Fesurv - Educação Básica LDB

11.121 visualizações

Publicada em

Educação básica LDB

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.121
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
114
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
226
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fesurv - Educação Básica LDB

  1. 1. Conteúdos Curriculares na educação LEI DE DIRETRIZES E BASES Profª Valdivina Alves Ferreira. [email_address]
  2. 2. Constituição de 1946 <ul><li>Competência da União fixar as “diretrizes e bases da educação nacional” (Art. 5º, inciso XV, alínea d) </li></ul><ul><li>Construção de Lei única que regulou, no Brasil, a educação em todos os níveis. </li></ul>
  3. 3. Flexibilidade Curricular <ul><li>Disciplinas: </li></ul><ul><li>Leitura, linguagem oral e escrita; </li></ul><ul><li>Aritmética; </li></ul><ul><li>Geografia; </li></ul><ul><li>História do Brasil; </li></ul><ul><li>Ciências; </li></ul><ul><li>Desenho; </li></ul><ul><li>Canto Orfeônico; </li></ul><ul><li>Educação Física </li></ul>Cada determinava o currículo e os programas da escola. Atender as peculiaridades e necessidades regionais. Enfoque central do Currículo
  4. 4. Enfoque central do Currículo <ul><li>Ensino da escrita, leitura e cálculo; </li></ul><ul><li>Metodologia tradicional e verbalizada; </li></ul><ul><li>Não objetivava a formação do indivíduo; </li></ul><ul><li>Conteúdo de Educação Física – reforçava/ sustentava a visão da ideologia da classe dominante; </li></ul><ul><ul><li>Aproveitar e dirigir as forças do indivíduo: físicas, morais, intelectuais e sociais; </li></ul></ul><ul><ul><li>Meio de controle do estudante; </li></ul></ul><ul><ul><li>Enquadrá-los nas regras ditatoriais; </li></ul></ul><ul><ul><li>Forma de disciplinar a criança e jovem. </li></ul></ul>
  5. 5. <ul><li>em 1969 – Educação Moral e Cívica – EMC </li></ul><ul><li>Passa a ser obrigatória como disciplina em todos os graus de ensino; </li></ul><ul><li>Inicia a partir do que é próximo da criança </li></ul><ul><ul><li>A família e sua relação com a escola e comunidade; </li></ul></ul><ul><ul><li>Escola e sua relações com a comunidade; </li></ul></ul><ul><ul><li>Intenção: enquadrar indivíduo em uma sociedade harmônica; </li></ul></ul>Enfoque central do Currículo
  6. 6. <ul><li>Principal Tema: DEUS, PÁTRIA E FAMÍLIA </li></ul><ul><li>Papel individual como meio de progresso e bem-estar de todos. </li></ul><ul><li>========================================== </li></ul><ul><li>Noção de Cidadão : cumpridor de deveres </li></ul><ul><li>Logo, merecedor de direitos . </li></ul>Enfoque central do Currículo
  7. 7. Lei nº. 5692/71 <ul><li>Organização dos Currículos de 1º e 2º graus </li></ul><ul><li>“ terão núcleo comum obrigatório em âmbito nacional e parte diversificada para atender as peculiaridades locais” Art. 4º </li></ul><ul><li>CFE definiu as matérias do Núcleo Comum nas séries iniciais do ensino de 1º grau (1ª a 4ª série) </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Currículo organizado por Atividades </li></ul><ul><ul><li>“ ... A aprendizagem far-se-á mediante experiências vividas pelos alunos, no sentido de que atinja a sistematização dos conhecimentos”. </li></ul></ul><ul><ul><li>Matriz Curricular de 1ª a 4ª série </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Comunicação e Expressão; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Integração social; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Iniciação as Ciências (matemática) </li></ul></ul></ul>Lei nº. 5692/71
  9. 9. <ul><li>Matriz Curricular de 5ª a 8ª série </li></ul><ul><ul><li>Matérias obrigatórias; </li></ul></ul><ul><ul><li>EMC; </li></ul></ul><ul><ul><li>Educação Artística; </li></ul></ul><ul><ul><li>Programa de Saúde </li></ul></ul><ul><ul><li>Em 1977 – reitera a importância dos conteúdos de EMC </li></ul></ul><ul><ul><li>Objetivo consistia na formação de comportamentos, atitudes, visões de mundo . </li></ul></ul><ul><ul><li>Educação Artística: consistia aplicar técnicas e não entender o fazer como produto da ação do homem. </li></ul></ul>Lei nº. 5692/71
  10. 10. <ul><li>Educação Física: concepção militante – objetivo de disciplinar; </li></ul><ul><ul><li>EMC / Ensino Religioso: reprodução de valores subjacentes aos interesses militares. </li></ul></ul><ul><ul><li>A formação para o trabalho – foco central (2ºgrau) </li></ul></ul><ul><ul><li>Atender a falta de recursos humanos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Análise da Legislação permite afirmar : </li></ul></ul><ul><ul><li>Acerca do Currículo – </li></ul></ul><ul><ul><li>Harmonia entre educação e desenvolvimento econômico. </li></ul></ul><ul><ul><li>Discurso tendo como principio a Teoria do Capital Humano. </li></ul></ul>Lei nº. 5692/71
