Cadeira de HISTÓRIA DO PORTO 
Coleção de Manuais da Universidade 
Sénior Contemporânea 
Professor Doutor Artur Filipe dos ...
Jardins e Praças do Porto PRAÇA MOUZINHO DE ALBUQUERQUE (Rotunda da Boavista) 
Artur Filipe dos Santos 
2 
Coleção de Manu...
AUTOR 
Artur Filipe dos Santos 
artursantosdocente@gmail.com 
www.artursantos.no.sapo.pt 
www.politicsandflags.wordpress.c...
A Universidade Sénior Contemporânea 
Web: www.usc.no.sapo.pt 
Email: usc@sapo.pt 
Edições online: www.edicoesuscontemporan...
•A Praça de Mouzinho de Albuquerque, popularmente conhecida como Rotunda da Boavista, é a maior praça da cidade do Porto, ...
Origem do nome 
•Denominada na última década de oitocentos por "Praça de Boavista", o largo, já na altura com forma circul...
•O nome oficial da praça data de 1903 e é uma homenagem a Joaquim Augusto Mouzinho de Albuquerque, uma das mais brilhantes...
•Joaquim Augusto Mouzinho de Albuquerque GOTE, MOVM, ComA, GCIC, (Batalha, 12 de Novembro de 1855 - Lisboa, 8 de Janeiro d...
•GOTE – Grande Colar da Ordem de Torre e Espada 
•MOVM – Medalha de Ouro de Valor Militar 
•ComA – colar da Ordem Militar ...
•Mouzinho de Albuquerque ficou célebre por ter protagonizado a captura do imperador Nguni Gungunhana em Chaimite (1895) 
A...
E pela condução da subsequente campanha de pacificação, isto é de subjugação das populações locais à administração colonia...
•Uma das mais brilhantes figuras militares portuguesas, herói de Chaimite e de Gaza, durante as gloriosas campanhas de Áfr...
•História da Praça Mouzinho 
•A Praça da Boavista abrigava, desde 1876, a feira de São Miguel que, da Cordoaria, para aí h...
•A decisão de ajardinar a praça e de erguer no seu centro um obelisco comemorativo da Guerra Peninsular foi tomada alguns ...
•O Monumento aos Heróis da Guerra Peninsular, projeto do escultor Alves de Sousa e do arquiteto Marques da Silva, tornou-s...
•Nos finais do século XX, a Rotunda albergou durante vários anos a Feira do Livro do Porto e foi um polo importante das Fe...
Mais recentemente foi alvo de uma remodelação, no âmbito da construção da Casa da Música. 
Universidade Sénior Contemporân...
•No centro da praça está o Jardim da Rotunda da Boavista, de forma circular, que se desenvolve em torno do imponente Monum...
•No jardim merecem especial atenção os liquidâmbares, carvalhos, tílias, tulipeiros e algumas palmeiras. 
Artur Filipe dos...
•Também conhecido por Rotunda da Boavista, de forma circular, desenvolve-se em torno do imponente "Monumento de Homenagem ...
•A arborização existente na época na Praça da Boavista abrigava, desde 1876, a feira de S. Miguel, antes instalada na Cord...
•A decisão de ajardinar a Praça e de erguer no seu centro um Obelisco comemorativo da Guerra Peninsular foi tomada alguns ...
•O "Monumento de Homenagem aos Heróis da Guerra Peninsular", projecto do escultor Alves de Sousa e do arquitecto Marques d...
•A “Rotunda” albergou durante vários anos a Feira do Livro e as Festas Sanjoaninas, e sofreu mais recentemente uma remodel...
•Com a instalação deste espaço cultural a seu lado, o Jardim da “Rotunda” ganhou uma nova vivência. 
Artur Filipe dos Sant...
Quer pela sua situação na cidade quer pela sua visibilidade, devido ao monumento que alberga, de grande altitude, a “Rotun...
