Atividade 9 - Raul Ceretta Nunes

194 visualizações

Publicada em

Plano de aula Multimídia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
194
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atividade 9 - Raul Ceretta Nunes

  1. 1. Pretérito Perfeito e Imperfeito Professora Ubianara Rehbein
  2. 2. PLANO DE AULA DISCIPLINA: Língua Portuguesa. DATA: 17 de maio de 2015. PROFESSOR: Ubianara Rehbein. CONTEÚDO: Pretérito perfeito e imperfeito.
  3. 3. OBJETIVOS: ● Reconhecer o uso dos tempos verbais no texto; ● Analisar os usos do pretérito perfeito e imperfeito.
  4. 4. ANO: 6º ano do ensino fundamental. FAIXA ETÁRIA: 12 anos. HORAS/AULA: 2 horas
  5. 5. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: O trabalho a ser desenvolvido na aula apresentada abaixo permite que os alunos reflitam sobre o uso de pretérito perfeito e imperfeito e sistematizem alguns conhecimentos a respeito deles. A escola deve ser um lugar de reflexão sobre a língua e de investigação. Ela não deve apenas oferecer regras, mas propiciar aos alunos que pensem sobre os usos e potencialidades da língua em situações de leitura e de produção de textos. Dessa forma, o ponto de partida do trabalho é a língua e seus usos e não a aplicação de regras dadas a priori.
  6. 6. Ler com os alunos a fábula: O Urso e as Abelhas que será exibido através do recurso Power Point.
  7. 7. O Urso e as Abelhas Um Urso procurava por entre as árvores, pequenos frutos silvestres para sua refeição matinal, quando deu de cara com uma árvore caída, dentro da qual, um enxame de abelhas guardava seu precioso favo de mel. O Urso, com bastante cuidado, começou a farejar em volta do tronco tentando descobrir se as abelhas estavam em casa. Nesse exato momento, uma das abelhas, que voltava do campo onde fora coletar néctar das flores para levar à colméia, deu de cara com o matreiro e curioso visitante.
  8. 8. Receosa com aquilo que pretendia o Urso fazer em seguida, voou até ele e deu-lhe uma ferroada, para desaparecer em seguida no interior oco da árvore caída. O Urso, tomado de dor pela ferroada, ficou furioso, e incontrolável, pulou em cima do tronco com unhas e dentes, atacando a tudo e a todas, disposto a destruir o ninho das abelhas como vingança. Mas, isso apenas o fez provocar uma reação em cadeia de toda colméia.
  9. 9. Assim, ao pobre Urso, só restou fugir o mais depressa que pode em direção a um pequeno lago, onde, depois de nele mergulhar e permanecer imerso por um bom tempo, finalmente se pôs à salvo. Moral da História: É mais sábio suportar uma simples provocação em silêncio, que despertar a fúria incontrolável de um inimigo mais poderoso. Autor: Esopo.
  10. 10. Perguntar a eles em que tempo se passa essa fábula, se no passado, no presente ou no futuro. Quando disserem que é no passado, dizer a eles que, em Língua Portuguesa, existem vários tipos de passados e que o objetivo dessa aula é analisar o uso de duas dessas formas.
  11. 11. Retirar da fábula as formas simples do passado - pretérito perfeito e pretérito imperfeito. Escreve-las no quadro: procurava deu guardava estavam voltava voou ficou pulou restou
  12. 12. ● Pedir que os alunos releiam a fábula e reflitam sobre os verbos identificados. ● Perguntar se esses verbos exprimem o passado da mesma forma. ● Repassar os termos que estão escritos no quadro. O segundo verbo é "deu".Discutir com a turma o valor semântico dessa ação, que assinala, no interior da narrativa, uma atividade iniciada e acabada. ● O terceiro verbo é "guardava". Parar nesse verbo e indagar se ele também expressa uma ação no interior da narrativa, indicativa de uma ação pontual, iniciada e concluída, ou se ele pressupõe uma duração que se prolonga por um tempo quando outra ação se realiza.
  13. 13. ● Caso não consigam chegar a uma conclusão, perguntar qual seria a forma da ação iniciada e concluída desse verbo. Escrever então num canto do quadro as palavras "guardou" e "guardava". ● Construir duas orações com esses verbos e indagar sobre a diferença entre elas. ● Anotar no quadro as duas orações e a explicação sobre a diferença de significados. Pedir que eles as copiem. ● Ao final da aula, montar um quadro síntese em que se distingam os verbos que indicam uma ação já concluída e os que indicam ações que se mantiveram por um tempo indefinido no passado.
  14. 14. RECURSOS : ● Power Point; ● Fábula; ● Lousa;
  15. 15. REFERÊNCIAS http://sitededicas.ne10.uol.com.br/fabula-o-urso-e-as-abelhas.htm http://www.portugues.com.br/gramatica/preterito-perfeito-imperfeito-marcas- distintivas.html

×