Inovação e Tecnologia aplicadas à Educação

1.431 visualizações

Publicada em

Palestra proferida no Seminário de Educação Sesi/Senai Paraíba 2013

Publicada em: Educação
2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.431
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
171
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Gostaria de saber quemestáentusiasmado… não com aproximidade da festa de saojoao, mas com as mudanças da educação?Minhaabordagemsobreinovaçãotalvezsejadiferente do queestãoacostumado, mas é a minha forma de ver a inovação. Para mim a inovaçãodeve gerar riqueza, não somente pelo viés capitalista, de produção e acumulo de bens, mas riqueza de propósito, aumentando o capital intelectual através de experiências significantes. 
  • Minhaabordagemsobreinovaçãotalvezsejadiferente do queestãoacostumado, mas é a minha forma de ver a inovação. Para mim a inovaçãodeve gerar riqueza, não somente pelo viés capitalista, de produção e acumulo de bens, mas riqueza de propósito, aumentando o capital intelectual através de experiências significantes. 
  • Geração de ideias = umaferramentaútiléimplantar um sistema de proposição de ideia
  • Geração de ideias = umaferramentaútiléimplantar um sistema de proposição de ideia
  • Geração de ideias = umaferramentaútiléimplantar um sistema de proposição de ideia
  • Geração de ideias = umaferramentaútiléimplantar um sistema de proposição de ideia
  • Temosquesair de casa paragerarriquezaatravés do nossopropósito, riquezanão no vies capitalista, mas no sentido de gerarexperiênciassignificativas
  • Minhaabordagemsobreinovaçãotalvezsejadiferente do queestãoacostumado, mas é a minha forma de ver a inovação. Para mim a inovaçãodeve gerar riqueza, não somente pelo viés capitalista, de produção e acumulo de bens, mas riqueza de propósito, aumentando o capital intelectual através de experiências significantes. 
  • As pessoassaocontratadaspelotécnico e demitidaspelocomportamental. E porestarmosnumamudança de época, noséexigidonovashabilidades
  • Minhaabordagemsobreinovaçãotalvezsejadiferente do queestãoacostumado, mas é a minha forma de ver a inovação. Para mim a inovaçãodeve gerar riqueza, não somente pelo viés capitalista, de produção e acumulo de bens, mas riqueza de propósito, aumentando o capital intelectual através de experiências significantes. 
  • Minhaabordagemsobreinovaçãotalvezsejadiferente do queestãoacostumado, mas é a minha forma de ver a inovação. Para mim a inovaçãodeve gerar riqueza, não somente pelo viés capitalista, de produção e acumulo de bens, mas riqueza de propósito, aumentando o capital intelectual através de experiências significantes. 
  • Questionamento com a plateia
  • Minhaabordagemsobreinovaçãotalvezsejadiferente do queestãoacostumado, mas é a minha forma de ver a inovação. Para mim a inovaçãodeve gerar riqueza, não somente pelo viés capitalista, de produção e acumulo de bens, mas riqueza de propósito, aumentando o capital intelectual através de experiências significantes. 
  • Minhaabordagemsobreinovaçãotalvezsejadiferente do queestãoacostumado, mas é a minha forma de ver a inovação. Para mim a inovaçãodeve gerar riqueza, não somente pelo viés capitalista, de produção e acumulo de bens, mas riqueza de propósito, aumentando o capital intelectual através de experiências significantes. 
  • Minhaabordagemsobreinovaçãotalvezsejadiferente do queestãoacostumado, mas é a minha forma de ver a inovação. Para mim a inovaçãodeve gerar riqueza, não somente pelo viés capitalista, de produção e acumulo de bens, mas riqueza de propósito, aumentando o capital intelectual através de experiências significantes. 
  • Minhaabordagemsobreinovaçãotalvezsejadiferente do queestãoacostumado, mas é a minha forma de ver a inovação. Para mim a inovaçãodeve gerar riqueza, não somente pelo viés capitalista, de produção e acumulo de bens, mas riqueza de propósito, aumentando o capital intelectual através de experiências significantes. 
