METODOLOGIA E 
INTRODUÇÃO À 
PRÁTICA DE 
PESQUISA 
Professor: Vasconcelos Zuqui
VISÃO GERAL DA DISCIPLINA 
A metodologia é um caminho, é uma forma de fazer 
pesquisa que normatiza os passos da atividade...
VISÃO GERAL DO MÓDULO 
Metodologia de ensino/aprendizagem da 
faculdade Pitágoras: 
Uso de módulo nos quais podemos dividi...
• Em algumas disciplinas mais 
instrumentais, os encontros das equipes 
serão substituídas por aulas práticas. 
• Avaliaçõ...
OBJETIVOS DO CURSO 
• O principal é introduzir os alunos no estudo, 
através do hábito de leitura e de técnicas, para 
se ...
• Ao introduzir a prática da pesquisa, a 
disciplina objetiva a aproximação do aluno 
do saber acumulado, das teses e 
dis...
• Uma primeira competência da disciplina está na 
disciplina de estudo e aprendizagem; 
• Outra competência está no desenv...
Avaliações: o que se avalia? 
• Avaliação de conteúdos. 
• Produtos: estruturas internas que revelam o 
grau de proficiênc...
Avaliação 
• Avaliações dos alunos: 
• Conhecimentos adquiridos. 
• Habilidades e competências específicas da disciplina, ...
Avaliação do Rendimento 
Escolar 
O aproveitamento escolar do aluno será 
verificado por disciplina, mediante a 
avaliação...
• A verificação do rendimento escolar será feita 
através de: 
→ avaliações individuais, compreendendo provas 
ou trabalho...
• Etapa 1: 30 pontos – até o final da terceira 
semana de aula, sendo 20 pontos em 
avaliações individuais e 10 pontos em ...
• Ao final de cada termo, em data prevista no calendário 
acadêmico, o aluno poderá fazer uma avaliação 
suplementar, a tí...
Anotações em sala de aula 
• Por que fazer anotações das aulas? 
• Fazer anotações das aulas obriga o aluno a 
prestar ate...
• Ajuda a memorização. 
• Promove entendimento muito mais 
profundo da matéria do que a simples 
escuta.
COMBINADOS 
• Proibido o uso de celular ou qualquer 
aparelho de comunicação em sala de 
aula. 
• Serão feitas duas chamad...
EMENTA 
• Transmitir os conceitos básicos da 
metodologia de pesquisa científica; 
• Apresentar e exercitar a aplicação de...
OBJETIVO GERAL 
• O objetivo principal do curso é desenvolver no 
aluno a arte de pensar bem. E o guia para essa 
viagem é...
Conteúdo da Disciplina 
COMO ESTUDAR, COMO APRENDER 
1.1 Hábitos de estudo e trabalho. 
1.1.1 O uso do tempo. 
1.1.2 Organ...
MÉTODO CIENTÍFICO: UM GUIA PARA A BUSCA DO 
CONHECIMENTO 
2.1 O que é ciência: como a ciência funciona. 
2.2 O conheciment...
VAMOS FAZER UMA PESQUISA 
3.1 O primeiro passo: a escolha do tema. 
3.2 Qual é minha pergunta? 
3.2.1 O que se sabe sobre ...
Material Usado na Disciplina 
Bibliografia Adotada: Leitura Obrigatória 
• CARAVENTES, Geraldo R.; LEDUR, Paulo 
Flávio. L...
Bibliografia Adicional: Para 
Saber Mais 
BASTOS, Cleverson; KELLER, Vicente. Aprendendo a 
aprender. Introdução à metodol...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 00 - MIPP

125 visualizações

Publicada em

Aula inaugural de MIPP da Faculdade Pitágoras em Linhares/ES - 2010

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
125
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 00 - MIPP