•Texto de Manuel Pinto Nogueira, Jornal O Público, 29 de Novembro de 2013 
•Do Palácio de Cristal de Rosa Mota sobe-se a r...
•O poder, que aprecia contrariar o povo, chama-lhe Praça de Mouzinho de Albuquerque. O povo não tem nada contra Mouzinho, ...
•Rotunda ou Praça tem ao centro um belo e amplo jardim romântico. Com inúmeras árvores centenárias, carvalhos, tílias, tul...
•Bancos de madeira por ali dispersos onde se lê o Jornal de Notícias, distrai a austeridade, discute as glórias do FC Port...
•O jardim é habitado de História. Solidez dos nossos passado, presente e futuro. E de liberdade. 
Artur Filipe dos Santos ...
Ao centro, uma coluna de 45 metros, obra do arquitecto Marques da Silva. É o monumento mais importante da cidade do Porto....
•Ao cimo, um leão vence e massacra uma águia, ambos enormes. Esta é o símbolo do imperador Napoleão Bonaparte. Sonhou conq...
•A França e a Europa bem lhe pagaram. Morreu doente ou envenenado. Exilado numa ilha do Atlântico Sul povoada de ratos, na...
•O leão é a marca real de Inglaterra. Na coluna, simboliza a aliança luso- britânica que combateu o invasor, pela liberdad...
•A base da coluna de Marques da Silva retrata, traz à memória essa guerra, enfatiza o papel das mulheres nessa luta. Mães ...
•O monumento no centro da Rotunda da Boavista, que homenageia os heróis da Guerra Peninsular, começou a ser construído em ...
•Contudo, só 42 anos depois, em 1951, foi inaugurado. Ao longo desse tempo, a obra contou com a colaboração dos escultores...
•A obra é composta por um pedestal de 45 metros. No topo, um leão, símbolo da vitória do patriotismo português e da valent...
•Bem no centro do jardim da Praça de Mouzinho de Albuquerque, ergue-se este monumento comemorativo aos bravos destas lutas...
Da autoria do arquitecto Marques da Silva e do escultor Alves de Sousa, projecto escolhido dentre os três melhores, esta o...
•Coube à Cooperativa dos Pedreiros o encargo de o erigir, sendo começado em 1909 e apenas inaugurado em 1951. 
Edições Usc...
•Dada a morosidade do tempo de construção e a morte do escultor Alves de Sousa, ainda jovem (38 anos), a obra foi concluíd...
•A coluna de Marques da Silva na Rotunda da Boavista acabou por ser finalizada pela filha, também arquitecta. E inaugurada...
•É composta por um pedestal, de 45 m de altura, rodeado de grupos escultóricos, chegando mesmo, dois deles, a morder a bas...
•Estes, representam cenas de artilharia em movimento, podendo ver-se também soldados ingleses que vieram apoiar Portugal e...
De notar a presença do elemento feminino em todos os grupos: no da frente, uma mulher, a Vitória guiando o povo, empunha, ...
•Completa o conjunto uma alta coluna encimada por um leão (símbolo da bandeira de Inglaterra, que enviou soldados para apo...
•Na base da figura tem figuras de soldados e cenas de factos ligados às guerras napoleónicas, em relevos esculpidos no gra...
•Duas datas, em bronze, como toda a escultura, podem ver-se em duas frentes da base da coluna: MDCCCVIII (1808) e MDCCCIX ...
•Quiosque na Praça Mouzinho de Albuquerque 
Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ 
Coleção ...
•O Quiosque na Praça Mouzinho de Albuquerque é um antigo quiosque na freguesia de Cedofeita, cidade do Porto, em Portugal....
De planta octogonal e construção em madeira, apresenta um estilo Romântico com referências orientais. Em 2005 foi desmonta...
•O quiosque está classificado como Imóvel de Interesse Municipal, na sequência do decreto 2/96, publicado no Diário da Rep...
