Africa do Sul

14.569 visualizações

Publicada em

Seminario apresentado na materia de Geografia Regional do Mundo. Tendo como tema a AFRICA DO SUL.

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
14.569
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
26
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
498
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Africa do Sul

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE - UFRN CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO SERIDÓ – CERES DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA DE CAICÓ – DGC CURSO: LICENCIATURA PLENA EM GEOGRAFIA – 2012.1 DISCIPLINA: GEOGRAFIA REGIONAL DO MUNDO DOCENTE: GLEYDSON PINHEIRO ALBANOÁfrica do Sul
  2. 2. O continente africano se encontra à margem das relaçõesinternacionais. Ele está incluído no sistema internacional, porém estásituado em sua periferia, a margem do desenvolvimento. A sua geopolíticanão pode ser dissociada das representações culturais, imagens e análisesa respeito dos seus contrastes sociais, econômicos, naturais e políticos. Apartir da década de 50, os impérios que formariam a África entraram emcolapso devido a dominação Européia desaparecendo na década de 60.Somente a África do Sul manteve suas fortificações na Namíbia até 1990.Dessa forma, o processo de independência africano durou cerca de 33anos. Até 1970, quase todas os países do continente estavam fortementeconstituídos. A partir da constituição destes países surgiram na África váriaspotências regionais: a África do Sul, no seio da África meridional, a Nigériano seio da África oriental e a Etiópia no chamado Chifre da África.
  3. 3. Mapa do continente africano• Nigéria;• Etiópia;• África do Sul. Fonte:http://geounespgrupo1.blogspot.com.br/p/localizacao-geografica.html
  4. 4. DADOS BÁSICOSNOME OFICIAL: REPÚBLICA DA ÁFRICA DO SULSUPERFÍCIE: 1.219.090 KM²LOCALIZAÇÃO: SUL DA ÁFRICACAPITAL: PRETÓRIA (EXECUTIVA), CIDADE DO CABO (LEGISLATIVA) EBLOEMFONTEIN (JUDICIÁRIA)PRINCIPAIS CIDADES: CIDADE DO CABO, PRETÓRIA, JOHANNESBURG,DURBAN, PORTO ELIZABETH, BLOEMFONTEINIDIOMAS: AFRICÂNER, INGLÊS, SEPEDI, ENTRE OUTROSPIB A PREÇOS CORRENTES (2008): US$ 276,5 BILHÕESPIB "PER CAPITA" (2008): US$ 5.667 5666,557377MOEDA: RANDFONTE: ELABORADO PELO MRE/DPR/DIC - DIVISÃO DE INFORMAÇÃO COMERCIAL, COM BASE EM DADOS DO EIU -ECONOMIST INTELLIGENCE UNIT, COUNTRY REPORT AUGUST 2009.
  5. 5. POLÍTICA Apartheid 1948-1990 Em que consistiu o regime: Líder do movimento: Mandela Contexto político;Ameaças externas (órgãos internacionais e países desenvolvidos) Fonte: lfw.geografia@gmail.com Fonte: lfw.geografia@gmail.com
  6. 6. POLÍTICA Pós-apartheid África do sul apresenta resultados econômicos satisfatórios; Desigualdades econômicas e sociais; Criou-se a lei de igualdade no trabalho; Liberdade de imprensa e liberdade política;Meta: Gestar um modelo de desenvolvimento que supere a herançadeixada pelo Apartheid;
  7. 7. ECONOMIA ECONOMIA DA ÁFRICA É composta em sua maioria por países exportadores de matériaprima e ao mesmo tempo importadores de produtos industrializados e deserviços, encontrando-se à margem da economia mundial, sendomanipulados pelos ricos países. Está condição reflete na falta de recursos econômicos destinadospara a saúde, educação e projetos sociais. A economia da África do Sul está baseada na: AGRICULTURA RECURSOS MINERAIS TURISMO INDÚSTRIA
  8. 8. ECONOMIA AGRICULTURA• Por estar situado dentro da zona intertropical da Terra o clima favorece a agricultura de produtos tropicais.• O sistema de produção utilizado é os PLANTATIONS, que são grandes extensões de terras aonde são produzidos um tipo de produto utilizando-se de mão de obra barata. LATIFUNDIOS – MONOCULTURA – MÃO DE OBRA ABUNDANTE E BARATA A produção tem destino certo, abastecer os grandes mercados dos países desenvolvidos.Principais produtos: cacau, café, chá, cana-de-açucar, algodão, amendoim, abacaxi e banana. Fonte: http://www.mundoeducacao.com.br/geografia/africa-sul.htm
