• Salvar
Revolução inglesa iluminismo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Revolução inglesa iluminismo

on

  • 9,883 visualizações

 

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
9,883
Visualizações no SlideShare
8,532
Visualizações incorporadas
1,351

Actions

Curtidas
2
Downloads
0
Comentários
1

10 Incorporações 1,351

http://thiagohmlopes.blogspot.com.br 729
http://www.thiagohmlopes.blogspot.com.br 560
http://thiagohmlopes.blogspot.com 31
http://thiagohmlopes.blogspot.cz 13
http://feeds.feedburner.com 10
http://www.thiagohmlopes.blogspot.com 2
http://thiagohmlopes.blogspot.sk 2
http://thiagohmlopes.blogspot.in 2
http://thiagohmlopes.blogspot.fr 1
https://www.blogger.com 1
Mais...

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

Revolução inglesa iluminismo Revolução inglesa iluminismo Presentation Transcript

  • REVOLUÇÃO INGLESA EREVOLUÇÃO INGLESA E ILUMINISMOILUMINISMO www.thiagohmlopes.blogspot.comwww.thiagohmlopes.blogspot.com
  • ⇒ A partir de 1603, Jaime IJaime I, da dinastia escocesa Stuart, uniu as coroas da Inglaterra, da Irlanda e da Escócia. O rei, entretanto, pretendia governar sem o ParlamentoParlamento, a quem cabia o poder de direito, de acordo com a Carta MagnaCarta Magna de 1215. No entanto, o rei podia convocá-lo somente quando julgasse necessário e, assim, exercia o poder de fato. ⇒ Sua justificativa para exercer o poder absoluto baseava-se na Teoria do Direito DivinoTeoria do Direito Divino. Nesse sentido, Jaime 1º ressalta os aspectos católicos do anglicanismo que corroboram essa teoria. Quanto ao ParlamentoParlamento (Câmara dos Comuns), que reunia a burguesia urbana e os produtores rurais progressistas - setores de crescente importância econômica ignorados pela Coroa -, aderiu em sua maioria ao puritanismopuritanismo, uma seita calvinista (protestante). REVOLUÇÃO INGLESA:REVOLUÇÃO INGLESA:
  • O rei João ‘sem-terra’O rei João ‘sem-terra’ assinando a Magnaassinando a Magna Carta perante vassalosCarta perante vassalos (nobres) revoltosos no(nobres) revoltosos no século XIII.século XIII. View slide
  • A CONSPIRAÇÃO DA PÓLVORA:A CONSPIRAÇÃO DA PÓLVORA: ⇒ Guy FawkesGuy Fawkes era um soldado completamente insatisfeito com o rumo que a Inglaterra tomou. Corrupção, aumento excessivo de impostos e perseguição aos católicos. A situação chegou extrapolar o limite do tolerável mas o povo, oprimido, se mostrava apático, sem coragem para lutar. O Rei Jaimes I usufruía e esbanjava luxo com o dinheiro dos impostos (que aumentavam drasticamente a cada período de seu reinado). ⇒ Juntou-se a Robert Catesby e Hugh Owes, dessa união surgiu a “Conspiração da Pólvora”“Conspiração da Pólvora”, um dos planos mais ousados para libertar o povo inglês das garras da tirania da coroa. O projeto era explodir o Parlamento no dia da sessão de inauguração, onde todos os “culpados” estariam presentes – o rei, sua família, parlamentares e a aristocracia, com trinta e seis barris de pólvora estocados sob a sede parlamentar. ⇒ Tudo estava certo para 5/11/16055/11/1605. Como os conspiradores notaram que o ato poderia levar a morte de diversos inocentes e defensores da causa católica, enviaram avisos para que alguns deles mantivessem distância do parlamento no dia do ataque. View slide
  • ⇒ Para infelicidade dos conspiradores um dos avisos chegou aos ouvidos do rei, o qual ordenou uma revista no prédio do parlamento. Assim acabaram encontrando Fawkes guardando a pólvora. Ele foi preso e torturado, revelando o nome dos outros conspiradores. No final foi condenado à forca por traição e tentativa de assassinato. Os outros participantes revelados acabaram também executados. Ainda nos dias de hoje o rei ou rainha vai até o parlamento apenas uma vez ao ano para uma sessão especial, sendo mantida a tradição de se revistar os subterrâneos do prédio antes desta sessão.
