Masters’ reincarnation handbook journey of the soul

341 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
341
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Masters’ reincarnation handbook journey of the soul

  1. 1. * Mestres do Mundo Espiritual **************************************** O Manual de Reencarnação dos Mestres "Jornada da Alma" *************************************** Canalizado por Toni Ann Winninger Compilado por Peter Watson Jenkins Traduzido por Livia Guimaraes Polastri Leia o Blog dos Mestres www.mastersofthespiritworld.com Novas mensagens a cada semana
  2. 2. Conteúdo Introdução Fonte e Almas Do lar à Terra Lar da Transição Comentário Glossário Livros pelos Mestres O manual da reencarnação do Mestre © 2009 Vozes Celestes, Inc. Todos os Direitos Reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, armazenada em sistema de recuperação ou transmitida de qualquer forma ou por qualquer meio eletrônico, mecânico, fotocópia, gravação ou de outra forma, sem a expressa autorização prévia por escrito da editora. Breves citações podem ser usadas apenas para fins de revisão. Design de capa por Robert Buzek Designs, Inc., Lake Zurich, Illinois Publicado por Vozes Celestes, Inc., 13354 W. Heiden Circle, Lake Bluff, Illinois 60 0 44 Biblioteca do Congresso Número de Controle: 2008944055 ISBN: 978-0-9798917 -6-2 (versão original em Inglês) SEGUNDA EDIÇÃO PARA TRADUÇÕES DE EBOOKS
  3. 3. Introdução Reencarnação, Um Fato da Vida Este é um pequeno livro com uma grande mensagem. A maior parte foi composta em casa, no mundo espiritual, e não aqui na Terra. Os autores, um grupo muito grande de anjos e altos guias espirituais que são chamados de "Os Mestres Ascensos." Eles ditaram o livro para Toni Ann Winninger, que é uma canalizadora psíquica limpa. A tradução para o Inglês a partir de sua própria linguagem vibracional aconteceu na mente subconsciente de Toni: ela digitou à medida que as palavras dos mestres entravam em sua consciência. O passo seguinte estava nas mãos de Peter Watson Jenkins, que estudou a transcrição de Toni de modo a certificar-se de que a maioria das pessoas seria capaz de facilmente entender a maneira pela qual os Mestres estavam declarando os fatos. Onde as palavras não eram claras, ele apresentou uma solicitação de esclarecimento aos Mestres. O manuscrito resultante foi editado por Sonia Ann Ness, assegurando o uso adequado de sintaxe e pontuação. Em seguida, com todas as mudanças observadas, o texto revisto foi levado de volta aos Mestres para seus comentários, para que lhes fossem permitido fazer modificações ou adições ao projeto final – o que eles fizeram. O porquê de tudo isso? Os Mestres consideram este pequeno livro como sua declaração definitiva sobre a reencarnação - a jornada da alma eterna - de seu lar espiritual ao planeta Terra e novamente de volta. Sua intenção é de que este trabalho ajude as almas em forma humana que desejam entender plenamente suas naturezas e o propósito de estarem aqui. Isso é algum tipo de religião? Não é assim, de acordo com os Mestres. A raiz da palavra "religião" significa "unir" e é vista por eles como algo que envolve organizações humanas criadas para dirigir, influenciar e até mesmo controlar as mentes humanas de adeptos. Os Mestres apreciam o espírito acolhedor e boas obras de comunidades religiosas, mas também incentivam as pessoas a pensarem por si próprias e não dependerem de organizações religiosas para que pensem por si. Reencarnação é o renascimento de almas em uma vida humana após o outra, como e por que essa jornada da alma acontece e a razão para tudo isso. Ela não é de forma alguma uma afirmação especulativa, mas os fatos da própria vida - a jornada da alma. O propósito declarado dos Mestres neste livro é nos dizer a verdade sobre a vida de nossa alma; é muito importante para eles e eles são totalmente sérios ao apresentar esta comunicação. Entretanto, ao trabalhar com eles ao longo de vários livros durante os últimos cinco anos, sabemos que eles são conhecidos por ser um grupo de espíritos simpáticos, divertidos e amorosos. Eles vivem em um reino encantador de amor incondicional e igualdade pessoal. Este é o “Lar” do mundo espiritual, que é completamente livre de julgamento e negatividade. “Lar” pode parecer um pouco sem graça sem a rivalidade humana e perigos, mas é pura perfeição, a essência do divino.
  4. 4. Começar a entender a nossa necessidade espiritual de apreciar plenamente a natureza do amor incondicional, a energia do Criador, é a razão de estarmos aqui no mundo polarizado da sociedade humana. E para nos ajudar a entender tudo isso mais facilmente, este livro é apresentado como um manual de instruções para o nosso enriquecimento. Pondere bem. Toni Ann Winninger Peter Watson Jenkins
  5. 5. O MANUAL O Quê, O Porquê e O Portanto da Vida Fonte e Almas Existe de fato uma infinita presença sensciente, que é todo-poderosa, onisciente, possui ilimitado poder criativo, e é presente em toda parte. Para ajudar você a entender vamos simplesmente chamar essa presença de "Fonte". A Fonte não tem forma constante que possa ser percebida, mas é uma energia que é amorfa (em formato de nuvem) e permeia todas as coisas. Sua essência todo- poderosa é de amor incondicional e perfeição. Para enriquecer o seu conhecimento, a Fonte desejou reunir informações e avaliar todas as possíveis experiências que jamais poderia imaginar. Este trabalho foi todo contemplado para lhe permitir compreender mais completamente a glória de sua própria perfeição. Baseando-se em sua criatividade, desenvolveu uma maneira de experimentar o que não era a perfeição. A Fonte criou o planeta Terra, um mundo que existe em total dualidade: tudo o que lá existe também tem um oposto polar presente. Isso permite que avaliações sejam feitas de cada experiência que as almas têm enquanto na forma humana. Para iniciar este processo, a Fonte separou fragmentos de Si, ao que chamou de ‘almas’. O dever destas almas era entrar na dualidade criada pela Fonte de forma a vivenciar o oposto de sua própria perfeição. À medida que a estadia de cada alma sobre o planeta era concluída, ambas a almas e Fonte iriam então possuir uma sabedoria maior do ‘menos-que-perfeito’ e fariam, portanto, melhor apreciação da natureza da perfeição. A dimensão chamada "Lar" Por uma questão de simplicidade, vamos dizer que a Fonte e todas as outras almas permanecem na dimensão energética original na qual a Fonte começou Sua evolução. Os seres humanos podem desejar referir-se a este lugar como "Lar". Toda a energia neste ambiente espiritual tem a natureza de perfeito amor incondicional. Almas deixam o Lar em direção ao planeta Terra, a fim de experimentar lições por lá. Elas retornam ao Lar para apreciar, entender e afirmar a sabedoria que suas jornadas lhes proporcionaram. Cada alma deixa uma porção de si mesma no Lar tem todos os momentos. O objetivo de permanecer parcialmente no Lar é para estar conectada a toda a sabedoria da Fonte, para manter a chama de amor dentro de si, enquanto a alma empreende novas aventuras. Tempo, Espaço e o Universo O Tempo, gravado por seres humanos, é peculiar ao planeta Terra. Ele é medido pela rotação da Terra em torno do Sol, o centro do sistema solar. Tal medição não tem sentido longe da Terra, visto que não existe um padrão pelo qual se avalia a passagem de tempo no espaço ou em superfícies planetárias de tamanhos variados e a diferentes distâncias do sol. Este fato cria alguma dificuldade em falar com espíritos não-físicos sobre o tempo, uma vez que eles não têm nenhum ponto de referência. Para eles, todos
