Cadeira de
HISTÓRIA DO PORTO
Coleção de Manuais da Universidade
Sénior Contemporânea
Professor Doutor
Artur Filipe dos San...
Jardins e Praças do Porto
JARDIM DO CARREGAL
Artur Filipe dos Santos
2
Coleção de Manuais da Universidade
Sénior Contempor...
AUTOR
Artur Filipe dos Santos
artursantosdocente@gmail.com
www.artursantos.no.sapo.pt
www.politicsandflags.wordpress.com
•...
A Universidade Sénior
Contemporânea
Web: www.usc.no.sapo.pt
Email: usc@sapo.pt
Edições online: www.edicoesuscontemporanea....
• O Jardim do Carregal,
cujo nome oficial é
Jardim de Carrilho
Videira localiza-se na
freguesia de Miragaia,
na cidade e D...
• Construído em 1897 pelo
jardineiro paisagista
Jerónimo Monteiro da
Costa, o antigo jardim do
Carregal foi considerado
um...
• O seu nome actual é
uma homenagem ao
activista do movimento
republicano dos finais
do século XIX, Carrilho
Videira.
Ediç...
• Recentemente
qualificado, é um jardim
romântico. Apesar da
sua diminuta área,
reúne uma preciosa
coleção do coníferas.
A...
• Em 2009 foi inaugurada
no jardim uma estátua
do professor Abel
Salazar da autoria do
escultor Hélder
Carvalho.
Universid...
José Carrlho Videira
• José Carrilho Videira
(Marvão, 6 de
Novembro de 1845 —
Marvão, 25 de Agosto
de 1905) foi um
intelec...
• Nasceu em Marvão a 6
de Novembro de 1845,
filho de João Carrilho
Videira e de Teresa de
Jesus Paula e Sequeira.
Aos deza...
• Realiza os seus estudos
no Liceu de Portalegre,
e ali inicia a colaboração
na imprensa,
começando por
escrever na Gazeta...
• Entre 1865 e 1868,
realiza os estudos
preparatórios em
Coimbra, e, de forma
anónima, encarrega-se
de diversas
correspond...
• Cerca de 1868
abandona Coimbra, e
frequenta a Academia
Politécnica do Porto.
Artur Filipe dos Santos
Coleção de Manuais ...
• Em 1869 instala-se em
Lisboa e matricula-se na
Escola Médico Cirúrgica,
que frequenta durante
dois anos.
Universidade Sé...
• Abandona o curso para
se dedicar à profissão
de livreiro e editor,
fundando em 1871 a
Nova Livraria
Internacional.
Ediçõ...
• O editor começou por
militar no Centro
Promotor dos
Melhoramentos das
Classes Laboriosas, mais
tarde fundou a
Internacio...
• Na livraria de Carrilho Videira, na Rua
do Arsenal, nº 96, começam a afluir
um conjunto de jovens escritores e
outros co...
• Fundou em Maio de
1873, na sequência da
proclamação da
República em Espanha,
o Centro Republicano
Federal de Lisboa.
Edi...
• Com os seus parcos
recursos desenvolveu
uma actividade notória
ao publicar dezenas de
opúsculos de
propaganda. [Cf.
Maga...
• Ele e muitos republicanos
aspiravam a um ideal de
República que, acreditavam,
se podia conseguir por duas
formas: “derra...
• e formando em todos os
pontos do país pequenos
núcleos de união (até mesmo
de três indivíduos) ou centros
políticos que ...
• Um dos aspectos mais
curiosos do seu
pensamento de base
federalista foi a divisão
de Portugal “formado
por Estados do No...
• Carrilho Videira,
desagradado com
sucessivos fracassos e
desavindo com muitos
dos seus
correligionários, afasta-
se grad...
• O Jardim do Carregal data
de 1897 e foi traçado por
Jerónimo Monteiro da
Costa. É considerado por
alguns o último Jardim...
• Destacam-se as árvores
resinosas que lhe dão
um ambiente que
lembra as florestas de
montanha, e ainda os
cedros, as sequ...
• De realçar a escultura
do médico, professor,
investigador e artista
Abel Salazar, da autoria
do escultor Helder de
Carva...
• Em 1908 era chamado
de Jardim do Duque de
Beja.
Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/
Col...
• Possui algumas das espécies de coníferas mais raras a
nível mundial, com destaque para uma Araucária Bidwilly
(Bunya Bun...
• No mesmo jardim
existem outras espécie
tão ou mais raras que
valerá a pena descobrir.
Universidade Sénior Contemporânea ...
• O Jardim foi reabilitado
aquando da construção
do Túnel de Ceuta e
integra um
compartimento
subterrâneo com todo o
equip...
• Abel de Lima Salazar
(Guimarães, 19 de Julho
de 1889 — Lisboa, 29
de Dezembro de 1946)
foi um médico,
professor, investi...
• As suas obras artísticas, com
referências sociais,
antecipam o movimento
neorrealista na pintura
portuguesa. O reputado
...
• Em 1909 Abel Salazar
entra na Escola Médico-
Cirúrgica do Porto e em
1915 conclui o curso de
Medicina apresentando
a sua...
• Com 30 anos - em 1918 -
é nomeado Professor
Catedrático de Histologia
e Embriologia na
Faculdade de Medicina da
Universi...
• Como investigador,
contribuiu,
nomeadamente, com
trabalhos relativos à
estrutura e evolução do
ovário acabando por
criar...
• Entre 1919 e 1925 o seu
trabalho torna-se
internacionalmente
conhecido e publicado
em várias revistas
científicas
intern...
• Em 1928, ao fim de 10
anos de trabalho profícuo
em condições adversas
como vem proclamando
sistematicamente, Abel
Salaza...
• Em 1931 regressa à
faculdade mas encontra
já o seu gabinete
desmantelado e o
instituto que fundara
encontrava-se
pratica...
• Nos anos que se
seguiram ao reinício da
vida activa, reconstruiu
o laboratório e
prosseguiu o trabalho
nas suas diversas...
• Em 1935 é afastado da
sua cátedra, do
laboratório, é proibido de
frequentar a biblioteca e
de ausentar-se do País
pela P...
• Com o seu afastamento
forçado da vida académica,
Abel Salazar desenvolve em
sua casa uma produção
artística variada: gra...
Bibliografia
• http://pt.wikipedia.org/wiki/Jardim_do_Carregal
• http://www.visitporto.travel/visitar/paginas/viagem/Detal...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

