BIOLOGIA EVOLUTIVA E OS MODELOS DE
ESTUDOS EM GENÉTICA DE POPULAÇÕES
Thiago de Ávila Medeiros
botanicatam@yahoo.com.br
Dis...
HETEROZIGOSIDADE
 O termo Heterozigosidade refere-se a uma medida da variação genética
em uma população – Relacionada a u...
HETEROZIGOSIDADE
 Além da heterozigosidade observada (Ho) diretamente na amostra,
podemos também estimar qual heterozigos...
HETEROZIGOSIDADE
Considere um loco com dois alelos A e B, com respectivas frequências p e
q (p + q = 1).
 Suponha que a f...
É uma medida da variação genética de uma população com
relação a um loco. É a frequência de heterozigotos para certo
loco....
Pode-se estimar a heterozigosidade da próxima geração da
população (He – heterozigosidade esperada) se os efeitos das
forç...
No exemplo acima p= 0,6 e q=0,4, representando as
frequências dos alelos A e B.
A heterozigosidade seria:
He = 2x0,6x0,4 =...
São representações simplificadas da natureza que
servem para realizar estudos e retirar conclusões
sobre uma determinada s...
TEOREMA DE HARDY-WEINBERG
(o enunciado)
”Em uma população infinitamente grande, em que os
cruzamentos ocorrem ao acaso e s...
Uma população de indivíduos diplóides que possuem dois alelos com
frequências A=p e B=q, onde p+q=1.
Para que uma populaçã...
Existirão 3 genótipos:
AA AB e BB
Fazendo a segregação dos gametas:
EQUILÍBRIO DE HARDY-WEINBERG
A (p) B (q)
A (p) p2 pq
B...
A partir das frequências gênicas tem-se as frequências
genotípicas:
AA: p2
AB: 2pq
BB: q2
No EHW as frequências gênicas e ...
Conclusões:
 O EHW é uma prova matemática de que a variação
gênica não diminui ou aumenta na ausência de
forças evolutiva...
BIOLOGIA EVOLUTIVA E OS MODELOS DE ESTUDOS EM
GENÉTICA DE POPULAÇÕES
Thiago de Ávila Medeiros
botanicatam@yahoo.com.br
Dis...
Evolução Aula 6 (Modelos de Estudos em Genética de Populações)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Evolução Aula 6 (Modelos de Estudos em Genética de Populações)

435 visualizações

Publicada em

Nesta aula encontramos uma breve apresentação de modelos e parâmetros utilizados nos estudos de genética de populações. Modelos são representações simplificadas da natureza que servem para realizar estudos e retirar conclusões sobre uma determinada situação.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
435
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Evolução Aula 6 (Modelos de Estudos em Genética de Populações)