  • A Máscara de Guy Fawkes:A Máscara de Guy Fawkes: ⇒ Criação do desenhista David LloydDavid Lloyd, coautor da HQ “V de VingançaV de Vingança” (1982) com Alan MooreAlan Moore. ⇒ O 5 de novembro, data de sua captura, é celebrado até hoje. ⇒ Em 2006, “V de VingançaV de Vingança” foi adaptado para o cinema. Dois anos depois, o movimento hacker AnonymousAnonymous adotou a máscara para protestar contra a Igreja da Cientologia nos Estados Unidos. O acessório se tornou um símbolo de 2011, quando foi visto em protestos por todo o mundo, como nos movimentos OccupyOccupy. Mesmo sendo um ícone anticorporações, a venda da máscara dá dinheiro a uma grande empresa. A Time WarnerTime Warner detém seus direitos autorais.
  • ⇒ Em 1625, Jaime I foi sucedido por seu filho Carlos ICarlos I que, com a Inglaterra envolvida em guerras externas, viu-se forçado a convocar um Parlamento que já lhe era de antemão hostil. Este, em troca de seu apoio, exigiu o controle da política financeira, o comando do exército, bem como a regularidade na convocação do ParlamentoParlamento. ⇒ Em retaliação, o rei dissolveu o ParlamentoParlamento e passou a governar com o apoio da Câmara EstreladaCâmara Estrelada (tribunal formado por nobres de sua confiança). Além disso, reprimiu os dissidentes - em especial religiosos - o que aumentou a emigração para ao que aumentou a emigração para a AméricaAmérica. Para submeter a todos, promovendo uma união religiosa, procurou impor o anglicanismo também à Escócia. Os escoceses se rebelaram e invadiram o norte da Inglaterra.
  • RevoluçãoRevolução Puritana (1640)Puritana (1640) Convocação do Parlamento para solução da guerraConvocação do Parlamento para solução da guerra contra Escócia. Os comuns recusaram-se a entregar ocontra Escócia. Os comuns recusaram-se a entregar o comando do exército ao rei, que se exilou emcomando do exército ao rei, que se exilou em OxfordOxford.. Guerra CivilGuerra Civil (1642)(1642) O Parlamento, devido o contra-ataque de Carlos IO Parlamento, devido o contra-ataque de Carlos I (aprox. 20 mil homens), monta um exército com(aprox. 20 mil homens), monta um exército com membros das classes plebeias, liderado pormembros das classes plebeias, liderado por OliverOliver CromwellCromwell, o, o New Model ArmyNew Model Army. Resultou na decaptação. Resultou na decaptação do rei.do rei. República deRepública de Cromwell (1649)Cromwell (1649) Concentrou os poderes executivos em suas mãos sob oConcentrou os poderes executivos em suas mãos sob o título detítulo de Lorde ProtetorLorde Protetor.. A experiência republicanaA experiência republicana inglesa foi marcada por severo autoritarismo, masinglesa foi marcada por severo autoritarismo, mas trouxe benefícios econômicos importantes como otrouxe benefícios econômicos importantes como o fortalecimento da marinha, com ofortalecimento da marinha, com o Ato de NavegaçãoAto de Navegação.. Restauração daRestauração da MonarquiaMonarquia (1660)(1660) Devido o fracasso deDevido o fracasso de Richard CromwellRichard Cromwell,, Carlos IICarlos II retoma o controle da Inglaterra, restabelecendo oretoma o controle da Inglaterra, restabelecendo o absolutismo. Divisão do Parlamento emabsolutismo. Divisão do Parlamento em toriestories (conservadores) e(conservadores) e whigswhigs (liberais).(liberais). RevoluçãoRevolução Gloriosa (1688)Gloriosa (1688) O absolutismo tornou-se explícito no governo deO absolutismo tornou-se explícito no governo de JaimeJaime IIII, que era católico. O Parlamento conspira com, que era católico. O Parlamento conspira com Guilherme de OrangeGuilherme de Orange (genro do rei) para tomar o poder(genro do rei) para tomar o poder pacificamente e assinar apacificamente e assinar a Petição de DireitosPetição de Direitos ((Bill ofBill of RightsRights), instaurando a), instaurando a Monarquia ConstitucionalMonarquia Constitucional ouou ParlamentaristaParlamentarista..
