O menino-e-o-mundo

122 visualizações

Publicada em

filme

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
122
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O menino-e-o-mundo

  1. 1. “O Menino e o Mundo” Disciplina: Economia C Professora: Leonor Neves Alves Data do Visionamento: 02-10-2015 Trabalho realizado por: Inês Dias 12ºC
  2. 2. Objetivos: Este filme foi visto no âmbito da disciplina de Economia C devido à realidade social presente nele, que acontece em todo o mundo e, assim, deu-nos a conhecer uma prespectiva diferente das que mais conhecemos, ou seja, a prespectiva de um menino que sentiu “na sua própria pele” a dor que é termos de ver o nosso pai partir na tentativa de melhorar a qualidade de vida da sua família. Introdução: “O Menino e o Mundo” é um filme de animação que foi dirigido por Alê Abreu e foi lançado a 17 de Janeiro de 2014. Desenvolvimento: A história começa com uma família de três elementos, o pai, a mãe e o menino, que moram numa pequena fazenda, onde se dedicam à agricultura para consumo próprio e à música, que está também muito presente nas suas vidas. Mais tarde, o pai tem de abandonar do espaço rural, deixando lá a mãe e o menino, e vai para a cidade em busca de um emprego que possa assegurar uma melhor qualidade de vida para a sua família. Podemos verificar na mudança de cores presentes ao longo do filme, ou seja, o campo está representado com cores coloridas, simbolizando a felicidade, e a cidade está representada em tons de cinza, simbolizando a tristeza. Durante a maior parte do filme, o menino, que é a personagem principal, procura o seu pai, percorrendo vários lugares e vai descobrindo o problema da desigualdade social, onde é mais significativo no espaço rural em comparação com a cidade, visto que
  3. 3. no campo é preciso muito mais mão-de-obra do que na cidade, devido à industrialização mais desenvolvida na cidade, o que acaba por substituir o trabalho pesado do homem e, além disso, há também uma forte desigualdade salarial entre os trabalhos do campo e os trabalhos da cidade. Conclusão: Eu gostei muito de ver este filme, pois é uma obra que mostra a complexidade do mundo através de um desenho simples. Uma das cenas que mais gostei foi quando o menino esperou pelo seu pai à porta do comboio e quando pensava que o tinha visto, foi a correr ter com ele, mas depois ficou um pouco confuso porque saíram de lá muitos trabalhadores exactamente iguais. Isto representa uma metáfora, pois todos aqueles trabalhores precorreram o mesmo caminho para atingirem o mesmo fim, ou seja, todos eles saíram dos campos para a cidade procurando dar às suas famílias uma melhor qualidade de vida. Eu recomendaria este filme a qualquer pessoa, pois, devido à simplicidade dos desenhos e como é um filme praticamente sem diálogos, é fácil de ser compreendido por qualquer faixa etária, desde as crianças até aos adultos.

×