Bibliografia 
•http://pt.wikipedia.org/wiki/Quiosque_na_Pra%C3%A7a_Mouzinho_de_Albuquerque 
•http://www.visitporto.travel/...
56 
Piada para acabar a aula com boa disposição 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

História do Porto Jardins do Porto - Praça Mouzinho de Albuquerque (Rotunda da Boavista) - Artur Filipe dos Santos - Universidade Sénior Contemporânea

467 visualizações

Publicada em

A Praça de Mouzinho de Albuquerque, popularmente conhecida como Rotunda da Boavista, é a maior praça da cidade do Porto, em Portugal. Denominada na última década de oitocentos por "Praça de Boavista", o largo, já na altura com forma circular, passou a ser vulgarmente chamada por "Rotunda" desde então.

AUTOR
Artur Filipe dos Santos
artursantosdocente@gmail.com
www.artursantos.no.sapo.pt
www.politicsandflags.wordpress.com
 
Artur Filipe dos Santos, Doutorado em Comunicação, Publicidade Relações Públicas e Protocolo, pela Universidade de Vigo, Galiza, Espanha, Professor Universitário, consultor e investigador em Comunicação Institucional e Património, Protocolista, Sociólogo.
Director Académico e Professor Titular na Universidade Sénior Contemporânea, membro da Direção do OIDECOM-Observatório Iberoamericano de Investigação e Desenvolvimento em Comunicação, membro da APEP-Associacao Portuguesa de Estudos de Protocolo. Membro do ICOMOS (International Counsil on Monuments and Sites), consultor da UNESCO para o Património Mundial, membro do Grupo de Investigação em Comunicação (ICOM-X1) da Faculdade de Ciências Sociais e da Comunicação da Universidade de Vigo, membro do Grupo de Investigação em Turismo e Comunicação da Universidade de Westminster. Professor convidado das Escola Superior de Saúde do Insttuto Piaget (Portugal). Orador e palestrante convidado em várias instituições de ensino superior. Formador em Networking e Sales Communication no Network Group +Negócio Portugal.

Web: www.usc.no.sapo.pt
Email: usc@sapo.pt
Edições online: www.edicoesuscontemporanea.webnode.com

A Universidade Sénior Contemporânea é uma instituição vocacionada para a ocupação de tempos livres dos indivíduos que se sintam motivados para a aprendizagem constante de diversas matérias teóricas e práticas,adquirindo conhecimentos em múltiplas áreas, como línguas, ciências sociais, saúde, informática, internet, dança, teatro, entre outras, tendo ainda a oportunidade de participação em actividades como o Grupo de Teatro, Coro da USC, USC Web TV, conferências, colóquios, visitas de estudo. Desenvolve manuais didáticos das próprias cadeiras lecionadas(23), acessivéis a séniores, estudantes e profissionais através de livraria online.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
467
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História do Porto Jardins do Porto - Praça Mouzinho de Albuquerque (Rotunda da Boavista) - Artur Filipe dos Santos - Universidade Sénior Contemporânea

  1. 1. Cadeira de HISTÓRIA DO PORTO Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea Professor Doutor Artur Filipe dos Santos
  2. 2. Jardins e Praças do Porto PRAÇA MOUZINHO DE ALBUQUERQUE (Rotunda da Boavista) Artur Filipe dos Santos 2 Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea
  3. 3. AUTOR Artur Filipe dos Santos artursantosdocente@gmail.com www.artursantos.no.sapo.pt www.politicsandflags.wordpress.com •Artur Filipe dos Santos, Doutorado em Comunicação, Publicidade Relações Públicas e Protocolo, pela Universidade de Vigo, Galiza, Espanha, Professor Universitário, consultor e investigador em Comunicação Institucional e Património, Protocolista, Sociólogo. •Director Académico e Professor Titular na Universidade Sénior Contemporânea, membro da Direção do OIDECOM-Observatório Iberoamericano de Investigação e Desenvolvimento em Comunicação, membro da APEP-Associacao Portuguesa de Estudos de Protocolo. Membro do ICOMOS (International Counsil on Monuments and Sites), consultor da UNESCO para o Património Mundial, membro do Grupo de Investigação em Comunicação (ICOM-X1) da Faculdade de Ciências Sociais e da Comunicação da Universidade de Vigo, membro do Grupo de Investigação em Turismo e Comunicação da Universidade de Westminster. Professor convidado das Escola Superior de Saúde do Insttuto Piaget (Portugal). Orador e palestrante convidado em várias instituições de ensino superior. Formador em Networking e Sales Communication no Network Group +Negócio Portugal. 3 Artur Filipe dos Santos