  6. 6. os acontecimentos existem ao mesmo tempo. Isto é útil, no entanto, quando as pessoas desejam visitar uma vida passada para descobrir mais sobre uma lição a ser continuada. Para as mentes humanas, "universo" é um termo que abrange toda a criação visível para os sistemas óticos humanos, incluindo todos os corpos celestes e o espaço entre essas massas sólidas. Para a Fonte e todas as almas, o termo inclui tudo o que existe, seja físico ou energético. Dentro do universo, como percebido pelos seres humanos, existe uma série de outros planetas que também têm almas experimentando diferentes tipos de lições. Nenhum desses planetas imita a dualidade energética da Terra. Algumas das almas não-humanas estão contidas em corpos-cascas que parecem ser semelhantes ao corpo humano, algumas são diferentes, e algumas almas mantém a sua falta de forma enérgica sem contenção. O Propósito da Alma A criação das almas individuais ocorreu quando a Fonte rompeu a si em partes, para que pudesse ser capaz de ter experiências que eram então fora do amor incondicional do qual era composta e no qual existia. As almas mantém toda a glória da Fonte da qual surgiram e às quais permanecem energeticamente conectadas. Aqueles que escolhem vir à Terra para vivenciar a dualidade, onde tudo tem um oposto, inicialmente entram no plano da Terra com amnésia a respeito desta dualidade, sua missão, e seu passado pessoal. A lembrança completa das experiências particulares de cada alma é mantida em um volume de gravações chamado de ‘Registro Akáshico’. Sempre que a alma está no Lar ela tem acesso instantâneo a todas essas entradas. Enquanto humana, está em uma névoa de esquecimento obscurecendo toda sua sabedoria previamente reunida. Durante a vida física daquela alma, a névoa em sua memória pode limpar-se de tal forma, que lhe permita relembrar partes de seu passado que possam ajudá-la com sua vida atual. Pelo fato da alma precisar de dualidade para avaliar qualquer experiência de forma a conhecer o seu valor, ela só pode agregar conhecimento à sabedoria compilada de si e da Fonte enquanto encarnada em um corpo físico. Além disso, a experiência se torna sabedoria comum apenas quando todos os aspectos foram dissecados dentro da polaridade, e o propósito para cada ação e resultado é completamente entendido. A razão para Encarnação Enquanto a alma está presente no Lar ela existe em amor incondicional. Nenhuma negatividade ou algo do tipo se infiltra em qualquer faceta daquela existência. Para entender o quão maravilhoso esse estado de amor incondicional verdadeiramente é, a alma precisa experimentar ficar sem ele. Enquanto no Lar, alma e Fonte são compostas de energia amorfa que gira em torno de si, unificando e partilhando da bela energia no qual tudo existe. Para sentir qualquer negatividade ou diminuição dessa energia fantástica, uma alma deve ter um corpo físico. Um corpo fornece os nervos e emoções para a sensação de negatividade ou perda a ser sentida. Existem muitos tipos de negatividade, ou a ausência de amor incondicional. Primeiro vem as emoções fortes da psique humana. Os muitos possíveis incidentes mentais e emocionais proporcionam vidas-lições independentes. Uma alma encarnada pode optar por experimentar a raiva, o ódio, a traição, inutilidade, autonegação. Outras experiências negativas podem ser físicas, possivelmente incluindo câncer, ossos quebrados e tortura. Para que todos esses possam ser percebidos, um corpo físico é absolutamente necessário.
  7. 7. Planeta Terra e Outros Lugares A Fonte, enquanto buscava um lugar para que as almas experimentassem uma variedade de julgamentos emocionais, decidiu criar uma sala de aula onde as lições pudessem ser intensificadas. Este seria um local de dualidade absoluta, onde nada existisse no vácuo, mas onde todas as energias teriam uma força diametralmente oposta. A escola foi o planeta Terra, cuja energia então se tornou polarizada. A Terra é única. Nenhum outro lugar em nosso universo físico perceptível foi criado como uma dualidade. Outros locais foram criados para que as almas tivessem encontros físicos, mas todos esses lugares foram dedicados a experiências únicas intensificadas: conflitos; várias formas de comunicação tais como música, forma, cor, vibrações, transferência de pensamento; estudos sobre o condicionamento físico e engenho mental. Em outros lugares, as áreas são reservadas para a discussão de questões intelectuais e filosóficas. Em alguns desses locais, a alma não precisa de um corpo físico, e mesmo qualquer forma ou molde vai permitir uma avaliação da lição que está sendo revisada. Nutrindo o Crescimento da Alma Todas as almas têm um conhecimento teórico de tudo, mas elas não vão ter a sabedoria total de um assunto até que tenham provado dele por si mesmas. Esta é a razão pelo qual as almas continuam a reencarnar, retornando à Terra uma vez após a outra. Aqui está um exemplo deste princípio: pessoas veem astronautas voarem para o espaço, andar em gravidade zero, amarrados à estação espacial, saltando sobre a superfície da lua, e suportando as pressões de decolagem e pouso. Se os observadores não fizerem esses trabalhos por si mesmos, eles só poderão imaginar quais estresses foram suportadas pelo corpo, quais emoções são geradas na mente – e a sensação de alívio que voltar em segurança causa. A sabedoria referente ao evento só pode existir para aqueles que dele participam. Almas que são novatas ao calor do amor incondicional começam com tarefas simples – descobrir como cada uma das grandes emoções é sentida em um corpo. Depois elas vão passar para grandes projetos com cenários mais complicados. Cada encarnação alimenta o crescimento pessoal, conhecimento e entendimento. As vidas- lições tornam-se mais complexas, e uma única alma pode terminar o seu ciclo de encarnações procurando o verdadeiro significado do amor e trazendo a sensação de amor incondicional para o corpo físico. Conforme o crescimento pessoal de uma alma - durante sua encarnação - aproxima-se de seu cumprimento, ela desperta à sua própria essência, recordando-se de um pouco da sabedoria adquirida em vidas anteriores. Então, tendo uma medida de autoconsciência, ela vai geralmente escolher alcançar e ajudar almas companheiras que estão lutando para despertar. O Conselho de Aconselhamento Cada alma escolhe o que fazer e o que aprender durante seu tempo no planeta Terra. Esta escolha, feita em ambos Lar e Terra, envolve a capacidade da alma de exercer sua liberdade de escolha. A alma não tem que fazer suas pré-escolhas no vácuo. Cada alma individual tem um conselho de aconselhamento, quase sempre em número de 12, que oferece sua assistência. O conselho é composto de colegas que concordam em ajudar a pesquisa individual das almas assim como gostariam de focar em suas experiências e quais
