Animação missionária presid. prudente

574 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
574
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Animação missionária presid. prudente

  1. 1. Pe. Altevir,CSSp assessor da dimensão missionária - CNBB
  2. 2. <ul><li>A Igreja é por natureza missionária (AG 2) </li></ul><ul><li>“ As Igrejas Locais, insiram a animação missionária como elemento primordial de sua ação ordinária” </li></ul><ul><li>(RMi 83). </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Linha 2 Ação Missionária </li></ul><ul><li>Organização Missionária da Igreja no Brasil </li></ul><ul><li>Animação Missionária a partir das DGAE 2011-2015 </li></ul>Assuntos a serem abordados
  3. 3. A missão nos leva a conceber a realidade fundamentalmente como história de salvação. «Deus tem um sonho», colocou-o em marcha com a criação, e propôs, a nós, os seres humanos como Utopia e como tarefa. A missão de ser humano é realizar essa Utopia neste mundo.
  4. 4. A escatologia e a encarnação não são duas direções opostas: não se trata de subir ao céu, mas sim de construí-lo na terra. A história da salvação não é uma teoria, mas a salvação da história, da única história (não há duas, uma sagrada e outra profana.
  5. 5. A Missão que temos em mente hoje, não é somente, ou acima de tudo uma «comunicação da verdade», , como foi compreendida durante tantos séculos; proclamação da notícia, anúncio do Evangelho, como é compreendida a Missão contemplada desde o primeiro modelo;
  6. 6. nem é somente tampouco a missão motivada pelo «zelo da salvação das almas» dos pagãos, que estariam em grave perigo de condenação, do segundo modelo nem é somente a missão urgida p ela «implantação da Igreja», única mediação capaz de fazer partícipes aos povos da graça de Deus por meio de seus sacramentos, do terceiro modelo.
  7. 7. A missão que nos anima hoje é uma missão que quer inserir-se «na missão mesma de Deus», que tem um sonho sobre a Humanidade e já o pôs em marcha. É Missão de todos nós, viver e lutar pela Causa do Reino, sermos verdadeiros colaboradores de Deus na realização de seu projeto salvífico para toda a humanidade. E para isto precisamos abertura de coração, vivência da Fé e a partir dela, o testemunho, a prática do amor fraterno, da comunhão eclesial.
  8. 8. Cân. 781 Sendo que a Igreja toda é missionária por sua natureza e que a obra de evangelização é dever fundamental do povo de Deus, todos os fiéis conscientes da própria responsabilidade, assumam cada um a sua parte na obra missionária. Ação Missionária da Igreja e o Código de Direito Canônico
  9. 9. Cân. 781 § 2. Como responsáveis pela Igreja universal e por todas as Igrejas, os Bispos todos tenham especial solicitude pela obra das missões, principalmente despertando, incentivando e sustentando iniciativas missionárias em sua própria Igreja particular.
  10. 10. Cân. 791 Em cada diocese, para favorecer a cooperação missionária; 1° - promovam- se as vocações missionárias; 2° - seja designado um sacerdote para promover eficazmente as iniciativas em favor das missões, sobretudo as Pontifícias Obras Missionárias; 3° - celebre-se o dia anual das missões; 4° - dê-se anualmente, para as missões, conveniente contribuição, que deve ser remetida à Santa Sé.
  11. 11. Quando surgiu a Linha 2, o Vaticano II estava chegando, hoje nas vésperas dos 50 anos, em muitos lugares, ele ainda está a caminho...
  12. 12. O Plano de Pastoral de Conjunto PCC (1966-1970)  Foi o resultado da 7ª Assembléia Geral da CNBB, realizada em Roma, e traçava objetivos gerais e específicos a serem permanentemente atingidos. Concretizava-se em projetos que integrassem o três passos: realidade , reflexão e ação . Procurava unificar todos os aspectos da vida humana e da Missão da Igreja. Surgem, então, as seis &quot;linhas fundamentais de trabalho&quot; que, mais tarde, foram chamadas de dimensões:
  13. 13. As seis LINHAS fundamentais do trabalho que mais tarde foram chamadas de Dimensões 1. Comunitário Participativo 2. Missionária 3. Catequética 4. Litúrgica 5. Ecumênica 6. Profética e Sócio Transformadora