  11. 11. <ul><li>Objetivo de forjar o cidadão a ser: </li></ul><ul><ul><li>Obediente e pacífico; </li></ul></ul><ul><ul><li>Cumpridor de seus deveres daí ( merecedor de direitos) </li></ul></ul><ul><ul><li>Nacionalista e patriota; </li></ul></ul><ul><ul><li>Trabalhador exemplar e submisso. </li></ul></ul><ul><ul><li>Tudo isto deveria ser enfatizado desde a fase inicial da escolarização. </li></ul></ul><ul><ul><li>O conteúdo curricular: principal instrumento para: </li></ul></ul><ul><ul><li>preparação da cidadania; </li></ul></ul><ul><ul><li>Ponto chave para atacar o fracasso da escola. </li></ul></ul>Lei nº. 5692/71
  12. 12. <ul><li>Resolução nº 6, Art. 1º altera o núcleo comum. </li></ul><ul><li>Passou a abranger as matérias: </li></ul><ul><li>Português; </li></ul><ul><li>Estudos Sociais; </li></ul><ul><li>Ciências; </li></ul><ul><li>Matemática. </li></ul>Lei nº. 5692/71
  13. 13. <ul><li>Tal regulamentação representou avanços: </li></ul><ul><ul><li>Privilegiou ensino de Português e Literatura; </li></ul></ul><ul><ul><li>Alfabetização – ensino elementar do ler, escrever e falar; </li></ul></ul><ul><ul><li>Estudos literários, lingüísticos e históricos; </li></ul></ul><ul><ul><li>A matemática passa a ser valorizada como matéria específica; </li></ul></ul><ul><ul><li>A Ciência incorporou os programas de saúde no currículo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Os Estudos Sociais deixou de aglutinar história e geografia </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Garantia de especificidade destas duas áreas. </li></ul></ul></ul>Lei nº. 5692/71
  14. 14. <ul><li>Reafirma a exigência da EMC, Educação Física, Educação Artística e Ensino Religioso. </li></ul><ul><li>O discurso continuou... </li></ul><ul><ul><li>“ importância do ensino dos conteúdos, preocupação com seus elementos essenciais e a valorização do tratamento específico dos conteúdos”. </li></ul></ul><ul><ul><li>Currículo é entendido como organização da Grade Curricular. </li></ul></ul><ul><ul><li>“ ...não contemplou uma análise crítica do Currículo legal e real e as implicações do que se ensina na escola </li></ul></ul>Lei nº. 5692/71
  15. 15. Diretrizes Curriculares Nacionais Parecer CNE/CEB nº 04/98 <ul><li>Propõem sete diretrizes como referência para a organização do currículo escolar. </li></ul><ul><li>1ª As escolas deverão fundamentar suas ações pedagógicas em princípios éticos, políticos e estéticos . São princípios complementares, relacionados com a autonomia, responsabilidade e solidariedade, com a cidadania e a vida democrática. Os documentos também consideram a existência de princípios estéticos da sensibilidade, que devem conduzir as ações pedagógicas escolares ao reconhecimento da sensibilidade e criatividade do comportamento humano e à valorização da diversidade de manifestações artísticas e culturais. </li></ul>Lei nº. 9394/96
  16. 16. <ul><li>Em todas as escolas, deverá ser garantida a igualdade de acesso dos alunos a uma Base Nacional Comum, </li></ul><ul><li>de maneira a legitimar a unidade e a qualidade da ação pedagógica na diversidade nacional; </li></ul><ul><li>a Base Nacional Comum e sua Parte Diversificada deverão integrar-se em torno do paradigma curricular, que visa estabelecer a relação entre a Educação Fundamental com: </li></ul>Lei nº. 9394/96
  17. 17. a) a Vida Cidadã, através da articulação entre vários dos seus aspectos como: <ul><li>1. a Saúde; </li></ul><ul><li>2. a Sexualidade; </li></ul><ul><li>3. a Vida Familiar e Social; </li></ul><ul><li>4. o Meio Ambiente; </li></ul><ul><li>5. o Trabalho; </li></ul><ul><li>6. a Ciência e a Tecnologia; </li></ul><ul><li>7. a Cultura; </li></ul><ul><li>8. as Linguagens; </li></ul>
  18. 18. b) as Áreas de Conhecimento de: <ul><li>1. Língua Portuguesa; </li></ul><ul><li>2. Língua Materna (para populações indígenas e migrantes); </li></ul><ul><li>3. Matemática; </li></ul><ul><li>4. Ciências; </li></ul><ul><li>5. Geografia; </li></ul><ul><li>6. História; </li></ul><ul><li>7. Língua Estrangeira; </li></ul><ul><li>8. Educação Artística; </li></ul><ul><li>9. Educação Física; </li></ul><ul><li>10. Educação Religiosa (na forma do art. 33 da LDB). </li></ul>
  19. 19. Ensino Médio <ul><li>Os conteúdos devem ser vistos como meios para constituição de competências e não como fins em si mesmos, o trabalho do raciocínio deve prevalecer sobre o da memória e o conhecimento deve ser experimentado pelo aluno e não apenas transmitido a ele. Enfim, o aluno deverá ser capacitado a constituir competências, habilidades e disposições de condutas que lhe tornem possível a inserção na sociedade de uma forma produtiva, crítica e criativa, e não simplesmente ser um depósito de informações. </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Com as novas diretrizes, fica mais clara a responsabilidade da escola - e do professor - de estruturar o seu programa de ensino. Um programa dinâmico, que não esteja preso a moldes pré-formados ou seguindo rigidamente um livro didático. Um programa que esteja de acordo com a realidade local e com as necessidades imediatas dos alunos. Essa liberdade dada ao professor é certamente muito positiva, mas exige preparo e trabalho. </li></ul>Lei nº. 9394/96
  21. 21. Perguntas
  22. 22. TEMOS VISÕES DIFERENTES, MAS O SONHO É ÚNICO: SER FELIZ!

×