Projeto muilticentrico em humanos com sitracc

701 visualizações

Publicada em

Projeto muilticentrico em humanos com sitracc

Publicada em: Saúde e medicina, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
701
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto muilticentrico em humanos com sitracc

  1. 1. Projeto Brasileiro Multiinstitucional -Cirurgias endoscópicas transumbelicais em humanos utilizando Single port - SITRACC
  2. 2. Autores Mirandolino Batista Mariano Gilvan Neiva Fonseca Cláudio Miguel Pinto Morales Milton Tatsuo Tanaka Fernando Meyer
  3. 3. Instituições 1.Universidade Federal de Goiás – GO 2. Universidade de Passo Fundo- RS 3. Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre -RS 4. Master Clínica de Cascavel-PR 5. Pontificia Universidade Católica do Paraná- PR
  4. 4. INTRODUÇÃO <ul><li>2004 - KALOO </li></ul><ul><li>primeira publicação em animais </li></ul><ul><li>orificios naturais- transgástrica- notes </li></ul><ul><li>2004 - RAO </li></ul><ul><li>primeira publicação em humanos </li></ul><ul><li>orificios naturais - transgástrica – notes </li></ul><ul><li>(apendicectomia apresentada em congresso) </li></ul>
  5. 5. INTRODUÇÃO <ul><li>2007 - Clayman </li></ul><ul><li>NOTES NEPHRECTOMY: INITIAL LABORATORY EXPERIENCE </li></ul><ul><li>Ralph V. Clayman1, Geoffrey N. Box1, Jose Benito A. Abraham1, Hak J. Lee1, - Journal Endourology -Jun 2007 </li></ul>
  6. 6. Diretrizes –Nova York <ul><li>ASGE- American Society of Gastrointestinal Endoscopists </li></ul><ul><li>SAGES - Society of American Gastrointestinal Endoscopic Surgeons) </li></ul><ul><li>Documento : “ White Paper” </li></ul>
  7. 7. Diretrizes –Nova York <ul><li>Documento : White Paper </li></ul><ul><li>Passos a serem seguidos nas pesquisas </li></ul><ul><li>Acesso peritonial </li></ul><ul><li>Fechamento do estômago </li></ul><ul><li>Prevenção de infecção </li></ul><ul><li>Dispositivos de sutura </li></ul><ul><li>Orientação espacial </li></ul>
  8. 8. Diretrizes –São Paulo <ul><li>Sobracil </li></ul><ul><li>CBC </li></ul><ul><li>CBCD </li></ul><ul><li>Coloprocto </li></ul><ul><li>Bariátrica </li></ul><ul><li>Documento : CARTA DE ORIENTAÇÃO </li></ul><ul><li>REALIZAR PROCEIMENTOS EM HUMANOS APÓS APROVAÇÃO DA COMISSÃO DE ÉTICA DO HOSPITAL </li></ul><ul><li>Objetivo: “Não queimar o método” </li></ul>
  9. 9. Diretrizes –São Paulo <ul><li>Documento : Carta de orientação </li></ul><ul><li>Passos a serem seguidos nas pesquisas </li></ul><ul><li>REALIZAR PROCEDIMENTOS EM HUMANOS APÓS APROVAÇÃO </li></ul><ul><li>DA COMISSÃO DE ÉTICA DO HOSPITAL </li></ul><ul><li>Objetivo: “Não queimar o método” </li></ul>
  10. 10. Brasil <ul><li>2006 </li></ul><ul><li>Nosso grupo iniciou pesquisas nessa área </li></ul><ul><li>Realizando procedimento híbrido (histerectomia em cadela por técnica mista - via vaginal e umbelical) </li></ul><ul><li>Nefrectomia em suinos por acesso único </li></ul><ul><li>(umbilical ou lombar) </li></ul><ul><li>Conclusão do primeiro estudo: o instrumental necessitava </li></ul><ul><li>evoluir. Passamos a buscar alternativas </li></ul>
  11. 11. Literatura- (Terminologia) <ul><li>1. LESS Surgery (Laparo Endoscopic Single Site surgery ) </li></ul><ul><li>2. SPA (single port access) </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>3. SPL (single port Laparoscopy) </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>4. SPE (single port endoscopic surgery) </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>5. E-NOTES * 14 SPIS </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>6. TUPS * 15 SILS </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>7. SPLS * 16 SLIP </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>8. SPELS * 17 Mini-Laparoscopy </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>9. SPS </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>10. MIS PORT </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>11. SPE ARS </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>12 TULAS </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>13 SITRACC ( Single trocar Access) </li></ul></ul></ul></ul>
