com que sãopronunciadas em uma frase.Pronunciado fracamente, o monossílabo átono, naprática, se junta à palavra que vem antes oudepois dele
  19. 19. Exemplo:Esse é um problema de cada um denós.
  20. 20. TremaNão se usa mais o trema (¨), sinalcolocado sobre a letra u para indicarque ela deve ser pronunciada nosgrupos: gue, gui, que, qui.
  21. 21. Como era Como fica agüentar aguentar argüir arguir bilíngüe bilíngue cinqüenta cinquenta delinqüente delinquente eloqüente eloquente ensangüentadoensanguentado eqüestre equestre
  22. 22. Como era Como ficafreqüente frequentelingüeta linguetalingüiça linguiçaqüinqüênioquinquêniosagüi saguiseqüência sequênciaseqüestro sequestro
  23. 23. Atenção :o trema permaneceapenas nas palavrasestrangeiras e em suasderivadas.Exemplos: Müller, mülleriano.
  24. 24. Mudanças nas regras de acentuação1. Não se usa mais o acento dosditongos abertos éi e ói daspalavras paroxítonas (palavrasque têm acento tônico napenúltima sílaba).
  25. 25. Como era Como ficaAlcalóide alcaloidealcatéia alcateiaandróide androideapóia (verbo apoiar) apoiaapóio (verbo apoiar) apoioasteróide asteroidebóia boiacelulóide celuloideclarabóia claraboiacolméia colmeia
  26. 26. Como era Como ficaplatéia plateiaCoréia Coreiadebilóide debiloideepopéia epopeiaestóico estoicoestréia estreiaestréio (verbo estrear) estreiogeléia geleiaHeróico heroico
  27. 27. Como era Como fica heróico heroicoIdéia ideiaJibóia jiboiaJóia joiaodisséia odisseiaparanóia paranoiaparanóico paranoico
  28. 28. Atenção:essa regra é válida somentepara palavras paroxítonas. Assim,continuam a ser acentuadas as palavrasoxítonas terminadas em éis, éu, éus, ói,óis.Exemplos:papéis, herói, heróis,troféu, troféus.
  29. 29. 2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongo.Como era Como ficabaiúca baiucabocaiúva bocaiuvacauíla cauilafeiúra feiura
  30. 30. 3. Não se usa mais o acento daspalavras terminadas em êem e ôo(s).Como era Como ficaAbençôo abençoocrêem (verbo crer) creemdêem (verbo dar) deemdôo (verbo doar) doo
  31. 31. Como era Como ficaenjôo enjoolêem (verbo ler) leemmagôo (verbo magoar) magooperdôo (verbo perdoar) perdoopovôo (verbo povoar) povoovêem (verbo ver) veemvôos vooszôo zoo
  32. 32. 4. Não se usa mais o acento quediferenciava os pares:pára/para, péla(s)/pela(s),pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) epêra/pera.
  33. 33. Como era Como ficaEle pára o carro. Ele para o carro.Ele foi ao pólo Ele foi ao polo NorteNorte.Ele gosta de jogar Ele gosta de jogarpólo. polo.Esse gato tem Esse gato tempêlos brancos. pelos brancos.Comi uma pêra. Comi uma pera.
  34. 34. Atenção:• Permanece o acento diferencial empôde/pode. Pôde é a forma do passadodo verbo poder (pretérito perfeito doindicativo), na 3ª pessoa do singular.Pode é a forma do presente doindicativo, na 3ª pessoa do singular.
  35. 35. Exemplo:Ontem, ele não pôde sairmais cedo, mas hoje ele pode.
  36. 36. • Permanece o acento diferencial empôr/por.Pôr é verbo. Por é preposição.Exemplo:Vou pôr o livro na estanteque foi feita por mim.
  37. 37. • Permanecem os acentos quediferenciam o singular do plural dosverbos ter e vir, assim como deseus derivados (manter, deter, reter,conter, convir, intervir, advir etc.).
  38. 38. Exemplos:Ele tem dois carros. /Eles têm dois carros.Ele vem de Sorocaba. /Eles vêm de Sorocaba.Ele mantém a palavra. /Eles mantêm a palavra.
