Dir arte apostila03--_uso_das_cores_propaganda[1]

497 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
497
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dir arte apostila03--_uso_das_cores_propaganda[1]

  1. 1. CURSO: COMUNICAÇÃO SOCIAL – PUBLICIDADE E PROPAGANDATURMA: CS2/CS3 DIREÇÃO DE ARTE Prof. Breno Brito Apostila 3 O USO DAS CORES NA PROPAGANDA FEVEREIRO 2009
  2. 2. Curso: Publicidade e Propaganda Prof. Breno Brito Disciplina: Direção de Arte O USO DAS CORES NA PROPAGANDA Não há como negar que, psicologicamente o homem é atraído pela infinidade detons e de cores. As cores exercem um papel importante no psicológico de cada um. Elas sãoutilizadas para estimular, acalmar, afirmar, negar, decidir, curar e, no caso de propaganda,vender! É fato que reagimos de maneira mais emotiva do que racional diante das cores. Porisso a propaganda e os meios de comunicação abusam das cores para despertarsensações, atrair e influenciar o consumo. O Diretor de Arte não pode usar a cor pelo seu gosto pessoal. Ele tem que pensarprimeiramente no cliente que deseja atingir, por isso, todo conhecimento sobre cores éfundamental: princípios e combinações, formação das cores e tudo mais vai preparar vocêpara enfrentar o gosto pessoal do atendimento, do dono da agência e do cliente. A formação das cores: A cor existe por causa da luz, é uma sensação que a luz exerce sobre os olhosquando um objeto ou região é iluminado. A formação se dá através de 2 processos: o aditivoe o subtrativo. E cada processo possui sua cor primária.* PROCESSO ADITIVO: O Processo Aditivo é quando a cor gerada através da luz mistura os comprimentosdas ondas que irradiam o vermelho, o verde e o azul. Quando uma cor é adicionada a outra em sua carga máxima de luz o resultado é obranco. O branco é a junção de todas as cores. PROCESSO ADITIVO DAS CORES (RGB) No trabalho do Diretor de Arte, o único contato que ele tem com esse processo dacor aditiva é através da emissão de luz utilizada em monitores de vídeo e TV. Esse processo é conhecido como RGB (red, green, blue). Portanto quando o Diretor de Arte estiver criando para o vídeo (VT, televisão,cinema, internet) o processo de cor é o RGB.* PROCESSO SUBTRATIVO: No processo subtrativo, a cor é determinada pelos pigmentos. Esses pigmentos sãoextraídos da natureza (oxido de ferro, urucum, etc) e misturados com diferentes tipos deóleos que servem para fixar as cores. Hoje existem pigmentos sintéticos. No processo subtrativo as cores não são determinadas pelas diferentes emissões deondas de luz, e sim pela absorção e subtração da cor branca. A parte da luz que não éabsorvida é refletida para nossos olhos, desvendando-nos a cor do objeto atingido.O uso das Cores na Propaganda – Apostila 3 2www.brenobrito.k6.com.br
  3. 3. Curso: Publicidade e Propaganda Prof. Breno Brito Disciplina: Direção de Arte E as cores são determinadas pela maior ou menor quantidade e pigmento das tona-lidades vermelho, amarelo e azul. Essas cores quando misturadas em sua porcentagemmáxima dão o preto. PROCESSO SUBTRATIVO DAS CORES (CMYK) A partir do processo subtrativo criou-se o sistema CMYK (Cian, Magenta, Yellow,que adicionado ao blacK) produzem uma quantidade infinita de cores. Esse processo é utilizado pelas gráficas, empresas de fotolitos* e pelas impressorasde nossos computadores. Tecnicamente o CMYK é conhecido como processo de impressão4 cores. Portanto quando o Diretor de Arte estiver criando para impressão (cartaz, folder,anuncio, panfleto, etc) o processo de cor é o CMYK.* Fotolito é uma película transparente na qual se registra a imagem por meio de registrofotográfico. Ela é colocada em cima de uma chapa metálica que quando exposta à luz porum tempo determinado revela o que esta no fotolito.* CORES FRIAS:São calmantes. Passam tranqüilidade, relaxamento, calma, paz. Não transmitem euforia* CORES QUENTES:São calmantes. Passam tranqüilidade, relaxamento, calma, paz. Não transmitem euforia* A INFLUÊNCIA DAS CORES Nós temos reações e sensações diferentes para cada cor. - A cor é vista: impressiona a retina; É sentida: provoca uma emoção; - É construída:pois tem valor simbólico. A atuação das cores na publicidade está diretamente relacionada ao produto a serlançado e ao público que vai consumir o produto. Vamos observar algumas associações de cores, mas não devemos nos prender aelas. Bom senso, harmonia e adequação são fatores primordiais na escolha das cores.O uso das Cores na Propaganda – Apostila 3 3www.brenobrito.k6.com.br
  4. 4. Curso: Publicidade e Propaganda Prof. Breno Brito Disciplina: Direção de Arte Significado das cores: De acordo com os estudos do Prof. Modesto Farina, existem algumas indicaçõesseguras quanto ao uso das cores em publicidade: BRANCO: paz, pureza, casamento, hospital, frio, dignidade, divindade, harmonia, inocência, etc PRETO: noite, sujeira, neblina, medo, morte, pessimismo, tristeza. Nobreza, seriedade. CINZA: pó, máquinas, tédio, sabedoria, serenidade, credibilidade VERMELHO: guerra, sangue, perigo, fogo, energia, força, ação, movimento, emoção, paixão LARANJA: outono, pôr-do-sol, euforia, alegria, prazer AMARELO: ouro, sol, calor, luz, verão, espontaneidade. VERDE: natureza, floresta, folhas, vida, bem-estar, liberdade, juventude, esperança, energia. AZUL: céu, mar, tranquilidade, espaço, fantasia, afeto. Seriedade, credibilidade ROXO: igreja, religião, mistério, grandeza, espiritualidade, experiência MARROM: terra, melancolia, desconforto. ROSA: feminilidade, delicadeza, calma, afeto, amorO uso das Cores na Propaganda – Apostila 3 4www.brenobrito.k6.com.br
