MINI ANTOLOGIA POÉTICACARLOS DRUMMOND DE ANDRADE       ( 31/10/1902 * 17/08/1987 )
CANTO DO RIO EM SOL     (na voz de Drummond)  Acompanhamento Hélvius Villela
Canto do Rio em Sol
IGuanabara, seio, braçode a-mar:em teu nome, a sigla rarados tempos do verbo mar.Os que te amamos sentimose não sabemos ca...
IIRio, nome sussurrante,Rio que te vais passandoa mar de estórias e sonhose em teu constante janeirocorres pela nossa vida...
IIIIrajá Pavuna Ilha do Gato- emudeceram as aldeias gentílicas?A Festa das Canoas dispersou-se?Junto ao Paço já não se ouv...
IIIIrajá Pavuna Ilha do Gato- emudeceram as aldeias gentílicas?A Festa das Canoas dispersou-se?Junto ao Paço já não se ouv...
Belas apresentações (slides) em PowerPoint, mensagensmotivadoras, lindas imagens e textos para criar um ambiente dealegria...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Canto do rio em sol na voz de carlos drummond de andrade

433 visualizações

Publicada em

APOIO:
Pride Commerce - Consultoria empresarial e WEB
www.pridecommerce.com

-------------
S de Shop -- Loja Virtual
www.sdeshop.com.br


eletronicos, informática e equipamentos em geral

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
433
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Canto do rio em sol na voz de carlos drummond de andrade

  1. 1. MINI ANTOLOGIA POÉTICACARLOS DRUMMOND DE ANDRADE ( 31/10/1902 * 17/08/1987 )
  2. 2. CANTO DO RIO EM SOL (na voz de Drummond) Acompanhamento Hélvius Villela
  3. 3. Canto do Rio em Sol
  4. 4. IGuanabara, seio, braçode a-mar:em teu nome, a sigla rarados tempos do verbo mar.Os que te amamos sentimose não sabemos cantar:o que é sombra do Silvestresol da Urcadengue flamingomitos da Tijuca de Alencar.Guanabara, saia claraestufando em redondel:que é carne, que é terra e alísioem teu crisol?Nunca vi terra tão gentenem gente tão florival.Teu frêmito é teu encanto(sem decreto) capital.Agora, que te fitamosnos olhos,e que neles pressentimoso ser telúrico, essencial,agora sim és Estadode graça, condado real.
  5. 5. IIRio, nome sussurrante,Rio que te vais passandoa mar de estórias e sonhose em teu constante janeirocorres pela nossa vidacomo sangue, como seiva- não são imagens exanguescomo perfume na fronha... como pupila do gatorisca o topázio no escuro.Rio-tato--vista-gosto-risco-vertigemRio-antúrioRio das quatro lagoasde quatro túneis irmãosRio em ãMaracanãSacopenapãRio em ol em amba em umba sobretudo em inhode amorzinhobenzinhodá-se um jeitinhodo saxofone de Pixinguinha chamando pela Velha Guardacomo quem do alto do Morro Cara de Cãochama pelos tamoios errantes em suas pirogasRio, milhão de coisasluminosardentissuavimariposas:como te explicar à luz da Constituição?
  6. 6. IIIIrajá Pavuna Ilha do Gato- emudeceram as aldeias gentílicas?A Festa das Canoas dispersou-se?Junto ao Paço já não se ouve o sino de São Josépastoreando os fiéis da várzea?Soou o toque do Aragão sobre a cidade?Não não não não não não nãoRio, mágico, dás uma cabriola,teu desenho no ar é nítido como os primeiros grafismos,teu acordar, um feixe de zínias na correnteza esperta do tempoo tempo que humaniza e jovializa as cidades.Rio novo a cada menino que nascea cada casamentoa cada namoradoque te descobre enquanto rio-rindo.assistes ao pobre fluir dos homens e de suas glórias pré-fabricadas.
  7. 7. IIIIrajá Pavuna Ilha do Gato- emudeceram as aldeias gentílicas?A Festa das Canoas dispersou-se?Junto ao Paço já não se ouve o sino de São Josépastoreando os fiéis da várzea?Soou o toque do Aragão sobre a cidade?Não não não não não não nãoRio, mágico, dás uma cabriola,teu desenho no ar é nítido como os primeiros grafismos,teu acordar, um feixe de zínias na correnteza esperta do tempoo tempo que humaniza e jovializa as cidades.Rio novo a cada menino que nascea cada casamentoa cada namoradoque te descobre enquanto rio-rindo.assistes ao pobre fluir dos homens e de suas glórias pré-fabricadas. Formatação: RE
  8. 8. Belas apresentações (slides) em PowerPoint, mensagensmotivadoras, lindas imagens e textos para criar um ambiente dealegria e bem-estar.Receba duas mensagens semanais gratuitas, uma na segunda-feira eoutra na sexta.Basta enviar um e-mail para:powerpointsemanal-subscribe@yahoogrupos.com.br CLIQUE AQUI PARA RECEBER AS MENSAGENSnão precisa escrever nada no e-mail, nem no campo assunto é sóenviar o e-mail e daí a pouco você recebe uma mensagem deconfirmação, clique em responder sem escrever nada no e-mail,clique em Enviar e já estará inscrito(a) para receber as mensagens.Acesse: WWW.PLANETAPOWERPOINT.COM.BR

×