  8. 8. preparativos são necessários para o sucesso. Estas almas podem ser amigos íntimos, ou serem almas do mesmo grupo da alma que está fazendo a jornada, ou especialistas em uma área de assunto específica que a alma encarnada deseja experimentar. Uma vez que alma caiu em um corpo, o conselho não interfere ativamente com qualquer aspecto da vida física, mas assiste e aguarda por pedidos de ajuda. O Grupo de Almas Quando a Fonte começou a quebrar pedaços de Si para fazer almas individuais, aqueles que vieram à existência, mais ou menos no mesmo momento, fizeram planos para ajudarem uns aos outros com as vidas-lições que eles sabiam que queriam ter. Almas geralmente pedem ajuda de seu grupo de alma, as pessoas mais próximas a eles em ponto de origem. Uma forte interconectividade liga o grupo de almas, que pode incluir tantos quanto 144 indivíduos. As almas fazem contratos importantes com membros deste grupo, porque conhecem melhor a eles e se sentem mais capazes de deles dependerem quando sua presença é necessária. Geralmente os membros do grupo têm o mesmo número de encarnações e são semelhantemente avançados e em um nível equivalente de sabedoria. Almas Gêmeas e Chamas Gêmeas Almas gêmeas são aqueles outros membros do grupo com quem as almas encarnam repetidamente, e em que confiam para seus contratos de aprendizagem mais vitais. Por exemplo, se uma alma quer vivenciar ser completamente dependente durante sua vida, ela pode fazer um contrato com uma alma gêmea para que seja um motorista bêbado que a atropele e a transforme em um paraplégico. Cada alma tem entre 18 a 24 almas gêmeas com quem trabalha vez após vez. Não é incomum para uma pessoa ter sentimentos por uma alma gêmea mesmo na primeira vez que eles se encontram em um tempo de vida terrena. É quase como se eles tivessem se conhecido por toda a sua vida. Eles podem até descobrir que compartilham sonhos ou lembranças em comum. A chama gêmea é a outra metade da última divisão que cada alma tem da Fonte. Considere gêmeos siameses que foram separados. Por um período durante o início da vida eles fizeram tudo como uma pessoa. Uma vez separados, eles buscam pela parte que um dia foi parte deles. Encontrar com sua chama gêmea completa essa entidade e sempre que isso acontece, nada mais parece importar para eles! Quando (como acontece muito raramente) chamas gêmeas ficam juntas durante toda a vida, faíscas voarão, desde que ambos estejam no mesmo nível de consciência. Se as chamas gêmeas se entrelaçam romanticamente, é como estar de volta ao Lar. Elas compartilham a sabedoria das eras em uma aura de amor incondicional. Nem sempre é prudente para uma alma planejar encontrar sua chama gêmea na Terra porque então ela não irá querer aprender lição alguma, mas simplesmente compartilhar prazeres físicos com seus gêmeos. Não é incomum para chamas gêmeas isolar-se da família, dos amigos, ou mesmo do resto do mundo para ficarem juntas. Ambas as partes de uma "chama" podem não estar na Terra ao mesmo tempo.
  9. 9. Do Lar à Terra Liberdade de Escolha Uma vez decidido que uma alma vai ter uma experiência na Terra, a primeira e mais importante Lei Universal entra em jogo - a liberdade de escolha da alma. Tudo o que acontece à alma em qualquer fase de sua existência, seja física ou não-física, é determinada pela própria escolha da alma. Tudo o que acontece em cada segundo do dia na Terra não é pré-determinado, mas as lições de vida que foram desejadas são decididas com antecedência. Por exemplo, se uma alma quer experimentar ser totalmente dependente de outra, pode atingir esse estado por nascer malformado, ou por se tornar um inválido, ou por se tornar propriedade de outra. A decisão final de como isso vai acontecer pode não vir até que a vida esteja em progresso, e pode até mudar ao longo do caminho se uma alma decidir tentar a experiência de outra maneira. O padrão de como a vida de uma alma é vivida é determinada pela sua liberdade de escolha. Ela começa com a escolha de seguir diariamente o sistema de crenças humanas, e se estende até escolha de emprego, cônjuge, e até mesmo quando é hora de voltar para o Lar. Escolhendo Experiências e Contratos A alma reuniu-se com o seu conselho e decidiu quais experiências quer ter, então ela procura fazer contratos com outras almas para ajudá-las a cumprir esses desejos. Ela continua por descobrir quais outras almas do grupo planejaram uma encarnação mais ou menos ao mesmo tempo e possam estar em posição de ajudar (sendo a época certa e no lugar certo). Debates então começam a estabelecer como eles poderão ajudar a alma e como aquele favor poderá ser retribuído. Às vezes, quando esta fase de planejamento começa, almas que estão encarnando descobrem que algum grande projeto vai acontecer na Terra. Pode ser fome, uma epidemia, a criação de uma ditadura, ou algum outro evento regional ou global que se encaixe no plano de lição da alma. A alma decide se a participação com as massas vai cumprir este requisito. Em seguida, acordos são forjados com todas as almas envolvidas para garantir que elas terão as experiências desejadas. Estas são referidas como contratos. Negatividade como uma escolha Olhando para trás através da história humana a maioria das pessoas pode dizer: "Eu não gostaria de ser um escravo ou um senhor de escravos." No entanto, se uma alma quer experimentar o controle em todos os seus aspectos, ela pode aprender essa lição, sendo ambos o oprimido e o opressor. Lembrem-se, só as almas na Terra podem ter uma experiência de negatividade. No Lar tudo é amor incondicional. As emoções negativas representam o mais dramático oposto do amor que se pode existir. Comportamento sociopata, como homicídio, psicose e ódio, só é possível exclusivamente na Terra. Se uma alma encarna, mas sempre escolhe ser amorosa, gentil e boa, ela pode muito bem ficar no Lar. Escolha dos pais, de gênero, dons
