1- Desenho técnico mecânico - Multivix

5.065 visualizações

Publicada em

Aula ministrada pela docente Karla Dubberstein da disciplina de Desenho Técnico Mecânico ministrada na Multivix 2014_1.

Publicada em: Engenharia
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.065
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
330
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1- Desenho técnico mecânico - Multivix

  1. 1. Desenho Técnico Mecânico Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico
  2. 2. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Formatos, legenda, tipos de linha, letreiros Desenho Técnico Mecânico Multivix 2014/1 Karla Dubberstein • A unidade de dimensionamento utilizada no desenho Técnico Mecânico é o milímetro. • Todos os formatos com exceção dos menores que o A4 (A5, A6), devem ser dobrados como indicado na tabela próxima (dobra X e dobra Y), ficando com as dimensões do formato A4 após dobrados; com exceção do formato A2 que é permitido ficar um pouco maior. • Desenhos em papel vegetal não são dobrados, mas sim enrolado
  3. 3. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Formatos Desenho Técnico Mecânico Multivix 2014/1 Karla Dubberstein
  4. 4. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Formatos • Formatos, legenda, tipos de linha, letreiros • A Desenho Técnico Mecânico Multivix 2014/1 Karla Dubberstein
  5. 5. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Legenda • Formatos, legenda, tipos de linha, letreiros • A Desenho Técnico Mecânico Multivix 2014/1 Karla Dubberstein Eng. Antônio Multivix - Vitória
  6. 6. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Sequência de dobramento do formato A1 • Formatos, legenda, tipos de linha, letreiros • A Desenho Técnico Mecânico Multivix 2014/1 Karla Dubberstein
  7. 7. • Formatos, legenda, tipos de linha, letreiros • A *A espessura da linha larga é o dobro da estreita
  8. 8. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Tipos de linha 8- linha contornos visíveis primitiva • Formatos, legenda, tipos de linha, letreiros • A 1-Traço do plano de corte 2- aresta e 6- hachura 8- linha de centro 5- diâmetro do pé do dente de engrenagem Engrenagem
  9. 9. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Formatos, legenda, tipos de linha, letreiros 10-linha fantasma
  10. 10. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Formatos, legenda, tipos de linha, letreiros • Relação de algumas normas utilizadas no Desenho Técnico Mecânico, fornecidas pela: ABNT - www.abntdigital.com • NBR 8403 Aplicação de linhas em desenhos técnicos • NBR 10067 Princípios Gerais de representação em desenho técnico • NBR 8402 Execução de caracter para escrita em desenhos técnicos • NBR 10126 Cotagem em desenhos técnicos • NBR 8196 Emprego de escala • NBR 11534 Representação de engrenagens em desenho técnico • NBR 10582 Apresentação de folha para desenho técnico
  11. 11. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Formatos, legenda, tipos de linha, letreiros • NBR 11145 Representação de molas em desenho técnico • NBR 12298 Representação de área de corte por meio de hachuras em desenho técnico • NBR 8993 Representação de partes roscadas em desenho técnico • NBR 10647 Desenho técnico • NBR 10068 Folhas de desenho, leiaute e dimensões • NBR 12288 Representação simplificada de furo de centro em desenho técnico • NBR 7165 Símbolos gráficos de solda • NBR 14220-2 Mancais de deslizamento • NBR 1414611 Representação simplificada de estruturasmetálicas • NBR 14957 Representação de recartilhado
  12. 12. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Escalas Padronizadas
  13. 13. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Projeção • Existem três tipos de projeções: • 1- Projeção ortogonal: • o objeto tem uma de suas faces posicionada paralelamente ao plano de projeção, e os raios luminosos incidentes vindos de uma fonte no infinito se projetam perpendiculares ao plano e à face do objeto.
  14. 14. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Projeção • 2- Projeção axométrica, subdivide em: • 2.1 – Projeção obliqua ou cavaleira. - Nesta forma de projeção, o objeto tem uma de suas faces posicionada paralelamente ao plano de projeção como na projeção ortogonal, mas os raios incidentes vindos da fonte luminosa no infinito, projetam-se obliquamente sobre a face e sobre o plano de projeção.
  15. 15. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Projeção • 2.2 – Projeção axométrica ortogonal. - Nesta forma de projeção, os raios luminosos incidem perpendicularmente no plano de projeção como na projeção ortogonal, mas o objeto tem as suas faces posicionadas obliquamente em relação a este plano. Neste grupo estão as perspectivas Isométrica, Dimétrica e Trimétrica.
  16. 16. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Projeção • 3-Projeção cônica. - Nesta foram de projeção, os raios luminosos provêm de uma fonte próxima ao objeto, desta forma os raios incidentes sobre este e sobre o plano de projeção não são paralelos, como nos casos anteriores, mas formam um cone de luz.
  17. 17. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Projeção • Vistas ortogonais (Projeções ortogonais) • 1° Diedro (Sistema SI): Principais planos de projeção: PF - Plano Frontal PH - Plano Horizontal PP - Plano de Perfil
  18. 18. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Projeção • Vistas ortogonais • Rebatimento dos Planos
  19. 19. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Projeção • Vistas ortogonais (Projeções ortogonais) • 1.8.1.1 1o Diedro (Sistema SI)
