PITÁGORAS 
FACULDADE 
O texto desta publicação, ou qualquer parte dela, não poderá ser reproduzi-do 
ou transmitido em nen...
Ementa 
Neste curso, será estudada a organização textual e lingüística dos discursos narrativo, descritivo, expositivo, 
a...
Material Usado na Disciplina 
Bibliografi a Adotada: Leitura Obrigatória 
DIONÍSIO, Ângela Paiva et.al. Gêneros textuais &...
Aula Zero 
Visão Geral 
Metodologia de ensino/aprendizagem da Faculdade Pitágoras: 
Utilização de módulos, cada um dos qua...
Anotações em Sala de Aula 
Por que fazer anotações das aulas? 
• Fazer anotações das aulas obriga o aluno a prestar atençã...
7 
UNIDADE 
Aula Expositiva Aula de Aplicação 
Conteúdo da Disciplina 
1 O TEXTO DESCRITIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DIS...
8 
UNIDADE 
Conteúdo da Disciplina 
2 O TEXTO NARRATIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 
2.1 Elementos estruturais ...
9 
UNIDADE 
Aula de Aplicação 2 
O TEXTO NARRATIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 
SUBTÓPICOS: 2.1 – 2.4 
Descriçã...
10 
UNIDADE 
Aula Expositiva 3 
Conteúdo da Disciplina 
3 O TEXTO ARGUMENTATIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 
3....
11 
UNIDADE 
Aula de Aplicação 3 
O TEXTO ARGUMENTATIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 
SUBTÓPICOS: 3.1 – 3.5 
Des...
12 
UNIDADE 
Aula Expositiva 4 
Conteúdo da Disciplina 
4 O TEXTO INJUNTIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 
4.1 Lo...
13 
UNIDADE 
Aula Expositiva Aula de Aplicação 5 
Conteúdo da Disciplina 
5 ORGANIZAÇÃO DO SUPORTE JORNAL / REVISTA: O PRO...
Apostila de LPTEXTO - 2
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apostila de LPTEXTO - 2

541 visualizações

Publicada em

Faculdade Pitágoras em Linhares/ES - 2010

Publicada em: Engenharia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
541
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostila de LPTEXTO - 2

  1. 1. PITÁGORAS FACULDADE O texto desta publicação, ou qualquer parte dela, não poderá ser reproduzi-do ou transmitido em nenhuma forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópias, gravação, arquivamento em um sistema de informação sem uma prévia permissão por escrito dos direitos autorais do proprietário. Copyright© by Faculdade Pitágoras. Todos os direitos reservados. Leitura e Produção de Textos II LPTEXTO 2 v1.0 - FEV/2008 Concebido por Luiz Antônio Ribeiro, Mestre Sistema Universitário Pitágoras
  2. 2. Ementa Neste curso, será estudada a organização textual e lingüística dos discursos narrativo, descritivo, expositivo, argumentativo e injuntivo, fundamentados em textos de circulação geral (reportagens, notícias, artigos de opinião, editoriais, anúncios publicitários, receitas, manuais de instrução, etc.), com vistas à formação de um aluno/leitor que possa atuar de forma signifi cativa tanto na sua carreira profi ssional como também nas diferentes esferas sociais, valendo-se do pleno domínio da linguagem, de seus recursos e de suas manifestações culturais. Objetivo da Disciplina O curso de Leitura e Produção de Textos II tem como objetivo o estudo da organização textual e lingüística dos discursos narrativo, descritivo, expositivo, argumentativo e injuntivo, bem como o desenvolvimento, por parte do aluno/leitor, de competências, habilidades e estratégias essenciais para a recepção e produção de textos de circulação geral (reportagens, notícias, artigos de opinião, editoriais, anúncios publicitários, receitas, manuais de instrução, etc.), com vistas ao pleno domínio da linguagem, de seus recursos e de suas manifestações culturais, além da conscientização sobre a natureza sociointerativa da linguagem no processo de humanização do ser humano. Conteúdo da Disciplina 1 O texto descritivo: funções e características discursivas 2 O texto narrativo: funções e características discursivas 3 O texto argumentativo: funções e características discursivas 4 O texto injuntivo: funções e características discursivas 5 Organização do suporte jornal / revista: o processo de interlocução 3 0906 – 0208 – Leitura e Produção de Textos II – Guia do Aluno Conteúdo da Disciplina - Tópicos 1 O TEXTO DESCRITIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 1.1 Características do texto descritivo. 1.2 Organização textual do texto descritivo. 1.3 Organização lingüística do enunciado descritivo. 2 O TEXTO NARRATIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 2.1 Elementos estruturais do texto narrativo. 2.2 Fases ou etapas do texto narrativo. 2.3 Estratégias de organização do texto narrativo. 2.4 Organização textual do gênero notícia. 3 O TEXTO ARGUMENTATIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 3.1 A estrutura da argumentação. 3.2 Argumentação demonstrativa e argumentação retórica. 3.3 Tipos de argumentos. 3.4 Estratégias de organização do texto argumentativo. 3.5 O gênero textual artigo de opinião. 4 O TEXTO INJUNTIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 4.1 Locutor e focalização temática. 4.2 Fases ou etapas. 4.3 Estratégias de organização. 4.4 Elementos de coesão verbal e nominal. 4.5 O gênero textual receita. 5 ORGANIZAÇÃO DO SUPORTE JORNAL / REVISTA: O PROCESSO DE INTERLOCUÇÃO 5.1 Organização do jornal. 5.2 Diretrizes do jornal. 5.3 Organização da revista. 5.4 Diretrizes da revista.