  1. 1. METODOLOGIA E INTRODUÇÃO À PRÁTICA DE PESQUISA Professor: Vasconcelos Zuqui
  2. 2. VISÃO GERAL DA DISCIPLINA A metodologia é um caminho, é uma forma de fazer pesquisa que normatiza os passos da atividade científica nas pesquisas. Desde a percepção da dúvida do querer saber, da elaboração das questões que orienta a busca por respostas, dos dados levantados, até a análise e a apresentação dos resultados, é necessário uma disciplina metodológica no desenvolvimento e na produção do conhecimento científico. Aula 0
  3. 3. VISÃO GERAL DO MÓDULO Metodologia de ensino/aprendizagem da faculdade Pitágoras: Uso de módulo nos quais podemos dividir em: • Aula expositiva: informação, conhecimento, aprendizagem de conceitos e princípios. • Encontros das equipes de aprendizagem: Desenvolvimento de habilidades e competências (ênfase em projeto de pesquisa)
  4. 4. • Em algumas disciplinas mais instrumentais, os encontros das equipes serão substituídas por aulas práticas. • Avaliações.
  5. 5. OBJETIVOS DO CURSO • O principal é introduzir os alunos no estudo, através do hábito de leitura e de técnicas, para se criar uma disciplina de aprendizagem e para um melhor aproveitamento dos conteúdos. • Outro objetivo está em apresentar os fundamentos do método científico como um guia para a busca do conhecimento. É importante que o aluno desenvolva uma atitude científica diante do conhecimento, a fim de que sua postura seja crítica e contribua com outros questionamentos e técnicas.
  6. 6. • Ao introduzir a prática da pesquisa, a disciplina objetiva a aproximação do aluno do saber acumulado, das teses e dissertações produzidas, das questões fundamentais nas diferentes áreas de estudo. Essa aproximação ampliará a sua visão a respeito da ciência como caminho para o conhecimento.
  7. 7. • Uma primeira competência da disciplina está na disciplina de estudo e aprendizagem; • Outra competência está no desenvolvimento de uma atitude desafiadora frente a dúvida, ao desconhecido e ao saber necessário e relevante; • Uma competência relevante está no estímulo à habilidade de observação das realidades, na obtenção e análise de dados, e na reflexão dos resultados importantes à sociedade.
  8. 8. Avaliações: o que se avalia? • Avaliação de conteúdos. • Produtos: estruturas internas que revelam o grau de proficiência do aluno para elaborar os conteúdos, relacioná-los com conhecimentos anteriores e aplicá-los a situações concretas, conhecidas ou novas. • Estratégias cognitivas e metacognitivas: capacidade do aluno em monitorar e regular o próprio processo de aprender a aprender.
  9. 9. Avaliação • Avaliações dos alunos: • Conhecimentos adquiridos. • Habilidades e competências específicas da disciplina, principalmente, a competência argumentativa. • Atitudes: abertura às idéias e argumentos dos outros, mostrando disponibilidade para rever suas próprias opiniões; cooperação com os outros, mostrando que a crítica só é eficaz através do diálogo justo e honesto no seio de uma comunidade. • Participação efetiva nas aulas (não é apenas presença).
  10. 10. Avaliação do Rendimento Escolar O aproveitamento escolar do aluno será verificado por disciplina, mediante a avaliação das atividades escolares e da assiduidade, exigindo-se para aprovação a obtenção de, no mínimo, 60 (sessenta) pontos em um total de 100 (cem) pontos e 75% (setenta e cinco por cento) de freqüência nas atividades programadas.
  11. 11. • A verificação do rendimento escolar será feita através de: → avaliações individuais, compreendendo provas ou trabalhos produzidos ao longo da disciplina, que valerão ao todo 70 (setenta) pontos. → avaliações de tarefas ou trabalhos produzidos por equipes de aprendizagem durante a disciplina valendo, ao todo, 30 (trinta) pontos. → distribuição de pontos entre as avaliações individuais e as avaliações das equipes, da seguinte forma:
  12. 12. • Etapa 1: 30 pontos – até o final da terceira semana de aula, sendo 20 pontos em avaliações individuais e 10 pontos em equipe. • Etapa 2: 30 pontos – até o final da sexta semana de aula, sendo 20 pontos em avaliações individuais e 10 pontos em equipe. • Etapa 3: 40 pontos – até o final da décima semana de aula, sendo 30 pontos em avaliações individuais e 10 pontos em equipe.
