O maior problema é o meu
1. - INT.EXT. TELA PRETA/RUA/CARRO DE BETO/SALA DE BETO -NOITEMONTAGEM ALTERNA:COM A TELA PRETAOuve-se apenas o som do mot...
2.4. - INT. DENTRO DO BAR - NOITEBeto se senta em um banco do balcão, ao lado esquerdo deFlávio. Coloca a chave do carro e...
...CONTINUANDO:                                       3.                    FLÁVIO          Foda. Quando a coisa vai      ...
...CONTINUANDO:                                         4.                    BETO          É uma merda, mesmo. Lei       ...
...CONTINUANDO:                                       5.                    FLÁVIO          Mudaram a taxa de câmbio na   ...
...CONTINUANDO:                                          6.Beto ri desfarçadamente e estede a mão para cumprimentarFlávio....
...CONTINUANDO:                                 7.                    FLÁVIO (...cont.)          Ela tá bem velinha, não c...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O maior problema é o meu

149 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
149
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O maior problema é o meu

  1. 1. O maior problema é o meu
  2. 2. 1. - INT.EXT. TELA PRETA/RUA/CARRO DE BETO/SALA DE BETO -NOITEMONTAGEM ALTERNA:COM A TELA PRETAOuve-se apenas o som do motor do carro de Beto.NA RUAO carro de Beto, 25, aparece e segue por uma rua vazia eescura. A câmera filma somente a roda do veículo.DENTRO DO CARRO - NO BANCO DA FRENTEBeto segura o volante com o braço direito esticado, a mãoesquerda apoiada no vidro do carro segura a cabçea.Enquanto dirige seu rosto mantém uma expressão carregada.SALA DE BETO (FLASHBACK)Beto está sentado em um sofá e Milena, 19, segurando umcelular, está deitada com as pernas em seu colo. MILENA Sabe o que é uma pessoa estar todos os dias em seus sonhos? Nem que ela não seja o principal, mas essa pessoa está sempre lá, nem que seja só pra dar um ‘oi’.DENTRO DO CARROBeto continua a dirigir o carro e sua expressão fica maisconsternada. MILENA V.O. E aí você acorda todas as madrugadas e todas as manhãs pensando nela. Nos meus sonhos essa pessoa é você.2. - EXT. FRENTE DO BAR - NOITEO carro de Beto para em frente ao bar. Beto desce do carroe bate a porta com força. Ele caminha até a porta do bar eentra.3. - INT. DENTRO DO BAR - NOITEBeto entra no bar. A câmera filma o interior do bar decima, e Beto entra aos poucos na cena. Algumas pessoasestão sentadas em algumas mesas e duas ao balcão. Umadelas, a direita do plano, é Flávio, 41, vestindo um ternopreto, camisa branca com colarinho aberto e gravata sobreo balcão; no canto esquerdo do plano, um senhor de,aparentemente, 60 anos e com aparência bêbada e “acabada”.Ao centro da cena o barman limpa uma coqueteleira.
  3. 3. 2.4. - INT. DENTRO DO BAR - NOITEBeto se senta em um banco do balcão, ao lado esquerdo deFlávio. Coloca a chave do carro e um maço de cigarrossobre o balcão. BETO Me vê um caubói.O barman serve a bebida à Beto que a bebe de uma vez. BETO Manda mais um.Flávio olha curioso para Beto. Ele volta o olhar para seucopo de chopp e volta a olhar para Beto. FLÁVIO Dia difícil? BETO (suspira aparentemente irritado) Dias difíceis. FLÁVIO Sei como é.(termina de beber o copo de chopp) BETO Não, não sabe. FLÁVIO Sei, sim, pô. BETO Não. Não sabe, não.Eles se olham por um instante. BETO Esquece vai. FLÁVIO Não. Me diz, então. BETO Mulher, xará. FLÁVIO Ah, terminou namoro e tá arrependido? BETO Não. Terminaram comigo. De um dia pro outro. (CONTINUA...)