  3. 3. Material Usado na Disciplina Bibliografi a Adotada: Leitura Obrigatória DIONÍSIO, Ângela Paiva et.al. Gêneros textuais & ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002. ISBN: 8586930180. FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Lições de texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 2006. ISBN: 8508105940. KARWOSKI, Acir Mário; GAYDECZKA, Beatriz; BRITO, Karim Siebeneicher (Org.). Gêneros textuais: refl exões e ensino. 2 ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2006. ISBN: 8586930547. Bibliografi a Adicional: Para Saber Mais CEREJA, Willian Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Texto e interação: uma proposta de produção textual a partir de gêneros e projetos. São Paulo: Atual, 2005. ISBN: 8535706208. EMEDIATO, Wander. A fórmula do texto: redação, argumentação e leitura. São Paulo: Geração Editorial. ISBN: 9788575091029. FARACO, Carlos Alberto; MANDRYK, David. Língua portuguesa: prática de redação para estudantes uni-versitários. 11. ed. Petrópolis: Vozes, 2004. ISBN: 8532602630. GARCIA, Othon Moacyr. Comunicação em prosa moderna: aprenda a escrever aprendendo a pensar. Rio de Janeiro: FGV, 2006. ISBN: 852250296. SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Trad. e Org. de Roxane. Rojo e Glaís S. Cordeiro. São Paulo: Mercado de Letras, 2004. ISBN: 8575910329. Recurso de Internet http://www.terravista.pt/Enseada/1347/vocabula.htm http://www.terravista.pt/Enseada/1347/vocabula.htm http://www.uol.com.br/aprendiz/n_licao/port/index.htm http://users.linkexpress.com.br/saulonet/ http://www.folhanet.com.br/portrasdasletras/ http://www.terravista.pt/Enseada/1347/vocabula.htm http://www.gramaticaonline.com.br/index/index.asp http://www.linguaportuguesa.ufrn.br/ 4 0906 – 0208 – Leitura e Produção de Textos II – Guia do Aluno Dicionário LUFT, Celso Pedro. Dicionário escolar da língua portuguesa. São Paulo: Ática, 2005. Gramática CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. A nova gramática do português contemporâneo. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001. Material Adicional Jornais e revistas brasileiras de informação e de divulgação científi ca.