  4. 4. A Universidade Sénior Contemporânea Web: www.usc.no.sapo.pt Email: usc@sapo.pt Edições online: www.edicoesuscontemporanea.webnode.com •A Universidade Sénior Contemporânea é uma instituição vocacionada para a ocupação de tempos livres dos indivíduos que se sintam motivados para a aprendizagem constante de diversas matérias teóricas e práticas,adquirindo conhecimentos em múltiplas áreas, como línguas, ciências sociais, saúde, informática, internet, dança, teatro, entre outras, tendo ainda a oportunidade de participação em actividades como o Grupo de Teatro, Coro da USC, USC Web TV, conferências, colóquios, visitas de estudo. Desenvolve manuais didáticos das próprias cadeiras lecionadas(23), acessivéis a séniores, estudantes e profissionais através de livraria online. 4 Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt
  5. 5. •A Praça de Mouzinho de Albuquerque, popularmente conhecida como Rotunda da Boavista, é a maior praça da cidade do Porto, em Portugal. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 5 Praça Mouzinho de Albuquerque
  6. 6. Origem do nome •Denominada na última década de oitocentos por "Praça de Boavista", o largo, já na altura com forma circular, passou a ser vulgarmente chamada por "Rotunda" desde então. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 6 Praça Mouzinho de Albuquerque
  7. 7. •O nome oficial da praça data de 1903 e é uma homenagem a Joaquim Augusto Mouzinho de Albuquerque, uma das mais brilhantes figuras militares portuguesas de finais do século XIX e inícios do século XX e governador-geral de Moçambique em 1896 e 1897. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 7 Praça Mouzinho de Albuquerque
  8. 8. •Joaquim Augusto Mouzinho de Albuquerque GOTE, MOVM, ComA, GCIC, (Batalha, 12 de Novembro de 1855 - Lisboa, 8 de Janeiro de 1902) foi um oficial de cavalaria português que ganhou grande fama em Portugal Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 8 Praça Mouzinho de Albuquerque
  9. 9. •GOTE – Grande Colar da Ordem de Torre e Espada •MOVM – Medalha de Ouro de Valor Militar •ComA – colar da Ordem Militar de Avis •GCIC – Grande Cruz da Ordem do Império Colonial Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 9 Praça Mouzinho de Albuquerque
  10. 10. •Mouzinho de Albuquerque ficou célebre por ter protagonizado a captura do imperador Nguni Gungunhana em Chaimite (1895) Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 10 Praça Mouzinho de Albuquerque
  11. 11. E pela condução da subsequente campanha de pacificação, isto é de subjugação das populações locais à administração colonial portuguesa, no território que viria a constituir o actual Moçambique. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 11 Praça Mouzinho de Albuquerque
  12. 12. •Uma das mais brilhantes figuras militares portuguesas, herói de Chaimite e de Gaza, durante as gloriosas campanhas de África (1894-1895), e um dos mais notáveis administradores coloniais Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 12 Praça Mouzinho de Albuquerque
  13. 13. •História da Praça Mouzinho •A Praça da Boavista abrigava, desde 1876, a feira de São Miguel que, da Cordoaria, para aí havia sido transferida. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 13 Praça Mouzinho de Albuquerque
  14. 14. •A decisão de ajardinar a praça e de erguer no seu centro um obelisco comemorativo da Guerra Peninsular foi tomada alguns anos antes da instauração da República. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 14 Praça Mouzinho de Albuquerque
  15. 15. •O Monumento aos Heróis da Guerra Peninsular, projeto do escultor Alves de Sousa e do arquiteto Marques da Silva, tornou-se no elemento identificador e estrutural desta praça. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 15 Praça Mouzinho de Albuquerque
  16. 16. •Nos finais do século XX, a Rotunda albergou durante vários anos a Feira do Livro do Porto e foi um polo importante das Festas Sanjoaninas. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 16 Praça Mouzinho de Albuquerque Praça Mouzinho de Albuquerque e Cemitério de Agramonte – foto de Carlos Romão – início dos anos 80 de Séc. XX – ainda se vê a "remise" dos STCP, onde está hoje a Casa da Música, e o Mercado do Bom Sucesso.
