Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Contrabaixo Elétrico
Introdução...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
O contrabaixo elétrico
Veremos ...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Notas Musicais
Após ter sido ap...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Cordas do baixo
Estudaremos ago...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Baixo de 6 cordas
1 – DÓ ( C )
...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Mãos
Falaremos agora sobre noss...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
1 – Alternando os dedos indicad...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Corda A (3ª corda) Dedos ( i / ...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
2 – Alternando os dedos indicad...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Cordas G e A (1ª e 3ª cordas) D...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Cordas G e E (1ª e 4ª cordas) D...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Mão esquerda
Nos exercícios de ...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Corda A (3ª corda) Digitação ( ...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Corda A (3ª corda) Digitação ( ...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Corda A (3ª corda) Digitação ( ...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Corda A (3ª corda) Digitação ( ...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Corda A (3ª corda) Digitação ( ...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Corda A (3ª corda) Digitação ( ...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Notas Acidentadas
O que são not...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Bemol – b
A princípio o que dev...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Segue abaixo um quadro com as n...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Distância sonora
Em música “med...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Acordes
Antes de estudarmos os ...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho
Exercícios propostos
1 – Qual é...
Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música
Professor: Luciano Carvalho lucianobass_campos@hotmail.com
...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apostiladecontrabaixoprof lucianocarvalho-101016153845-phpapp02

605 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
605
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostiladecontrabaixoprof lucianocarvalho-101016153845-phpapp02

  1. 1. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Contrabaixo Elétrico Introdução O que é o contrabaixo? O contrabaixo é um instrumento de cordas, harmônico e melódico, que atua na região grave da música. Para entendermos melhor a funcionalidade desse instrumento temos que nos remeter ao passado, pois assim, facilitará nosso aprendizado e consequentemente a execução das músicas no mesmo. Um breve resumo da origem do nome e da funcionalidade do instrumento é: O nome contrabaixo vem da união das palavras contracanto (que seria uma melodia que não é a melodia principal) e a palavra baixo (que indica a parte mais grave do som), originando assim o nome CONTRABAIXO, “contra” de contracanto e “baixo” indicando a região que se realizará esse contracanto. A partir dessa definição, a “tradução” da palavra contrabaixo seria: Melodia (que não a principal) feita em uma região grave na música, ou seja, um contracanto grave. Agora que compreendemos a origem e a funcionalidade do instrumento que escolhemos para tocar, iremos conhecer as particularidades dele. Existem vários modelos de contrabaixo, ou simplesmente baixo. O modelo mais comum é o baixo de 4 (quatro) cordas, mas também existem baixos com 5 (cinco), 6 (seis), 7 sete (sete), 8 (oito), enfim, existem modelos com 11 (onze) ou mais cordas dependendo da necessidade de cada instrumentista. Neste curso iremos nos basear na realidade do aluno, iremos enfatizar o instrumento que você possuir. Se você ainda não possui o instrumento e quer saber qual é o mais indicado para você, conversaremos sobre o estilo de música que você mais gosta e eu indicarei o que for mais adequado ao seu perfil.
  2. 2. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho O contrabaixo elétrico Veremos agora as partes do instrumento: PONTE - Uma peça muito importante do baixo. Embora pareça apenas um apoio para as cordas, é ela quem faz a transferência das vibrações da corda para a madeira do corpo. Em alguns baixos, as cordas não são presas na ponte, mas sim diretamente no corpo, visando um melhor aproveitamento dos graves. CAPTADORES - Tem a função de transformar a vibração das cordas em som. Através da indução magnética, o som é captado e transmitido para a saída. Entre os vários modelos de captadores, os mais comuns são: o jazz (padrão Jazz Bass), EMG, Bartollini, entre outros. CORPO - Responsável direto pelo timbre do instrumento. Assim como no violão existe a caixa acústica, o corpo do baixo é quem vibra, dando sustain (a duração e permanência do som) e grave necessário ao baixo. MÃO – É a parte onde se prende as cordas e as tarraxas. Além de servir para fixação das tarraxas, tem muita influência no equilíbrio do instrumento. TARRACHAS - Responsável pela afinação do instrumento, merece cuidados especiais quanto à manutenção e conservação. BRAÇO – Parte fundamental do instrumento, deve ser firme o suficiente e de madeira estável. Requer cuidados quanto ao uso do tirante, que é interno ao braço. Recomenda-se apenas que pessoas qualificadas façam a regulagem deste. TRASTES – São pequenas faixas de metal que se estendem ao longo do braço, são responsáveis pela limitação e localização das notas. A distância entre um traste e outro chamamos de casa.