  4. 4. Aula Zero Visão Geral Metodologia de ensino/aprendizagem da Faculdade Pitágoras: Utilização de módulos, cada um dos quais podendo se subdividir nos seguintes momentos: • Aula expositiva: informação, conhecimento, aprendizagem de conceitos e princípios. • Encontros das equipes de aprendizagem: desenvolvimento de habilidades e competências, não só da disciplina em questão, mas também habilidade de trabalhar em grupos e equipes. Ênfase em projetos e pesquisas dos alunos, fazendo a relação entre a teoria e o mundo real. • Em algumas disciplinas mais instrumentais, os encontros das equipes serão substituidos por aulas práticas. • Avaliações. Visão Geral da Disciplina • A partir do estudo dos tipos textuais, dos gêneros textuais de circulação geral (reportagens, notícias, artigos de opinião, editoriais, anúncios publicitários, receitas, manuais de instrução, etc.) e de alguns suportes em que esses textos são veiculados (jornais e revistas), busca-se desenvolver, na disciplina de Leitura e Produção de textos II, uma refl exão sobre o ensino de leitura e produção de textos na escola bem como o aperfeiçoamento das habilidades de leitura e escrita do aluno/leitor atentando-se aos aspectos lingüísticos, pictóricos e enunciativos. Objetivos • Refl etir sobre a prática de linguagem em sala de aula, no que diz respeito ao ensino de leitura e produção de textos, em conformidade com as diretrizes propostas pelos PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais). • Ler e produzir textos de diferentes tipos e gêneros textuais de circulação geral (reportagens, notícias, artigos de opinião, editoriais, anúncios publicitários, receitas, manuais de instrução, etc.). • Analisar os suportes em que textos de diferentes tipos e gêneros textuais são veiculados, tais como jornais e revistas, procurando identifi car as diferentes estratégias usadas pelos veículos de comuni-cação para despertar a atenção do leitor, bem como as tendências seguidas pelos mesmos. • Conhecer e analisar criticamente as diferentes perspectivas de pesquisas lingüísticas que fundamen-tam sua formação profi ssional no que diz respeito ao assunto tratado no curso. • Selecionar e contextualizar informações, estabelecer nexos relevantes, formular questões, produzir conhecimento. • Trabalhar em equipe, respeitando o diálogo e a alteridade. • Participar ativamente de pesquisas acadêmicas, de congressos e seminários, planejando e relatando suas pesquisas. 5 0906 – 0208 – Leitura e Produção de Textos II – Guia do Aluno Competências • Capacitação e aperfeiçoamento de habilidades didático-pedagógicas. • Desenvolvimento das habilidades de leitura e escrita. • Desenvolvimento do raciocínio indutivo e dedutivo. • Desenvolvimento da capacidade de síntese. • Aprimoramento da capacidade argumentativa e do pensamento crítico. • Aperfeiçoamento de habilidades sociointerativas. Regras Encontro das equipes de aprendizagem: • Nenhum aluno pode participar dos encontros das equipes de aprendizagem sem fazer parte de uma equipe. • O aluno deve ler o material indicado no Guia do Aluno anteriormente. Não é possível desenvolver satisfatoriamente uma atividade sem um mínimo de conhecimento do conteúdo ministrado nas aulas expositivas. • O aluno deve trazer o material indicado para a sala de aula. • A participação será avaliada a cada encontro das equipes. A nota de participação não é nota de presença. Avaliações: o que se avalia? • Avaliação de conteúdos. • Produtos: estruturas internas que revelam o grau de proficiência do aluno para elaborar os conteúdos, relacioná-los com conhecimentos anteriores e aplicá-los a situações concretas, conhecidas ou novas. • Estratégias cognitivas e metacognitivas: capacidade do aluno em monitorar e regular o próprio pro-cesso de aprender a aprender. Avaliação Avaliações dos alunos: • Conhecimentos adquiridos. • Habilidades e competências específi cas da disciplina, principalmente, a competência argumentativa. • Atitudes: abertura às idéias e aos argumentos dos outros, mostrando disponibilidade para rever suas próprias opiniões; cooperação com os outros, mostrando que a crítica só é efi caz através do diálogo justo e honesto, no seio de uma comunidade. • Participação efetiva nas aulas (não é apenas presença).