  20. 20. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Projeção • Vistas auxiliares • PF - Plano Frontal PH - Plano Horizontal • PP - Plano de Perfil PQA - Plano Qualquer Auxiliar
  21. 21. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Projeção • Seleção de um Plano Qualquer Auxiliar: • .
  22. 22. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Vista auxiliar • Exemplo:
  23. 23. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Corte e Seção • A execução do corte no Desenho Técnico Mecânico, tem dois objetivos principais: • 1- Primeiro, é realizado no desenho de conjunto para permitir a visualização de todas as peças, facilitando o seu entendimento; • 2- Segundo, no desenho de detalhes para permitir a cotagem de detalhes ocultos, uma vez que no Desenho Técnico Mecânico não é permitido cotar arestas ocultas.
  24. 24. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Corte e Seção
  25. 25. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Corte e Seção
  26. 26. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Corte e Seção • Diferença entre corte e seção • A diferença existente entre um corte e uma seção, é que em uma representação em corte, são representados todas as arestas e contornos que se encontram no plano de corte e todas as aresta e detalhes visíveis que se encontram após este plano de corte, enquanto que, em uma seção são representados apenas as arestas e contornos visíveis que se encontram no plano de corte.
  27. 27. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Corte e Seção • Diferença entre corte e seção • A diferença existente entre um corte e uma seção, é que em uma representação em corte, são representados todas as arestas e contornos que se encontram no plano de corte e todas as aresta e detalhes visíveis que se encontram após este plano, Figura 1.9.12, enquanto que, em uma seção são representados apenas as arestas e contornos visíveis que se encontram no plano de corte. Nota: Deve-se evitar a representação de arestas invisíveis em corte e seção, a não ser que seja essencial para a compreensão do desenho do elemento.
  28. 28. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Corte e Seção • Tipos de corte • - Corte Total: O plano de corte seciona complemente a peça sem sofrer desvio.
  29. 29. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Corte e Seção • - Corte em desvio: tem-se neste caso vários planos paralelos secionando a peça. O desenho representa um corte em desvio, neste exemplo temos três planos paralelos.
  30. 30. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Corte e Seção • Meia vista-meio corte: deve ser utilizado apenas em peças simétricas, onde se representa, metade da peça em corte e a outra metade em vista. As aresta invisíveis de ambos os lados devem ser evitadas a não ser que seja essencial para o entendimento do desenho. Não é necessário indicar o traço do plano. • Ex.: contra ponta
  31. 31. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Corte e Seção • Corte Parcial: é representado na própria vista onde se encontra o detalhe que se quer mostrar. Se assemelha a uma peça quando quebrada e é limitado por uma linha de ruptura curta e pelo contorno da peça.
  32. 32. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Corte e Seção • - Corte com rebatimento: deve ser utilizado apenas em peça que possuam centro de rotação, a forma de projetar é idêntica à forma utilizada na projeção com rebatimento vista anteriormente.
  33. 33. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Corte e Seção • - Corte com rebatimento: deve ser utilizado apenas em peça que possuam centro de rotação, a forma de projetar é idêntica à forma utilizada na projeção com rebatimento vista anteriormente.
  34. 34. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Seção • Tipos de Seção • Todos os elementos mecânicos podem ser secionados, com exceção da esfera
  35. 35. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Hachura • Tipos de hachuras e recomendações: • Recomendações: - Distância entre as linhas de hachuras: de 1,5 a 2 mm (podem ser maiores, depende das dimensões gráficas do desenho). • Angulo da hachura: de preferência 45°, em seguida 30°; 60°; 75°. • Traçado das hachuras: deve ser a última operação realizada num desenho, mesmo utilizando computação Gráfica. • As hachuras de peças em contato devem ter inclinações diferentes.
  36. 36. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Hachura
  37. 37. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Hachura • Tipos de hachuras e recomendações: • Recomendações: - Distância entre as linhas de hachuras: de 1,5 a 2 mm (podem ser maiores, depende das dimensões gráficas do desenho). • Angulo da hachura: de preferência 45°, em seguida 30o; 60o; 75o, 15o. - Traçado das hachuras: deve ser a última operação realizada num desenho, mesmo utilizando computação Gráfica. • As hachuras de peças em contato devem ter inclinações diferentes.
  38. 38. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Hachura • Tipos de hachuras.
  39. 39. Normas Gerais do Desenho Técnico Mecânico Cotagem • Na cotagem de peças mecânicas, deve-se preferencialmente colocar a dimensão o mais próximo possível do detalhe que se está cotando, mesmo que para isto se deva cotar sobre a vista ou entre as vistas. • No Brasil os Desenhos Técnicos Mecânicos devem ter suas cotas expressas em milímetro, não necessitando portanto indicar esta unidade nas cotas dos desenho.

×