  3. 3. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Notas Musicais Após ter sido apresentado (a) ao contrabaixo, iremos agora conhecer as notas musicais. As notas musicais são: DÓ – RÉ – MI – FÁ – SOL – LÁ – SI Cada nota musical irá receber uma letra do alfabeto que irá representá-la, essa representação gráfica da nota musical é o que chamamos de cifra. Segue abaixo as notas musicais e suas respectivas cifras: DÓ – RÉ – MI – FÁ – SOL – LÁ – SI C – D – E – F – G – A – B Devemos ter em mente essa relação das notas e suas cifras correspondentes para tocarmos as músicas e darmos continuidade ao nosso estudo.
  4. 4. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Cordas do baixo Estudaremos agora a afinação das cordas do baixo. Neste tópico iremos abordar o estudo das notas das cordas dos baixos de 4, 5 e 6 cordas respectivamente. Cada corda do baixo irá receber um “nome” como cada um de nós, só que este “nome” é uma nota musical, e é através dela que iremos obter as demais notas no braço do instrumento. Por isso, é muito importante saber as notas que cada corda tocada solta irá soar. As cordas do baixo são contadas de baixo para cima, ou seja, da corda mais fina para a mais grossa. Segue abaixo a relação das cordas: Baixo de 4 cordas 1 – SOL ( G ) 2 – RÉ ( D ) 3 – LÁ ( A ) 4 – MI ( E ) Baixo de 5 cordas 1 – SOL ( G ) 2 – RÉ ( D ) 3 – LÁ ( A ) 4 – MI ( E ) 5 – SI ( B )
  5. 5. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Baixo de 6 cordas 1 – DÓ ( C ) 2 – SOL ( G ) 3 – RÉ ( D ) 4 – LÁ ( A ) 5 – MI ( E ) 6 – SI ( B ) • Lembrando que cada instrumento tem a sua particularidade, há técnicas empregadas a cada tipo de contrabaixo, não se toca um contrabaixo de 6 cordas por exemplo como se toca um de 4 cordas, apesar de serem todos contrabaixo, a maneira de tocar empregada a cada um muda de acordo com sua particularidade.
  6. 6. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Mãos Falaremos agora sobre nossas mãos. É importante saber a nomenclatura dos dedos para dar continuidade ao nosso estudo. Na mão esquerda, utilizaremos somente os dedos: indicador ( 1 ), médio ( 2 ), anelar ( 3 ) e mínimo ( 4 ), cada um receberá um número correspondente a ele como mostrará a figura abaixo. Na mão direita, utilizaremos, a princípio, somente os dedos: indicador ( i ) e o dedo médio ( m ), como mostra a figura abaixo. Dividiremos agora o estudo das mãos em duas partes, mão direita e mão esquerda. Iniciaremos nosso estudo com a mão direita. Mão direita Segue abaixo os exercícios propostos:
  7. 7. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho 1 – Alternando os dedos indicador e médio, toque nas cordas como descrito abaixo: Corda G (1ª corda) Dedos ( m / i / m / i ) Corda G (1ª corda) Dedos ( i / m / i / m ) Corda D (2ª corda) Dedos ( m / i / m / i ) Corda D (2ª corda) Dedos ( i / m / i / m ) Corda A (3ª corda) Dedos ( m / i / m / i )
  8. 8. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Corda A (3ª corda) Dedos ( i / m / i / m ) Corda E (4ª corda) Dedos ( m / i / m / i ) Corda E (4ª corda) Dedos ( i / m / i / m ) • Fazer os exercícios lentamente e aumentando a velocidade gradativamente. Não devemos nos preocupar com a velocidade do exercício, mas com a qualidade e execução perfeita obedecendo à variação dos dedos da mão direita.