  5. 5. Curso: Publicidade e Propaganda Prof. Breno Brito Disciplina: Direção de Arte Combinação de Cores Além de conhecer o significado das cores o Diretor de Arte precisa saber combinaradequadamente as cores. Uma combinação errada de cores pode prejudicar toda a criaçãode um anúncio publicitário. Assim como a escolha da cor, a combinação de cores deveseguir as intenções e as sensações que se quer provocar no consumidor. O importante na hora de reunir cores é que a combinação transmita harmonia e sejavisualmente agradável à vista. Vejamos a seguir algumas combinações recomendáveis enão recomendáveis para a publicidade. Combinações Recomendáveis para a Publicidade Combinações Não Recomendáveis para a Azul e fundo branco Azul e fundo cinza Laranja e fundo vermelho e fundo Verde e fundo branco Laranja e fundo preto Azul e fundo preto Amarelo e fundo Amarelo e fundo preto Branco e fundo Preto e fundo azul Branco e fundo Azul e fundo amarelo Preto e fundo branco Vermelho e fundo Branco e fundo preto Preto e fundo laranja Branco e fundo Vermelho e fundo Para encontrar uma combinação de cores harmônica e equilibrada o ideal é brincarcom as cores, testar, experimentar várias associações. Desenhe um bloco e verifique: vocêgostou? O que está faltando? Ficou escuro, coloque mais brilho e diminua o contraste. Ficoumuito claro? Que tal acrescentar uma "sombra"? O que irá dar harmonia na combinação,não é só a mistura do amarelo com verde, ou do azul com o rosa, é o complemento doesquema inicial, o balanceamento dos valores. Lembre-se: claro, médio e escuro emharmonia. Existem dicas para combinar cores que nunca falham. Por exemplo: Harmonia das cores opostas ou de contraste: o maior contraste se obtém justapondo cores complementares; a maior superfície é colorida com uma cor quente e a menor com sua cor complementar fria Harmonia das cores análogas ou vizinhas: é o emprego de uma cor e uma ou duas vizinhas; por exemplo: laranja e seus vizinhos, vermelho e amarelo; a cor mais clara usada na superfície maior Harmonia monocromática (tom sobre tom): é o uso de uma única cor, aplicada pura e em vários tons, claros e escuros.O uso das Cores na Propaganda – Apostila 3 5www.brenobrito.k6.com.br
  6. 6. Curso: Publicidade e Propaganda Prof. Breno Brito Disciplina: Direção de Arte As cores nas embalagens: Nesse caso as cores exercem um papel de influência ainda maior, pois o produtoestá ali, próximo ao consumidor. Algumas associações de cores sugeridas paradeterminador produtos:-Chocolate: marrom, vermelho, alaranjado, dourado, azul.-Café: dourado, marrom, vermelho.-Leite em pó: branco, azul-claro, amarelo.-Sorvetes: branco, dourado, amarelo, vermelho.-Queijo: branco, azul-claro, amarelo.-Iogurte: branco, azul.-Cosméticos: azul, rosa, prata.-Desinfetantes: vermelho, azul-marinho, branco, verde.-Bronzeadores: laranja, amarelo, vermelho, branco.-Produtos para bebês: azul-claro, rosa, creme.-Aparelhos masculinos: azul, verde-escuro, prata, preto.-Remédios: branco, azul, alaranjado.-Cervejas: dourado, prateado,azul, vermelho-Cigarros: dourado, branco, vermelho, azul. O mais importante ressaltar com relação a cores, é que não se deve ficar apegado aessas combinações e significados citados acima. Tais cominações e significados devem serencarados apenas como uma dica, um guia de orientação, e não como uma regraobrigatoriamente a ser seguida. O mais importante é o uso do bom-senso! Saiba adequar ascores ao contexto da campanha e do produto, sem nunca esquecer a sensação que se querpassar e o público-alvo que vai consumir. Por exemplo, ao se criar uma logomarca para uma academia de ginástica. Lembreque a sensação que se deseja transmitir é de movimento, ação, malhação, energia,agitação, suor, queima de calorias, etc. O público-alvo são geralmente pessoas jovens,ativas, que querem ter o corpo em forma e ficar de bem com a vida. Portanto o ideal é o usode cores quentes, uma combinação de vermelho e amarelo cairia muito bem por exemplo.Assim como o uso do laranja, um verde cítrico, etc. Portanto, não ignore a influencia das cores na propaganda. Use esse poder deinfluencia das cores para persuadir. Saiba combinar as cores certas para causar o impactocerto. Use o bom-senso, esteja antenado nas tendências e ouse sempre!* REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:CASAS, Cecília. As cores e a criatividade. São Paulo: Pensamento.CESAR, N. Direção de arte em propaganda. 1 ed. São Paulo: Futura, 2000.FARINA, Modesto. Psicodinâmica das cores. 4. ed. São Paulo: Edgar Blucher, 1997.O uso das Cores na Propaganda – Apostila 3 6www.brenobrito.k6.com.br

×