História do Porto - Jardim do Carregal - Professor Doutor Artur Filipe dos Santos - Universidade Sénior Contemporânea

288 visualizações

Publicada em

O Jardim do Carregal, cujo nome oficial é Jardim de Carrilho Videira localiza-se na freguesia de Miragaia, na cidade e Distrito do Porto.
Construído em 1897 pelo jardineiro paisagista Jerónimo Monteiro da Costa, o antigo jardim do Carregal foi considerado uma das suas obras mais bem sucedidas, pois alguns dos exemplares de vegetação ali existentes são únicos nos jardins da cidade do Porto.

AUTOR
Artur Filipe dos Santos
artursantosdocente@gmail.com
www.artursantos.no.sapo.pt
www.politicsandflags.wordpress.com
Artur Filipe dos Santos, Doutorado em Comunicação, Publicidade Relações Públicas e Protocolo, pela Universidade de Vigo, Galiza, Espanha, Professor Universitário, consultor e investigador em Comunicação Institucional e Património, Protocolista, Sociólogo.
Director Académico e Professor Titular na Universidade Sénior Contemporânea, membro da Direção do OIDECOM-Observatório Iberoamericano de Investigação e Desenvolvimento em Comunicação, membro da APEP-Associacao Portuguesa de Estudos de Protocolo. Membro do ICOMOS (International Counsil on Monuments and Sites), consultor da UNESCO para o Património Mundial, membro do Grupo de Investigação em Comunicação (ICOM-X1) da Faculdade de Ciências Sociais e da Comunicação da Universidade de Vigo, membro do Grupo de Investigação em Turismo e Comunicação da Universidade de Westminster. Professor convidado das Escola Superior de Saúde do Insttuto Piaget (Portugal). Orador e palestrante convidado em várias instituições de ensino superior. Formador em Networking e Sales Communication no Network Group +Negócio Portugal.

A Universidade Sénior Contemporâne
Web: www.usc.no.sapo.pt
Email: usc@sapo.pt
Edições online: www.edicoesuscontemporanea.webnode.com

A Universidade Sénior Contemporânea é uma instituição vocacionada para a ocupação de tempos livres dos indivíduos que se sintam motivados para a aprendizagem constante de diversas matérias teóricas e práticas,adquirindo conhecimentos em múltiplas áreas, como línguas, ciências sociais, saúde, informática, internet, dança, teatro, entre outras, tendo ainda a oportunidade de participação em actividades como o Grupo de Teatro, Coro da USC, USC Web TV, conferências, colóquios, visitas de estudo. Desenvolve manuais didáticos das próprias cadeiras lecionadas(23), acessivéis a séniores, estudantes e profissionais através de livraria online.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
288
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História do Porto - Jardim do Carregal - Professor Doutor Artur Filipe dos Santos - Universidade Sénior Contemporânea

