UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA
DISCIPLINA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA

Hematoma Intra Aórti...
1-INTRODUÇÃO
• Hematoma intramural-sangramento na parede da aorta
média sem ruptura inicial da íntima e formação falsa luz...
1-Introdução
• Síndrome aguda da aorta:
2-Patogenia
• O evento inicial de ‘IMH’ aguda permanece desconhecida

• Pode ser traumática (pós-cate, pós-angioplastia......
2-Patogenia
• Camadas da aorta
2-Patogenia
Hematoma X Dissecção
3-Classificação
➢

Proximal –envolve aorta ascendente ( equivale a tipo A)

➢ Distal –envolve aorta descendente (Tipo B)

...
4-Epidemiologia
• Hipertensos (principalmente mal controlados)
• Idosos
• Menos prevalente na sídrome de Marfan

• Envolve...
4-Epidemiologia
•

Dados sugestivos de prognóstico: Diâmetro da aorta
hematoma

e espessura do

• Pode estimar os resultad...
4-Epidemiologia
• Pacientes com hematoma intramural: maior taxa reabsorção(10%) se comparado a
dissecção

• Reabsorção com...
4-Epidemiologia
• A reabsorção é uma descoberta importante, com tratamento clínico

a
reabsorção ou desaparecimento de dis...
5-Diagnóstico
• Semelhante da dissecção
• A sintomatologia clínica pode ser virtualmente indistinguível da
dissecção aguda...
5-Diagnóstico
• Ecotransesofágico: fazer diagnóstico diferencial com dissecção
(compressão da luz verdadeira) Sem-100% + E...
Imagem-TC : IMH x Dissecção

TC revela um hematoma intramural (IMH) da aorta
ascendente localizados principalmente na pare...
Imagem-TC : IMH→ Regressão
Imagem-RNM

O IMH está apareceu como um
espessamento da parede da aorta
estendido no arco aórtico comprimindo
a origem da ...
6-História natural e preditores para o progresso e as complicações

• Controvérsias sobre a história natural de IMH aguda
...
6-História natural e preditores para o progresso e as complicações

➢ segundo bibliografia internacional
1) Regressão
2) P...
6-História natural e preditores para o progresso e as complicações
N=168

Nienaber CA, von Kodolitsch Y, Petersen B, Loose...
6-História natural e preditores para o progresso e as complicações

➢ N:168

➢ the International Registry of Aortic Dissec...
7-Tratamento
7-Tratamento
• Tipo B: cirurgia não é a primeira escolha exceto em casos:dor
persistente, dilatação maior 05 cm em aorta d...
8-Paciente
• Evoluiu com hematoma intra aórtico, pós-angioplastia de subclávia
esquerda
• Apresenta dor recorrente
• Não h...
8-Paciente
Questões importantes:
➢ B-bloqueador: paciente apresenta broncoespasmo persistente e DPOC de
dificil controle ....
8-Paciente
Questões importantes:
➢ Sintomas podem ter várias causas: DRGE , arrtimia ou
hematoma
➢ Investiga dor típica (v...
azer?
que F
O
9-Programação de alta
Hematoma Intra Aórtico
Hematoma Intra Aórtico
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Hematoma Intra Aórtico

656 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
656
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hematoma Intra Aórtico