  5. 5. Anotações em Sala de Aula Por que fazer anotações das aulas? • Fazer anotações das aulas obriga o aluno a prestar atenção cuidadosa às aulas e a testar o seu entendimento da matéria lecionada. Isso ajuda o aprendizado e poupa tempo de estudo. • A revisão das anotações mostra o que é mais importante na matéria lecionada e o que deve ser estudado com mais cuidado. • É mais fácil guardar na memória as próprias anotações do que os textos dos livros. • Ajuda a memorização. • Promove entendimento muito mais profundo da matéria do que a simples escuta. 6 0906 – 0208 – Leitura e Produção de Textos II – Guia do Aluno Avaliação do Rendimento Escolar O aproveitamento escolar do aluno será verifi cado por disciplina, mediante a avaliação das atividades escolares e da assiduidade, exigindo-se para aprovação a obtenção de, no mínimo, 60 (sessenta) pontos em um total de 100 (cem) pontos e 75% (setenta e cinco por cento) de freqüência nas atividades programadas. A verifi cação do rendimento escolar será feita através de: → avaliações individuais, compreendendo provas ou trabalhos produzidos ao longo da disci-plina, que valerão ao todo 70 (setenta) pontos. → avaliações de tarefas ou trabalhos produzidos por equipes de aprendizagem durante a disciplina valendo, ao todo, 30 (trinta) pontos. → distribuição de pontos entre as avaliações individuais e as avaliações das equipes, da seguinte forma: Etapa 1: 30 pontos – até o fi nal da terceira semana de aula, sendo 20 pontos em avaliações individuais e 10 pontos em equipe. Etapa 2: 30 pontos – até o fi nal da sexta semana de aula, sendo 20 pontos em avaliações individuais e 10 pontos em equipe. Etapa 3: 40 pontos – até o fi nal da décima semana de aula, sendo 30 pontos em avaliações individuais e 10 pontos em equipe. Ao fi nal de cada termo, em data prevista no calendário acadêmico, o aluno poderá fazer uma avaliação suplementar, a título de recuperação, para cada disciplina, que substituirá o conjunto das notas individuais obtidas pelo aluno (total de 70 pontos). → A nota da prova suplementar só produzirá efeitos para apuração da nota fi nal do aluno se for maior do que os pontos obtidos no conjunto das notas individuais das 3 etapas. → O aproveitamento fi nal do aluno em cada disciplina será expresso também em conceitos, conforme a seguinte escala: Conceito A: entre 90 e 100 pontos Conceito B: entre 80 e 89 pontos Conceito C: entre 70 e 79 pontos Conceito D: entre 60 e 69 pontos Conceito E: entre 0 e 59 pontos Será considerado reprovado o aluno que obtiver conceito fi nal E na disciplina.
  6. 6. 7 UNIDADE Aula Expositiva Aula de Aplicação Conteúdo da Disciplina 1 O TEXTO DESCRITIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 1.1 Características do texto descritivo. 1.2 Organização textual do texto descritivo. 1.3 Organização lingüística do enunciado descritivo. NOTA: A Unidade 1 será desenvolvida em duas aulas expositivas e duas aulas de aplicação. Leitura Obrigatória Adotada: DIONÍSIO, Ângela Paiva et. al. Gêneros textuais & ensino. Capítulos: Todo o livro. Adotada: FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Lições de texto: leitura e redação. Capítulo: Lição 16 - Descrição Adotada: KARWOSKI, Acir Mário; GAYDECZKA, Beatriz; BRITO, Karim Siebeneicher (Org.). Gêneros textuais: refl exões e ensino. Capítulos: Todo o livro. Para Saber Mais Título: EMEDIATO, Wander. A fórmula do texto: redação, argumentação e leitura. Capítulo: 7 - Os modos de organização do discurso. Título: GARCIA, Othon Moacyr. Comunicação em prosa moderna: aprenda a escrever apren-dendo a pensar. Capítulo: 3 - Parágrafos de descrição e parágrafos de narração. Item: 3.1 - Descrição. 0906 – 0208 – Leitura e Produção de Textos II – Guia do Aluno 1 O TEXTO DESCRITIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS SUBTÓPICOS: 1.1 – 1.3 Descrição da Atividade: Baseando-se nos textos selecionados, os alunos deverão: • Extrair de cada texto todas as suas operações de descrição, construindo uma lista ou tabela das categorias estudadas, a saber: identifi cações (específi ca e/ou genérica), qualifi cações (objetiva e/ou subjetiva), quantifi cações (precisa e/ou imprecisa) e localizações (espacial e temporal). • Apresentar as estratégias de organização do discurso descritivo: uso dos elementos lingüísticos verbais e não-verbais (adjetivos, advérbios, verbos, imagens, etc.) e seu funcionamento no texto. • Tendo em vista o levantamento das operações de descrição e as estratégias de organização, analisar a fi nalidade comunicativa e argumentativa de cada um dos gêneros escolhidos. Entrega: Ao fi nal da aula. Material para a Atividade: Distribuição dos textos selecionados pelo professor e as devidas questões. Critérios de Avaliação: Participação ativa nas atividades. Trabalho escrito: verifi cação da adequação conceitual (fundamentação argumentativa, co-erência, capacidade de síntese) e formal (gênero, coesão textual, correção gramatical). Conclusão: O professor deve concluir a aula das equipes com uma discussão da tarefa realizada, das difi culdades encontradas tanto na realização da tarefa quanto no trabalho das equipes.