  1. 1. Cadeira de HISTÓRIA DO PORTO Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea Professor Doutor Artur Filipe dos Santos
  2. 2. Jardins e Praças do Porto JARDIM DO CARREGAL Artur Filipe dos Santos 2 Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea
  3. 3. AUTOR Artur Filipe dos Santos artursantosdocente@gmail.com www.artursantos.no.sapo.pt www.politicsandflags.wordpress.com • Artur Filipe dos Santos, Doutorado em Comunicação, Publicidade Relações Públicas e Protocolo, pela Universidade de Vigo, Galiza, Espanha, Professor Universitário, consultor e investigador em Comunicação Institucional e Património, Protocolista, Sociólogo. • Director Académico e Professor Titular na Universidade Sénior Contemporânea, membro da Direção do OIDECOM-Observatório Iberoamericano de Investigação e Desenvolvimento em Comunicação, membro da APEP-Associacao Portuguesa de Estudos de Protocolo. Membro do ICOMOS (International Counsil on Monuments and Sites), consultor da UNESCO para o Património Mundial, membro do Grupo de Investigação em Comunicação (ICOM-X1) da Faculdade de Ciências Sociais e da Comunicação da Universidade de Vigo, membro do Grupo de Investigação em Turismo e Comunicação da Universidade de Westminster. Professor convidado das Escola Superior de Saúde do Insttuto Piaget (Portugal). Orador e palestrante convidado em várias instituições de ensino superior. Formador em Networking e Sales Communication no Network Group +Negócio Portugal. 3
  4. 4. A Universidade Sénior Contemporânea Web: www.usc.no.sapo.pt Email: usc@sapo.pt Edições online: www.edicoesuscontemporanea.webnode.com • A Universidade Sénior Contemporânea é uma instituição vocacionada para a ocupação de tempos livres dos indivíduos que se sintam motivados para a aprendizagem constante de diversas matérias teóricas e práticas,adquirindo conhecimentos em múltiplas áreas, como línguas, ciências sociais, saúde, informática, internet, dança, teatro, entre outras, tendo ainda a oportunidade de participação em actividades como o Grupo de Teatro, Coro da USC, USC Web TV, conferências, colóquios, visitas de estudo. Desenvolve manuais didáticos das próprias cadeiras lecionadas(23), acessivéis a séniores, estudantes e profissionais através de livraria online. 4
  5. 5. • O Jardim do Carregal, cujo nome oficial é Jardim de Carrilho Videira localiza-se na freguesia de Miragaia, na cidade e Distrito do Porto. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 5 Jardim do Carregal
  6. 6. • Construído em 1897 pelo jardineiro paisagista Jerónimo Monteiro da Costa, o antigo jardim do Carregal foi considerado uma das suas obras mais bem sucedidas, pois alguns dos exemplares de vegetação ali existentes são únicos nos jardins da cidade do Porto. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 6 História Jardim do Carregal
  7. 7. • O seu nome actual é uma homenagem ao activista do movimento republicano dos finais do século XIX, Carrilho Videira. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 7 Jardim do Carregal
  8. 8. • Recentemente qualificado, é um jardim romântico. Apesar da sua diminuta área, reúne uma preciosa coleção do coníferas. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 8 Jardim do Carregal
  9. 9. • Em 2009 foi inaugurada no jardim uma estátua do professor Abel Salazar da autoria do escultor Hélder Carvalho. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 9 Jardim do Carregal
  10. 10. José Carrlho Videira • José Carrilho Videira (Marvão, 6 de Novembro de 1845 — Marvão, 25 de Agosto de 1905) foi um intelectual, escritor, editor e político ligado ao movimento republicano dos finais do século XIX. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 10 Jardim do Carregal
  11. 11. • Nasceu em Marvão a 6 de Novembro de 1845, filho de João Carrilho Videira e de Teresa de Jesus Paula e Sequeira. Aos dezasseis anos abandona a vida agrícola, que seu pai exerce, porque era proprietário abastado. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 11 Jardim do Carregal
  12. 12. • Realiza os seus estudos no Liceu de Portalegre, e ali inicia a colaboração na imprensa, começando por escrever na Gazeta de Portalegre, o primeiro periódico impresso naquela cidade. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 12 Jardim do Carregal
  13. 13. • Entre 1865 e 1868, realiza os estudos preparatórios em Coimbra, e, de forma anónima, encarrega-se de diversas correspondências para jornais, e em especial para a Correspondência de Portugal. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 13 Jardim do Carregal
  14. 14. • Cerca de 1868 abandona Coimbra, e frequenta a Academia Politécnica do Porto. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 14 Jardim do Carregal