  • Como as instituiçõespodem responder e inovaremgerando valor
  • Como as instituiçõespodem responder e inovaremgerando valor
  • Inovação e Tecnologia aplicadas à Educação

    1. 1. 1
    2. 2. Inovação e Tecnologia aplicadas à Educação 2
    3. 3. Educação e t iTecnologia Inovação 3
    4. 4. “Vivemos uma mudança deépoca e não uma época de mudanças” Frei Betto 4
    5. 5. O sistema educacional suporta ainovação?Que tipo de inovação é mais adequada aeducação?Como fazer a gestão da inovação naeducação?Como a tecnologia está mudando aforma como aprendemos? 5
    6. 6. Fatores-chave para uma novaeducaçãoAprendizagem ao longo da vida e autogeridaMudanças sociais e culturais desempenham umpapel críticoSocial LearningTecnologias adaptativasOrganizações aprendentes1 Ver Teorias contemporâneas da aprendizagem Escolas que aprendem e a quinta disciplina – Peter Senge 6
    7. 7. Inovação = Capacidade de Aprender70:20:10 MODELO Modelo Desenvolvido por Michael M. Lombardo e Robert W. Eichinger
    8. 8. 70%aprendemos atravésdas experiências notrabalho, nas tarefas e resolvendo problemas
    9. 9. 20%aprendemos através do feedback e aoobservar e trabalhar com alguém mais experiente do que nós
    10. 10. 10%aprendemos através da educação formal
    11. 11. Este mesmo modelo aplicado agestão da inovação Desenvolvido por Eric Schmidt ex-CEO Google
    12. 12. Do tempo deve ser dedicado a atividade principal da empresa – O que ela faz de melhor70%
    13. 13. Do tempo deve ser dedicado a atividades relacionadas ao negócio principal20%
    14. 14. Do tempo deve ser dedicado a projetos não relacionados ao negócio20%10%
    15. 15. Educação Formal x InformalComo ficam as instituições e oseducadores num mundo cada vezmais interconectado, complexo,mutável e sem barreiras para o ensinoe aprendizagem? 15
    16. 16. EAD – Educação a distância (2010) 14,6 % das matrículas curso superior 170 vezes em 1 década Matrículas 5.259 - 2001 930.179 - 2010 6,7 pontos a mais no ENADE em comparação ensino presencialFontes: Estadão.edu, ABED 16
    17. 17. Moocs – Massive open online course Edx.org 800 mil pessoas 192 países khanacademy.org 230 milhões de visualizaçõesFontes: Porvir, Estadão.edu 17
    18. 18. Quando estamos inovando?Descoberta não é inovação 18
    19. 19. Quando estamos inovando?Invenção não é inovação 19
    20. 20. Invenção é algo inédito produzido pelo homem,independente de sua apropriação econômica ouutilidade prática. 20
    21. 21. INOVAÇÃO É…A implementação de um produto(bem ou serviço) novo ousignificativamente melhorado, ou novoprocesso, ou um novo método demarketing, ou um novo métodoorganizacional nas práticas denegócios, na organização do local detrabalho e nas relações externasFonte: Manual de Oslo
    22. 22. Tipos de inovação Serviços ProcessosProdutos Organizacional Marketing
    23. 23. Grau de inovaçãoINCREMENTAL RADICAL DISRUPTIVA
    24. 24. Inovação disruptiva gera novaspropostas de valor, cria novosmercados de forma gradativaFonte: Christensen, Horn, Johnson (2012)
    25. 25. INOVAÇÃO = ideia + ações + resultado
    26. 26. INOVAÇÃO NAEDUCAÇÃOCOMEÇA COM AVALORIZAÇÃO DOEDUCADOR
    27. 27. AUTONOMIA EPENSAMENTO CRÍTICO“processo de libertação pessoalda dependência de formasinquestionáveis de interpretar e deagir no mundo, bem como deimaginar e avaliar possibilidadesalternativas” Trecho do livro A Autonomia de Professores, José Contreras
    28. 28. Etapas para inovar Entender o desafio Preparar a pesquisa 1 Buscar inspiração Descoberta Encontrar significadoAplicação do Contar históriasprojeto Ver casos de sucessos e incesso 6 2 Implementação Interpretação 7 Aprendizagem Ressignificação 5 Epistemológica 3 Feedback Reforma curricular IdeaçãoRefinamento Gerar ideiasAprendizagem Selecionar ideiasOn-the-job Refinar ideias 4 Criar protótipos Protótipo ou Piloto Desenvolvimento *Adaptação do modelo tradicional de inovação e design thinking