  7. 7. 8 UNIDADE Conteúdo da Disciplina 2 O TEXTO NARRATIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 2.1 Elementos estruturais do texto narrativo. 2.2 Fases ou etapas do texto narrativo. 2.3 Estratégias de organização do texto narrativo. 2.4 Organização textual do gênero notícia. NOTA: A Unidade 2 será desenvolvida em duas aulas expositivas e duas aulas de aplicação. Leitura Obrigatória Adotada: DIONÍSIO, Ângela Paiva et. al. Gêneros textuais & ensino. Parte: II. Capítulos: 4 - O funcionamento dialógico em notícias e artigos de opinião. 6 - Um gênero quadro a quadro: a história em quadrinhos. 7 - Por que cartas do leitor em sala de aula? Adotada: FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Lições de texto: leitura e redação. Capítulos: Lição 12 - Presença do narrador no texto. Lição 13 - Personagens e espaço. Lição 14 - Tempo. Lição 15 - Narração. Adotada: KARWOSKI, Acir Mário; GAYDECZKA, Beatriz; BRITO, Karim Siebeneicher (Org.). Gêneros textuais: refl exões e ensino. Capítulos: Todo o livro. 0906 – 0208 – Leitura e Produção de Textos II – Guia do Aluno 2 Para Saber Mais Título: CEREJA, Willian Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Texto e interação: uma proposta de produção textual a partir de gêneros e projetos. Capítulos: 5 - O texto narrativo. 14 - A notícia. 21 - A crônica. 22 - A crônica argumentativa. 23 - O texto narrativo: o enredo, o tempo e o espaço. Título: EMEDIATO, Wander. A fórmula do texto: redação, argumentação e leitura. Capítulo: 7 - Os modos de organização do discurso. Título: GARCIA, Othon Moacyr. Comunicação em prosa moderna: aprenda a escrever apren-dendo a pensar. Capítulo: 3 - Parágrafos de descrição e parágrafos de narração. Item: 3.2 - Narração. Título: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Capítulos: Todo o livro. Aula Expositiva
  8. 8. 9 UNIDADE Aula de Aplicação 2 O TEXTO NARRATIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS SUBTÓPICOS: 2.1 – 2.4 Descrição da Atividade: Cada equipe deverá ler o capítulo designado pelo professor e fazer uma breve síntese do mesmo. Em seguida, a equipe deverá escolher um gênero textual em que haja o predomínio de seqüências narrativas e preparar uma atividade de leitura e produção de textos, contemplando o referencial teórico utilizado nesta unidade. A equipe deverá indicar a série em que esta atividade será aplicada e a importância de se desenvolverem atividades como essa com os alunos. Os trabalhos deverão ser apresentados em sala de forma que todos possam ter acesso ao referencial teórico-prático desenvolvido pela turma. Entrega: Data previamente agendada pelo professor. Material para a Atividade: Disponibilização do referencial teórico para os alunos e um gênero textual devidamente escolhido por eles. Critérios de Avaliação: Participação ativa nas atividades. Trabalho escrito: verificação da adequação conceitual (fundamentação argumentativa, coerência, capacidade de síntese) e formal (gênero, coesão textual, correção gramatical). Conclusão: O professor deve concluir a aula das equipes com uma discussão da tarefa realizada, das difi culdades encontradas tanto na realização da tarefa quanto no trabalho das equipes. 0906 – 0208 – Leitura e Produção de Textos II – Guia do Aluno
  9. 9. 10 UNIDADE Aula Expositiva 3 Conteúdo da Disciplina 3 O TEXTO ARGUMENTATIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 3.1 A estrutura da argumentação. 3.2 Argumentação demonstrativa e argumentação retórica. 3.3 Tipos de argumentos. 3.4 Estratégias de organização do texto argumentativo. 3.5 O gênero textual artigo de opinião. NOTA: A Unidade 3 será desenvolvida em duas aulas expositivas e duas aulas de aplicação. Leitura Obrigatória Adotada: DIONÍSIO, Ângela Paiva et. al. Gêneros textuais & ensino. Parte: II. Capítulo: 4 - O funcionamento dialógico em notícias e artigos de opinião. Adotada: FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Lições de texto: leitura e redação. Capítulos: Lição 17 - Dissertação. Lição 19 - Argumentação. Adotada: KARWOSKI, Acir Mário; GAYDECZKA, Beatriz; BRITO, Karim Siebeneicher (Org.). Gêneros textuais: refl exões e ensino. Capítulos: Todo o livro. 