  9. 9. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho 2 – Alternando os dedos indicador e médio, toque o salto de cordas como descrito abaixo: Cordas G e D (1ª e 2ª cordas) Dedos ( m / i / m / i ) Cordas G e D (1ª e 2ª cordas) Dedos ( i / m / i / m ) Cordas A e E (3ª e 4ª cordas) Dedos ( m / i / m / i ) Cordas A e E (3ª e 4ª cordas) Dedos ( i / m / i / m )
  10. 10. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Cordas G e A (1ª e 3ª cordas) Dedos ( m / i / m / i ) Cordas G e A (1ª e 3ª cordas) Dedos ( i / m / i / m ) Cordas D e E (2ª e 4ª cordas) Dedos ( m / i / m / i ) Cordas D e E (2ª e 4ª cordas) Dedos ( i / m / i / m )
  11. 11. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Cordas G e E (1ª e 4ª cordas) Dedos ( m / i / m / i ) Cordas G e E (1ª e 4ª cordas) Dedos ( i / m / i / m ) Cordas D e A (2ª e 3ª cordas) Dedos ( m / i / m / i ) Cordas D e A (2ª e 3ª cordas) Dedos ( i / m / i / m ) • Fazer os exercícios lentamente e aumentando a velocidade gradativamente. Não devemos nos preocupar com a velocidade do exercício, mas com a qualidade e execução perfeita obedecendo à variação dos dedos da mão direita. • Sempre tocaremos alternando os dedos da mão direita.
  12. 12. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Mão esquerda Nos exercícios de digitação da mão esquerda utilizaremos a seguinte forma: • Iremos separar um bloco de 4 (quatro) casas para utilizarmos todos os dedos da mão esquerda; • Cada dedo será responsável por sua casa correspondente. Exemplo: Dedo 1 para a primeira casa, dedo 2 para segunda casa e assim por diante; • Cada nota será tocada por um dedo diferente da mão direita; • Não será possível tocar uma casa que não seja com seu dedo correspondente. 1 – Toque a digitação na corda correspondente abaixo: Corda G (1ª corda) Digitação ( 1 / 2 / 3 / 4 ) Corda D (2ª corda) Digitação ( 1 / 2 / 3 / 4 )
  13. 13. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Corda A (3ª corda) Digitação ( 1 / 2 / 3 / 4 ) Corda E (4ª corda) Digitação ( 1 / 2 / 3 / 4 ) Corda G (1ª corda) Digitação ( 4 / 3 / 2 / 1 ) Corda D (2ª corda) Digitação ( 4 / 3 / 2 / 1 )
  14. 14. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Corda A (3ª corda) Digitação ( 4 / 3 / 2 / 1 ) Corda E (4ª corda) Digitação ( 4 / 3 / 2 / 1 ) Corda G (1ª corda) Digitação ( 1 / 3 / 2 / 4 ) Corda D (2ª corda) Digitação ( 1 / 3 / 2 / 4 )
  15. 15. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Corda A (3ª corda) Digitação ( 1 / 3 / 2 / 4 ) Corda E (4ª corda) Digitação ( 1 / 3 / 2 / 4 ) Corda G (1ª corda) Digitação ( 4 / 2 / 3 / 1 ) Corda D (2ª corda) Digitação ( 4 / 2 / 3 / 1 )
  16. 16. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Corda A (3ª corda) Digitação ( 4 / 2 / 3 / 1 ) Corda E (4ª corda) Digitação ( 4 / 2 / 3 / 1 ) Corda G (1ª corda) Digitação ( 1 / 4 / 2 / 3 ) Corda D (2ª corda) Digitação ( 1 / 4 / 2 / 3 )
  17. 17. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Corda A (3ª corda) Digitação ( 1 / 4 / 2 / 3 ) Corda E (4ª corda) Digitação ( 1 / 4 / 2 / 3 ) Corda G (1ª corda) Digitação ( 4 / 1 / 3 / 2 ) Corda D (2ª corda) Digitação ( 4 / 1 / 3 / 2 )
  18. 18. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Corda A (3ª corda) Digitação ( 1 / 4 / 2 / 3 ) Corda E (4ª corda) Digitação ( 1 / 4 / 2 / 3 ) • Fazer os exercícios lentamente e aumentando a velocidade gradativamente. Não devemos nos preocupar com a velocidade do exercício, mas com a qualidade e execução perfeita obedecendo à variação dos dedos da mão direita. • Devemos prestar atenção na qualidade sonora das notas evitando o “trastejar” das cordas.