  17. 17. Mais recentemente foi alvo de uma remodelação, no âmbito da construção da Casa da Música. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 17 Praça Mouzinho de Albuquerque
  18. 18. •No centro da praça está o Jardim da Rotunda da Boavista, de forma circular, que se desenvolve em torno do imponente Monumento aos Heróis da Guerra Peninsular. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 18 Praça Mouzinho de Albuquerque
  19. 19. •No jardim merecem especial atenção os liquidâmbares, carvalhos, tílias, tulipeiros e algumas palmeiras. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 19 Praça Mouzinho de Albuquerque
  20. 20. •Também conhecido por Rotunda da Boavista, de forma circular, desenvolve-se em torno do imponente "Monumento de Homenagem aos Heróis da Guerra Peninsular" que se eleva, no seu centro, da autoria Marques da Silva. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 20 Praça Mouzinho de Albuquerque
  21. 21. •A arborização existente na época na Praça da Boavista abrigava, desde 1876, a feira de S. Miguel, antes instalada na Cordoaria. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 21 Praça Mouzinho de Albuquerque VER: http://portoarc.blogspot.pt/2013/01/bairros- da-cidade-xxvii.html
  22. 22. •A decisão de ajardinar a Praça e de erguer no seu centro um Obelisco comemorativo da Guerra Peninsular foi tomada alguns anos antes da instauração da República. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 22 Praça Mouzinho de Albuquerque
  23. 23. •O "Monumento de Homenagem aos Heróis da Guerra Peninsular", projecto do escultor Alves de Sousa e do arquitecto Marques da Silva, tornou-se no elemento identificador e estrutural desta Praça. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 23 Praça Mouzinho de Albuquerque
  24. 24. •A “Rotunda” albergou durante vários anos a Feira do Livro e as Festas Sanjoaninas, e sofreu mais recentemente uma remodelação, no âmbito da construção da Casa da Música, sua vizinha. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 24 Praça Mouzinho de Albuquerque
  25. 25. •Com a instalação deste espaço cultural a seu lado, o Jardim da “Rotunda” ganhou uma nova vivência. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 25 Praça Mouzinho de Albuquerque
  26. 26. Quer pela sua situação na cidade quer pela sua visibilidade, devido ao monumento que alberga, de grande altitude, a “Rotunda” é sempre uma referência na cidade! Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 26 Praça Mouzinho de Albuquerque Ver: http://doportoenaoso.blogspot.pt/2011/04/os-planos-para-o-porto-dos-almadas-aos.html
  27. 27. •Texto de Manuel Pinto Nogueira, Jornal O Público, 29 de Novembro de 2013 •Do Palácio de Cristal de Rosa Mota sobe-se a rua do escritor e poeta portuense Júlio Dinis até ao cimo. Desemboca-se numa larga praça circular: a Rotunda da Boavista. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 27 Praça Mouzinho de Albuquerque
  28. 28. •O poder, que aprecia contrariar o povo, chama-lhe Praça de Mouzinho de Albuquerque. O povo não tem nada contra Mouzinho, mas desrespeita o poder que o desrespeita. Rotunda da Boavista. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 28 Praça Mouzinho de Albuquerque
  29. 29. •Rotunda ou Praça tem ao centro um belo e amplo jardim romântico. Com inúmeras árvores centenárias, carvalhos, tílias, tulipeiros, palmeiras. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 29 Praça Mouzinho de Albuquerque
  30. 30. •Bancos de madeira por ali dispersos onde se lê o Jornal de Notícias, distrai a austeridade, discute as glórias do FC Porto, olha o trânsito sempre intenso. Medita, pensa a vida. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 30 Praça Mouzinho de Albuquerque