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA DISCIPLINA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA Hematoma Intra Aórtico Julliana R3 Geriatria
  2. 2. 1-INTRODUÇÃO • Hematoma intramural-sangramento na parede da aorta média sem ruptura inicial da íntima e formação falsa luz • Pertence a “ síndrome aguda da aorta " junto a : de úlcera aterosclerótica penetrante (UPA) e da dissecção aguda da aorta clássica
  3. 3. 1-Introdução • Síndrome aguda da aorta:
  4. 4. 2-Patogenia • O evento inicial de ‘IMH’ aguda permanece desconhecida • Pode ser traumática (pós-cate, pós-angioplastia...) • Eventos deflagradores envolvendo camada média: • • • Ruptura espontânea ‘vasa vasorum’ Lesão(‘fratura’) de placa aterosclerótica Ulcera penetrante aterosclerótica
  5. 5. 2-Patogenia • Camadas da aorta
  6. 6. 2-Patogenia Hematoma X Dissecção
  7. 7. 3-Classificação ➢ Proximal –envolve aorta ascendente ( equivale a tipo A) ➢ Distal –envolve aorta descendente (Tipo B) ou ➢ Tipo I -Lúmen aórtico liso , diâmetro inferior a 3,5 cm, a espessura da parede é maior do que 0,5 cm ➢ Tipo II – Aorta com aterosclerose e com calcificações,irregularidades na parede, diâmetro maior 3,5 cm , espessura média da parede é 1,3 cm variando 0,6-4 cm
  8. 8. 4-Epidemiologia • Hipertensos (principalmente mal controlados) • Idosos • Menos prevalente na sídrome de Marfan • Envolve mais frequentemente aorta descendente ( diferente da disseção) →50% a 85%
  9. 9. 4-Epidemiologia • Dados sugestivos de prognóstico: Diâmetro da aorta hematoma e espessura do • Pode estimar os resultados adversos → dissecção da aorta, cirurgia e morte • Acompanhamento com exames de imagem marcantes no processo de remodelação natural mostraram diferenças
  10. 10. 4-Epidemiologia • Pacientes com hematoma intramural: maior taxa reabsorção(10%) se comparado a dissecção • Reabsorção completa do hematoma sem intervenção cirúrgica foi observada mesmo em doentes com hematoma intramural envolvendo a aorta ascendente, e o desenvolvimento ou a progressão para dissecção ocorre num número limitado de pacientes
  11. 11. 4-Epidemiologia • A reabsorção é uma descoberta importante, com tratamento clínico a reabsorção ou desaparecimento de dissecção aórtica proximal é quase inimaginável. • Na dissecção clássica→ a aorta de duplo canal persistente com o desenvolvimento frequente de aneurisma da aorta devido ao fluxo ininterrupto de comunicação entre o verdadeiro e o falso lúmen é o mais comum e esperado processo de remodelação sem intervenção cirúrgica • A história natural distinta sob tratamento médico em dissecção da aorta e hematoma intramural pode ser uma pista para apoiar a ideia de que estas são duas entidades distintas doenças.
  12. 12. 5-Diagnóstico • Semelhante da dissecção • A sintomatologia clínica pode ser virtualmente indistinguível da dissecção aguda • Dor precordial (Tipo A), interescapular com irradiação para porção anterior (Tipo B) • Lesão hepática e renal não são habituais
  13. 13. 5-Diagnóstico • Ecotransesofágico: fazer diagnóstico diferencial com dissecção (compressão da luz verdadeira) Sem-100% + Esp-91% Operador dependente • AngioTc aorta com contraste • RNM –superior por avaliar → placas aterosclerose + espessura da parede→ importante para prognóstico • ECG→ diagnóstico diferencial de dor torácica
  14. 14. Imagem-TC : IMH x Dissecção TC revela um hematoma intramural (IMH) da aorta ascendente localizados principalmente na parede ânterolateral (seta). O hematoma é apareceu como um espessamento da parede da aorta.
  15. 15. Imagem-TC : IMH→ Regressão
  16. 16. Imagem-RNM O IMH está apareceu como um espessamento da parede da aorta estendido no arco aórtico comprimindo a origem da artéria inominada
  17. 17. 6-História natural e preditores para o progresso e as complicações • Controvérsias sobre a história natural de IMH aguda • Pode progredir ou regredir • IMH da aorta é considerado como um precursor da dissecção • Considerando IMH reabsorção tem sido relatada em apenas 10% dos casos, nunca reabsorção de dissecção aórtica foi relatado
  18. 18. 6-História natural e preditores para o progresso e as complicações ➢ segundo bibliografia internacional 1) Regressão 2) Progressão para aórtica clássico dissecação 3 ) Formação de um aneurisma dentro de 30 dias de internação hospitalar ➢ A aorta ascendente →um fator independente de progressão para a formação de aneurisma da aorta, ruptura da aorta e / ou dissecção→ benefício intervenção cirúrgica ➢ aorta descendente (tipo B ou distal) , podem ser tratados de forma conservadora ou através de intervenção endovascular ( eletivo)
  19. 19. 6-História natural e preditores para o progresso e as complicações N=168 Nienaber CA, von Kodolitsch Y, Petersen B, Loose R, Helmchen U, Haverich A, Spielmann RP: Intramural hemorrhage of the thoracic aorta: diagnostic and therapeutic implications. Circulation 1995, 92:1465-1472
  20. 20. 6-História natural e preditores para o progresso e as complicações ➢ N:168 ➢ the International Registry of Aortic Dissection : determinou uma tendência para melhor resultado após a cirurgia →tipo A Nienaber CA, Intramural hemorrhage of the thoracic aorta: diagnostic and therapeutic implications. Circulation 1995, 92:1465-1472
  21. 21. 7-Tratamento
  22. 22. 7-Tratamento • Tipo B: cirurgia não é a primeira escolha exceto em casos:dor persistente, dilatação maior 05 cm em aorta descendente e com segmento pequeno • Fazer maneira eletiva • Tratamento endovascular parece ser a melhor opção • Tipo A: procedimento cirúrgico
  23. 23. 8-Paciente • Evoluiu com hematoma intra aórtico, pós-angioplastia de subclávia esquerda • Apresenta dor recorrente • Não há dilatação de aorta • Houve regressão do derrame pleural • Extensão do inicio do tronco braquiocefálico esquerdo até pouco acima da mesentérica superior • Esta artéria esta com bom fluxo, provavelmente a dor não se explica
  24. 24. 8-Paciente Questões importantes: ➢ B-bloqueador: paciente apresenta broncoespasmo persistente e DPOC de dificil controle .Uma crise de broncoespasmo pode precipitar ruptura por aumento pressão intratorácica? Bisoprolol x caverdilol (amostra) ➢ stent→Esta apenas em uso do AAS, suspenso clopidogrel ➢ Apresenta no holter: 30% Flutter +taqui supra e extra-sístoles→ sem antigoagulação devido hematoma (diltiazem para controle de Fc)
  25. 25. 8-Paciente Questões importantes: ➢ Sintomas podem ter várias causas: DRGE , arrtimia ou hematoma ➢ Investiga dor típica (vasculopata grave +tabagismo )-MIBI? ➢ RNM?EcoTE?
  26. 26. azer? que F O
  27. 27. 9-Programação de alta

×