    29. 29. Entender o desafio Preparar a pesquisa 1 Buscar inspiração Descoberta Encontrar significadoAplicação do Contar históriasprojeto Ver casos de sucessos e incesso A inovação não é linear! 6 2 Implementação Interpretação A aprendizagem depende da gestão 7 do conhecimento e da gestão de Aprendizagem projetos Ressignificação 5 Epistemológica 3 Feedback Reforma curricular IdeaçãoRefinamento Gerar ideiasAprendizagem Selecionar ideiasOn-the-job Refinar ideias 4 Criar protótipos Protótipo ou Piloto Desenvolvimento
    30. 30. Gestão do conhecimentoFonte: Nonaka e Takeuchi 31
    31. 31. Gerenciamento de projetos comoferramentaProcessos: Iniciação, Planejamento, Execução, Controle e Encerramento 32
    32. 32. 33
    33. 33. Modelo de instituição educacional orientada para a inovação Sociedade Contato permanente com o ambiente externo – cultura – análise de problemas e modelos emergentes Governo Gestão pedagógica Gestão da Gestão do Gestão da Gestão das TICs inovação conhecimento mudança Gestão do desenvolvimento humano Gestão Gestão de Gestão Gestão financeira administrativa marketing estratégica 34
    34. 34. Para inovar é preciso ter Foco, Visão,Missão e Propósito CompartilhadoEnvolve mudança de culturae de paradigmas. A educação precisadialogar com todos os aspectos da vidahumana 35
    35. 35. INOVAÇÃO EDUCACIONAL = ENVOLVIMENTODa coordenação, dos alunos, dos educadores, da família, da sociedade, do governo
    36. 36. INOVAÇÃO EDUCACIONAL = COMPREENSÃOComunicação não garante a compreensão.11Edgar Morin, Os sete saberes necessários à educação do futuro – 2 ed.
    37. 37. Compreender significaintelectualmente apreender emconjunto, abraçar junto (as partes eo todo, o múltiplo e o uno)1 1Edgar Morin, Os sete saberes necessários à educação do futuro – 2 ed.
    38. 38. Com a cultura da inovação educadorese educandos poderão aprimorarcontinuamente seu aprendizado,ressignificando seus conhecimentostécnicos, científicos e comportamentais.
    39. 39. A educação deve comportar:• As incertezas1• O erro e a experimentação1• Formar um ambiente seguro a livre expressão, isto serve para educadores e educandos. Se educadores não podem se expressar, validar suas ideias, educandos nunca serão encorajados a produzirem e ressignificarem seus conhecimentos, apenas o replicarão. 1Edgar Morin, Os sete saberes necessários à educação do futuro – 2 ed. 41
    40. 40. Nesta década as instituições de ensinoprecisarão inovar• Transformando seus espaços formais em espaços de facilitação da aprendizagem – De incentivo e fomento a criatividade e a inovação – De desenvolvimento da autonomia, da ética e da cidadania – De ressignificação do conhecimento• Proporcionar a articulação de redes de conhecimento• Usar a tecnologia como meio para aprimorar seus modelos de aprendizagem 42
    41. 41. A educação do século XXI exige:• Valorização e incentivo a formação continuada do educador• Ressignificação dos espaços educacionais• Cooperação permanente e intensa entre sociedade, família, governo e instituições• Novas ferramentas para gestão da inovação aplicada à educação 43
    42. 42. “As escolas criativas são aquelas que vão além de onde partem, que dão mais do que têm e ultrapassam o que delas se espera,que conhecem o melhor de cada um, que crescem por dentro e por fora buscando a melhora permanente.” Saturnino de la Torre - Uma escola para o século XXI 44
    43. 43. COMPUTACIONALISMO ECULTURALISMO Jerome Bruner 45
    44. 44. O educador deve serespecialista em tecnologia?Ou ser especialista em suadisciplina? 46
    45. 45. EAD DESESCOLARIZAÇÃO ENSINO HÍBRIDO BYOD REA SALA DE AULA INVERTIDA EDUCAÇÃO DOMICILIARMOOCS HACKEAR A PRÓPRIA EDUCAÇÃO APRENDIZAGEM SOCIAL MOBILE LEARNING TICS APRENDIZAGEM ENSINO PERSONALIZADO BASEADA EM APRENDIZADO JOGOS BASEADO EM PROJETO 47
    46. 46. TECNOLOGIAS ADAPTATIVAS EMNUVEMÉ posssível de forma síncrona e/ou assíncrona:• Criar e avaliar a trilha de aprendizagem• Corrigir problemas no percurso de aprendizagem• Personalizar conteúdo de acordo com o estilo próprio de aprendizagem• Aprender através do feedback• Construir e compartilhar conhecimento colaborativamente• Formar redes globais de apoio ao conhecimento educacional 48
    47. 47. Plataforma de apoio a formação iniciale continuada do educadorde fomento a criatividade e ainovação educacionalde promoção e incentivo a melhoria daeducação