  31. 31. •O jardim é habitado de História. Solidez dos nossos passado, presente e futuro. E de liberdade. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 31 Praça Mouzinho de Albuquerque
  32. 32. Ao centro, uma coluna de 45 metros, obra do arquitecto Marques da Silva. É o monumento mais importante da cidade do Porto. Revive as Guerras Peninsulares, as Invasões Francesas. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 32 Praça Mouzinho de Albuquerque
  33. 33. •Ao cimo, um leão vence e massacra uma águia, ambos enormes. Esta é o símbolo do imperador Napoleão Bonaparte. Sonhou conquistar a Europa. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 33 Praça Mouzinho de Albuquerque
  34. 34. •A França e a Europa bem lhe pagaram. Morreu doente ou envenenado. Exilado numa ilha do Atlântico Sul povoada de ratos, na mais profunda solidão. Onde, diz a lenda, ficcionava em delírio um império circunscrito a uma ilha inóspita. Santa Helena. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 34 Praça Mouzinho de Albuquerque
  35. 35. •O leão é a marca real de Inglaterra. Na coluna, simboliza a aliança luso- britânica que combateu o invasor, pela liberdade e solo pátrio. Transmite a vitória da coragem e liberdade ante a opressão. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 35 Praça Mouzinho de Albuquerque
  36. 36. •A base da coluna de Marques da Silva retrata, traz à memória essa guerra, enfatiza o papel das mulheres nessa luta. Mães desesperadas, mulheres que se afogam, empunham a bandeira, lutam, empurram o canhão. A beleza e coragem femininas na luta pela liberdade! Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 36 Praça Mouzinho de Albuquerque
  37. 37. •O monumento no centro da Rotunda da Boavista, que homenageia os heróis da Guerra Peninsular, começou a ser construído em 1909, com a participação do arquitecto Marques da Silva e do escultor Alves de Sousa. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 37 Praça Mouzinho de Albuquerque
  38. 38. •Contudo, só 42 anos depois, em 1951, foi inaugurado. Ao longo desse tempo, a obra contou com a colaboração dos escultores Henrique Moreira e Sousa Caldas. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 38 Praça Mouzinho de Albuquerque
  39. 39. •A obra é composta por um pedestal de 45 metros. No topo, um leão, símbolo da vitória do patriotismo português e da valentia portuense, está por cima de uma águia, que simboliza o Império Napoleónico. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 39 Praça Mouzinho de Albuquerque
  40. 40. •Bem no centro do jardim da Praça de Mouzinho de Albuquerque, ergue-se este monumento comemorativo aos bravos destas lutas. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 40 Praça Mouzinho de Albuquerque
  41. 41. Da autoria do arquitecto Marques da Silva e do escultor Alves de Sousa, projecto escolhido dentre os três melhores, esta obra levou alguns anos a ser concluída. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 41 Praça Mouzinho de Albuquerque
  42. 42. •Coube à Cooperativa dos Pedreiros o encargo de o erigir, sendo começado em 1909 e apenas inaugurado em 1951. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 42 Praça Mouzinho de Albuquerque
  43. 43. •Dada a morosidade do tempo de construção e a morte do escultor Alves de Sousa, ainda jovem (38 anos), a obra foi concluída sob a direcção dos escultores Henrique Moreira e Sousa Caldas. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 43 Praça Mouzinho de Albuquerque
