Segregação social

6.537 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Espiritual
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.537
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
274
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Segregação social

  1. 1. Segregação social
  2. 2. <ul><li>A liminaridade , situação de quem ocupa a margem da sociedade, pode ser vivenciada por muitos, por pessoas anônimas que travam lutas diárias para suas condutas se manterem coerentes com o que acreditam e para suas escolhas não as impossibilitarem de continuar a viver e a interagir com os outros. </li></ul><ul><li>A identificação dos sujeitos liminares depende da observação e da compreensão de como eles se sentem interagindo com os demais e vivendo em sociedade . Para tanto, é preciso conhecer as interpretações que as pessoas fazem de suas vidas e a explicação que dão para o seu comportamento. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>O indivíduo pode atingir uma situação de Liminaridade por vontade própria, distúrbios mentais ou misantropia , mas há casos onde o isolamento é imposto por parcela da sociedade. </li></ul><ul><li>Esse isolamento externo é fruto das estruturas culturais de cada grupo, exigindo padrões comportamentais, econômicos, morais ou físicos entre seus membros. A maioria tende a segregar minorias que não se encaixam nesses padrões pré-estabelecidos, abrindo espaço para o preconceito . </li></ul>
  4. 5. <ul><li>A noção de Utilidade Social é um dos fatores que mais estimulam a segregação no geral. </li></ul><ul><li>Mesmo entre as sociedades individualistas, como a capitalista moderna, a inutilidade social é execrada pela maioria, mas devido a certas noções cristãs, alguns fatores inevitáveis (como a deficiência física ) estão sendo incorporados ao cotidiano, inclusive com alternativas públicas para a acessibilidade. </li></ul><ul><li>Na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), ainda é previsto como contravenção a prática da “ vagabundagem ”, ou seja, a inutilidade social por razão econômica e desqualificação. </li></ul>
  5. 7. <ul><li>Para reduzir os efeitos da segregação econômica, é uma prática comum dos diversos governos brasileiros o assistencialismo , o repasse de uma pequena parte dos impostos para os mais “carentes”. </li></ul><ul><li>Como parte da prática política irregular (corrupção), muitos desses programas assistencialistas não são praticados de forma a garantir plena sobrevivência dos atendidos, exigindo contra-partidas, mas como “moeda de troca” eleitoral , mantendo miséria e dependência. </li></ul>
  6. 8. <ul><li>A forma como os centros urbanos se organizam é um reflexo da segregação, institucionalizada (oficial) ou não. </li></ul><ul><li>A existência de favelas, por exemplo, exemplifica a separação dos cidadãos espacialmente, mas direcionada por fatores diversos. </li></ul><ul><li>Muitos cometem o erro de atribuir personalidades para pessoas de acordo com a região, bairro onde mora, como se todo morador de favela fosse, por exemplo, obrigatoriamente, serviçal do tráfico de drogas ou de crimes correlatos. </li></ul>
  7. 10. <ul><li>O sistema do Apartheid da África do Sul (1948 – 1994) foi o maior exemplo de segregação oficial, separando em guetos e áreas urbanizadas, negros e brancos, até em repartições públicas. </li></ul>
  8. 11. <ul><li>A Ku Klux Klan , entidade racista norte-americana, defensora do ideal do WASP (White Anglo-Saxon Protestants) , também simboliza a perseguição contra minorias étnicas e culturais. Tal grupo ainda existe nos EUA, desde 1865, chegando a impor diversas restrições aos “inferiores” em estados sulistas, como a proibição do voto aos negros e latinos. </li></ul>
  9. 13. <ul><li>&quot; Eu tenho um sonho. O sonho de ver meus filhos julgados pelo caráter, e não pela cor da pele” . Este é um trecho do famoso discurso de Martin Luther King em Washington, proferido no dia de 28 de agosto de 1963, numa manifestação que reuniu milhares de pessoas pelo fim do preconceito e da discriminação racial. </li></ul><ul><li>Através de seu ativismo e pregações, como também de Malcom X , o Congresso Americano aprovou a Lei Dos Direitos Civís , universalizando o voto, entre outros direitos. </li></ul>

×