  9. 9. ECONOMIA RECURSOS MINERAIS A África do Sul está no grupo de países que possuem uma grandequantidade de recursos minerais, diante disso destaca-se as reservas, sobretudo deouro, diamante, platina, cobre, ferro, manganês e carvão mineral, essas matérias-primas favoreceram o desenvolvimento industrial da nação. No setor energético, aÁfrica do Sul é dependente de petróleo externo, já na produção de energia elétrica éauto-suficiente, pois conta com uma grande quantidade de rios que favorece aconstrução de usinas hidrelétricas. Fonte: http://www.southafrica.info/overview/portugues/mineiro.htm
  10. 10. ECONOMIA TURISMO A África do Sul possui muita beleza natural e o turismo pode incluir aventura, safári, lazer e encantadoras atrações turísticas e históricas. Muitas praias, florestas, desertos e montanhas. Festivais de música, cinema e arte são frequentes. Trilhas ecológicas são uma atração especial. Existe uma rede de trilhas sinalizadas que envolve as nove províncias. As opções incluem caminhadas nas montanhas, florestas, cavernas, litoral, semi-árido e desertos. O país está entre os 30 mais escolhidos como destino turístico no mundo. O governo sul-africano coloca o setor de turismo entre os mais importantes da economia do país. Cidade do CaboFonte:http://www.mundoeducacao.com.br/geografia/africa-sul.htm
  11. 11. ECONOMIAInstalações das indústrias;Apoio Estatal as empresas;Maior desenvolvimentotecnológico;Crescimento do País;Desenvolvimento!?
  12. 12. http://www.estadao.com.br O estádio Soccer City, em Johannesburgo: o principal da Copa O estádioEllis Park, no centro de Johannesburgo, foi, em dias de jogos da Copa, uma vitrineprivilegiada das contradições sociais da África do Sul. Nas ruas do bairro de Hillbrow,um dos mais violentos da cidade, a população carente convivia com ricos torcedoresque pagaram caro para ver as partidas do Mundial e passavam pelas ruas sujas emdireção ao estádio. Muitos caminhavam por ali pela primeira vez em suas vidas.
  13. 13. ECONOMIABRICS - AGRUPAMENTO BRASIL-RÚSSIA-ÍNDIA-CHINA-ÁFRICA DO SUL A idéia dos BRICS foi formulada pelo economista-chefe da GoldmanSachs, Jim O´Neil, em estudo de 2001, intitulado “Building Better GlobalEconomic BRICs”. Fixou-se como categoria da análise nos meios econômico-financeiros, empresariais, acadêmicos e de comunicação. Em 2006, o conceitodeu origem a um agrupamento, propriamente dito, incorporado à política externade Brasil, Rússia, Índia e China. Em 2011, por ocasião da III Cúpula, a África doSul passou a fazer parte do agrupamento, que adotou a sigla BRICS. Fonte: http://www.itamaraty.gov.br/
  14. 14. DEMOGRAFIA O IDH ( Índice de Desenvolvimento Humano) é calculado levando-se em conta itens como SAÚDE, EDUCAÇÃO e DISTRIBUIÇÃO DE RENDA. Quanto mais próximo de 1,0 for o valor melhores condições de vida tem a população. Em sua grande maioria os países da áfrica subsaariana possuem IDH baixo, o que mostra que estes países possuem um pequeno desenvolvimento e uma baixa qualidade de vida.IDH BAIXO: de 0,000 e 0,500IDH MÉDIO: 0,500 e 0,799IDH ALTO: superior a 0,800
  15. 15. SAÚDE As condições são precárias no sistema de saúde faz com que as endemias se propaguem pelo continente, aumentando de forma grandiosa a mortalidade no continente. Segundo a organização “ Médico Sem Fronteira” , de 10 pessoas infectadas por malária 9 são africanas. Ela é a doença que mais mata crianças na África. Segundo a Organização Mundial da Saúde 2/3 de todos infectados pela AIDS estão na África, a doença já matou mais de 17 milhões de pessoas. Algumas Organizações não governamentais como “ Médico Sem Fronteiras” são responsáveis pela ajuda as populações da África.
  16. 16. EDUCAÇÃO Os problemas educacionais são sérios, faltam escolas e o número de profissionaisda área de ensino é insuficiente. Em muitos países africanos as crianças deixam as escolaspara se transformar em soldados nas guerras internas. Outras deixam a escola para lutar pelasobrevivência, trabalhando em minas de ouro e agricultura caracterizando como trabalhoinfantil. Uma população que não sabe ler e escrever pode ser facilmente manipulada, aceitando com certa facilidade aquilo que outras pessoas (políticos) lhe dizem, não tendo acesso a cultura e ao crescimento intelectual.”