  44. 44. •A coluna de Marques da Silva na Rotunda da Boavista acabou por ser finalizada pela filha, também arquitecta. E inaugurada em Maio de 1952. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 44 Praça Mouzinho de Albuquerque
  45. 45. •É composta por um pedestal, de 45 m de altura, rodeado de grupos escultóricos, chegando mesmo, dois deles, a morder a base. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 45 Praça Mouzinho de Albuquerque
  46. 46. •Estes, representam cenas de artilharia em movimento, podendo ver-se também soldados ingleses que vieram apoiar Portugal e a intervenção das gentes do povo na luta e o desastre da «Ponte das Barcas». Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 46 Praça Mouzinho de Albuquerque
  47. 47. De notar a presença do elemento feminino em todos os grupos: no da frente, uma mulher, a Vitória guiando o povo, empunha, na mão esquerda, a bandeira nacional e, na direita, uma espada. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 47 Praça Mouzinho de Albuquerque
  48. 48. •Completa o conjunto uma alta coluna encimada por um leão (símbolo da bandeira de Inglaterra, que enviou soldados para apoiar os portugueses na sua vitória) sobre uma águia que derruba (esta é o símbolo do império de Napoleão). Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 48 Praça Mouzinho de Albuquerque
  49. 49. •Na base da figura tem figuras de soldados e cenas de factos ligados às guerras napoleónicas, em relevos esculpidos no granito. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 49 Praça Mouzinho de Albuquerque
  50. 50. •Duas datas, em bronze, como toda a escultura, podem ver-se em duas frentes da base da coluna: MDCCCVIII (1808) e MDCCCIX (1809). Ainda no pedestal, estão apostas as armas da cidade. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 50 Praça Mouzinho de Albuquerque
  51. 51. •Quiosque na Praça Mouzinho de Albuquerque Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 51 Praça Mouzinho de Albuquerque
  52. 52. •O Quiosque na Praça Mouzinho de Albuquerque é um antigo quiosque na freguesia de Cedofeita, cidade do Porto, em Portugal. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 52 Praça Mouzinho de Albuquerque
  53. 53. De planta octogonal e construção em madeira, apresenta um estilo Romântico com referências orientais. Em 2005 foi desmontado para restauro. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 53 Praça Mouzinho de Albuquerque
  54. 54. •O quiosque está classificado como Imóvel de Interesse Municipal, na sequência do decreto 2/96, publicado no Diário da República de 6 de Março. •Actualmente o quiosque encontra-se na Praça da Liberdade. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 54 Praça Mouzinho de Albuquerque
  55. 55. Bibliografia •http://pt.wikipedia.org/wiki/Quiosque_na_Pra%C3%A7a_Mouzinho_de_Albuquerque •http://www.visitporto.travel/visitar/paginas/descobrir/DetalhesPOI.aspx?POI=1873 •http://www.publico.pt/local/noticia/porto-a-rotunda-da-boavista-1614404 •http://pt.wikipedia.org/wiki/Monumento_aos_Her%C3%B3is_da_Guerra_Peninsular_(Porto) •http://cct.portodigital.pt/gen.pl?sid=cct.sections/15151013&fokey=cct.jardins/314 •http://pt.wikipedia.org/wiki/Jardim_da_Rotunda_da_Boavista •http://www.portugalvivo.com/sabia-que-o-monumento-da-boavista-1120.html •http://www.oportoencanta.com/2013/01/as-cenas-de-um-monumento-com- tanta.html •http://portoarc.blogspot.pt/2013/01/bairros-da-cidade-xxvii.html •http://doportoenaoso.blogspot.pt/2011/04/os-planos-para-o-porto-dos-almadas- aos.html 55
  56. 56. 56 Piada para acabar a aula com boa disposição 

×