América espanhola

157 visualizações

Publicada em

Conteúdo de Independências da América Espanhola para turmas Pré-ENEM.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
157
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
66
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

América espanhola

  1. 1. INDEPENDÊNCIASINDEPENDÊNCIAS DA AMÉRICADA AMÉRICA ESPANHOLAESPANHOLA www.thiagohmlopes.blogspot.comwww.thiagohmlopes.blogspot.com
  2. 2. CONCEITO - INTRODUÇÃO:CONCEITO - INTRODUÇÃO: ⇒ Processo de independências das colônias hispânicas da América, ocorrido no século XIX, consequência de todas as transformações provocadas pela expansão dos ideais Iluministasideais Iluministas, Independência dos EUAIndependência dos EUA e Revolução FrancesaRevolução Francesa. ⇒ Porém, foi com o crescimento do Império Napoleônicocrescimento do Império Napoleônico que as condições de separação se tornaram mais pautáveis. A invasão da Espanha pela França deixou o reino colonialista desajustado, perdendo assim o controle sobre a América, estimulando o desejo autonomista das elites locais, incentivadas pelos ideais burgueses citados anteriormente. ⇒ Cada atual nação hispano-americana teve contexto próprio para a separação, resultando em grande fragmentação do antigo território colonial, mas no geral agiram quase que simultaneamente impulsionadas pelos mesmos motivos.
  3. 3. CAUSAS GERAIS:CAUSAS GERAIS: ⇒ Desordem europeia, espanhola em especial, devido invasões napoleônicas. ⇒ Influências do Iluminismo, Independência dos EUA e a Revolução Francesa. ⇒ Desejo autonomista das elites locais hispano-americanas, chamadas de “criollos”.“criollos”. ⇒ Rivalidade entre “criollos”criollos” (filhos de espanhois nascidos nas Américas) e “chapetones”“chapetones” (espanhois que viviam nas Américas). ⇒ Os “criollos”“criollos” possuíam privilégios econômicos, mas os “chapetones”“chapetones” eram os donos dos privilégios políticos, cargos de comando, forças armadas, etc. ⇒ Rebeliões nativas ocorridas no século XVIII serviram de estímulo aos processos vitoriosos do século XIX, inspirando participação popular e demonstrando que a insatisfação não foi repentina. Exemplos: Rebelião de Tupac AmaruRebelião de Tupac Amaru (Peru) e Movimento ComuneroMovimento Comunero (Nova Granada – Colômbia).
  4. 4. O líder indígena Tupac Amaru e sua execuçãoO líder indígena Tupac Amaru e sua execução (1780).(1780).
  5. 5. Execução dos líderes “comuneros”, Juan Francisco deExecução dos líderes “comuneros”, Juan Francisco de Berbeo e Jose Antonio de Galán (1781).Berbeo e Jose Antonio de Galán (1781).
  6. 6. PRIMEIRA FASE (CABILDOS):PRIMEIRA FASE (CABILDOS): ⇒ Quando o rei espanhol Fernando VIIFernando VII foi substituído pelo irmão de Napoleão, José BonaparteJosé Bonaparte, a elite colonial negou se submeter aos mandos franceses e declararam autonomia das Câmaras Municipais, apelidadas de Cabildos.Cabildos. ⇒ Os CabildosCabildos concentraram as determinações políticas das colônias durante o domínio francês, fingindo certa lealdade ao rei deposto. Na realidade, funcionou como ensaio para um governo definitivamente livre, impulsionando novos movimentos emancipacionistas. As sedes serviram como locais de planejamento.