  10. 10. Tendo completado as decisões sobre quaisquer lições de vida que ela queira experimentar, uma alma começa a considerar a montagem do palco para o drama. Ela olha ao redor e decide que tipo de pais vai facilitar as suas metas e também considerar se a jornada dos próprios pais se beneficiaria de tê-lo como uma criança. Então ela faz um contrato com eles. Em seguida, qual sexo irá tornar mais fácil ou difícil de realizar os planos da alma? (Sexo pode complicar ou facilitar algumas lições, como ser mulher em uma sociedade dominada pelos homens, ou ser homossexual ou bissexual ou transgênero.) A alma pergunta a si mesma se o gênero é um aspecto maior ou menor de sua vida humana. Decisões são efetuadas em conformidade. A alma também vai perguntar se ela tem alguma das habilidades desenvolvidas em vidas anteriores que não vá interferir com a sua aprendizagem, mas vá ajudar com algumas outras coisas nesta nova vida. Uma alma pode trazer sua música, suas habilidades de comunicação ou mesmo suas habilidades psíquicas para o jogo. Sendo um prodígio pode apresentar lições incríveis para aprender sobre emoções, interações e como lidar com as pessoas e seus preconceitos, mas uma alma não irá querer trazer tanto para sua vida atual – assim só terminará lidando com as questões do passado e não aprenderá nada de novo. Conexão física com o feto Quando contratos foram feitos para que uma alma se tornasse o filho de um casal, isso pode ajudar a escolher o momento da concepção. Com a união de espermatozoide e óvulo a alma irá se conectar ao feto com um pequeno fio energético, demarcando assim sua alegação sobre aquele corpo em particular. Almas mais velhas que estiveram em corpos muitas vezes nem sempre estão prontas para voltarem logo; elas querem se despedir de seus amigos que permanecem no Lar e assistir como sua nova família está sendo preparada para eles. Algumas almas mais jovens podem entrar no tecido fetal logo depois da concepção porque desejam experimentar todo o processo de crescimento. Sempre que a alma escolher habitar totalmente o feto, isso deve ser feito antes do feto sair do útero. Um feto deixar o útero sem alma não é energeticamente viável e não poderá sustentar a vida. A alma nunca entra no feto depois que este sai do útero. Aborto espontâneo e aborto Este tópico é uma questão emocionalmente carregada para muitos seres humanos. Antes de começar, vamos dizer claramente que uma alma nunca morre. Portanto, um aborto sendo espontâneo ou não, não é uma morte causada ou uma morte natural de uma alma fetal. Ela é apenas a cessação do feixe de células que foi crescendo como resultado da união de um espermatozoide e um óvulo. Abortos espontâneos são geralmente o resultado de um contrato celebrado pela mãe e do pai do feixe de células para lidar com todo os resultados emocionais de perder um bebê em um estágio inicial de seu desenvolvimento, ou mesmo até no nascimento (um bebê recém-nascido). Em muitos poucos casos, a alma designada ao feto pode decidir que não está pronta para retornar à Terra naquele momento e rompe a ligação com o feto fazendo com que ele pare de funcionar. O ato de fazer um aborto é uma lição que algumas almas desejam vivenciar. Todas as emoções de egoísmo, culpa, remorso, desprezo, e muito mais, vêm inundando a partir de si e de seus parentes. A mulher torna-se um caldeirão de sentimentos tempestuosos e precisa ver as lições que ela procurou sem fechar-se ao
  11. 11. evento. Quando antes de uma encarnação, um aborto é planejado como um evento de vida, uma alma pode nem mesmo ser designada para aquele feto. Interação física e Alma Em nenhum momento durante a vida de um corpo a alma fica cem por cento encapsuladas na concha física. Uma parte da alma sempre permanece no Lar. Parte da alma não-física também forma o que os humanos chamam de mente inconsciente e nós chamamos de Eu Superior. O Eu Superior tem muitas camadas diferentes, que têm acesso à sabedoria que a alma ganhou em vidas anteriores (os registros Akáshicos). Enquanto na forma física, os níveis mais fáceis de contactar são os que estão logo acima do nível consciente de consciência. Este nível de consciência pode ser facilmente alcançado durante a meditação e através de hipnose. Quando uma alma completa as lições que encarnou para aprender, ela descobre que pode trazer à frente conhecimento de seu Eu Superior para ajudar a ensinar outras almas como vivenciar a vida e estar mais em contato com os níveis mais altos ou internos de seus próprios Eu Superiores. Isso é frequentemente conhecido como "despertar". Baixando os registros Quando a alma escolhe vir como um novo ser humano ela precisa de algumas diretrizes para ajudá-la em seu caminho. Ela vem para a Terra com amnésia em relação ao que ela contratou para aprender. A lembrança completa não lhe permitiria experimentar a lição – era iria apenas observar. Algumas das orientações que uma alma pode seguir estão contidas nos contratos que fez. Por exemplo, a fim de experimentar o vício, ela pode ter escolhido uma família de alcoólatras; ou uma lição de ambiguidade sexual pode ter sido selecionada. Ambas as lições podem estar contidas nos registos de DNA. Quando a alma entra no feto o DNA necessário é baixado para o feto para que este tenha as propensões escolhidas. Também contido nos registros de DNA transferidos para o novo corpo está o resíduo de lições não concluídas em vidas anteriores. Alguns sistemas de crenças humanas se referem a isso como "carma"; nós simplesmente vemos isso como lições ainda não-concluídas. O DNA gera pensamentos, medos, propensões e desejos que eram extremamente fortes em uma vida passada, mas onde a raiz da lição nunca foi alcançada, a emoção ainda está carregada e disparando. Amnésia Os registros baixados não preenchem qualquer um dos fatos que estão escondidos pela amnésia. As cortinas que a amnésia atrai sobre os contratos e as lições da alma podem ser puxadas de lado, à medida que cada uma é concluída. A alma pode entender por que algo ocorreu e optar por não repetir a experiência. Por outro lado, a alma pode concluir uma ação, tal como ser abusada por um cônjuge, e aprender a sair da situação, mas ainda assim falhar em aprender por que isso aconteceu e, portanto, entrar em outra situação de maus-tratos. Isso pode se repetir quantas vezes forem necessárias até que a lição seja completamente compreendida. Uma lição pode até ser transportada para uma vida posterior se ela nunca é compreendida. A amnesia vai mantê-la escondida até que o entendimento seja completo. Com uma aula como a de maus-tratos domésticos, quando a mulher aprecia que ela não merece ser um saco de pancadas e entende a lição de que ela é digna e igual a