  15. 15. • Em 1869 instala-se em Lisboa e matricula-se na Escola Médico Cirúrgica, que frequenta durante dois anos. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 15 Jardim do Carregal
  16. 16. • Abandona o curso para se dedicar à profissão de livreiro e editor, fundando em 1871 a Nova Livraria Internacional. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 16 Jardim do Carregal
  17. 17. • O editor começou por militar no Centro Promotor dos Melhoramentos das Classes Laboriosas, mais tarde fundou a Internacional Operária, em Lisboa [Cf. Fernando Catroga, O Republicanismo em Portugal. Da Formação ao 5 de Outubro de 1910, FLUC, Coimbra, 1991]. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 17 Jardim do Carregal
  18. 18. • Na livraria de Carrilho Videira, na Rua do Arsenal, nº 96, começam a afluir um conjunto de jovens escritores e outros consagrados onde pontificavam José Falcão, Gilberto Rola, Elias Garcia, Rodrigues de Freitas, Gomes Leal, Nobre França, Silva Lisboa, Silva Pinto e Eduardo Maia, defensores da democratização da vida política portuguesa, que discutiam as novas ideias: a República, o federalismo, a democracia … [Magalhães Lima, In Memoriam do Doutor Teófilo Braga, Imp. Nacional, Lisboa, 1934]. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 18 Jardim do Carregal
  19. 19. • Fundou em Maio de 1873, na sequência da proclamação da República em Espanha, o Centro Republicano Federal de Lisboa. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 19 Jardim do Carregal
  20. 20. • Com os seus parcos recursos desenvolveu uma actividade notória ao publicar dezenas de opúsculos de propaganda. [Cf. Magalhães Lima, Episódios da Minha Vida. Memórias documentadas …, Livraria Universal, Lisboa, 1928]. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 20 Jardim do Carregal
  21. 21. • Ele e muitos republicanos aspiravam a um ideal de República que, acreditavam, se podia conseguir por duas formas: “derramando e propagando os princípios modernos, as noções reais e positivas das coisas, e o conhecimento dos direitos individuais e colectivos por meio da imprensa, de jornais, de livros e folhetos, de conferências públicas, etc.; Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 21 Jardim do Carregal
  22. 22. • e formando em todos os pontos do país pequenos núcleos de união (até mesmo de três indivíduos) ou centros políticos que procedam à agremiação dos novos elementos e preparem forças para fazerem manifestações republicanas na urna ou de qualquer outro modo legal”. [Carrilho Videira e Teixeira Bastos, Catecismo Republicano para uso do Povo, apud Amadeu Carvalho Homem, A Propaganda Republicana (1870-1910), Coimbra, 1990] Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 22 Jardim do Carregal
  23. 23. • Um dos aspectos mais curiosos do seu pensamento de base federalista foi a divisão de Portugal “formado por Estados do Norte, Centro, Sul e Algarve e ainda por mais uns tantos Estados Ultramarinos”. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 23 Jardim do Carregal
  24. 24. • Carrilho Videira, desagradado com sucessivos fracassos e desavindo com muitos dos seus correligionários, afasta- se gradualmente da vida política e dedica-se à publicação de obras literárias ou científicas Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 24 Jardim do Carregal
  25. 25. • O Jardim do Carregal data de 1897 e foi traçado por Jerónimo Monteiro da Costa. É considerado por alguns o último Jardim Romântico do Porto com características oitocentistas, distinguindo-se o lago serpenteante ao centro, atravessado por uma ponte, rodeado de árvores frondosas. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 25 Jardim do Carregal
  26. 26. • Destacam-se as árvores resinosas que lhe dão um ambiente que lembra as florestas de montanha, e ainda os cedros, as sequóias e araucárias. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 26 Jardim do Carregal
  27. 27. • De realçar a escultura do médico, professor, investigador e artista Abel Salazar, da autoria do escultor Helder de Carvalho. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 27 Jardim do Carregal
  28. 28. • Em 1908 era chamado de Jardim do Duque de Beja. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 28 Jardim do Carregal Duque de Beja, título consagrado ao terceiro filho do monarca.
  29. 29. • Possui algumas das espécies de coníferas mais raras a nível mundial, com destaque para uma Araucária Bidwilly (Bunya Bunya) de origem Australiana de que existem mais dois exemplares no Porto (Jardim da Cordoaria e outro jardim particular), como particularidade têm pinhas gigantes (com cerca de 30cm e 10kg?!), muito perigosas quando caem!(desenvolvem-se de 2 em 2 anos entre Julho e Agosto), têm pinhões com 5cm que foram a base da alimentação dos Aborigenes durante séculos. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 29 Jardim do Carregal
