Uso de Testosterona Tópica antes da Cirurgias de Hipospádia – Avaliação Histológica dos efeitos na Neovascularização Carlo...
INTRODUÇÃO <ul><li>Hipospádia </li></ul><ul><li>Fusão incompleta das pregas uretrais  </li></ul><ul><li>Caracterização :  ...
INTRODUÇÃO <ul><li>Cirurgia de hipospádia x Efeito Psicossexual </li></ul>Dificuldade na relação (40%) não gostam do resul...
INTRODUÇÃO <ul><li>Vascularização </li></ul><ul><li>Importância da melhora da vascularização tecidual </li></ul><ul><ul><l...
Objetivos <ul><li>Hipospádia </li></ul><ul><li>COM x SEM aplicação de Testosterona Tópica  </li></ul><ul><ul><ul><li>Neofo...
Pacientes e Métodos <ul><li>Amostra </li></ul><ul><li>Critérios de Inclusão </li></ul><ul><ul><li>Crianças pré-puberes </l...
MÉTODOS 26 Meninos com Hipospádia G 1  – sem testosterona G2  – creme propionato de testosterona 1% 2x / dia - 30 dias His...
MÉTODOS <ul><li>Contadem Absoluta </li></ul><ul><li>Três campos 200X </li></ul><ul><ul><li>Contado o número absoluto de va...
RESULTADOS p < 0.001 p < 0.001
RESULTADOS Grupo 1 Grupo 2 34 μm 34 μm
CONCLUSÕES <ul><li>Creme de propionato de testosterona 1% produz: </li></ul><ul><li>NEOVASCULARIZAÇÃO </li></ul><ul><li>Co...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Uso de Testosterona Tópica antes da Cirurgias de Hipospádia – Avaliação Histológica dos efeitos na Neovascularização

2.430 visualizações

Publicada em

Uso de Testosterona Tópica antes da Cirurgias de Hipospádia – Avaliação Histológica dos efeitos na Neovascularização

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.430
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Uso de Testosterona Tópica antes da Cirurgias de Hipospádia – Avaliação Histológica dos efeitos na Neovascularização

  1. 1. Uso de Testosterona Tópica antes da Cirurgias de Hipospádia – Avaliação Histológica dos efeitos na Neovascularização Carlos Eduardo P. F. Ferrarez, Andre N. Bastos, Leonardo R. S. Oliveira, Jose Murillo B. Netto, André A. Figueiredo, Luciano A. Favorito Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF Minas G e rais - Brasil nipu Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa em Urologia
  2. 2. INTRODUÇÃO <ul><li>Hipospádia </li></ul><ul><li>Fusão incompleta das pregas uretrais </li></ul><ul><li>Caracterização : </li></ul><ul><li>Defeito ventral da uretra </li></ul><ul><li>Curvatura congênita ventral do pênis (Chordee) </li></ul><ul><li>Capuz dorsal de prepúcio </li></ul>Incidência 1 a cada 125 nascimentos masculinos LUND; ENGEBJERG, et al., 2009
  3. 3. INTRODUÇÃO <ul><li>Cirurgia de hipospádia x Efeito Psicossexual </li></ul>Dificuldade na relação (40%) não gostam do resultado estético MUREAU; SLIIPER, et al., 1995 <ul><li>Estimulação andrógena têm sido aplicada </li></ul><ul><ul><li>Melhorar o resultado estético </li></ul></ul><ul><ul><li>Reduzir complicações </li></ul></ul>Crescimento peniano facilita a correção cirúrgica MONFORT; LUCAS, 1982; DAVITS; VAN DEN AKER, et al., 1993
  4. 4. INTRODUÇÃO <ul><li>Vascularização </li></ul><ul><li>Importância da melhora da vascularização tecidual </li></ul><ul><ul><li>Pele mais vascularizada = pele mais nutrida e oxigenada </li></ul></ul><ul><ul><li> melhor cicatrização </li></ul></ul><ul><ul><li>ICHIOKA; ANDO, et al., 2008 </li></ul></ul><ul><ul><li>Cicatriz de melhor qualidade – menor chance de complicações </li></ul></ul><ul><ul><li>DINAR; AGIR, et al., 2008 </li></ul></ul>Literatura Sugere melhor vascularização Avaliação empírica
  5. 5. Objetivos <ul><li>Hipospádia </li></ul><ul><li>COM x SEM aplicação de Testosterona Tópica </li></ul><ul><ul><ul><li>Neoformação vascular </li></ul></ul></ul>
  6. 6. Pacientes e Métodos <ul><li>Amostra </li></ul><ul><li>Critérios de Inclusão </li></ul><ul><ul><li>Crianças pré-puberes </li></ul></ul><ul><ul><li>Ausências de outras anomalias genitais </li></ul></ul><ul><ul><li>Sem história de cirurgia peniana prévia </li></ul></ul>
  7. 7. MÉTODOS 26 Meninos com Hipospádia G 1 – sem testosterona G2 – creme propionato de testosterona 1% 2x / dia - 30 dias Histologia e Immunohistoquímica Randomização
  8. 8. MÉTODOS <ul><li>Contadem Absoluta </li></ul><ul><li>Três campos 200X </li></ul><ul><ul><li>Contado o número absoluto de vasos e obtido o valor médio </li></ul></ul><ul><li>Densidade de Volume </li></ul><ul><li>Pontos ciclóides sobrepostos às imagens observadas no vídeo </li></ul><ul><ul><li>VV= PP/PT </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>PP: número de vasos que tocaram cada um dos 16 pontos ciclóides </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>PT: número total de pontos </li></ul></ul></ul>Fator von Willebrand
  9. 9. RESULTADOS p < 0.001 p < 0.001
  10. 10. RESULTADOS Grupo 1 Grupo 2 34 μm 34 μm
  11. 11. CONCLUSÕES <ul><li>Creme de propionato de testosterona 1% produz: </li></ul><ul><li>NEOVASCULARIZAÇÃO </li></ul><ul><li>Com aumento em: </li></ul><ul><li>Número absoluto de vasos </li></ul><ul><li>Densidade Volume de Vasos Sanguíneos </li></ul>

×