Escola Secundária D. Afonso Sanches<br />Vila do Conde<br />Artesanato <br />e <br />Gastronomia <br />Disciplina:Área de ...
Vila do Conde<br /><ul><li>Vila do Conde é uma cidade no Distrito do Porto. Contém 29.731 habitantes em 2003. É sede de um...
Localizada na margem Norte da foz do rio Ave. Éum importante centro industrial, porto de pesca e zona balnear e turística,...
Brasão<br />Bandeira<br />
Artesanato <br />Artesanato característico da cidade de Vila de Conde:<br /><ul><li> Mantas e tapetes de Trapo;
Rendas de Bilros;
Lãs de Pescador;
Miniaturas de barcos. </li></li></ul><li>Mantas e tapetes de Trapo: <br />	As mantas e tapetes de trapo são tecidos em tea...
Rendas de Bilros:<br />	As rendas de bilros em Vila do Conde começou no século XVI, afirmando-se, ao longo dos tempos, um ...
Continuação<br />	Vila do Conde é, actualmente, o centro produtor de rendas de bilros mais importante do país, quer pela q...
Lãs de Pescador:<br />A manufactura de camisolas de lã e de outras peças de vestuário, é uma actividade com séculos de exi...
Miniaturas de barcos:<br />As miniaturas de barcos são belíssimas obras de artes, reproduzindo todo o tipo de pormenores c...
Gastronomia <br />	Em Vila do Conde, a gastronomia reflecte a sua situação geográfica em relação ao mar e à rica região ag...
Continuação<br />Os doces conventuais são uma tradição secular em Vila do Conde. Os Conventos e Mosteiros foram, desde ced...
Continuação<br />	A rosca de pão doce ou rosca de folar de Páscoa é, também, um doce tradicional de Vila do Conde, tradiçã...
Feira de Artesanato<br />	Vila do Conde realiza todos os anos a Feira de Artesanato, onde estão presentes mais de 200 arte...
Continuação<br />	Nesta feira de artesanato também temos a parte da gastronomia, em que cada região vem mostrar o que há n...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vila do Conde - Andreia e Catarina

2.604 visualizações

Publicada em

Trabalh

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.604
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
616
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vila do Conde - Andreia e Catarina

  1. 1. Escola Secundária D. Afonso Sanches<br />Vila do Conde<br />Artesanato <br />e <br />Gastronomia <br />Disciplina:Área de Integração Prof.: José Miguel Oliveira<br />Curso Profissional de Técnico de Turismo<br />
  2. 2. Vila do Conde<br /><ul><li>Vila do Conde é uma cidade no Distrito do Porto. Contém 29.731 habitantes em 2003. É sede de um município com 149,31km² de área e 77 320 habitantes (2008), subdividido em 30 freguesias.
  3. 3. Localizada na margem Norte da foz do rio Ave. Éum importante centro industrial, porto de pesca e zona balnear e turística, sendo um dos mais procurados centros balneares do país.</li></li></ul><li>Localização:<br />Vila do Conde<br />
  4. 4. Brasão<br />Bandeira<br />
  5. 5. Artesanato <br />Artesanato característico da cidade de Vila de Conde:<br /><ul><li> Mantas e tapetes de Trapo;
  6. 6. Rendas de Bilros;
  7. 7. Lãs de Pescador;
  8. 8. Miniaturas de barcos. </li></li></ul><li>Mantas e tapetes de Trapo: <br /> As mantas e tapetes de trapo são tecidos em teares rudimentares de madeira, a partir de tiras de farrapo na freguesia de Rio Mau, e de lã na freguesia de Fornelo, por hábeis tecedeiras que produzem belas mantas e tapetes de cores variadas.<br />
  9. 9. Rendas de Bilros:<br /> As rendas de bilros em Vila do Conde começou no século XVI, afirmando-se, ao longo dos tempos, um produto “famoso” da cidade. Atécnica da manufactura das rendas de bilros poderá ter sido trazida do norte da Europa por marinheiros e comerciantes. <br />
  10. 10. Continuação<br /> Vila do Conde é, actualmente, o centro produtor de rendas de bilros mais importante do país, quer pela qualidade dos trabalhos, quer pelo número de pessoas que envolve. Estabelecem-se contactos com centros produtores de rendas de bilros espalhados pela Europa. Assim se garante o futuro da secular arte de dedilhar os bilros. <br />
  11. 11. Lãs de Pescador:<br />A manufactura de camisolas de lã e de outras peças de vestuário, é uma actividade com séculos de existência, era uma actividade que procurava responder às necessidades de marinheiros e pescadores, produzindo grossas camisolas, gorros e meias e luvas de um só dedo. Posteriormente, mantendo-se fiel às técnicas tradicionais, a produção das lãs de Azurara diversificou e penetrou nos circuitos da moda. <br />
  12. 12. Miniaturas de barcos:<br />As miniaturas de barcos são belíssimas obras de artes, reproduzindo todo o tipo de pormenores com enorme cuidado. Desde caravelas da época dos Descobrimentos a embarcações tradicionais de pesca, estes artesãos conseguem-lhes dar vida, criando, desta forma, interessantes peças de artesanato. <br />
  13. 13. Gastronomia <br /> Em Vila do Conde, a gastronomia reflecte a sua situação geográfica em relação ao mar e à rica região agrícola. É particularmente apreciado o cabrito assado, a pescada à marinheiro e toda a variedade de peixes e mariscos sempre frescos. <br />
  14. 14. Continuação<br />Os doces conventuais são uma tradição secular em Vila do Conde. Os Conventos e Mosteiros foram, desde cedo, os grandes impulsionadores destas tradições, e Vila do Conde é disso exemplo, com os Mosteiros de Santa Clara ou Vairão. O Convento de Santa Clara, onde a arte de doçaria atingiu o maior esmero e perfeição, foi uma verdadeira escola. Entre diversas especialidades, destacam-se os doces de ovos. <br />
  15. 15. Continuação<br /> A rosca de pão doce ou rosca de folar de Páscoa é, também, um doce tradicional de Vila do Conde, tradição que ainda hoje se encontra enraizada nas freguesias de Labruge, Mindelo, Modivas, Vila Chã e Vilar. <br />
  16. 16. Feira de Artesanato<br /> Vila do Conde realiza todos os anos a Feira de Artesanato, onde estão presentes mais de 200 artesões, sendo que alguns trabalham ao vivo para mostrar aos visitantes o seu saber nas mais diversas expressões do artesanato - da cerâmica à cestaria, dos instrumentos musicais à arte pastoril ou dos bordados às rendas de bilros. <br />
  17. 17. Continuação<br /> Nesta feira de artesanato também temos a parte da gastronomia, em que cada região vem mostrar o que há na mesma. <br /> Há também vários grupos tradicionais e de folclore para animar. <br /> Esta feira realizasse no mês de Julho e Agosto todos os anos e cada vez mais à mais visitantes.<br />
  18. 18. Exemplos de Publicidade<br />
  19. 19. Escola Secundária D. Afonso Sanches<br />Trabalho Realizado por:<br /><ul><li>Andreia Carvalho Nº5
  20. 20. Catarina Silva Nº6 </li></ul>11ºI<br />Curso Profissional de Técnico de Turismo<br />

×