  30. 30. • No mesmo jardim existem outras espécie tão ou mais raras que valerá a pena descobrir. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 30 Jardim do Carregal
  31. 31. • O Jardim foi reabilitado aquando da construção do Túnel de Ceuta e integra um compartimento subterrâneo com todo o equipamento de controlo do Túnel bem como de gestão de tráfego. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 31 Jardim do Carregal
  32. 32. • Abel de Lima Salazar (Guimarães, 19 de Julho de 1889 — Lisboa, 29 de Dezembro de 1946) foi um médico, professor, investigador, pintor e resistente ao regime salazarista português que trabalhou e viveu no Porto. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 32 Abel Salazar
  33. 33. • As suas obras artísticas, com referências sociais, antecipam o movimento neorrealista na pintura portuguesa. O reputado Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto presta-lhe homenagem e suas pinturas com suas referências sociais antecipa o movimento neo-realista na pintura Português. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 33 Abel Salazar
  34. 34. • Em 1909 Abel Salazar entra na Escola Médico- Cirúrgica do Porto e em 1915 conclui o curso de Medicina apresentando a sua tese inaugural “Ensaio de Psicologia Filosófica” que acaba classificada com 20 valores. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 34 Abel Salazar
  35. 35. • Com 30 anos - em 1918 - é nomeado Professor Catedrático de Histologia e Embriologia na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, acabando por fundar e dirigir o Instituto de Histologia e Embriologia da universidade, um modesto centro de estudos. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 35 Abel Salazar
  36. 36. • Como investigador, contribuiu, nomeadamente, com trabalhos relativos à estrutura e evolução do ovário acabando por criar o agora célebre, e ainda utilizado, método de coloração tano- férrico de Salazar. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 36 Abel Salazar
  37. 37. • Entre 1919 e 1925 o seu trabalho torna-se internacionalmente conhecido e publicado em várias revistas científicas internacionais, participando em numerosos congressos no estrangeiro. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 37 Abel Salazar
  38. 38. • Em 1928, ao fim de 10 anos de trabalho profícuo em condições adversas como vem proclamando sistematicamente, Abel Salazar sofre um esgotamento e interrompe a sua actividade durante quatro anos para se tratar. Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 38 Abel Salazar
  39. 39. • Em 1931 regressa à faculdade mas encontra já o seu gabinete desmantelado e o instituto que fundara encontrava-se praticamente ao abandono e desprovido da biblioteca, entretanto absorvida por Anatomia. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 39 Abel Salazar
  40. 40. • Nos anos que se seguiram ao reinício da vida activa, reconstruiu o laboratório e prosseguiu o trabalho nas suas diversas áreas de interesse, tais como a Ciência, a Arte e a Filosofia. Artur Filipe dos Santos Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 40
  41. 41. • Em 1935 é afastado da sua cátedra, do laboratório, é proibido de frequentar a biblioteca e de ausentar-se do País pela Portaria de 5 de Junho desse ano, dada "a influência deletéria da sua acção pedagógica sobre a mocidade universitária". Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.no.sapo.pt Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 41
  42. 42. • Com o seu afastamento forçado da vida académica, Abel Salazar desenvolve em sua casa uma produção artística variada: gravura, pintura mural, pintura a óleo de paisagens, retratos, ilustração da vida da mulher trabalhadora e da mulher parisiense, aguarelas, desenhos, caricaturas, escultura e cobres martelados, muitos hoje expostos na Casa-Museu Abel Salazar. Edições Uscontemporanea - http://edicoes-uscontemporanea.webnode.pt/ Coleção de Manuais da Universidade Sénior Contemporânea 42
  43. 43. Bibliografia • http://pt.wikipedia.org/wiki/Jardim_do_Carregal • http://www.visitporto.travel/visitar/paginas/viagem/DetalhesPOI.as px?POI=1876 • http://ruasdoporto.blogspot.pt/2006/06/jardim-do-carregal.html • http://wikimapia.org/3485108/pt/Jardim-do-Carregal • http://arepublicano.blogspot.pt/2007/08/jos-carrilho-videira- nasceu-em-marvo-6.html • http://arepublicano.blogspot.pt/2007/08/jos-carrilho-videira- nasceu-em-marvo-6.html • http://arepublicano.blogspot.pt/2007/08/jos-carrilho-videira-parte- ii-alem-do.html • http://pt.wikipedia.org/wiki/Abel_Salazar • http://sigarra.up.pt/icbas/pt/web_page.inicial • http://cmas.up.pt/ 43

×