  • A decapitação do rei e a lenda do “sangue azul”.A decapitação do rei e a lenda do “sangue azul”.
  • Jaime II, Guilherme de Orange e Maria Stuart.Jaime II, Guilherme de Orange e Maria Stuart.
  • The Bill of RightsThe Bill of Rights (A(A Petição de Direitos),Petição de Direitos), início da Monarquiainício da Monarquia ConstitucionalConstitucional Parlamentarista.Parlamentarista.
  • ⇒ A ideologia liberal de François QuesnayFrançois Quesnay e Adam SmithAdam Smith triunfou na Inglaterra dos séculos XVII e XVIII, abrindo caminho para a consolidação do capitalismo e ascensão da burguesia, possibilitando o aumento de investimentos em tecnologias para produtividade, estimulando a Revolução IndustrialRevolução Industrial. ⇒ Os ideais de liberdade comercialliberdade comercial, livre concorrêncialivre concorrência e a “Mão“Mão Invisível do Mercado”Invisível do Mercado” (ausência do Estado na economia) foram transformados na base da economia capitalista, amplamente aceita ainda nos dias atuais. Porém, enfrentou grave crise no entreguerras do século XX (1929). ⇒ O pioneirismo da burguesia inglesa antecedeu mais de um século outras grandes revoluções liberais: A FrancesaFrancesa e a AmericanaAmericana.
  • ILUMINISMO:ILUMINISMO: ⇒ O mercantilismomercantilismo foi responsável pelo enriquecimento europeu, como também pela consolidação das monarquias absolutistas, mas foi igualmente responsável pela ascensão da burguesiaascensão da burguesia, a qual, a partir dos lucros gerados pela riqueza mercantil, foi tornando-se cada vez mais rica e independente da prática do Estado. ⇒ Assim, configurou-se a natureza contraditória do Estado absolutista. As mesmas práticas que levaram ao seu fortalecimento levaram também à ascensão da camada que acabou por destruí-lo. ⇒ Essa burguesia ascendente já não aceitava mais o absolutismo e a intervenção do Estado na economiaintervenção do Estado na economia, consubstanciada nos princípios mercantilistas, nem os privilégiosprivilégios cada vez mais onerosos da nobrezanobreza, pagos com o dinheiro gerado pela ação econômica burguesa - impostosimpostos.
  • ⇒ Essa realidade deu ensejo a um novo movimento culturalnovo movimento cultural, ao qual se deu o nome de IlustraçãoIlustração ou IluminismoIluminismo. Trata-se de um amplo movimento artístico, filosófico, literário e científico que, historicamente, sintetiza a expressão teórica de um momento no qual a burguesia já não aceita mais as características que marcam a vida européia, às quais o próprio Iluminismo deu o nome de Antigo RegimeAntigo Regime, e coloca-se como uma alternativa de poder. ⇒ A própria designação já é em si pejorativa. A palavra "antigo" não tem aqui qualquer sentido cronológico, dado que o conceito refere-se a uma realidade presente à época em que foi criado. Ao contrário, ele aparece aqui no sentido de ultrapassado, superado, retrógrado, denotando toda a extensão da crítica que essa nova visão de mundo significava. ⇒ Um elemento essencial dessa crítica é a defesa de uma visãovisão racional e científicaracional e científica, em oposição aos velhos valores baseados nas tradiçõestradições e na fé católicafé católica. O próprio termo Iluminismo liga- se a essa visão de que a razão e a ciência trariam a luz que iráa razão e a ciência trariam a luz que irá superar o obscurantismo da fé e dos dogmassuperar o obscurantismo da fé e dos dogmas. Não por acaso, o