  39. 39. Ele convém aos estudantes. /Eles convêm aos estudantes.Ele detém o poder. /Eles detêm o poder.Ele intervém em todas as aulas. /Eles intervêm em todas as aulas.
  40. 40. • É facultativo o uso do acentocircunflexo para diferenciar as palavrasforma/fôrma. Em alguns casos, o uso doacento deixa a frase mais clara.Veja este exemplo:Qual é a forma da fôrma do bolo?
  41. 41. Uso do hífen1. Com prefixos, usa-se sempre o hífen diante de palavra iniciada por h.Exemplos:anti-higiênicoanti-históricoco-herdeiromacro-história
  42. 42. mini-hotel proto-história sobre-humano super-homem ultra-humanoExceção: subumano (nesse caso, apalavra humano perde o h).
  43. 43. 2. Não se usa o hífen quando o prefixotermina em vogal diferente da vogalcom que se inicia o segundo elemento.Exemplos:aeroespacialagroindustrialanteontemantiaéreo
  44. 44. antieducativoautoaprendizagemautoescolaautoestradaautoinstruçãocoautorcoedição
  45. 45. extraescolarinfraestruturaPlurianualsemiabertosemianalfabetosemiesféricosemiopaco
  46. 46. Exceção: o prefixo co aglutina-seem geral com o segundo elemento,mesmo quando este se inicia por o:coobrigar, coobrigação, coordenar,cooperar, cooperação, cooptar,coocupante etc.
  47. 47. 3. Não se usa o hífen quando oprefixo termina em vogal e osegundo elemento começa porconsoante diferente de r ou s.Exemplos:anteprojetoantipedagógico
  48. 48. autopeça autoproteção coprodução geopolítica microcomputador pseudoprofessor semicírculo semideus seminovo ultramodernoAtenção: com o prefixo vice, usa-se sempre ohífen. Exemplos: vice-rei, vice-almirante etc.
  49. 49. 4. Não se usa o hífen quando o prefi -xo termina em vogal e o segundoelemento começa por r ou s. Nessecaso, duplicam-se essas letras.Exemplos: antirrábico antirracismo antirreligioso antirrugas antissocial
  50. 50. biorritmo contrarregra contrassenso cosseno infrassommicrossistema minissaia multissecular neorrealismoneossimbolista semirretaultrarresistente. ultrassom
  51. 51. 5. Quando o prefixo termina por vogal,usa-se o hífen se o segundo elementocomeçar pela mesma vogal.Exemplos:anti-ibéricoanti-imperialistaanti-inflacionárioanti-inflamatórioauto-observação
  52. 52. contra-almirante contra-atacar contra-ataque micro-ondas micro-ônibus semi-internato semi-interno
  53. 53. 6. Quando o prefixo termina porconsoante, usa-se o hífen se osegundo elemento começar pelamesma consoante.Exemplos: hiper-requintado inter-racial inter-regional sub-bibliotecário
  54. 54. super-racistasuper-reacionáriosuper-resistentesuper-românticoAtenção:• Nos demais casos não se usa o hífen.Exemplos: hipermercado, intermunicipal,superinteressante, superproteção.
  55. 55. Com o prefixo SUB, só haverá hífen se apalavra seguinte começar por “b” ou “r”:subaquático, sub-base, subchefe, subclasse,subcomissão, subconjunto, subdelegado,subdiretor, subdivisão, subemprego, subgrupo,subjugado, submundo, subnutrido, subpovoado,subtítulo, subsolo, subterrâneo.sub-raça, sub-reino, sub-reitor.
  56. 56. Emprega -se o hífen nas palavras compostas porjustaposição que não contêm formas de ligação ecujos elementos, de natureza nominal, adjetival,numeral ou verbal, constituem uma unidadesintagmática e semântica e mantêm acentopróprio, podendo dar -se o caso de o primeiroelemento estar reduzido:ano -luz, arce -bispo, arco -íris, decreto -lei, médico-cirurgião, tenente -coronel, tio -avô, turma -piloto;amor -perfeito, guarda -noturno, guarda-roupa,norte -americano, porto -alegrense; afro--asiático,afro-luso-brasileiro, azul -escuro, luso -brasileiro,primeiro -ministro, segunda-feira; conta -gotas,guarda -chuva.
