ANHANGUERA – 2016.2
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO
AULA 06 – ESTRUTURAS DE DADOS
Prof. Thomás da Costa
thomascosta@a...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
ESTRUTURAS DE DADOS
ESTRUTURAS DE DADOS
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
Estruturas
O que é?:
É um conjunto de variáveis que represent...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
ESTRUTURAS DE DADOS
Estruturas
Exemplo:
Quais são as informaç...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
ESTRUTURAS DE DADOS
Estruturas
Mais um exemplo:
Quais as info...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
ESTRUTURAS DE DADOS
Estruturas
Estruturas em C/C++:
struct al...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
ESTRUTURAS DE DADOS
Memória:
Estruturas
Uma estrutura armazen...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
ESTRUTURAS DE DADOS
Declarando uma variável do tipo Estrutura...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
Acessando membros de uma estrutura:
Estruturas
Para acessar u...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
#include <stdio.h>
struct aluno
{
char nome[255];
int ra;
int...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
int main()
{
demo.caracter = 'A';
demo.valor1 = 3.2;
demo.val...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
#include <stdio.h>
struct demonstracao
{
char caracter;
doubl...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
#include <stdio.h>
#include <strings.h>
struct demonstracao
{...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
#include <stdio.h>
struct demonstracao
{
char string[100];
ch...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
#include <stdio.h>
struct aluno
{
char nome[100];
int ra;
} a...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
Resumo
ESTRUTURAS DE DADOS
• É definida pela palavra struct.
...
ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa
ESTRUTURAS DE DADOS
Semestre concluído !!! Parabéns a todos !...
Obrigado !!!
ANHANGUERA – 2016.2
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Algoritmos e Técnicas de Programação - Aula 06

528 visualizações

Publicada em

Algoritmos e Técnicas de Programação - Anhanguera
AULA 06 - ESTRUTURAS DE DADOS

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
528
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
97
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Algoritmos e Técnicas de Programação - Aula 06

