Atualizacao continua

1.448 visualizações

Publicada em

Material de aula da disciplina Jornalismo Digital, ministrada pelos professores Karen Sica e Marcelo Träsel na Famecos/PUCRS.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.448
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
876
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • Atualizacao continua

    1. 1. Atualização contínua Profa. Karen Sica Prof. Marcelo Träsel Famecos/PUCRS - Dep. Jornalismo Jornalismo Digital
    2. 2. Cibercultura• Vivemos hoje num eterno tempo presente.• Por um lado, a informação está disponível imediatamente via Internet.• Por outro lado, toda informação pode ser publicada em tempo real.
    3. 3. Tempo e jornalismo• Os jornalistas estabelecem uma relação diferente do normal com o tempo.• Os acontecimentos são fatiados para caberem dentro dos ciclos de publicação.• Deadline é o rei.
    4. 4. Mudança na rotina• Informação rápida e ágil entre jornalista, fonte e leitor• Adaptação da redação a um novo modelo de trabalho• Modificação do modo de pensar do repórter• Surgimento de pauta via web• Jornalista multimídia
    5. 5. • Repórter 3G• Notebook• Placa 3G• Celular N97• Câmera• Vídeos editados antes de chegar na redação• Twitcam
    6. 6. • Repórter 3G• Notebook• Placa 3G• Celular N97• Câmera• Vídeos editados antes de chegar na redação• Twitcam
    7. 7. A rapidez do acesso, combinada com afacilidade de produção e de disponibilização,propiciadas pela digitalização da informação epelas tecnologias telemáticas, permitem umaextrema agilidade de atualização do materialnos jornais da Web. Isso possibilita oacompanhamento contínuo em torno dodesenvolvimento dos assuntos jornalísticos demaior interesse. PALACIOS, 2003, p.4
    8. 8. Rotina produtiva1. Pauta2. Coleta3. Apuração4. Redação5. Edição6. Publicação7. Retroalimentação
    9. 9. Rotina produtiva1. Pauta }2. Coleta3. Apuração4. Redação5. Edição6. Publicação7. Retroalimentação
    10. 10. Rotina produtiva1. Pauta }2. Coleta Publicação de relatos parciais3. Apuração (Twitter, ao vivo etc.)4. Redação5. Edição6. Publicação7. Retroalimentação
    11. 11. Publicação• Impresso: impressão, distribuição• Rádio: difusão em tempo real• Televisão: difusão em tempo real• Online: tempo real, disponibilidade indefinida
    12. 12. Ao vivo• Rádio e televisão sempre trabalharam com coberturas ao vivo.• Uma cobertura ao vivo confere maior transparência ao jornalismo.• O repórter deixa de ser mediador e se torna testemunha dos fatos?• Como fica a edição?• Fetiche da velocidade
    13. 13. “Informados os devidos percentuais e feitas asprimeiras análises e projeções (o que levou nãomais do que dez minutos), repentinamente, metadedos jornalistas presentes se levantou. Num maneioligeiro e sincronizado, cada repórter sacou seutelefone celular e começou a dedilharfreneticamente as teclas do aparelhinho, nunca tãoindispensável quanto naquele momento. (...)” GOMES apud MORETZSOHN, 2000
    14. 14. “(...) Vencida esta etapa, cumpria-se a missão dosrepórteres, que poderiam então se deslocar parauma nova entrevista coletiva e, no caminho, passardo carro mais um flash com informaçõesremanescentes. Para mim, àquela altura, começava aficar claro que a produção de um repórter deagência é avaliada conforme o número de flashesou ‘notas’ que ele é capaz de passar para aredação, o que se usa chamar, no jargão do meioeletrônico, de capacidade de ‘alimentar o sistema’.” GOMES apud MORETZSOHN, 2000
    15. 15. “A orientação para o repórter é nunca ficar cominformação ‘parada’: ao receber uma notícia, deveautomaticamente repassá-la. O repórter pode ir atrásdos detalhes depois mas, antes, deve divulgar o materialque acabou de receber. (...) Para se apurar uma notícia épreciso um mínimo de tempo - e muitas vezes ovolume de releases, balanços de empresas edocumentos que chegam à mesa do repórter, e cujadivulgação tem de ser feita o mais rapidamentepossível, não permite a apuração de mais detalhes sobrea notícia divulgada inicialmente.” GOMES apud MORETZSOHN, 2000
    16. 16. Uso das redes sociais• Avalie o histórico social da fonte.• A fonte estava numa posição de testemunha?• Busque corroboração oficial• Busque corroboração social Fonte
    17. 17. Uso das redes sociais• Quão importante é a informação para a pauta que você está cobrindo?• Qual a importância da pauta para o interesse público?• Quais os riscos e recompensas de se publicar esta informação?• Quão rapidamente você precisa decidir o que fazer? Fonte
    18. 18. Edição• As capas dos webjornais são mutáveis.• Não há mais uma “edição do dia”.• As notícias são mutáveis, estão em constante desenvolvimento, através de atualizações, comentários de leitores etc..
    19. 19. 27 de setembro,11:52
    20. 20. 27 de setembro,12:39
    21. 21. 27 de setembro,13:20
    22. 22. Referências• MORETZSOHN, Sylvia. A velocidade como fetiche: o discurso jornalístico na era do “tempo real”. Dissertação de mestrado, 2000. Biblioteca On-Line de Ciências da Comunicação. http://bocc.ubi.pt.• PALACIOS, Marcos. Ruptura, continuidade e potencialização no jornalismo online: o lugar da memória. In: PALACIOS, M.; MACHADO, E. (Org.). Modelos de jornalismo digital. Salvador: Calandra, 2003.

    ×