  7. 7. SEGUNDA FASE (“LIBERTADORES DASEGUNDA FASE (“LIBERTADORES DA AMÉRICA”):AMÉRICA”): ⇒ O Congresso de Viena determinou o retorno de Fernando VII ao trono espanhol que, por sua vez, exigiu a recolonização dos territórios americanos. ⇒ Os “Criollos”“Criollos” não acataram a ordem e, organizados desde os cabildos e preocupados com a radicalização do movimento, como ocorrera no Haiti e MéxicoHaiti e México, lideraram militarmente as classes insatisfeitas para a separação definitiva. Destaque para os líderes Símon BolívarSímon Bolívar (Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia), José de San MartinJosé de San Martin (Argentina e Chile), Bernardo O’HigginsBernardo O’Higgins (Chile) e José SucreJosé Sucre (Bolívia e Peru). ⇒ De todos os “Libertadores da América”, Bolívar é o mais conhecido. Sua liderança resultou na independência de quase toda a América do Sul. Nutriu um sonho de manter o continente unido numa nação, transformando-a numa potência internacional. Porém, os interesses das elites regionais impossibilitaram esse ideal, ocorrendo a fragmentação territorial nos atuais países pouco
  8. 8. REBELIÕES POPULARES, HAITI E MÉXICO:REBELIÕES POPULARES, HAITI E MÉXICO: ⇒ Em 1791, escravos, mulatos e ex-escravos se uniram com o objetivo de dar fim ao domínio exercido pela ínfima elite branca que controlava os poderes e instituições políticas do local. Sob a atuação do líder negro Toussaint LouvertureToussaint Louverture, os escravos conseguiram tomar a colônia e extinguir a ordem vigente. Três anos mais tarde, quando a França esteve dominada pelas classes populares, o governo metropolitano decidiu acabar com a escravidão em todas as suas colônias. ⇒ No ano de 1803, BonaparteBonaparte enviou um grande exército que, sob o comando de Charles Leclerc, conseguiu deter Toussaint Louverture. Logo em seguida, o líder revolucionário acabou falecendo em uma prisão francesa. Apesar desse grande revés, os revolucionários haitianos contaram com a liderança de JacquesJacques DessalinesDessalines para derrotar as forças do exército francês e, finalmente, proclamar a independência do Haiti. Logo em seguida, Dessalines foi alçado à condição de imperador do novo país.
  9. 9. Toussant LouvertureToussant Louverture
  10. 10. Jean-Jacques DessalinesJean-Jacques Dessalines
  11. 11. ⇒ O movimento pela independência do México teve início em 1810 e foi liderado, em seus primeiros momentos, por dois padresdois padres: MiguelMiguel HidalgoHidalgo e José Maria MorelosJosé Maria Morelos. ⇒ Em 16 de setembro de 1810 foi declarada a Independência do México. Porém, ela não foi aceita pela Espanha, que buscou reprimiu o movimento. ⇒ Em julho de 1811, Hidalgo foi fuzilado pelos espanhóis e a liderança passou para as mãos de Morelos. ⇒ Morelos defendia mudanças radicais para o país independente como, por exemplo: abolição da escravidão, isenção de impostosabolição da escravidão, isenção de impostos para os mais pobres e ocupação de cargos militares e civis pelospara os mais pobres e ocupação de cargos militares e civis pelos colonoscolonos. Essas ideias desagradaram os mais ricos, principalmente a elite agrária. Para evitar uma revolução social no pós-independência, a elite mexicana assumiu o movimento emancipacionista, dando a ele um caráter mais conservador e menos popular. ⇒A guerra durou entre setembro de 1810 e setembro de 1821. Sob o comando do general Agustín Itúrbidegeneral Agustín Itúrbide e com um número de combatentes maior, os colonos mexicanos venceram a guerra, conquistando a independência (21 de setembro de 1821).
  12. 12. Pe. MiguelPe. Miguel HidalgoHidalgo
  13. 13. Pe. José MariaPe. José Maria MorelosMorelos
  14. 14. Gal. AgustínGal. Agustín IturbideIturbide
  15. 15. As Lutas Mexicanas, porAs Lutas Mexicanas, por Diego RiveraDiego Rivera

×