  17. 17.  Á partir de 1975 o IDH da África do Sul apresenta-se de forma ascendente até 1995, fato que coincide com o fim do Apartheid. Após 1995 ocorre uma redução deste índice. Não podemos afirmar que o fim do Apartheid foi negativo para as classes mais atingidas por este regime. Este regime racista produziu enorme abismo entre a parcela predominante da nação e o minoritário de brancos.  Sem falar que o governo a partir de Mandela encontraram dificuldades administrativas, relacionados a corrupção dos governantes.
  18. 18. CULTURA DA AFRICA DO SUL Fonte: http;//www.africadosul.org.br/?pg=arte
  19. 19. COMO SE MANIFESTA Em função da diversidade étnica existentes na África do Sul, nãohá neste país uma cultura unificada. Encontramos na África do Sulaspectos culturais africanos e europeus (ingleses, holandeses efranceses).Prova destas diversidades culturais, são as diversas línguasque existente neste país, tais como:: Africâner, inglês, sepedi, Zulus,entre outros. Abertura-copa-confederacoes-2009
  20. 20. Manifestação cultural através da dança. Tribo zulusFonte:civilizacoesafricanas.blogspot.com
  21. 21. RELIGIÃO A África do sul caracteriza-se por uma grande miscigenação religiosa. No país convivem religiões tradicionais africanas, originada dos povos antigos da região (religiões tribais), religiões cristãs, hinduísmo e islamismo. Porem, a maioria da população segue a religião cristã, cerca de 70% dos sul africanos.Adolescentes participam de ritual de circuncisão na tribo Foto: Baobá no Kruger Park - Arquivo ÁfricaXhosa, na África do sul do SulFonte:civilizacoesafricanas.blogspot.com
  22. 22. CONFLITOS ÉTNICOSO motivo dos diversos conflitos étnicos é consequência da longa dominação praticada pelos países ricos e a divisão desorganizada dos territórios realizada pelos colonizadores,e aoadquirirem a independência, muitos países africanos acabaram tendo grupos étnicos rivais dentro dos mesmos limites ocasionando conflitos e guerras civis pelo controle do poder. Colcha de retalhos ÁfricaMuitos autores chamam o continente africano de “ colcha de retalhos” graças a divisão desorganizada dos territórios feita pelos europeus colonizadores.
  23. 23. CULINÁRIA SUL-AFRICANA A culinária sul-africana recebeu a influência dos povos pré-colonização (khosai, xhosae sotho) e dos britânicos e holandeses. A base da culinária é a carne (vaca, frango porco). Ovinho também é faz parte desta culinária, sendo a África do Sul um importante produtor destabebida. Vetkoek, prato originalmente afrikaaner – Arquivo África do Sul Fonte:www.jblog.com.br/africadosul.php?blogid
  24. 24. As imagens da África estão normalmente associadas aodeserto, a fome, as guerras civis e as desigualdades sociais.Mas o continente não se resume a esses problemas que atelevisão e os jornais constantemente nos mostram. Apresentatambém uma grande variedade de paisagens naturais eculturais, bem como potenciais econômicos e uma históriahumana vastíssima, conhecer e respeitar toda essa diversidadeé um dos desafios do nosso tempo. (MAGALHÃES, 2009)
  25. 25. CONCLUSÃO Com base no que foi apresentado percebe-se que a África atual éresultado do processo histórico de colonização européia ao qual foisubmetida, apesar disto é visível que mesmo com essas dificuldades quelhes foram impostas, desde sua localização até a sua estrutura política, aÁfrica do Sul é um exemplo de que esse continente detém grande potencial,ao contrário de que a mídia propaga. Por fim, vale ressaltar que a África doSul é um potencia regional que apresenta significativas contribuições nodesenvolvimento do continente como um todo, principalmente no que serefere as atividades econômicas como a mineração, agricultura e asindustrias responsáveis pelo crescimento emergente do continente no cenáriomundial.
  26. 26. "Enquanto a cor da pele for maisimportante que o brilho dos olhos, sempre haverá guerra" BOB MARLEY
  27. 27. REFERÊNCIASMAGALHÃES, Claudia ... [et al]. Geografia. Editora do Brasil. São Paulo, 2009.MENDONÇA, Marina Gusmão de. História da África. LCTE Editora. São Paulo, 2008.Disponível em http://www.southafrica.info/overview/portugues/aberta-negocios.htm Acessoem 24 de março de 2012.Disponível em http://www.educacaoadventista.org.br/blog/lfwgeografia/ Acesso em 24 de março de2012.Disponível em http://www.southafrica.info/overview/portugues/automovel.htm Acesso em 24 de marçode 2012.Disponível em http://paises.hlera.com.br/africa/africa-do-sul/economia-da-africa.htm Acesso em 5 demaio de 2012.

×