  12. 12. LESS <ul><li>Laparo Endoscopic Single Site surgery </li></ul>
  13. 13. O projeto Projeto Brasileiro Multiinstitucional -Cirurgias endoscópicas transubelicais em humanos utilizando Single port - SITRACC Autores: Mirandolino Batista Mariano, Gilvan Neiva Fonseca, Cláudio Miguel Pinto Morales, Milton Tanaka, Fernando Meyer Instituição : Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás, Universidade de Passo Fundo- RS, Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, Master Clínica de Cascavel-PR, Pontificia Universidade Católica do Paraná- PR,
  14. 14. Projeto SITRACC <ul><li>Em 2007 : objetivos </li></ul><ul><li>1. desenvolver instrumentos para cirurgia </li></ul><ul><li>urológica. </li></ul><ul><li>2. aprimorar instrumentos existentes </li></ul><ul><li>( não serviam para a urologia) </li></ul>
  15. 15. Sitracc (inicio)
  16. 16. <ul><li>Elaboramos um protocolo e iniciamos um estudo multiinstitucional no Brasil </li></ul>
  17. 17. <ul><li>4.1. CRITÉRIOS DE INCLUSÃO: </li></ul><ul><li>- Pacientes portadores de rim atrófico com indicação de tratamento cirúrgico </li></ul>
  18. 18. <ul><li>. CRITÉRIOS DE EXCLUSÃO: </li></ul><ul><li>Cirurgias abdominais prévias no andar superior </li></ul><ul><li>do abdome </li></ul><ul><li>Coagulopatia </li></ul><ul><li>Impossibilidade de ser submetido à anestesia </li></ul><ul><li>geral </li></ul><ul><li>Incapacidade de se adequar às necessidades do </li></ul><ul><li>estudo ou de entregar consentimento informado </li></ul><ul><li>válido </li></ul><ul><li>- Não aceitação para participação no estudo </li></ul>
  19. 19. Ficha de avaliação Número:______ Paciente:______________________ Idade:_____ Sexo:_______ Data da Cirurgia:___/____/_______ Hospital:______________________ Diagnóstico:___________________ Cirurgia Realizada:______________ Cirurgião:_____________________ Auxiliares:_____________________ Tempo operatório:______________ Tratamento do pedículo renal:_____ Cilps ( ) Nós ( ) Outro ( ) Tratamento do ureter____________ Sangramento__________________ Tempo de internação____________ Intercorrências operatórias_____________________________________________________ Necessidade de outro trocarte________________________________________________________ Conversão __Porque_______________________________________________________ Complicações__________________________________________________________________________________ Assinatura do cirurgião
  20. 20. Sitracc atual aprovado Anvisa 12 de janeiro de 2009
  21. 25. Casuística <ul><li>Realizamos 15 nefrectomias em suinos no período de treinamento 2007- 2008 utilizando a primeira geração de instrumentos em Curitiba e Passo Fundo. </li></ul><ul><li>Sugerimos modificações </li></ul>
  22. 26. Casuística <ul><li>Realizamos 13 nefrectomias em humanos no período de treinamento 2008- 2009 </li></ul>
  23. 27. <ul><li>Idade: .....................................35 anos (29 – 60 ) </li></ul><ul><li>Sexo:........................................ 10 Fem. e 3 Mas. </li></ul><ul><li>Tempo cirúrgico:.............. 2:15 hs (1:52- 2:40 hs) </li></ul><ul><li>Sangramento: ......................150 ml (50-180 ml) </li></ul><ul><li>Internação: ..............................36 hs (24 a 72 hs) </li></ul><ul><li>Ausência de complicações e óbitos </li></ul>
  24. 28. <ul><li>Conclusão: O SITRACC mostrou-se adequado para a realização de nefrectomia em rins atróficos pelo portal único (LESS) </li></ul>
  25. 29. <ul><li>obrigado </li></ul><ul><li>Urovideo.org </li></ul>

×