Cap1 licao3 - Breve panorama histórico da química

5.191 visualizações

Publicada em

Breve panorama histórico da química

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.191
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
85
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cap1 licao3 - Breve panorama histórico da química

  1. 1. 3 - Breve panorama histórico (1)● Entre as Ciências Naturais, pode-se dizer que a Química é uma das mais recentes. Astronomia, Física e Matemática têm uma história que remonta a muitos séculos antes de Cristo.● Não há uma data específica que possamos estabelecer como “início” da Química. Podemos dizer, entretanto, que ela só se firmou como ciência no transcorrer dos séculos XVII e XVIII.Vamos, a seguir, dar uma ideia sobre isso.
  2. 2. 3.1 A Antiguidade (1)Há mais de 3.500 anos, os egípcios já utilizavamtécnicas em que estavam envolvidas transformaçõesquímicas. Dentre elas, podemos citar:● a fabricação de objetos cerâmicos por meio do cozimento da argila;● a extração de corantes de certos animais e vegetais;● a obtenção de vinagre e bebidas alcoólicas não destiladas (vinho, cerveja);● a produção de vidro e de alguns metais;● a arte egípcia da conservação das múmias.
  3. 3. 3.1 A Antiguidade (2)● 478 a.C., o filósofo grego Leucipo apresentou a primeira teoria atômica de que se tem notícia, seu discípulo Demócrito a aperfeiçoou e propagou.● Todas as coisas no universo seriam formadas por “partículas” tão pequenas que não podemos enxergar e, dessa forma, teríamos a impressão de que elas são contínuas. A essas “partículas” foi dado o nome de átomos (do grego a, que significa “não’ e tomos, que quer dizer “divisível”).
  4. 4. 3.1 A Antiguidade (3)● Segundo Aristóteles (384-322 a.C.) tudo era constituído de quatro “elementos” básicos: fogo, terra, ar e água.● Essa maneira de pensar influenciou muito a evolução da Ciência ocidental;● Essas ideias foram abolidas somente no século XVI.
  5. 5. 3.2 Alquimia, a precursora da Química (1)● Da filosofia grega, da tecnologia egípcia e as místicas religiões orientais nasceu a Alquimia, uma mistura de ciência, arte e magia.● Na Idade Média a alquimia tinha uma dupla preocupação: ● a busca do “elixir da longa vida”, que garantiria a imortalidade e a cura das doenças do corpo; ● a descoberta de um método para a transformação de metais comuns em ouro (transmutação), que ocorreria na presença de um agente conhecido como “pedra filosofal”.
  6. 6. 3.2 Alquimia, a precursora da Química (2)● Na China, as especulações dos alquimistas conduziram ao domínio de muitas técnicas de metalurgia e à descoberta da pólvora.● Os chineses foram os inventores dos fogos de artifício e os primeiros a usar a pólvora.
  7. 7. 3.2 Alquimia, a precursora da Química (3)● muitos progressos no conhecimento das substâncias provenientes de minerais e vegetais foram obtidos no Ocidente e no Oriente.● Prepararam-se substâncias como, por exemplo, ácido nítrico (chamado na época de aquafortis) e ácido sulfúrico (oleum vitriolum).● Materiais de laboratório foram sendo gradualmente aperfeiçoados.
  8. 8. 3.2 Alquimia, a precursora da Química (4)● No século XVI, o suíço Theophrastus Bombastus Paracelsus propôs que a Alquimia deveria preocupar-se principalmente com o aspecto médico em suas investigações. (Isso ficou conhecido como latro química.) Segundo ele, os processos vitais podiam ser interpretados e modificados com o uso de substâncias químicas. Sua contribuição no diagnóstico e no tratamento de algumas doenças foi digna de nota.
  9. 9. 3.2 Alquimia, a precursora da Química (5) Reconstrução de um laboratório alquímico da Idade Media.
  10. 10. 3.3 Da Alquimia surge a Química (1)● Em 1597, o alemão Andreas Libavius publicou o livro Alchemia, no qual afirmava que a Alquimia tem por objetivo a separação de misturas em seus componentes e o estudo das propriedades desses componentes.● Em 1661, o irlandês Robert Boyle publicou The sceptical chemist (O químico cético — cético significa desconfiado, que só acredita mediante provas), no qual atacava violentamente a concepção aristotélica de quatro “elementos”. Para Boyle, elemento é tudo aquilo que não pode ser decomposto por nenhum método conhecido. Esses dois livros são considerados, por alguns estudiosos, o marco inicial da Química.
  11. 11. 3.3 Da Alquimia surge a Química (2)● Há outros estudiosos que creditam a Antoine Laurent Lavoisier o mérito de ser o “pai” da Química.● Lavoisier realizou experimentos controlados envolvendo medidas da massa de frascos antes e depois de acontecerem reações químicas dentro deles.● Uma de suas conclusões, a de que a massa se conserva durante as reações químicas, é considerada por alguns o marco inicial da Química.
  12. 12. 3.3 Da Alquimia surge a Química (3)● No século XIX, os trabalhos de Gay-Lussac, Dalton, Wõhler, Avogadro, Kekulé e outros deram origem à chamada Química clássica.● No século XX, com o grande avanço tecnológico, presenciou-se uma vertiginosa evolução do conhecimento químico.● O átomo teve sua estrutura interna pesquisada, elementos artificiais foram sintetizados e modernas técnicas de investigação foram desenvolvidas, utilizando conceitos de Química, Física, Matemática, Computação e Eletrônica.
  13. 13. Alguns recentes progressos da pesquisa química aplicada:(A) Chip plástico para identificação por radiofrequência (RFID),usado em lojas para evitar furto de mercadorias. Tais dispositivostambém podem armazenar informações, como preço e data devalidade.(B) Caneca revestida com camada de material termocrômico (mudade cor com a temperatura). À medida que o líquido quente provocaseu aquecimento, a coloração escura passa a transparente, revelandoa imagem que existe na camada abaixo dela. FIM

×