  12. 12. seu esposo, ela se afasta e nunca terá que olhar para trás. Qualquer amnésia em torno de questões semelhantes à falta de autoestima e igualdade vai começar a ficar clara para que ela possa enxergar essas questões em todos os seus aspectos. Como as Lições da Alma são Aprendidas A maneira mais simples de explicar as lições da alma, é dizendo que a alma deseja ter a sabedoria referente a uma ação, emoção ou situação que seja qualquer outra além do amor incondicional que ela conhece quando está no Lar. No Lar, Fonte e todas as almas possuem o conhecimento do que cada alma já vivenciou até então. Entretanto, elas não têm a sabedoria da experiência a não ser que tenham realizado, vivido, ou sido uma parte da experiência em si. Todas as almas têm conhecimento sobre o Holocausto, por exemplo, mas somente as almas que participaram de uma forma ou de outra têm sabedoria completa dos extremos físicos, mentais, emocionais que os eventos causaram no corpo humano e na psique. Em outras palavras, viver por meio de uma experiência é a única forma possível de reunir sabedoria ao invés de experiência. Aí vem o fator limitante: para que uma alma tenha completa sabedoria a respeito de uma situação, ela precisa entender porque cada partido fez o que fez. Isso apenas pode ser feito quando a alma se volta pra dentro do corpo e avalia a experiência com seu coração e essência. Esta é a experiência central na jornada de lições na Terra. O Ego e a Alma A polaridade do planeta Terra cria uma coisa única dentro do corpo humano que é chamado de ego e ele é o ‘mestre da Terra’. Ele diz às pessoas se elas são ricas, bem- sucedidas, populares, ou se estão jogando o jogo da vida como a sociedade quer que elas joguem. O dispositivo de medição do ego é o julgamento. Este calcula certo ou errado de acordo com os sistemas de crenças reconhecidas de outros. O Ego toma todas as decisões das mãos das pessoas e as coloca nas mãos da sociedade. Tudo o que as pessoas fazem é julgado. Consequentemente, as pessoas nunca se perguntam se elas estão fazendo algo que realmente queiram fazer, mas ao invés disso, querem saber o que é esperado delas. Quando uma alma é completamente controlada por seu ego, ela não pode aprender lições de alma. Isso acontece porque a alma não mais está exercendo sua liberdade de escolha de colher conhecimento, ela está simplesmente seguindo o mandato de outros. A alma precisa se tornar consciente de seu próprio poder. Deve reconhecer sua capacidade, primeiro em fazer escolhas, depois de avaliar tudo o que percebe, e finalmente de decidir se algo pode ser aprendido disso e quando ou não é algo que precisa ser repetido. Há fatos com os quais o ego lida que vêm de fora do corpo. Eles são colocados no cérebro através dos olhos ou dos ouvidos. São ideias faladas e escritas de outras pessoas e são aceitas na maior parte do tempo sem nenhuma hesitação. Conhecimento com o qual a alma lida pode ser achado dentro de si. Ele vem de comparar sentimentos de experiências passadas com sentimentos de amor incondicional. De forma a usar a alma para aprender lições de vida, deve-se perguntar: "O que eu sinto sobre isso?" - Nunca, "O que eu acho sobre isso?" Acidentes, doença e velhice Acidentes, doença e velhice são todas formas para as que as almas aprendam lições. Verdadeiramente, não existe tal coisa como um acidente porque qualquer evento
  13. 13. envolvido foi escolhido pela alma para aprender algo sobre si e suas lições. Pode ser o prelúdio de uma grande mudança na vida que finalmente traz à tona as perguntas, "Por que isso aconteceu? O que eu posso aprender com esta situação?" Doença, tendo em vista a alma, é chamada de "mal-estar", porque o corpo está fora de equilíbrio consigo mesmo. O corpo dá a alma muitas oportunidades para ver o efeito das escolhas que fez. O corpo é composto de uma força de vida energética fluindo através de um receptáculo coberto de pele. Tudo o que os humanos fazem afeta o fluxo de energia de uma maneira ou de outra. Quando as pessoas ficam nervosas, os sistemas do corpo sobrecarregam-se causando espasmos e condições extra-ácidas. Reter as emoções ou só pensar pensamentos negativos vai desligar o fluxo de energia. Isso evita que áreas do corpo recebam nutrientes ou causa bloqueios que interferem com o fluxo de energia. Seres humanos conseguem colocar qualquer parte do corpo fora de sintonia com os pensamentos. Corrija os pensamentos e o fluxo recomeça. A velhice pode ser parte de uma lição de vida para ir da independência para a dependência. A dor, incapacidade, ou confusão mental na velhice podem ser todas lições daquela alma ou de uma alma gêmea que as desejou vivenciar ao ser responsável por alguém mais tarde na vida. O Céu e o Inferno O Lar é um lugar de contínuo amor incondicional. A dualidade existe apenas no planeta Terra. O conceito de céu e inferno é de opostos polares e existem somente na Terra. Muitas organizações religiosas usam a ideia de céu e inferno como uma recompensa ou uma punição por seguir ou não seguir suas regras e regulamentos próprios. Isso é uma invenção do ego, que quer fazer juízo em todas as atividades. É um meio de controlar as pessoas a quem são ditas, "Faça como dizemos ou sofrerão as consequências.” O Céu existe na Terra na forma de felicidade, amor familiar, partilha e carinho entre as pessoas. O inferno existe na Terra na forma de opressão, assassinato e abuso. Uma alma também pode criar um inferno que ela julga merecer, como um câncer. Uma vez que o a alma deixa o corpo, ela entra em um estado de amor incondicional, desprovida de qualquer juízo sobre suas ações na Terra relacionadas com as lições que ela decidiu experimentar nessa vida. Não há nada a ser condenado ou recompensado. Lar de Transição Terminando a tarefa A alma geralmente tem um prazo embutido em um período de tempo para completar as suas lições. Quando seu trabalho é feito a alma geralmente volta para casa. Se a alma não entendeu a lição dentro da experiência que acaba de terminar, pode optar por tomar em outro exemplo dentro dessa mesma vida para ver se ela pode compreendê-lo na próxima vez em que lhe for apresentada. Se uma alma retorna ao Lar antes de compreender plenamente todas as facetas de sua tarefa, ela terá de voltar à Terra para fazer tudo de novo. Em algumas culturas esta transferência é chamada de "carma." Este não é um castigo, mas sim uma tarefa incompleta que a própria alma quer realizar. Não é incomum para a alma em seu retorno à Terra trazer uma marca física ou aflição reminiscente que lembra o ato que ela voltou para concluir.