  57. 57. Emprega -se o hífen nas palavras compostasque designam espécies botânicas ezoológicas, estejam ou não ligadas porpreposição ou qualquer outro elemento:abóbora -menina, couve -flor, erva -doce, feijão -verde;benção -de -deus, erva -do -chá, ervilha -de -cheiro, fava -de -santo -inácio, bem -me -quer(nome de planta que também se dá à margarida eao malmequer);andorinha -grande, cobra -capelo, formiga -branca; andorinha -do -mar, cobra -d’água,lesma -de -conchinha; bem -te -vi (nome de umpássaro).
  58. 58. 11. Não se deve usar o hífen emcertas palavras que perderam anoção de composição.Exemplos: girassol madressilva mandachuva paraquedas paraquedista pontapé
  59. 59. • Com os prefixos circum e pan, usa-se o hífen diante de palavra iniciadapor m, n, h e vogal:circum-navegação, pan-americanoetc.
  60. 60. 7. Quando o prefixo termina porconsoante, não se usa o hífen se osegundo elemento começar por vogal.Exemplos: hiperacidez hiperativo interescolar interestadual
  61. 61. interestelar interestudantil superamigosuperaquecimento supereconômico superexigentesuperinteressante superotimismo
  62. 62. 8. Com os prefixos ex, sem, além,aquém, recém, pós, pré, pró,usa-se sempre o hífen.Exemplos:além-maralém-túmuloaquém-marex-alunoex-diretor
  63. 63. ex-hospedeiroex-prefeitoex-presidentepós-graduaçãopré-históriapré-vestibularpró-europeurecém-casadorecém-nascidosem-terra
  64. 64. 9. Deve-se usar o hífen com ossufixos de origem tupi-guarani: açu,guaçu e mirim.Exemplos:amoré-guaçu,anajá-mirim,capim-açu.
  65. 65. 10. Deve-se usar o hífen para ligarduas ou mais palavras queocasionalmente se combinam,formando não propriamentevocábulos, mas encadeamentosvocabulares.Exemplos:Ponte Rio-Niterói, eixo Rio-São Paulo.
  66. 66. Regra básicaSempre se usa o hífen diante de h: anti-higiênico, super-homem.
  67. 67. Outros casos1. Prefixo terminado em vogal:• Sem hífen diante de vogal diferente: autoescola, antiaéreo.• Sem hífen diante de consoante diferente der e s: anteprojeto, semicírculo.• Sem hífen diante de r e s. Dobram-seessas letras: antirracismo, antissocial,ultrassom.• Com hífen diante de mesma vogal:contra-ataque, micro-ondas.
  68. 68. 2. Prefixo terminado em consoante:• Com hífen diante de mesma consoante:inter-regional, sub-bibliotecário.• Sem hífen diante de consoante diferente:intermunicipal, supersônico.• Sem hífen diante de vogal: interestadual,superinteressante.
  69. 69. Observações1. Com o prefixo sub, usa-se o hífentambém diante de palavra iniciada por r: sub-região, sub-raça etc.Palavras iniciadas por h perdem essa letrae juntam-se sem hífen:subumano, subumanidade.
  70. 70. 2. Com os prefixos circum e pan,usa-se o hífen diante de palavrainiciada por m, n e vogal: circum-navegação, pan-americano etc.
  71. 71. 3. Com o prefixo vice, usa-sesempre o hífen:vice-rei, vice-almirante etc.
  72. 72. 4. Não se deve usar o hífen emcertas palavrasque perderam a noção de composição,como:girassol, madressilva, mandachuva,pontapé, paraquedas, paraquedistaetc.
  73. 73. 5. Com os prefixos ex, sem, além,aquém, recém, pós, pré, pró, usa-se sempre o hífen:ex-aluno, sem-terra, além-mar,aquém-mar, recém-casado,pós-graduação, pré-vestibular,pró-europeu.

×