  13. 13. • Ao final de cada termo, em data prevista no calendário acadêmico, o aluno poderá fazer uma avaliação suplementar, a título de recuperação, para cada disciplina, que substituirá o conjunto das notas individuais obtidas pelo aluno (total de 70 pontos). → A nota da prova suplementar só produzirá efeitos para apuração da nota final do aluno se for maior do que os pontos obtidos no conjunto das notas individuais das 3 etapas. → O aproveitamento final do aluno em cada disciplina será expresso também em conceitos, conforme a seguinte escala:
  14. 14. Anotações em sala de aula • Por que fazer anotações das aulas? • Fazer anotações das aulas obriga o aluno a prestar atenção cuidadosa às aulas e a testar o seu entendimento da matéria lecionada. Isso ajuda o aprendizado e poupa tempo de estudo. • A revisão das anotações mostra o que é mais importante na matéria lecionada e o que deve ser estudado com mais cuidado. • É mais fácil guardar na memória as próprias anotações do que os textos dos livros.
  15. 15. • Ajuda a memorização. • Promove entendimento muito mais profundo da matéria do que a simples escuta.
  16. 16. COMBINADOS • Proibido o uso de celular ou qualquer aparelho de comunicação em sala de aula. • Serão feitas duas chamadas: Uma no início da aula a outra no final.
  17. 17. EMENTA • Transmitir os conceitos básicos da metodologia de pesquisa científica; • Apresentar e exercitar a aplicação desses conceitos na realização de trabalhos, planos de pesquisa e monografia científicas. • Conhecer a relação entre a sociedade e o conhecimento e a ciência produzidas a fim de estimular o espírito crítico através do método científico.
  18. 18. OBJETIVO GERAL • O objetivo principal do curso é desenvolver no aluno a arte de pensar bem. E o guia para essa viagem é o método científico, cuja utilidade de muito ultrapassa a pesquisa acadêmica. • A pesquisa científica é a busca de conhecimentos novos. Mas, ao contrário do que fazemos de forma casual, segue de perto um conjunto de regras de conduta e de controle de qualidade.
  19. 19. Conteúdo da Disciplina COMO ESTUDAR, COMO APRENDER 1.1 Hábitos de estudo e trabalho. 1.1.1 O uso do tempo. 1.1.2 Organização do material e do ambiente. 1.1.3 Exercícios de relaxamento para ler e estudar. 1.2 Como ler melhor. 1.2.1 Para cada leitura, uma técnica. 1.2.2 Concentração e pré-leitura. 1.2.3 Como fazer anotações e resumos. 1.2.4 Como lembrar-se do que foi lido. 1.2.5 Uma ferramenta: mapas conceituais.
  20. 20. MÉTODO CIENTÍFICO: UM GUIA PARA A BUSCA DO CONHECIMENTO 2.1 O que é ciência: como a ciência funciona. 2.2 O conhecimento científico é diferente de outras formas de conhecimento. 2.3 As regras do jogo: o método científico.
  21. 21. VAMOS FAZER UMA PESQUISA 3.1 O primeiro passo: a escolha do tema. 3.2 Qual é minha pergunta? 3.2.1 O que se sabe sobre o assunto: pesquisa bibliográfica. 3.3 Como vou responder a ela: a montagem da pesquisa. 3.3.1 Hipótese a ser testada: em quem apostamos. 3.3.2 Dados que confrontarão a hipótese. 3.3.3 Escolha das ferramentas. 3.3.4 Aplicação das ferramentas e análise dos dados. 3.3.5 Relatório de pesquisa.
  22. 22. Material Usado na Disciplina Bibliografia Adotada: Leitura Obrigatória • CARAVENTES, Geraldo R.; LEDUR, Paulo Flávio. Leitura dinâmica e aprendizagem. Porto Alegre: AGE, • 2003. • CASTRO, Cláudio de Moura. A prática da pesquisa. São Paulo: Pearson / Prentice Hall, 2006
  23. 23. Bibliografia Adicional: Para Saber Mais BASTOS, Cleverson; KELLER, Vicente. Aprendendo a aprender. Introdução à metodologia científica. LATOUR, Bruno. A ciência em ação. Como seguir cientistas e engenheiros sociedade afora. São Paulo: Editora UNESP, 2000. LAVILLE, C.; DIONNE, J. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: Artmed, 1999. 340p. LIBANIO, João Batista. Introdução à vida intelectual. São Paulo: Loyola, 2001. SALOMON, Délcio Vieira. Como fazer uma monografia. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

×