  14. 14. Quando a alma terminou e entendeu todas as lições que veio para aprender, ela pode optar por voltar para casa imediatamente ou usar o seu tempo remanescente na Terra para entrar a serviço de outras almas. Se as almas entram em serviço, elas vão ajudar outras almas a entender lições com as quais ganhou sabedoria, ensinar aos outros está no meio do aprendizado. Morte Morte é o termo que os humanos usam para descrever a cessação de vida continua – quando a alma deixa a casca humana que esteve utilizando. Assim como o feto não é capaz de existir como uma coisa viva, respirando sem alma, assim também o corpo deixa de funcionar quando a alma parte. Pode haver uma transição fácil para a alma que retorna ao Lar imediatamente. Ou uma alma pode ficar confusa e não totalmente consciente de que é capaz de ir para casa, por isso pode se movimentar por aí por um tempo, tentando manter contato com os vivos. Suicídio O suicídio é uma lição de vida que pode ser escolhida pela alma. Quando contratos foram feitos entre as almas gêmeas, para experimentar mágoa, trauma e a perturbação mental de um final veloz, inesperado de uma vida, o suicídio é geralmente a ferramenta utilizada. Outro motivo para o suicídio é o regresso antecipado ao Lar - a escolha da própria alma. Lembrem-se, todas as almas têm liberdade de escolha. Ocasionalmente uma alma sente-se completamente sobrecarregada com sua existência humana (tendo abocanhado mais do que poderia mastigar). Ela quer pôr fim à frustração contínua de modo que ela possa voltar de novo e fazer as coisas de forma diferente. Ela então irá deixar a presente vida física matando o corpo de alguma forma. O suicídio não é o pecado supremo como alguns sistemas de crenças humanas ensinam. Uma vez que a alma deixa o corpo, ela retorna para o amor incondicional para avaliar o que deu errado e como experimentar as lições desejadas de uma forma mais saborosa. Ela acabará por voltar para completar as lições. Apegos Um problema que pode surgir quando a alma decidiu voltar para casa, é uma série de anexos vinculados à Terra conectando partes de si para encarnar almas ainda remanescentes na Terra. À medida que as lições de vida são estudadas, aspectos da alma tornam-se conectados aos outros. Por exemplo, quando uma alma assume a responsabilidade por outra, um fio que os mantém juntos se forma até ser cortado por um partido ou outro. A necessidade de uma alma de continuar suprindo sua criança física com sua energia pode tornar-se um hábito que impede a alma de deixar a criança partir, se afastar e retornar ao Lar. Isso também frequentemente acontece com cônjuges quando um corpo atingiu o seu ponto de exaustão, mas o outro se recusa a deixar ir. Se uma pessoa sente que alguém está se segurando à vida porque os dois têm uma conexão que eles não mais necessitam ter, a pessoa pode simplesmente desconectar ou dar a outra pessoa permissão para fazê-lo e retornar ao Lar.
  15. 15. Escolhendo Ficar Há uma série de razões pelas quais uma alma pode optar por permanecer quando é hora de voltar. Primeiro, existem as pessoas que não estão cientes do que acontece na transição e receiam que a morte seja o final e que elas não mais existirão, tornando tudo o que fizeram em vida inútil. Agarram-se com a última gota de intenção a seu corpo doente. Esta pode ser uma razão para o corpo de uma alma ficar em estado vegetativo por um período de tempo. Alguns familiares pensam que estão optando por sair de obrigações pessoais e não querem deixar os outros na mão. Eles podem ser informados de que tudo ficará bem, e que eles podem seguir em frente quando estiverem prontos. Eles não têm que lutar para permanecer, pois precisam apenas pensar em si nesta fase da vida. Permanecer na Terra não os ajuda ou a seus familiares. A alma pode ter decidido partir depois de certo período de tempo, mas então ela descobre que o conhecimento que adquiriu tornou-se sabedoria e que agora está em posição de ajudar aos outros se ela permanecer ao invés de partir. A alma pode optar por permanecer se já não tiver sido planejado para seu corpo se deteriore a tal ponto que seu uso seja inútil. A alma pode optar por permanecer após o ponto de deixar o corpo, mas antes de sair completamente da energia pesada que cerca a Terra. Ela pode não ser capaz de aceitar completamente que morreu fisicamente, então ela fica, tentando se comunicar mais além com seus entes queridos. Algumas almas permanecem fora de energia negativa, como ódio ou vingança, procurando vingar-se de quem pode ter sido envolvido em sua morte. Estas almas receberão assistência de outras almas para perceber o que está acontecendo com elas e que elas estão presas entre duas dimensões, a física e não-física. Algumas das pessoas que permanecem acreditam que elas se fazem necessárias por outras almas ainda no corpo. Elas ficam próximas para ajudar, mesmo que não sejam físicas, e é possível que elas nem sejam sentidas por aqueles a quem procuram ajudar. Estas almas devem ser aconselhadas a voltar ao Lar, porque, uma vez lá, elas sempre podem vigiar e ajudar aqueles na Terra com todo o poder do amor incondicional. Voltando para casa Uma vez que a alma está livre do corpo pesado no qual ficou encerrada durante seu tempo na Terra, ela flutua na energia amorfa, em formato de nuvem, de amor incondicional que é o Lar da Fonte e de todas as outras partes da Fonte. O que a alma percebe? Vai depender do que ela quer ver. Uma alma mais antiga se sente confortável em um estado de ‘nuvem’ porque se permite estar ligada com tudo o que pode ocorrer ao mesmo tempo. Também pode estar presente em muitos lugares diferentes ao mesmo tempo. Uma alma tendo dificuldade em se ajustar ao Lar depois do rígido corpo que usava na Terra pode optar por vestir-se por um tempo em um formato de corpo. Também pode ser mais confortável ver todos os seus amigos igualmente vestidos, e eles obrigarão. Por um tempo, uma alma mais jovem pode também acreditar que o corpo que usava era um exemplo de sua verdadeira natureza, pelo menos até que finalmente se adapte. Se uma alma acredita que levou uma vida ruim, pode criar o que ela interpreta como sendo o inferno, e é onde ela se encontrará. A alma eterna é magnífica e pode criar versões infinitas de onde quer estar.
  16. 16. Revisão de vida Pouco depois de voltar para casa a alma encontra novamente com seu conselho. O interrogatório irá incluir todas as atividades da alma durante o período em que esteve fora do Lar. Eles avaliam todos os seus contratos e lições, e o serviço que pode ter tido tempo de oferecer a outros. Com todo esse conhecimento em mãos, a alma tenta incorporar toda a sabedoria que suas experiências disponibilizaram. Pode demorar um pouco (no tempo da Terra) para que tudo seja compreendido. Se qualquer uma de suas lições não foi concluída ou entendida, ela vê, com a assistência de seu conselho, o que ela não conseguiu entender, e faz anotações para incluir isso em sua próxima encarnação. Vivendo Entre Encarnações Uma vez que a alma teve a oportunidade de terminar a revisão ao longo de sua vida mais recente, ela passa o tempo se atualizando com amigos e almas gêmeas, descobrindo o que eles fizeram em suas jornadas terrenas. A alma pode ter se envolvido em alguma atividade ou outra coisa na Terra e querer acompanhar o progresso de seu desenvolvimento com cuidado. No retorno, a alma pode até mesmo tornar-se um guia para ajudar as almas ainda envolvidas no projeto. Quando as almas mais jovens (que não foram para a Terra muitas vezes) retornam, elas às vezes são confundidas por toda a informação sensorial que já está disponível para elas. Tudo o que foi experimentado por seus companheiros está disponível para download. Não é incomum que elas precisem de ajuda para lidar com esta informação e aconselhamento sobre o que pode ser feito com isso. Um grupo de almas está sempre disponível para ajudar com o processo de integração e aclimatação. Grupos de almas que tiveram experiências semelhantes, enquanto na Terra, tais como tendo cometido suicídio, podem se reunir para compartilhar suas experiências, para que possam entender melhor as implicações de seus próprios sentimentos e as reações das outras pessoas. Alguns tomam a posição de conselheiro para ajudar aqueles que estão experimentando essas dificuldades. Como já mencionamos, a alma pode escolher sua aparência no Lar, por isso há almas que ajudam com aquelas que desejam permanecer crianças por mais algum tempo, e aquelas que sentem que merecem sua deficiência física - até que elas entendam a lição por trás disso. À medida que a alma se comunica com aqueles que estão no Lar, ela toma ideias do que poderia desejar realizar em seguida. Enquanto monitora o que mais está acontecendo no planeta e em outros lugares, ela procura decidir quais novas aventuras aumentariam a sua sabedoria e, em seguida, começa a falar com o seu conselho para planejar a próxima viagem. Retornando à Fonte Esta é uma seção que o leitor poderia estar esperando vir por agora. A verdade da questão é que as almas nunca estão longe da Fonte. A Fonte de energia está em todo lugar e em tudo. Fonte de energia é a própria energia de cada alma individual. As almas nunca têm que voltar, porque elas nunca partiram.
