Padre António Vieira

3.326 visualizações

Publicada em

Vida e Obras

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.326
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
90
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Padre António Vieira

  1. 1. Padre António VieiraVida e ObrasTiago Faísca2ºPCQA
  2. 2. Vida O Padre António Vieira nasceu em Portugal, maisprecisamente na cidade de Lisboa, no dia 6 de Fevereiro de1608 e morreu em São Salvador da Bahia em 18 de Julho de1697; O Padre António Vieira foi para o Brazil com os seus paisquando tinha 6 anos e foi educado no colégio dos Jesuítas,na Bahia e entrou na companhia de Jesus em 1623 e foiordenado sarcedote 3 anos depois; Cedo se tornou no mais popular e influente pregador nacolónia, e nos seus sermões exortava as várias etenias ajuntarem armas contra os invasores holandeses do Brazil, ostais sermões foram considerados a primeira forma deexprimir a mística brasileira da mistura de sangues.
  3. 3. Vida Além do Tupi-Guarani (dialecto falado pelos índios do litoral),o Padre António Vieira aprendeu uma miríade de dialectosamazónicos e também aprendeu a lingua kimbundu, faladapelos escravos negros, provenientes de Angola e trazidospara o Brazil. O Padre António Vieira pregou a fé junto dos índios e dosescravos negros até 1641, quando veio a Portugal com amissão de congartular o rei D.João IV pela sua subida aopoder. O rei-restaurador encantou-se logo pela sua auto-segurançado discurso do Padre António Vieira e tambem pela suapersonalidade magnética, o rei gostava tanto do PadreAntónio Vieira que chegou a afirmar que o Padre AntónioVieira era “O maior homem do mundo”.
  4. 4. Vida D. João IV nomeou o Padre António Vieira o tutor do Infante,Confessor Real e membro da corte, mas a sua devoção àcoroa durou até a morte de D. João IV em 1956, onde elefixou o objectivo em que o rei deveria de inaugurar uma novaidade de ouro próspera e pacífica; Durante a sua permanência em Portugal conseguiu quefosse criada uma lei de protecção dos indígenas que criouum monopólio no qual os Jesuítas governavam e ensinavamos índios e regressou em triunfo ao Brazil em 1655 ondecontinuou a sua obra apostólica no Maranhão e no desta doAmazonas, ruante 6 anos viajou e espalhou a suamensagem por todo o Brazil antes de ser forçado a regressara Lisboa em 1661.
  5. 5. Vida Foi preso pela Inquisição por ter profetizado o regresso de DJoão IV e esteve detido durante dois anos entre 1665 e 1667,em 1668 foi viver para Roma durante 6 anos onde conseguiuuma tolerância temporária para os cristãos novos, e depoistornou-se confidente da Raínha Cristina da Suécia e tornou-se também membro da Academia Real de Letras da Suécia. Em 1681 regressa á Bahia onde voltou a ser um incansávellutador pela liberdade dos indígenas até a sua morte,passado 8 anos e continua a ser considerado um mestre dasletras pelos povos-irmãos de ambos os lados do AtlânticoPortuguês
  6. 6. Obra O Padre António Vieira deixou uma obra complexa queexprime as suas opiniões políticas, não sendo propriamenteum escritor, mas sim um orador. Além dos Sermões redigiu oClavis Prophetarum, livro de profecias que nunca concluiu.Entre os inúmeros sermões, alguns dos mais célebres: Sermão da Quinta Dominga da Quaresma Sermão da Sexagésima Sermão pelo Bom Sucesso das Armas de Portugal contra asde Holanda Sermão do Bom Ladrão Sermão de Santo António aos PeixesAntónio Vieira deixou para trás cerca de 700 cartas e 200sermões.
  7. 7. Bibliografia http://blogesss-biblioteca.blogspot.pt/2010/11/vida-e-obra-do-padre-antonio-vieira.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B3nio_Vieira http://www.e-biografias.net/antonio_vieira/

×