  1. 1. ANHANGUERA – 2016.2 ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO AULA 06 – ESTRUTURAS DE DADOS Prof. Thomás da Costa thomascosta@aedu.com
  2. 2. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa ESTRUTURAS DE DADOS ESTRUTURAS DE DADOS
  3. 3. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Estruturas O que é?: É um conjunto de variáveis que representam características de um determinado domínio ou de um tipo. A estrutura pode definir uma entidade e possui grande semelhança com registros de banco de dados. O agrupamento de variáveis pode ser de qualquer tipo, sendo denominado de membro da estrutura. ESTRUTURAS DE DADOS
  4. 4. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa ESTRUTURAS DE DADOS Estruturas Exemplo: Quais são as informações de um Aluno para a Faculdade? • Nome. • Matrícula. • Série. • Turma. • Curso. No exemplo acima temos a estrutura Aluno que contém as informações ou as características de um aluno. Muito semelhante a um registro de banco de dados. Podemos dizer que em uma estrutura, estamos armazenando informações agrupadas logicamente.
  5. 5. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa ESTRUTURAS DE DADOS Estruturas Mais um exemplo: Quais as informações de um Funcionário para uma Empresa? • Nome. • Dados Pessoais. • Data de Admissão. • Cargo. • Salário. • Setor/Área de Atuação. Vamos ver como fazer uma estrutura em C/C++ !!!
  6. 6. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa ESTRUTURAS DE DADOS Estruturas Estruturas em C/C++: struct aluno { char nome[255]; int ra; int serie; int turma; char curso[100]; }; Nome da estrutura. Palavra reservada que identifica uma estrutura. Membros da estrutura. Chaves definem o início e o fim da estrutura. Termina com ponto e vírgula.
  7. 7. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa ESTRUTURAS DE DADOS Memória: Estruturas Uma estrutura armazena vários tipos de dados e ocupa a memória de acordo com a quantidade de membros declarados na estrutura. struct aluno { char nome[255]; int ra; int serie; int turma; char curso[100]; }; Membro Bytes char nome[255] 255 int ra 4 int serie 4 int turma 4 char curso[100] 100 TOTAL: 367
  8. 8. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa ESTRUTURAS DE DADOS Declarando uma variável do tipo Estrutura: Estruturas Existem 3 formas de declarar uma variável de estrutura: struct aluno { char nome[255]; int ra; int serie; int turma; char curso[100]; } aluno_anhanguera; struct aluno aluno_tecnologia; typedef struct aluno aluno_curso;
  9. 9. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Acessando membros de uma estrutura: Estruturas Para acessar um membro de uma estrutura utilizamos o operador ponto (.) ESTRUTURAS DE DADOS Acessando um membro. O membro “nome” da estrutura será impresso na tela int main() { printf("%dn",sizeof(aluno_anhanguera.nome)); }
  10. 10. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> struct aluno { char nome[255]; int ra; int serie; int turma; char curso[100]; } aluno_anhanguera; struct aluno aluno_tecnologia; typedef struct aluno aluno_curso; int main() { printf("%dn",sizeof(aluno_anhanguera.nome)); printf("%dn",sizeof(aluno_anhanguera.ra)); printf("%dn",sizeof(aluno_anhanguera.serie)); printf("%dn",sizeof(aluno_anhanguera.turma)); printf("%dn",sizeof(aluno_anhanguera.curso)); printf("%dn",sizeof(aluno_anhanguera)); }
  11. 11. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa int main() { demo.caracter = 'A'; demo.valor1 = 3.2; demo.valor2 = 6.7; demo.valor3 = 45; printf("%cn", demo.caracter); printf("%.2lfn", demo.valor1); printf("%.2fn", demo.valor2); printf("%dn", demo.valor3); } Atribuindo valores para membros de uma função: Estruturas ESTRUTURAS DE DADOS Atribuição de valores.
  12. 12. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> struct demonstracao { char caracter; double valor1; float valor2; int valor3; } demo; int main() { demo.caracter = 'A'; demo.valor1 = 3.2; demo.valor2 = 6.7; demo.valor3 = 45; printf("%cn", demo.caracter); printf("%.2lfn", demo.valor1); printf("%.2fn", demo.valor2); printf("%dn", demo.valor3); }
  13. 13. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> #include <strings.h> struct demonstracao { char string[100]; int vetor_inteiro[10]; double vetor_double[5]; } demo; int main() { strcpy(demo.string, "Valor da String 1"); demo.vetor_inteiro[0] = 1; demo.vetor_inteiro[2] = 2; demo.vetor_double[4] = 5.6; printf("%sn", demo.string); printf("%dn", demo.vetor_inteiro[0]); printf("%dn", demo.vetor_inteiro[2]); printf("%.2lfn", demo.vetor_double[4]); } Vetor de char usar strcpy.
  14. 14. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> struct demonstracao { char string[100]; char caracter; int valor_inteiro; double valor_double; } demo; int main() { printf("Digite o valor da string:"); fgets(demo.string, sizeof(demo.string), stdin); printf("Digite os valores:"); scanf(" %c", &demo.caracter); scanf("%d", &demo.valor_inteiro); scanf("%lf", &demo.valor_double); printf("Valores digitados: %s, %c, %d, %.2lf", demo.string, demo.caracter, demo.valor_inteiro, demo.valor_double); }
  15. 15. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa #include <stdio.h> struct aluno { char nome[100]; int ra; } aluno_tecnologia; void imprimir_aluno(char nome[], int ra); int main() { printf("Digite o nome do aluno:"); fgets(aluno_tecnologia.nome, sizeof(aluno_tecnologia.nome), stdin); printf("Digite o RA do aluno:"); scanf("%d", &aluno_tecnologia.ra); imprimir_aluno(aluno_tecnologia.nome, aluno_tecnologia.ra); } void imprimir_aluno(char nome[], int ra) { printf("%sn", nome); printf("%dn", ra); }
  16. 16. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa Resumo ESTRUTURAS DE DADOS • É definida pela palavra struct. • Possuem um nome. • Representa algum domínio, tipo ou uma entidade. • Os tipos de uma estrutura são agrupadas logicamente. • Composta de membros que são tipos de variáveis (int, double, float, char). • Seus membros são acessados utilizando o ponto (.) • Para atribuir valores (int, double, char e etc), utilizamos o operador igual (=), idêntico a atribuição de uma variável. • Utilizamos o strcpy para atribuir um valor para um vetor de char. • O comando scanf funciona da mesma forma para os membros de uma estrutura. • Vetores também são acessado da mesma forma, através de seus índices.
  17. 17. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO – Prof. Thomás da Costa ESTRUTURAS DE DADOS Semestre concluído !!! Parabéns a todos !!! THANKS FOR STUDYING
  18. 18. Obrigado !!! ANHANGUERA – 2016.2

×