0906 – 0208 – Leitura e Produção de Textos II – Guia do Aluno Para Saber Mais Título: CEREJA, Willian Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Texto e interação: uma proposta de produção textual a partir de gêneros e projetos. Capítulos: 11 - O texto argumentativo oral: o debate orientado. 12 - O texto argumentativo escrito. 13 - O texto argumentativo: verdade e opinião. 16 - A reportagem. 17 - O texto publicitário. 18 - A carta argumentativa do leitor. 19 - A crítica. 20 - O editorial. 30 - O texto de apresentação científi ca. 31 - O texto dissertativo. 32 - O texto dissertativo-argumentativo. Título: EMEDIATO, Wander. A fórmula do texto: redação, argumentação e leitura. Capítulo: 7 - Os modos de organização do discurso. Título: GARCIA, Othon Moacyr. Comunicação em prosa moderna: aprenda a escrever apren-dendo a pensar. Capítulo: 3 - Parágrafos de descrição e parágrafos de narração. Item: 3.2 - Narração. Título: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Capítulos: Todo o livro.
  10. 10. 11 UNIDADE Aula de Aplicação 3 O TEXTO ARGUMENTATIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS SUBTÓPICOS: 3.1 – 3.5 Descrição da Atividade: Em uma aula anterior à atividade prevista, o professor deverá promover o agrupamento dos alunos, orientando-os quanto ao posicionamento a ser tomado. Também deverá solicitar-lhes que tragam para a sala textos que versem sobre o assunto em questão. Isso possibilitará que eles apresentem argumentos consistentes, de forma que o debate se torne enriquecedor. Antes de proceder ao debate, o professor deverá estabelecer um tempo para que os componentes do grupo se reúnam e construam sua estratégia de persuasão, de acordo com as condições predeterminadas. Não basta que os alunos levantem críticas quanto ao assunto tratado; é preciso também apresentar uma proposta para solução do problema. Na produção do texto, os alunos deverão estar atentos às seguintes condições de pro-dução textual: quem é o enunciador (autor) e enunciatário (leitor) do texto lido; qual é o tema tratado e o posicionamento assumido; destacar argumentos que refutem ou confi rmem a tese; promover o diálogo intertexto; apresentar proposta de solução do problema; conformar as idéias ao gênero previamente determinado pelo professor; atentar-se à modalidade de linguagem culta e ao suporte em que o texto circulará. O professor poderá sortear, entre as equipes, determinados gêneros, a fi m de que esse conteúdo e o referencial teórico estudado possam ser mais bem explorados. Entrega: Ao fi nal da aula. Material para a Atividade: Textos previamente selecionados pelos alunos. Critérios de Avaliação: Deverão ser avaliadas a observância das condições de produção e a adequação conceitual. Conclusão: O professor deve concluir a aula das equipes com uma discussão da tarefa realizada, das difi culdades encontradas tanto na realização da tarefa quanto no trabalho das equipes. 0906 – 0208 – Leitura e Produção de Textos II – Guia do Aluno
  11. 11. 12 UNIDADE Aula Expositiva 4 Conteúdo da Disciplina 4 O TEXTO INJUNTIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS 4.1 Locutor e focalização temática. 4.2 Fases ou etapas. 4.3 Estratégias de organização. 4.4 Elementos de coesão verbal e nominal. 4.5 O gênero textual receita. NOTA: A Unidade 4 será desenvolvida em duas aulas expositivas e duas aulas de aplicação. Leitura Obrigatória Adotada: FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Lições de texto: leitura e redação. Capítulo: Lição 24 - Coesão textual. Adotada: KARWOSKI, Acir Mário; GAYDECZKA, Beatriz; BRITO, Karim Siebeneicher (Org.). Gêneros textuais: refl exões e ensino. Capítulos: Todo o livro. Para Saber Mais Título: CEREJA, Willian Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Texto e interação: uma proposta de produção textual a partir de gêneros e projetos. Capítulo: 2 - A receita. Título: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Capítulos: Todo o livro. 