  17. 17. Comentário: Journey of the Soul Energia Paradoxo, uma aparente contradição que pode, contudo, ser verdade, é uma palavra que vem à mente ao ler a descrição de reencarnação de acordo com os Mestres. No início da jornada da alma está o tão-falado "rompimento" da alma individual e de pequenos grupos de alma por e a partir da Fonte. Sendo assim separados da Fonte, as almas ganham individualidade, reforçada pela férrea lei universal que todas as almas têm a liberdade de escolher o seu próprio caminho. Cada alma é, então, associada a suas almas gêmeas, que trabalham com ela em um sistema recíproco de contratos úteis. O paradoxo neste acordo é que deixar a Fonte é apenas uma maneira de olhar as coisas. A alma ainda permanece eternamente parte da Fonte, ressoando com a sua energia e voltando para contribuir com todo seu conhecimento para o banco de conhecimento Akáshico, adicionando a sabedoria que ganhou na Terra com a sabedoria do todo universal. Deixar a Fonte é uma maneira de olhar para isso, permanecer para sempre uma verdadeira parte da Fonte é a outra. Se você como eu, tem se alimentado a partir da bacia do pensamento religioso tradicional, este aspecto da reencarnação é muito mais difícil. Estamos acostumados com as grandes histórias da mitologia humana, a busca da visão, o Walkabout*, o desejo do indivíduo de seguir avante e procurar seguir a sua bem-aventurança. O resto dos contos da nossa jornada da alma é refrescante assim. Mas o coração da jornada, do início ao fim, é novo e, por ser desconhecido, inquietante. É porque a crença em Deus, o juiz eterno, com a qual temos sido nutridos, fica no caminho da verdade. (Walkabout: se refere a um rito de passagem dos Aborígenes, na Austrália.) Quando os Mestres foram ditando este livro para Toni Winninger eles insistiram que não deveríamos nunca, jamais, usar o pronome pessoal ("quem") quando se refere à Fonte. Na verdade, Fonte é melhor não ser chamada de "a" fonte, e eu acredito que se não fosse por conveniência deveríamos escrever "fonte", sem um "F” maiúsculo, porque não estamos escrevendo sobre uma pessoa, mas uma energia. Fonte não é nem mesmo como a versão cristã do Espírito Santo, porque, na verdade, Espírito Santo é uma pessoa, uma face de um personagem divino que é totalmente diferente de nós. Ao considerar a relação da alma com Fonte não existe diferença essencial. A verdade é que precisamos recorrer à física moderna, se quisermos entender completamente a jornada da alma. Einstein identificou o mundo físico que todos nós habitamos como sendo energético. Energia é o alicerce de nossa realidade física, do planeta em que vivemos e do universo do qual somos uma minúscula parte. Tudo é energia e não há nada além disso. Paradoxalmente é como os físicos tratam de apoiar a nossa premissa básica, assegurando-nos que a "Teoria unificada de tudo" é sobre a energia dinâmica, não sobre matéria estática. E a energia mais dinâmica que podemos identificar é o amor incondicional em sua mais pura forma sensível, a divindade. O conceito de "energia divina" é o mesmo que "ser divino", embora estejamos novamente dispostos a admitir o uso da palavra divina porque linguagem demanda simbolismo. Assim, paradoxalmente, não existe a pessoa de Deus. O divino é tudo, em toda parte, e, entretanto na Fonte temos um pensamento, força energética que se envia através de almas individuais para descobrir o que ela não sabe sobre a perfeição de sua própria essência, amor incondicional. Isso, certamente, é o paradoxo final!