  19. 19. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Notas Acidentadas O que são notas acidentadas? São notas que recebem acidentes musicais que são o sustenido “ # “ e o bemol “ b“. Estes acidentes alteram a sonoridade das notas musicais, são eles que “temperam” a sonoridade de cada nota, estes acidentes alteram o estado das notas musicais (que chamamos de notas naturais) para o estado de notas acidentadas. Sustenido – # A princípio o que devemos saber sobre o sustenido é que as notas B e E não possuem sustenido. Sendo assim, todas as outras notas naturais possuirão (poderão receber esse acidente e assim “temperar” a sua sonoridade. Utilizaremos o sustenido sempre que estivermos subindo (indo do som mais grave para o mais agudo) nas notas musicais. Uma dica muito importante e que nos ajudará na compreensão desse acidente, é toda vez que estiver subindo de nota para outra, devemos perguntar se a nota que estamos possui ou não o sustenido, se possuir, então iremos para essa nota acrescentada com o sustenido. Por exemplo: Estamos na nota dó, aí surge a pergunta. “A nota dó possui sustenido?” (sabemos que as que não possuem são somente as notas B e E, então, C irá possuir sustenido), sabendo disso, se quero tocar a próxima nota à partir de dó essa nota passaria a ser dó sustenido ( C# ). À partir de C a próxima nota seria C#. C C# Este exemplo se dará para todas as notas naturais que possuírem o acidente sustenido. Abaixo seguirá uma imagem que ilustrará melhor o estudo das notas acidentadas no braço do instrumento e nos auxiliará na parte prática.
  20. 20. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Bemol – b A princípio o que devemos saber sobre o bemol é que as notas C e F não possuem bemol. Sendo assim, todas as outras notas naturais possuirão (poderão receber esse acidente e assim “temperar” a sua sonoridade). Utilizaremos o bemol sempre que estivermos descendo (indo do som mais agudo para o mais grave) nas notas musicais, será exatamente o inverso do sustenido. Uma dica muito importante e que nos ajudará na compreensão desse acidente, é toda vez que estiver descendo de nota para outra, devemos perguntar se a nota que estamos possui ou não o bemol, exatamente como se faz com o sustenido, se possuir, então iremos para essa nota acrescentada com o bemol. Por exemplo: Estamos na nota ré, aí surge a pergunta. “A nota ré possui bemol?” (sabemos que as que não possuem são somente as notas C e F, então, D irá possuir bemol), sabendo disso, se quero tocar nota anterior à partir de ré essa nota passaria a ser ré bemol ( Db ). À partir de D a nota anterior seria Db. Db D
  21. 21. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Segue abaixo um quadro com as notas naturais e as notas acidentadas para melhor compreensão. Repare que as notas acidentadas possuem a mesma localização no braço do instrumento e sendo assim, possuem a mesma sonoridade. Aí surge a pergunta. Quando eu irei utilizar o sustenido e quando eu irei utilizar o bemol? A critério de estudo iremos utilizar o sustenido quando estivermos subindo (indo do som mais grave para o som mais agudo), e utilizaremos o bemol quando estivermos descendo (indo do som mais agudo para o mais grave). A resposta técnica para essa pergunta é que a armadura de clave (que é a quantidade de acidentes que são adicionados ao pentagrama antes das notas musicais, é ela que irá indicar quais notas receberão os acidentes) indica qual tonalidade está a música através dos acidentes adicionados. • Enarmonia É nomenclatura diferente para o mesmo som. “E quando terei nomes diferentes para o mesmo som?” Um exemplo prático seriam as notas acidentadas, as notas C# e Db por exemplo terão o mesmo som, mas não são a mesma nota, pois cada uma recebe um nome diferente. Isso ocorre porque são notas enarmônicas, e acontecerá com as demais notas acidentadas, pois cada uma delas terá uma outra nota com a mesma sonoridade, mas, com a nomenclatura diferente. Sustenido C# D# F# G# A# C D E F G A B C Bemol Db Eb Gb Ab Bb