0906 – 0208 – Leitura e Produção de Textos II – Guia do Aluno Aula de Aplicação O TEXTO INJUNTIVO: FUNÇÕES E CARACTERÍSTICAS DISCURSIVAS SUBTÓPICOS: 4.1 – 4.5 Descrição da Atividade: A partir da leitura do poema, o professor deve explorar com a classe tanto aspectos temáticos quanto formais, responsáveis por aproximar esse texto de outros que têm caráter injuntivo. Em seguida, sugere-se uma atividade de produção de textos, em que os alunos criem uma receita poética, capaz de despertar a emoção. Poderão ser feitas receitas para: cativar amigos, curar ciúmes, despertar uma grande paixão, amar eternamente, encontrar a fonte da juventude, etc. Obedecendo à estrutura desse gênero textual, os alunos deverão inventar um título sugestivo para o texto, os ingredientes, o modo de preparo, as dicas de decoração, etc. e relacioná-los de forma que resultem numa receita poética criativa e coerente. Prontas as receitas, os alunos deverão lê-las em classe a fi m de que todos possam apreciá-las. Caso seja fi m de ano, Páscoa ou outro evento comemorativo, essa idéia pode ser aproveitada para que se faça uma troca de presentes. Entrega: Ao fi nal da aula. Material para a Atividade: Poema de Vinicius de Moraes, disponível também em forma de música, a qual poderá ser apresentada em sala. Critérios de Avaliação: Deverão ser avaliadas a criatividade, a observância das condições de produção e a adequação conceitual. Conclusão: O professor deve concluir a aula das equipes com uma discussão da tarefa realizada, das difi culdades encontradas tanto na realização da tarefa quanto no trabalho das equipes.
  12. 12. 13 UNIDADE Aula Expositiva Aula de Aplicação 5 Conteúdo da Disciplina 5 ORGANIZAÇÃO DO SUPORTE JORNAL / REVISTA: O PROCESSO DE INTERLOCUÇÃO 5.1 Organização do jornal. 5.2 Diretrizes do jornal. 5.3 Organização da revista. 5.4 Diretrizes da revista. Leitura Obrigatória Adotada: DIONÍSIO, Ângela Paiva et al. Gêneros textuais & ensino. Capítulos: Todo o livro. Adotada: KARWOSKI, Acir Mário; GAYDECZKA, Beatriz; BRITO, Karim Siebeneicher (Org.). Gêneros textuais: refl exões e ensino. Capítulos: Todo o livro. Para Saber Mais Título: CEREJA, Willian Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Texto e interação: uma proposta de produção textual a partir de gêneros e projetos. Capítulos: Todo o livro. Título: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Capítulos: Todo o livro. 0906 – 0208 – Leitura e Produção de Textos II – Guia do Aluno ORGANIZAÇÃO DO SUPORTE JORNAL / REVISTA: O PROCESSO DE INTERLOCUÇÃO SUBTÓPICOS: 5.1 – 5.4 Descrição da Atividade: Os alunos deverão escolher um trecho ou mensagem do poema, que sirvam como elementos detonadores para a produção de notícias, reportagem, entrevista, anúncio publicitário, etc. O professor deverá também selecionar um grupo que cuidará da produção da capa do jornal ou da revista bem como da organização dos textos produzidos. Dependendo do tamanho da turma, cada equipe pode fi car responsável por produzir um ou dois gêneros textuais. Em seguida, passar-se-á à produção dos textos: uma notícia pode informar sobre os últimos acontecimentos ocorridos na cidade de Pasárgada; uma entrevista com o secre-tário de turismo pode mostrar o que Pasárgada oferece aos turistas (eventos culturais, belezas naturais, etc.); um anúncio publicitário pode versar sobre tema semelhante a esse; um editorial pode apresentar uma refl exão sobre os costumes e valores dos habitantes locais; etc. Prontas as matérias, estas deverão ser reunidas e organizadas pelo grupo responsável. Entrega: Em data previamente agendada pelo professor. Material para a Atividade: Poema de Manuel Bandeira “Vou-me embora pra Pasárgada”, o qual deverá ser apre-sentado pelo professor para devida apreciação e desenvolvimento do trabalho. Critérios de Avaliação: Deverão ser avaliadas a criatividade, a observância das condições de produção e a adequação conceitual. Conclusão: O professor deve concluir a aula das equipes com uma discussão da tarefa realizada, das difi culdades encontradas tanto na realização da tarefa quanto no trabalho das equipes.

×