  18. 18. Devemos acrescentar que de forma alguma este ensinamento é uma forma de panteísmo - encontrando uma divindade em miniatura em cada rocha e árvore. No entanto, no sentido dinâmico, energético, a divindade verdadeiramente está em todos os lugares, porque toda a energia é composta de energia da Fonte, e energia é tudo, em todos os lugares. Ética Livrar-se da ideia de qualquer separação entre o Criador e a criação é o ponto de partida para maior perplexidade. A jornada da alma é aprender as lições em um mundo bifurcado, deliberadamente dividido pela Fonte em energia positiva e negativa. Ao vir para o planeta Terra a alma pode escolher viver em ambos os lados da experiência negativa: ser o valentão ou o intimidado, Hitler ou uma das vítimas de Hitler. A escolha não tem nada a ver com certo ou errado em termos humanos; sistemas éticos não se aplicam à nossa escolha de vida porque este é o papel que escolhemos jogar. Em um filme ou uma peça de teatro podemos querer condenar (ou vaiar) o vilão enquanto ele corta a garganta de sua vítima, mas podemos aplaudir a habilidade do ator e premiá-lo com um Oscar. O Planeta Terra é um palco e as almas são apenas jogadores. Elas estão aqui para ganhar conhecimento do positivo e negativo, e aprender a viver e morrer em um mundo uniformemente equilibrado entre ambos. É por esta razão que céu e inferno são apenas estados de espírito aqui na Terra. Não há julgamento sobre a bondade ou maldade de nossas vidas, porque a ética humana é sobre o papel que jogamos, e não sobre nossas almas. Não haver julgamento significa que não há recompensa celestial ou punição infernal. As almas vão para o Lar depois de cada vida, assim como os atores vão pra casa após cada apresentação de uma peça. Não há julgamento, como a religião e a ética teriam, mas existe a avaliação feita por cada alma que retorna, auxiliada por seu conselho de doze colegas. Isso porque a alma programou-se para aprender lições, e para cumprir os contratos feitos com outras almas. Assim como as vezes os atores humanos executam mal seus papéis, então as almas encarnadas podem se distrair, permitindo que o ego humano domine seu senso de propósito, ou assuma mais desafios do que elas podem controlar. Existe um equilíbrio delicado para essa avaliação, não é crítica, porque tudo está em amor incondicional. A meta é concluir as lições, e este é um aspecto do que é procurado no processo de avaliação. Reencarnação O objetivo dos Mestres em nos fornecer este manual é de alcançar a clareza. Eles são solidários com a dificuldade que algumas pessoas têm de acreditar em um livro alegadamente ditado por um grupo de guias espirituais do Outro Lado para um canal psíquico humano. Os mestres também estão gentilmente conscientes daqueles cujas sensibilidades e crenças religiosas são desafiadas ou mesmo ofendidas pelas explicações feitas neste livro. Eles nos asseguram que eles não estão tentando marcar pontos ou ganhar uma discussão. O que os mestres estão amorosamente fazendo é apresentando os fatos de "O quê, Porquê, e Portanto da Vida", de modo que, acreditando ou não, você vai saber o que eles são. Não há nenhuma conversão envolvida, nenhuma igreja, templo ou mesquita para se afiliar. Eles apenas esperam que você vá perguntar ao seu eu intuitivo, sinceramente, "O que eu sinto sobre tudo isso?" Peter Watson Jenkins
  19. 19. Glossário Conselho de Aconselhamento: Um grupo de guias, geralmente em número de doze, que ajudam uma alma a escolher lições que ela deseja experimentar. Uma vez que a alma retorne ao Lar eles a ajudam a fazer melhor uso das lições aprendidas. Registros Akáshicos: Uma biblioteca energética contendo registros de todo o conhecimento e sabedoria adquirida através das experiências que as almas tiveram na Terra. Cada alma tem seu próprio registro do que aconteceu ao longo de cada de suas muitas encarnações. A biblioteca contém registros de tudo realizado por todas as almas que passaram algum tempo na Terra. Sistemas de crenças: pensamentos e ações, inicialmente recebidos e copiados de nossos pais, da religião e da sociedade, estruturando o nosso comportamento. Depois de ganhar consciência de si, uma alma pode reescrever ou adaptar essas crenças recebidas para cumprir com o seu próprio entendimento da realidade. Contratos: Acordos voluntários que as almas fazem umas com as outras, enquanto no Lar, para garantir que elas terão a experiência certa na Terra para ajudá-las a aprender as lições físicas que desejam. Ego: Uma função da mente física que emprega julgamento e mede como as pessoas percebem a si mesmas. É um esboço para que a alma opere em sociedade, para que ela possa aprender lições e adquirir sabedoria. É uma compilação de sistemas de crenças humanas consideradas necessárias para uma pessoa existir em seu corpo físico. Essência: A realidade do que a alma é, uma parte eterna da Fonte. Liberdade de Escolha: Uma lei universal que diz que todas as almas têm o direito definitivo para decidir exatamente o que elas vão fazer enquanto encarnadas. Ela se estende a todos os aspectos da vida, desde a escolha dos pais biológicos, as lições que almas vão aprender, como cada lição é executada durante o seu tempo na Terra, e a forma e momento de sua morte física. Lar: Não é um lugar físico, mas sim uma dimensão energética de amor incondicional e de conexão consciente com Fonte. É onde cada alma trabalha com seus guias e Conselho. Toda a alma atualmente não encarnada está conscientemente dentro da dimensão do Lar. Encarnado: Uma alma que desceu ao planeta Terra para adquirir conhecimento e agora está em um corpo físico. Julgamento: Um estado de espírito que só existe na dimensão física da Terra. Por causa da dualidade e da polaridade do planeta Terra, tudo tem um oposto. Os seres humanos classificam todas as outras pessoas por uma impressão de onde os outros existem em uma escala pessoal, ética e religiosa de “bom” ou “ruim”. Carma: Um termo que se relaciona com os efeitos de uma ação tomada pelos seres humanos. Muitas pessoas o usam para explicar o que elas consideram como experiências ruins que tiveram. Isso é impreciso em sua aplicação à experiência humana. A visão precisa é apenas o efeito energético de ação previamente tomada. Conhecimento: a consciência dos fatos e princípios, mas não necessariamente como usar ou aplicá-los à vida. Vida-lições: Várias experiências que a alma pré-planejou na Terra, que lhe permitem adquirir conhecimento e sabedoria. Reencarnação: O processo que a alma utiliza para vivenciar lições para obter sabedoria. Depois de completar uma encarnação física, a alma retorna para o Lar para avaliar suas experiências e determinar o que mais deseja aprender. Em seguida, ela reencarna entrando em um novo corpo físico, a fim de ter mais experiências.
  20. 20. Almas: peças individualizadas de energia separadas por e a partir da Fonte, a fim de ter experiências únicas fora do perfeito. As almas são todas as partículas da Fonte, de modo que cada um é também Fonte. Todas as almas são iguais, independentemente da casca humana que podem ter escolhido habitar. Alma Grupo: Aquelas almas que vieram a ser mais ou menos no mesmo momento. O grupo geralmente integra 144 almas. Almas Gêmeas: Membros do seu grupo de alma com quem você encarna repetidamente, e com quem você faz seus contratos mais importantes. Normalmente as mesmas 18-24 almas. Fonte: O ponto de origem de tudo o que é conhecido pelos seres humanos, e tudo o que existe. É a energia do amor incondicional, a maior energia de vibração em qualquer lugar, e é encontrado em tudo. Fonte não faz julgamentos e não recompensa ou pune as almas. Chama Gêmea: A última alma da qual uma alma é separada quando a individualização da Fonte acontece. Universo: Para os seres humanos, toda a criação visível aos nossos sistemas ópticos, incluindo os corpos celestes e todo o espaço entre as massas sólidas. Para a Fonte e as almas, o universo inclui tudo o que existe, seja na aparência física ou puramente energética. Sabedoria: A consciência dos fatos e princípios da vida espiritual, juntamente com a compreensão de como aplicá-los na vida. Livros pelos Mestres Celestial Voices, Inc. vende os seguinte livros em Inglês em seu site: http:// www.celestialvoicesinc.com Explorando Reencarnação Lições de Vida, Nosso propósito em sermos humanos Como eu Morri (e o que eu fiz logo a seguir) Sabedoria do Mundo Espiritual Conversando com líderes do passado Falando com Mulheres do século XX Falando com Homens do século XX Cura, Saúde e Harmonia (2012) Também está disponível a partir de Amazon.com e Amazon.co.uk Kindle, Nook, Kobo, Sony, da Apple, Diesel, Smashwords e onde os livros sobre o catálogo Ingram são vendidos.

×