  1. 1. BIOLOGIA EVOLUTIVA E OS MODELOS DE ESTUDOS EM GENÉTICA DE POPULAÇÕES Thiago de Ávila Medeiros botanicatam@yahoo.com.br Disciplina: Evolução 4º e 5º período em Ciências Biológicas Faculdades São José Rio de Janeiro – 2015.2
  2. 2. HETEROZIGOSIDADE  O termo Heterozigosidade refere-se a uma medida da variação genética em uma população – Relacionada a um loco.  Essa medida reflete a frequência de heterozigotos para esse loco.  Tal estimativa é muito útil para avaliarmos a diversidade genética de uma população natural.  Quando se estima a heterozigosidade em mais de um loco, pode-se calcular também a heterozigosidade média, que é a média aritmética simples de todas as heterozigosidades.
  3. 3. HETEROZIGOSIDADE  Além da heterozigosidade observada (Ho) diretamente na amostra, podemos também estimar qual heterozigosidade a população terá na próxima geração, se os efeitos de outras forças evolutivas (basicamente, a mutação ou a seleção natural) forem muito pequenos.  Essa heterozigosidade, chamada “heterozigosidade esperada” (He), é uma medida útil da variabilidade populacional, pois depende menos do tamanho amostral, refletindo melhor a variabilidade real da população.  Enquanto a Ho é calculada a partir das frequências genotípicas, a He é calculada a partir das frequências gênicas, da seguinte forma:
  4. 4. HETEROZIGOSIDADE Considere um loco com dois alelos A e B, com respectivas frequências p e q (p + q = 1).  Suponha que a frequência real de genótipos heterozigotos na população, no presente momento, é representada por H.  Se a população estivesse em equilíbrio genético (ainda veremos a situação de Equilíbrio de Hardy-Weinberg ou, abreviadamente, EHW) para este gene:  A frequência de genótipos heterozigotos seria igual a 2pq He = 2.p.q
  5. 5. É uma medida da variação genética de uma população com relação a um loco. É a frequência de heterozigotos para certo loco. No exemplo acima 60 indivíduos de 100 foram heterozigotos, ou seja, Ho = 60%. Quando se tem mais de um loco, pode-se estimar a heterozigosidade média que é uma média aritmética simples. HETEROZIGOSIDADE
  6. 6. Pode-se estimar a heterozigosidade da próxima geração da população (He – heterozigosidade esperada) se os efeitos das forças evolutivas forem muito pequenos. A heterozigosidade é calculada a partir das frequências gênicas. Então: He = 2pq HETEROZIGOSIDADE
  7. 7. No exemplo acima p= 0,6 e q=0,4, representando as frequências dos alelos A e B. A heterozigosidade seria: He = 2x0,6x0,4 = 0,48 Uma diferença significativa entre os valores esperados e observados na heterozigosidade indica a atuação de alguma força evolutiva nesse deme. HETEROZIGOSIDADE
  8. 8. São representações simplificadas da natureza que servem para realizar estudos e retirar conclusões sobre uma determinada situação. Modelos
  9. 9. TEOREMA DE HARDY-WEINBERG (o enunciado) ”Em uma população infinitamente grande, em que os cruzamentos ocorrem ao acaso e sobre o qual não há atuação de fatores evolutivos, as freqüências gênicas e genotípicas permanecem constantes ao logo das gerações”.
  10. 10. Uma população de indivíduos diplóides que possuem dois alelos com frequências A=p e B=q, onde p+q=1. Para que uma população seja considerada em Equilíbrio de Hardy-Weinberg, um conjunto de condições (pressupostos) deve ser respeitado: – Os organismos devem ser diplóides; – A reprodução, sexuada; – As gerações, não sobrepostas; – O cruzamento, ao acaso; – O tamanho de população, grande; – A freqüência de alelos nos sexos deve ser igual; – A ausência de migração; – A ausência de mutação; – A ausência de seleção. Equilíbrio de Hardy-Weinberg
  11. 11. Existirão 3 genótipos: AA AB e BB Fazendo a segregação dos gametas: EQUILÍBRIO DE HARDY-WEINBERG A (p) B (q) A (p) p2 pq B (q) pq q2
  12. 12. A partir das frequências gênicas tem-se as frequências genotípicas: AA: p2 AB: 2pq BB: q2 No EHW as frequências gênicas e genotípicas permanecem constantes. EQUILÍBRIO DE HARDY-WEINBERG
  13. 13. Conclusões:  O EHW é uma prova matemática de que a variação gênica não diminui ou aumenta na ausência de forças evolutivas.  As proporções do EHW são atingidas em uma geração de cruzamentos ao acaso. EQUILÍBRIO DE HARDY-WEINBERG
  14. 14. BIOLOGIA EVOLUTIVA E OS MODELOS DE ESTUDOS EM GENÉTICA DE POPULAÇÕES Thiago de Ávila Medeiros botanicatam@yahoo.com.br Disciplina: Evolução 4º e 5º período em Ciências Biológicas Faculdades São José Rio de Janeiro – 2015.2 MUITO OBRIGADO!

×