Formação Territorial Do Brasil

62.278 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Negócios
5 comentários
45 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
62.278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
569
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
89
Comentários
5
Gostaram
45
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formação Territorial Do Brasil

  1. 1. BrasilFormação Territorial e Atividades Econômicas Prof. Luciano Pessanha
  2. 2. Geografia . Aula 021.Formação territorial brasileira1.1 Será que o Brasil sempre teve essa cara? BRASIL: DIMENSÕES CONTINENTAIS DIVERSIDADE NATURAL (CLIMÁTICA, FAUNA E FLORA, RELEVO) RIQUEZA MINERAL E HIDRICA GRANDES FRONTEIRAS MARÍTIMAS VARIEDADE CULTURAL EXTENSA FAIXA LITORÂNEA CONTRASTES DEMOGRÁFICOS, AMBIENTAIS E ECONÔMICOS
  3. 3. Vamos fazer uma viagem no tempo para ver como o Brasil setransformou?1.2 Transformações espaciais no Brasil ao longo dos séculos: SÉCULO XV SÉCULO XVI SÉCULO XVII SÉCULO XVIII SÉCULO XIX SÉCULO XX
  4. 4. BRASIL – SÉCULO XV1.3 Características gerais:• Território desconhecido• Era habitado por “ameríndios”• Possuía clima diferente da Europa• Natureza praticamente intocada• Seus limites iam do Oceano Atlântico até a linha de Tordesilhas• Para facilitar o controle da região foi criado o sistema das capitanias hereditárias• Riqueza imediata: Pau-Brasil (Mata Atlântica)O corte das árvores e o seu transporte para os navioseram feitos pelos indígenas. Em troca, eles recebiamroupas coloridas, espelhos, canivetes, facas, etc.O pau-brasil só podia ser explorado com aautorização do rei de Portugal. Por isso o pau-brasilera um monopólio do rei. VOLTA
  5. 5. Pau-brasil ou Ibirapitanga
  6. 6. BRASIL – SÉCULO XVI1.4 Características gerais:• Início do processo de povoamento;• Organização das capitanias de Pernambuco, Bahia e São Vicente com Salvador virando capital da Colônia• Economia canavieira e intensificação do corte de pau-brasil• Plantation• Desmatamento para cultivo de cana de açúcar• Tentativa frustrada de escravizar o índio e início da mão de obra escrava africana já utilizada em Madeira e São Tomé (Triangulo da Escravidão)• Ampliação da ocupação litorânea• Inicia-se a ultrapassagem do tratado de Tordesilhas• Preocupação na ocupação do litoral para não perder terras para a Espanha VOLTA
  7. 7. COMÉRCIO TRIÂNGULAR DA ESCRAVIDÃO
  8. 8. CAPITANIA DE PERNAMBUCO
  9. 9. BRASIL – SÉCULO XVII1.5 Características gerais:• Ocupação das áreas do nordeste pelos holandeses• Intensificação das bandeiras para o interior da colônia (OCUPAÇÃO DE NOVAS ÁREAS)• Ocupação seguia linhas hidrográficas• Exploração das drogas do sertão dando início a ocupação amazônica via rio• Intensificação da ocupação do interior (INTRODUÇÃO DA PECUÁRIA NO SEMI- ÁRIDO NORDESTINO ONDE O SOLO ERA IMPRÓPRIO PARA CULTIVO DE CANA)• Dificuldade de locomoção no interior da colônia (relevo ) – CONSTRUÇÃO DE ESTRADAS PARA O INTERIOR• Valorização da mão de obra• Intensificação da destruição da vegetação litorânea• Decadência do mercado de açúcar (AÇÚCAR NAS ANTILHAS HOLANDESAS)• Crescimento do mercado mineiro e da pecuária VOLTA
  10. 10. AÇÚCAR BRASILEIRO X AÇUCAR ANTILHANO
  11. 11. BRASIL – SÉCULO XVIII1.6 Características gerais: Interiorização intensificada Diversificação econômica Melhoria na infra- estrutura de transportes Investimentos maciços na mineração (tropeiros) Surgimento de grandes centros urbanos Várias alterações de fronteiras e tratados Guerras e disputas por territórios Aparecimento dos primeiros desequilíbrios ambientais VOLTA
  12. 12. BRASIL – SÉCULO XIX1.7 Características gerais:• Consolidação da economia cafeeira• Concentração da produção em função do centro administrativo• Ampliação da malha ferroviária• Decadência da economia mineira• Abolição da escravidão• Inicio da decadência do café• Indústria nacional• Crescimento da população urbana e dos fluxos migratórios VOLTA
  13. 13. BRASIL – SÉCULO XX1.8 Características gerais: Reorganização administrativa Crescimento urbano interiorizado Redirecionamento dos fluxos migratórios internos Agravamento de problemas ambientais Comprometimento dos recursos hídricos Crescimento da área marítima (1988 – 200 milhas náuticas) Exploração da borracha (látex) no Norte VOLTA
  14. 14. Questão de Concurso(ENEM-2010) As secas e o apelo econômico da borracha — produto que no final do século XIXalcançava preços altos nos mercados internacionais — motivaram a movimentação de massashumanas oriundas do Nordeste do Brasil para o Acre. Entretanto, até o início do século XX, essaregião pertencia à Bolívia, embora a maioria da sua população fosse brasileira e não obedecesse àautoridade boliviana. Para reagir à presença de brasileiros, o governo de La Paz negociou oarrendamento da região a uma entidade internacional, o Bolivian Syndicate, iniciando violentasdisputas dos dois lados da fronteira. O conflito só terminou em 1903, com a assinatura do Tratadode Petrópolis, pelo qual o Brasil comprou o território por 2milhões de libras esterlinas. DISPONÍVEL em: www.mre.gov.br. Acesso em: 03 nov. 2008Compreendendo o contexto em que ocorreram os fatos apresentados, o Acre tornou-se parte doterritório nacional brasileiro:a) pela formalização do Tratado de Petrópolis, que indenizava o Brasil pela sua anexação.b) por meio do auxílio do Bolivian Syndicate aos emigrantes brasileiros na região.c) devido à crescente emigração de brasileiros que exploravam os seringais.d) em função da presença de inúmeros imigrantes estrangeiros na região.e) pela indenização que os emigrantes brasileiros pagaram à Bolívia.

×