  14. 14. Hoje a CNBB tem 12 Comissões e que estas Dimensões continuam presentes. A Linha 2, hoje tem nome de Comissão Episcopal Pastoral da Ação Missionária e Cooperação Intereclesial. Cujo Presidente é Dom Sérgio Arthur Braschi, bispo da Diocese de Ponta Grossa - PR, e o assessor, sou eu Pe. Altevir, confirmado pelo CP, porém, falta a confirmação da Congregação (Espiritanos).
  15. 15. A Dimensão Missionária dedica uma especial atenção à espiritualidade missionária e deve sempre enfrentar o constante desafio da inculturação da fé, procurando encarnar o Evangelho nas culturas dos povos. Missão Ad Gentes.
  16. 16. Estas finalidades da identidade da Dimensão Missionária são programadas e atendidas por meio de Atividades Permanentes, sob os aspectos da animação , articulação, formação , informação, organização e cooperação missionárias e Projetos específicos, como constam nos Planos Bienais dos Organismos Nacionais da CNBB.
  17. 17. <ul><li>A Dimensão Missionária da CNBB tem se consolidado através da integração com os diversos organismos que estão em sintonia com os seus objetivos. Realiza suas atividades em comunhão com esses organismos. Destacamos entre outros: </li></ul><ul><li>Pontifícias Obras Missionárias </li></ul><ul><li>Os Conselhos Missionários </li></ul><ul><li>Conferência Nacional dos Religiosos do Brasil </li></ul>
  18. 18. As Pontifícias Obras Missionárias O Concílio Vaticano II estabeleceu que as Pontifícias Obras Missionárias ocupem o lugar central na cooperação missionária. “Estas Obras devem ocupar o primeiro lugar por serem capazes de imbuir os católicos, desde a infância, de um sentido verdadeiramente universal e missionário, como também de promover eficaz coleta de ajuda para o bem de todas as missões, conforme a necessidade de cada uma” (Ad Gentes, nº 38).
  19. 19. As Pontifícias Obras Missionárias constituem uma única instituição que compreende quatro Obras distintas: A Pontifícia Obra da Propagação da Fé (1822); A Pontifícia Obra da Infância Missionária (1843); A Pontifícia Obra de São Pedro Apóstolo (1889); A Pontifícia União Missionária (1916).
  20. 20. Conselhos Missionários Conselho Missionário Nacional – COMINA é a Organização Missionária em todos os níveis É a partir do documento do Papa Paulo VI - Eclesiae Sanctae n° 11 - que surge o COMINA (Conselho Missionário Nacional), órgão destinado a despertar, animar, partilhar e vivenciar a dimensão missionária da Igreja no Brasil.
  21. 21. Finalidade dos Conselhos Missionários A finalidade dos Conselhos Missionários é animar, missionariamente, a Igreja do Brasil. Faz parte, também, desta finalidade, reconhecer que toda pastoral, toda ação da Igreja é missionária. Animar missionariamente significa fortalecer esse aspecto de toda pastoral, mas, ao mesmo tempo, convocar a Igreja local a ser &quot;católica&quot;, isto é, universal, e co-responsável pelo anúncio do Evangelho, não somente no próprio meio, mas também no mundo inteiro.
  22. 22. <ul><li>atuar diretamente na animação missionária em forma subsidiária principalmente quando convocados pela CNBB ou por outra Instituição. </li></ul><ul><li>De forma análoga existem os Conselhos Missionários Regionais – COMIREs nos Regionais. Nas Dioceses temos os Conselhos Missionários Diocesanos – COMIDIs e nas paróquias os Conselhos Missionários Paroquiais – COMIPAs. </li></ul>
  23. 23. Outros Organismos e Instituições Missionários também se organizaram missionariamente: a Conferência dos Religiosos no Brasil – CRB, por meio do Grupo de Animação e Reflexão Missionária – GRAM. Os superiores de Institutos Missionários, o Centro Cultural Missionário com os departamentos do Centro de Formação Intercultural - CENFI, Serviço de Colaboração Apostólica Internacional - SCAI e Centro de Animação e Estudos Missionários - CAEM; os Meios de Comunicação Missionários (Revistas);
  24. 24. os Meios de Comunicação Missionários (Revistas), os Leigos Missionários, Cursos de formação missionária em diversos Regionais; o Programa Igrejas-Irmãs com seus projetos e os Projetos Igrejas solidárias com Igrejas de outros países além-fronteiras. Conselho Indigenista Missionário – CIMI, que também celebrou em 2010, 38 anos de fundação, as Santas missões populares e tantos outros que estão se integrando...

×