  • Carlos Secondad – Barão de Montesquieu Em sua obra,Em sua obra, O Espírito das LeisO Espírito das Leis, defende a concepção, defende a concepção de soberania popular, além dade soberania popular, além da Tripartição dos PoderesTripartição dos Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário), baseando-se em(Executivo, Legislativo e Judiciário), baseando-se em princípios anteriormente defendidos porprincípios anteriormente defendidos por John LockeJohn Locke.. François Marie Arouet – Voltaire Crítico sarcástico das estruturas do Antigo Regime;Crítico sarcástico das estruturas do Antigo Regime; propôs apropôs a educação laicaeducação laica como base da ilustração, alémcomo base da ilustração, além dasdas liberdade religiosa, de expressãoliberdade religiosa, de expressão, entre outras, entre outras liberdades sociais.liberdades sociais. Denis Diderot e Jean D’Alembert Criaram a primeiraCriaram a primeira EnciclopédiaEnciclopédia (35 volumes e 130(35 volumes e 130 colaboradores), obra que reunia as principais ideias ecolaboradores), obra que reunia as principais ideias e pesquisas iluministas, facilitando sua divulgação para apesquisas iluministas, facilitando sua divulgação para a população.população. Jean-Jacques Rousseau Defendeu a bondade instintiva do ser humano (Defendeu a bondade instintiva do ser humano (O BomO Bom SelvagemSelvagem), contrapondo-se ao pensamento de Thomas), contrapondo-se ao pensamento de Thomas Hobbes (Hobbes (O homem é o lobo do homemO homem é o lobo do homem), além de valorizar), além de valorizar a soberania da vontade da maioria noa soberania da vontade da maioria no Contrato SocialContrato Social,, como também que os governos resultam de contratoscomo também que os governos resultam de contratos com a sociedade.com a sociedade.
  • ⇒ Montesquieu:Montesquieu: “Só o poder limita o poder”; ⇒ Voltaire:Voltaire: “Posso não concordar com o que diz, mas defenderei até a morte seu direito de dizer”; ⇒ Diderot:Diderot: “A humanidade só atingirá a Liberdade quando o último soberano for enforcado nas tripas do último padre”; ⇒ Rousseau:Rousseau: “O homem nasce bom, a sociedade o corrompe”.
  • ⇒ Na economia, o Iluminismo também contribuiu para mudanças de pensamento, como a FisiocraciaFisiocracia (“poder da natureza” – economia age por leis próprias, assim como a natureza, além da agricultura ser a base de todos os setores econômicos), o laissez faire laissez passerlaissez faire laissez passer (deixe fazer, deixe passar) e o Liberalismo de Adam Smith (a Mão Invisível do Mercado, Lei da Oferta e Procura). ⇒ Alguns governantes absolutistas simpatizaram-se com os ideais ilustrados, dando origem ao grupo dos Déspotas EsclarecidosDéspotas Esclarecidos, modernizando alguns setores do Estado, fortalecendo-o, abolindo servilismos feudais, investindo em tecnologia, assim como fizeram Frederico IIFrederico II (Prússia), Catarina IICatarina II (Rússia), José IIJosé II (Áustria), Conde de ArandaConde de Aranda e Marquês de PombalMarquês de Pombal (ministros da Espanha e Portugal, respectivamente).
  • Os principais déspotasOs principais déspotas esclarecidos:esclarecidos: Frederico,Frederico, Catarina, José, Aranda eCatarina, José, Aranda e Pombal.Pombal.
  • MAÇONARIA E ILUMINISMO:MAÇONARIA E ILUMINISMO: ⇒ A maçonaria é uma sociedade restrita, discreta, não secreta (de interesse somente daqueles que participam), que reuniu dezenas de iluministas em suas estruturas para aprofundamento de estudos e debates filosóficos, devido a liberdade de pensamento garantida por suas regras. ⇒ Suas origens são fonte de especulação tanto para membros como curiosos. As fontes mais seguras remetem seu surgimento ao Século das LuzesSéculo das Luzes (século XVIII). ⇒ A proliferação de Lojas MaçônicasLojas Maçônicas pela Europa e América contribuiu para a divulgação dos ideais burgueses. ⇒ O lema iluminista ““Liberdade, Igualdade e FraternidadeLiberdade, Igualdade e Fraternidade”” constitui uma das bases teóricas dos maçons mundo afora, além de ter sido também lema da Revolução Francesa.
  • Símbolos comuns da maçonariaSímbolos comuns da maçonaria