    48. 48. PARA OS Canal gratuito de promoção de projetos e iniciativas própriasEDUCADORES Acesso a iniciativas e práticas inovadoras do mundo inteiro Contato com universidades e centros de pesquisa do mundo inteiro Acesso a artigos e publicações recentes Construção de rede de conhecimento e aprendizado Espaço de promoção e valorização da profissão
    49. 49. PARA AS Captação de novos talentosINSTITUIÇÕES Apoio a formação continuada de seus educadoresDE ENSINO Validação de seus modelos Rede de conhecimento para melhoria continua dos modelos de gestão
    50. 50. A tecnologia não deve ser usada como fator motivador para aumentar afrequência em sala de aula. A educaçãodeve partir de uma vitalidade interna, de uma vontade genuina, de umentendimento e responsabilidade sobre a própria formação 52
    51. 51. Eu Nós
    52. 52. A tecnologia aceleraa mudança decultura ecomportamentos.Em 2014, a previsão éque 100% dosusuários brasileiros deinternet estejam nasredes sociaisFonte: CGI.br (Comitê Gestor da Internet). 54
    53. 53. 14% dos brasileiros temsmartphone (27 milhõesde usuários)88% dos usuáriosacessam as redes sociaispelo smartphone50% fazem pesquisadiariamente através dosmartphoneFonte: Our Mobile Planet 55
    54. 54. Os dispositivosmóveis, como ocelular, são cada vezmais pessoais. Elesestão se tornandoum ecossistemapessoal. 56
    55. 55. A tecnologia aplicada à educaçãodeve compreender essencialmente aarquitetura da informação e o designcentrado no usuárioNecessidades, desejos elimitações são consideradas } Empatia 57
    56. 56. “Design centrado no usuário é a prática de criar soluções (produtos ou serviços) de forma que os usuários sejam capazes de utilizá- los com mínimo de stress e o máximo de eficiência” Woodson,1981Celular criado para idosos 58
    57. 57. A tecnologia viabilizou o ensinopersonalizado, para uma abordagemum-a-um. É possivel desenvolver umplano de aprendizagem personalizadoE avaliar as diferentes formas que umapessoa aprende e apreende. 59
    58. 58. Aspectos técnicos na aquisição detecnologia educacionalArquitetura da informação PersonalizaçãoOrganização das informações. Capacidade de personalizaçãoNível de assertividade para da interface, adaptações aosencontrar as informações. diferentes usos e usuários.Usabilidade CustoNível interação com a interface Custo com aquisição,compreendendo diferentes tipos personalização, manutenção.de usuários e dispositivos.Facilidade de uso e Escalabilidadefuncionalidades. Capacidade de crescimento deNível de personalização. acordo com números de usuários.Segurança da informação TecnologiaNível de segurança para Nível de maturidade dadiferentes faixas etárias. tecnologia ou solução. 60
    59. 59. Aspectos pedagógicos na aquisiçãode tecnologia educacionalConteúdo ResponsividadeRecursos disponíveis para a Capacidade de funcionar emprodução colaborativa e diferentes dispositivoscompartilhamento instantâneo. GestãoAprendizagem Capacidade de gerir a solução eObjetos diferentes para cada gerar relatórios consolidados paramodalidade e etapa de ensino. tomadas de decisão e correçõesCapacidade de personalização no percurso de aprendizagem.por modalidade, etapa e ritmo deaprendizagem do educando ou Comunidade de suporteeducador. Quantidade de pessoas que utilizam ou utilizaram a solução eAcessibilidade podem auxiliar.Recursos para pessoas comdeficiência ou mobilidadereduzida 61
    60. 60. A tecnologia massifica, poliniza,interconecta, comunica, viabiliza,apoia, auxilia, aproxima.A EDUCAÇÃO RESSIGNIFICA. 62
    61. 61. O QUE ESPERAR DA EDUCAÇÃO EM 2013Educadores se especializando em como aprendemosEvolução do aprendizado baseado em projetoSocial LearningSociedade e família integrada e participativanas escolas 63
    62. 62. Ensino híbrido (Blended Learning)Aprendizado baseado em jogos e gameficaçãoMobile Learning e BYOD(Bring your on device)Computação em nuvem 64
    63. 63. Para a aprendizagem tersentindo para o educando, precisa essencialmente ter sentido para o educador.Consultor e palestrante em inovação e tecnologia aplicadas à educação www.thiagochaer.com 65

    ×