  4. 4. ...CONTINUANDO: 3. FLÁVIO Foda. Quando a coisa vai detonando fica difícil. BETO Não, cara. Tô falando. Foi de um dia pro outro. Literalmente. Na segunda era “eu te amo”, e na terça virou ”não sei o que sinto por você”. FLÁVIO Hum. BETO Diz ela que estava pensando nisso durante o último mês de namoro. Mas no último mês tava tudo bem, tava sendo a melhor fase. (nesse momento Beto fala com o olhar distante)Beto deixa os pensamentos de lado aparentando estar umpouco perturbado quando ouve a voz de Flávio. FLÁVIO É...são coisas que acontecem por aí com todo mundo. BETO A questão não é o que acontece com todo mundo por aí. O problema não é se isso é normal ou não, se Deus quis, ou sei lá o que. O ponto é que não tem que acontecer. FLÁVIO Para, rapaz. Fim de relacionamento é o que mais tem por aí. Você não é o sortudo da vez. BETO Sou, sim. A dor é minha, o sortudo sou eu.Beto pega o maço de cigarros em cima do balcão, retira ume pergunta ao barman. BETO Pode fumar aqui? Não, né?!O Barman apenas olha para Beto e aponta com a cabeça oadesivo de “proibido fumar” atrás dele. Enquanto guarda ocigarro Beto resmunga. (CONTINUA...)
  5. 5. ...CONTINUANDO: 4. BETO É uma merda, mesmo. Lei anti-fumo, anti-bebida, anti, anti, anti...nada pró. Porra! FLÁVIO Calma, rapaz. Essas leis ao menos são úteis.Beto olha com descrença para Flávio. FLÁVIO Pense que existem umas piores, que te ferram a vida e você fica sem entender o por que. BETO Tipo o que? FLÁVIO Tipo lei cambial. Isso altera a vida do povo, muda a vida de gente que tá até fora daquele país e ninguém percebe...aliás, percebe, mas quando a merda tá feita.Beto faz cara de deboche e irrita Flávio. FLÁVIO É, provavelmente perder a namorada-sem-respeito é pior que perder o ganha pão da família. BETO Não. Fala aí. Que que aconteceu? FLÁVIO Ah, mudaram a porra da taxa cambial...Neste momento Beto volta a falar e interrompe Flávio,deixando-o irritado denovo. BETO É que tá foda. Isso tudo acontecendo... FLÁVIO Porra, tú vai me deixar falar ou não? BETO Manda aí. (CONTINUA...)
  6. 6. ...CONTINUANDO: 5. FLÁVIO Mudaram a taxa de câmbio na China, e os americanos, pra não ficar pra trás, resolveram alterar a sua também. BETO E daí? FLÁVIO E daí que isso é uma bola de neve. Esses dois filhos da puta ficam brigando e agora a União Européia vai fazer igual.Neste instante Flávio fica mais irritado, gesticulando edando socos no balcão enquanto Beto apenas observa. FLÁVIO E isso gera insegurança no mundo, que fica mais tenso e a economia segue pro buraco. Bando de gente burra! BETO Trabalha com o que? FLÁVIO Trabalhava num banco americano. Fui demitido hoje. BETO Hum. FLÁVIO E sabe o que mais irrita? Saber que fui mandado embora por causa do meu salário. Não tive chance de negociar. Foi um simples, adeus! Enquanto isso o desgraçado do meu chefe tá lá, com um salário bem maior do que eu tinha fumando um charuto. Corno! BETO Ex-chefe. FLÁVIO O que? BETO Ex-chefe. Agora ele é seu ex-chefe, né. Você foi despedido. FLÁVIO Cara, se você tá tentando ajudar não tá dando certo. (CONTINUA...)
  7. 7. ...CONTINUANDO: 6.Beto ri desfarçadamente e estede a mão para cumprimentarFlávio. BETO Meu nome é Beto. FLÁVIO Flávio. (retribuindo o gesto) Qual o nome da pilantra?Beto começa a levantar o copo para beber o whisky. BETO Mi...Milena. E o do corno? FLÁVIO Afonso.Nesse momento ouve-se ao fundo a risada de alguém. O velhoestivera próximo a eles ouvindo a conversa. VELHO Bobagem! Vocês ficam com esses problemas. Por isso não tenho mais mulher. Cansei da falta da verdade. Cansei da minha dor ser por irresponsáveis.O Velho bebe o copo de pinga. VELHO Por isso também não trabalho mais. Viver sem vida é para os fracos. Vivo com a cachaça. Ela e eu. E quando minha rica aposentadoria do mês acaba, perco a única companhia que tenho.Beto e Flávio observavam o Velho atentamente e permanecemem silêncio por um tempo. Após isso Beto começa a falar deoutro problema, mas Flávio também começa a falar. O Velhoresmunga pedindo mais cachaça enquanto bate o copo nobalcão. BETO Você não faz ideia do que aconteceu quando tava vindo pra cá. Um maldito me fechou no cruzamento, quase me acertou. Saí de lado com o carro e ainda precisei desviar de um poste. Foi por muito pouco. Cheguei a ficar gelado de medo. FLÁVIO Não. E minha sogra que me aparece em casa dizendo estar grávida. (MAIS...) (CONTINUA...)
  8. 8. ...CONTINUANDO: 7. FLÁVIO (...cont.) Ela tá bem velinha, não coordena muito o que diz. Minha mulher fica preocupada, acaba não tendo paz, fica estressada...e isso me estressa também. Não sei até quando ela aguenta. FADE OUT

×