Endomarketing e cultura organizacional aula 3

176 visualizações

Publicada em

Endomarketing e Cultura Organizacional - Aula 3

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
176
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Endomarketing e cultura organizacional aula 3

  1. 1. Endomarketing Ueliton Leonidio Aula 3 – Cultura Organizacional Community is Everything: How to Build Your Tribe
  2. 2. “Você pode sonhar, criar, desenhar e construir o lugar mais maravilhoso do mundo. Mas é necessário ter pessoas para transformar seu sonho em realidade.” Walt Disney
  3. 3. Cultura e Clima Organizacional Entre clima e cultura há uma relação de causalidade. A cultura sendo a causa e o clima a consequência. Clima e cultura são fenômenos intangíveis, apesar de se manifestarem de forma concreta.
  4. 4. Cultura e Clima Organizacional “O clima é o indicador do grau de satisfação dos membros de uma empresa, em relação a diferentes aspectos da cultura ou realidade aparente da organização, tais como políticas de RH, modelo de gestão, missão da empresa, processo de comunicação, valorização profissional e identificação com a empresa.”(BERGAMINI E CODA, 1997)
  5. 5. Cultura e Clima Organizacional Costa, 2010, p. 49 “A cultura é um sistema de crenças (como as coisas funcionam) e valores (o que é importante) compartilhados (vivenciado por todos) e que interagem com (penetrações nos sistemas e subsistemas) as pessoas, as estruturas e mecanismos de controle para produzir (efeitos) as normas de comportamento características daquela organização (como fazemos as coisas por aqui).”(MOURA, 1995)
  6. 6. Cultura e Clima Organizacional Costa, 2010, p. 49 Cultura organizacional constitui o entendimento que os funcionários compartilham, seus valores, as crenças que determinam como a empresa deve funcionar, não existindo culturas organizacionais boas ou más, onde a cultura reforça as propostas da organização (WALLACH, 1983).
  7. 7. Cultura e Clima Organizacional “Cultura organizacional é o conjunto de pressupostos básicos que um grupo inventou, descobriu ou desenvolveu ao aprender como lidar com os problemas de adaptação externa e integração interna e que funciona bem o suficiente para serem considerados válidos e ensinados a novos membros como a forma correta de perceber, pensar e sentir em relação a esses problemas.” (SCHEIN, 1992)
  8. 8. Cultura e Clima Organizacional Costa, 2010, p. 49 A força da cultura de uma organização está no grau de consenso que os membros têm sobre quais normas prevalecem e quais valores são de maior importância. (NYSTROM, 1993)
  9. 9. ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL
  10. 10. • São crenças e conceitos básicos em uma organização sobre os quais resultados seriam desejados. É um guia para o comportamento diário. Podem ser materializados em slogans que comunicam como a empresa deseja ser vista pela sociedade, ou seja, revela seu posicionamento (FREITAS, 1991) ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL
  11. 11. • Normalmente são implícitas, reveladas pelos valores individualmente, por isso as empresas podem estabelecer um conjunto de normas que norteiam o comportamento humano na organização. Podem determinar as ideias, atitudes e comportamentos do grupo materializadas nas relações. (FREITAS, 1991) ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL
  12. 12. Conjunto de atividades planejadas com consequências práticas, materializando a cultura em diversas finalidades: ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL • ritos de reforço, celebração do cumprimento de metas; • ritos de integração, na busca da integração social; • ritos de redução de conflitos, na restauração do equilíbrio nos relacionamentos; • rito de passagem, na introdução ou promoção dentro da empresa. (GUILIANI, 2005)
  13. 13. • Representam exemplos de ações administrativas ocorridas no passado que geraram a atual filosofia administrativa. São advindas de ocorrências anteriores.Numa organização as histórias de acidentes podem servir de mapa, diretriz de trabalho desde que as ações administrativas tomadas em seguida sirvam de exemplo para o futuro. (GUILIANI, 2005) ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL
  14. 14. Quando acontece algum fato desagradável na empresa, os assuntos a ele relacionados tornam-se tabus. Por exemplo, revanches de funcionários contra seus superiores podem ser consideradas tabus, assuntos sobre os quais não se conversa, são evitados, pois podem representar maus exemplos. (GUILIANI, 2005) ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL
  15. 15. É importante distinguir entre os heróis natos, que vinculados à direção da organização, que em algum momento contribuíram para seu crescimento – e os heróis criados, que vencem metas dentro da organização e recebem prêmios como “o vendedor do ano”, “operário padrão”. Servem de exemplo para todos na organização, seus desempenhos definem padrões a serem seguidos. São referências. (GUILIANI, 2005) ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL
  16. 16. São sintetizadas após a definição das crenças, pressupostos, avaliação de valores compatíveis da organização, definição do que é tabu; são comunicadas formalmente. Podem ser definidas normas para produção, comportamento, contratação e demissão de funcionários. (GUILIANI, 2005) ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL
  17. 17. Na comunicação empresarial podem-se identificar alguns papéis desempenhados pelas pessoas informalmente, tais como: ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL • contadores de histórias: “tipicamente ocupam posições em que se tem acesso a grande volume de informações”. Têm o poder de mudar a realidade distorcendo os fatos ou interpretando-os à sua maneira ao narrar as histórias; • padres: também repassam as histórias, porém preocupando-se em manter o grupo unido e buscando soluções principalmente morais. Comumente este papel exige anos de trabalho sério; (GUILIANI, 2005)
  18. 18. • confidentes: os confidentes constroem vastos relacionamentos na organização, por meio dos quais conseguem efetivar propostas. Posicionam-se sempre atrás do poder, sendo capazes de adivinhar as intenções do chefe; • fofoqueiros: são figuras que se comportam de maneira que reproduzam com detalhes fatos da vida alheia. Geralmente não são levados a sério, podendo até ser utilizados pela categoria administrativa para disseminação de fatos que a ela seja conveniente; ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL • conspiradores: constituem grupos de pessoas que se reúnem para execução de planos em comum. Estabelecem metas e agem de comum acordo, com atitudes previamente planejadas. (GUILIANI, 2005)
  19. 19. • Podem ser “materiais ou verbais”; materializam o sentido que a organização julga importante e representativo do que crê ser a empresa, os seus modos de funcionamento ou a sua identidade (FREITAS, 1991)ELEMENTOS DA CULTURA ORGANIZACIONAL
  20. 20. Clima Organizacional • O comportamento das pessoas decorre do clima, portanto impactos negativos sensibilizam não somente pessoas, mas a longo prazo a organização também (GUILIANI, 2005) • “Em organizações de sucesso encontra-se o casamento perfeito entre a estratégia e a sua aplicação. Entre o que a empresa planeja e o que as pessoas percebem como benefício” (BISPO, 2004)
  21. 21. Clima Organizacional • Três aspectos importantes: 1. Satisfação dos funcionários: que se remete ao grau de satisfação dos trabalhadores em relação ao clima de uma empresa. 2. Percepção dos funcionários: trata-se da percepção dos colaboradores sobre aspectos que podem influenciá-lo positiva ou negativamente. 3. Cultura organizacional: cultura e clima, a cultura influenciando o clima de uma empresa.
  22. 22. Benefícios • Redução da rotatividade • Redução de conflitos internos • Alinhar a cultura com as ações efetivas da empresa • Otimizar a comunicação • Otimizar os investimentos em treinamento e desenvolvimento • Integrar os diversos processos e áreas funcionais Clima Organizacional
  23. 23. Clima Organizacional No processo de análise cultural são levantados e analisados basicamente os seguintes parâmetros (MARIOTTI, 1996): 1) Objetivos, Missão, Visão de Futuro: verifica-se até que ponto os membros têm consciência de como realmente a organização é, das suas atividades, sua posição na comunidade, seus planos a curto, médio e longo prazo, no que acredita. Sem essa consciência não há o que compartilhar, consequentemente não há motivação e nem possibilidade de aumento da produtividade. 2) Auto-avaliação: refere-se à autocrítica, sinceridade de propósitos, motivação. Consiste em um dos indicadores de resistência à mudança.
  24. 24. Clima Organizacional 3) Espaço criativo: fornece informações sobre incentivo de ideias novas. 4) Comunicação, fluxo de informações e linguagem: estado atual das comunicações interpessoais, comunicações, linguagem verbal e não verbal, excesso de burocracia, conflitos, organograma formal e informal, receptividade da chefia em relação a ideias novas, fatores que geram medo ou desconforto. 5) Processos, operações, tecnologia: visão sistêmica, conhecimento e obsolescência de produtos e serviços, estilo e ritmo de produção, vendas. 6) Relações interpessoais e comportamento: conhecimento das relações interpessoais, sem a resolução de conflitos, torna- se difícil qualquer implementação ou melhoria.
  25. 25. Clima Organizacional 7) Imaginário organizacional: o imaginário refere-se ao conjunto de potenciais de criatividade, solução de conflitos, convivência com mudanças etc. O objetivo é levantar informações que permitam trabalhar formas intuitivas da cultura que conscientemente não é manifestada. 8) Níveis de estresse: dada a inseparabilidade da vida pessoal com o trabalho é importante conciliar ambos, além de verificar as dificuldades que as pessoas encontram em verbalizar seus problemas. 9) Prioridades: avaliar até que ponto as prioridades pessoais coincidem com as da empresa. 10) Desejos de mudança: averiguam-se desejos de mudança na cultura da empresa.
  26. 26. De forma prática 1. Ter apoio da alta direção 2. A equipe responsável deve planejar e buscar indicadores que deseja acompanhar e atributos que querem analisar 3. Garantir a confidencialidade dos dados 4. Comunicar como, quando e por que será realizada a pesquisa 5. Não pergunte demais 6. Aferir o clima através de pesquisa junto aos colaboradores 7. Avaliar o que é necessário 8. Divulgar o resultado para toda a empresa 9. Montar um plano de ação 10. Monitorar o clima com pesquisas periódicas e Vincule com uma meta, por exemplo, manter clima organizacional acima de XX%. Tudo que é ganho de forma fácil não é valorizado. Tem de ser conquistado pelos colaboradores.
  27. 27. Aspectos, atributos e indicadores
  28. 28. Aspectos, atributos e indicadores
  29. 29. Estudo de Caso

×