  22. 22. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Distância sonora Em música “medimos” a altura sonora por distâncias. Essas distâncias são chamadas de Tom e Semi-Tom (também chamado de Meio-Tom), que organiza e nos faz compreender melhor a distância entre uma nota e outra (dois sons). Em instrumentos temperados a menor distância entre dois sons chame-se Semi-Tom ou Meio-Tom. Com essa afirmação acima, chegamos a conclusão que a distância entre duas notas no braço do baixo seria um semi-tom, então, ao andar de casa em casa no braço do instrumento seria andar de meio a meio- tom. Outra maneira de se compreender um Semi-tom (meio-tom), seria as notas acidentadas. Se eu estou na nota C e quero andar um semi-tom à frente, eu estarei indo para a nota C#, se eu estiver na nota E e quero ir um semi-tom à frente, estarei indo para a nota F (pois a nota E não possui # como estudamos anteriormente), se estou na nota A e quero descer um semi-tom eu irei para nota Ab, e assim por diante. O ato de se andar de dois a dois semi-tons é o que chamamos de Tom. No braço do instrumento seria tocar uma nota e depois pular uma casa e tocar em outra, mas essa não é a maneira mais recomendada para compreender essa distância. Um exemplo para melhor compreendermos é tocar uma nota e andar dois semi-tons à partir dela, por exemplo: Estou na nota F e quero andar um tom para frente, então ando um semi-tom para F# e outro semi-tom que me fará chegar a nota G, assim à partir de F um tom à frente será a nota G. A simbologia para o semi-tom são as letras “ST” de semi-tom, e para o tom é a letra “T” de tom.
  23. 23. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Acordes Antes de estudarmos os acordes temos que ter em mente qual é a diferença entre acordes e notas. A nota musical é um som singular, ou seja, uma freqüência cuja emissão sonora será denominada nota musical ou simplesmente nota. O acorde é um conjunto de notas tocadas simultaneamente ou respectivamente, cada acorde terá sua nomenclatura designada através de sua formação. Os acordes serão classificados em Maiores ou Menores e também receberão números de acordo com sua formação (estudaremos sobre esses números nas aulas posteriores). Os acordes Maiores serão indicados somente pela cifra correspondente ao seu nome. Por exemplo: Dó Maior C Lá Maior A Não é preciso acrescentar na cifra algum símbolo para representar que esse acorde é maior, só o fato da cifra estar presente simboliza que este acorde é maior. Os acordes menores serão indicados pela cifra correspondente ao seu nome seguida pela letra “m” minúscula, letra esta que indica que este acorde é menor. Exemplo: Dó menor Cm Fé menor Fm Quando surgir um número acrescido na cifra, está sendo indicado que este acorde possui o numeral incluso. Exemplo: Ré com sétima D7 Si menor com sétima e nona Bm7(9) Sol sustenido menor com sétima e décima primeira G#m7(11) Mi bemol com sétima e décima terceira Eb7(13)
  24. 24. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho Exercícios propostos 1 – Qual é a menor e a maior distância entre duas notas musicais? Exemplifique: 2 – Qual é a distância entre as notas abaixo: a) C F b) E A c) G# B d) Db Gb e) Ab E f) C A g) F Db h) Bb F 3 – Escreva por extenso o nome dos acordes abaixo: a) Fm ____________________________________________________ b) B7(9) __________________________________________________ c) C6 ____________________________________________________ d) D#m7(9) _______________________________________________ e) F#7(13) ________________________________________________ f) Gm7(11) _______________________________________________ g) Ab7(11) ________________________________________________ h) Ebm ___________________________________________________ i) Bb6(9) _________________________________________________
  25. 25. Apostila de Contrabaixo Elétrico – Blue Sound Escola de Música Professor: Luciano Carvalho lucianobass_campos@hotmail.com APOSTILA DE CONTRABAIXO ELÉTRICO I Prof.: LUCIANO CARVALHO

×